sexta-feira, 29 de maio de 2009

Prefeitura de Rodrigues Alves anuncia pacote de obras para o verão



Depois que retornou, nesta quinta-feira (28), de uma viagem a Rio Branco onde se reuniu com o governador Binho Marques, o prefeito de Rodrigues Alves, Francisco Ernilson, o Burica, anunciou um pacote de obras que serão executadas a partir deste verão. Os investimentos serão feitos em reformas de escolas, recuperação de ramais, construção de um novo hospital, instalação de uma torre de telefonia móvel, construção de uma feira livre e do canal no igarapé que cruza a cidade.

Investimentos fazem parte de convênios com o Governo do Estado e emendas do senador Tião Viana

Depois que retornou, nesta quinta-feira (28), de uma viagem a Rio Branco onde se reuniu com o governador Binho Marques, o prefeito de Rodrigues Alves, Francisco Ernilson, o Burica, anunciou um pacote de obras que serão executadas a partir deste verão. Os investimentos serão feitos em reformas de escolas, recuperação de ramais, construção de um novo hospital, instalação de uma torre de telefonia móvel, construção de uma feira livre e do canal no igarapé que cruza a cidade. As obras fazem parte de convênios firmados com o Governo do Estado.

Nos primeiros meses da administração, Burica priorizou a reforma das escolas da zona urbana pelo motivo de não ser possível realizar obras no interior, no período de inverno. Com a estiagem, o prefeito resolveu buscar recursos junto ao Governo do Estado e teve a garantia do governador Binho Marques de que, todas as escolas que precisam de reforma serão recuperadas.

Na reunião com o governador, Burica falou de sua preocupação com a recuperação de ramais. Rodrigues Alves é o município do Juruá com o maior número de Projetos de Assentamento e na grande maioria, os moradores necessitam de estradas para escoar seus produtos. Através de parceria firmada com o Deracre e com o apoio do INCRA, a Prefeitura vai trabalhar com a meta de melhorar as condições de trafegabilidade em 180 quilômetros de ramais este ano.

"Vamos fazer um bom serviço para que os produtores do nosso município tenham acesso à cidade no inverno e no verão. O governo vai disponibilizar máquinas e combustível e a prefeitura também vai colocar máquinas e funcionários para que possamos atender o maior número de ramais possível até o final do verão" - garantiu o prefeito. Parte da estrutura de maquinário e equipamentos também será empregada na recuperação das ruas da cidade, nas operações de tapa buracos que terão início a partir do próximo mês.

Na parte de infra-estrutura urbana, o município será beneficiado com uma grande obra de urbanização. O governo liberou R$ 2 milhões para a construção de um canal no Igarapé que cruza toda a área urbana da cidade. A Prefeitura contará também com o apoio do senador Tião Viana que destinou uma Emenda Individual, da ordem de R$ 400 mil para a conclusão do projeto. "Esse é um grande investimento que traz vários benefícios sociais para a população.

Vai gerar emprego e renda, melhorar as condições sanitárias da cidade para evitar doenças, proporcionar um espaço de lazer para as famílias e, além disso, vai mudar por completo o aspecto visual da cidade" - afirmou Burica.

Burica destaca apoio do Senador Tião Viana


O prefeito Burica destacou o apoio que vem recebendo do senador Tião Viana, que já visitou Rodrigues Alves e tem garantido recursos para o desenvolvimento do município.

“ Vamos construir uma feira para que os produtores rurais possam chegar a cidade e ter um espaço adequado para vender seus produtos. A obra também será executada com recursos de Emenda Individual do senador Tião Viana. Burica garantiu que a prefeitura vai contar ainda com o apoio do senador e do Governo do Estado para instalar no município o sistema de telefonia celular.

“Não admito que os moradores de Rodrigues Alves não possam utilizar as tecnologias modernas que facilitam a vida da população. Logo que assumi a prefeitura trouxemos para o município a internet e agora vamos fazer o maior esforço possível para que possamos ter o sistema de telefonia celular” – afirmou o prefeito.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Segurança da ELITE agride mais um profissional da imprensa



A agressão sofrida pelo colunista social do Site Guia do Juruá, o jovem Sérgio Lobão, que estava realizando a cobertura do baile “Vai Tomar no Fusca”, na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e prestou queixa na Delegacia de Polícia por ter sido agredido com socos e empurrões pelo segurança "Fábio", da “ empresa de segurança ELITE”, no término do baile, apenas por ter apontado em direção ao mesmo, para mostrar a um amigo que ele teria lhe ameaçado de expulsá-lo d o clube, precisa ser melhor visto pelas autoridades do setor de segurança do município.

Elson Costa

A agressão sofrida pelo colunista social do Site Guia do Juruá, o jovem Sérgio Lobão, que estava realizando a cobertura do baile “Vai Tomar no Fusca”, na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e prestou queixa na Delegacia de Polícia por ter sido agredido com socos e empurrões pelo segurança "Fábio", da “ empresa de segurança ELITE”, no término do baile, apenas por ter apontado em direção ao mesmo, para mostrar a um amigo que ele teria lhe ameaçado de expulsá-lo d o clube, precisa ser melhor visto pelas autoridades do setor de segurança do município.

A situação acima descrita pode parecer uma coisa normal e corriqueira, enfrentada pelas pessoas que freqüentam os locais de diversão da cidade, mas neste caso, apenas confirma que “profissionais” contratados para fazer segurança, são pessoas despreparadas e submetem a riscos até de vida aqueles que supostamente estariam cuidando, como já aconteceu por diversas vezes e os responsáveis pela empresa estão a ignorar as brutalidades praticadas por alguns de seus integrantes.

Momento oportuno registramos nossa indignação pela forma grosseira e brutal que o colunista foi agredido e lembramos que alguns integrantes da ELITE tem se portado de forma grosseira, colocando em risco a vida de pessoas, como aconteceu no mês de dezembro do ano passado, quando o dito segurança agrediu de forma irresponsável e covarde, com golpe de arte marcial o jovem fotógrafo do Jornal Voz do Norte, que participava de um baile na AABB.

Agressor reincidente

Metido a lutador, o segurança Fábio é daqueles que encara as pessoas com arrogância, como aconteceu na audiência que participou como réu no Juizado de Pequenas Causas, juntamente com outro segurança da Elite, de nome Antonio Nogueira dos Santos, ocasião em que foram condenados por agressão. Mas, o pai do jovem agredido, que o acompanhou na audiência, o avisou que aquele tipo de ameaça moral não o intimidaria. O segurança negou ter agredido o jovem, afirmando apenas tê-lo imobilizado, mas quando a foto da agressão foi mostrada, a Promotora de Justiça entendeu ser verdade a denúncia e pediu a condenação dos dois seguranças que foram sentenciados a pagar Pena Pecuniária em favor da Pastoral da Saúde.

Na referida audiência os autores da infração se comprometeram “a partir daquela data, a não mais entrar em conflito com a vítima, sendo certo que o descumprimento, poderia gerar um novo processo criminal com suas conseqüências”, determinou a sentença do Juizado Especial Criminal da Comarca de Cruzeiro do Sul.

Pelo visto, o valentão continua com sua arrogância a agredir as pessoas, principalmente as que estão fazendo seu trabalho, sendo necessário que as autoridades tomem providências urgentes para impedir o mesmo de atuar como segurança e evitar que um dano maior aconteça a um cidadão de bem.


Problemas sociais são temas de Coferência de Assistência Social em Cruzeiro do Sul



Está sendo realizada em Cruzeiro do Sul a Primeira Conferência Municipal de Assistência Social. Representantes de diversas instituições se reuniram no Seminário Menor para debaterem sobre as políticas públicas de assistência social. O encontro teve início nesta quinta-feira (28) e se encera sexta-feira (29).

Mazinho Rogerio

Está sendo realizada em Cruzeiro do Sul a Primeira Conferência Municipal de Assistência Social. Representantes de diversas instituições se reuniram no Seminário Menor para debaterem sobre as políticas públicas de assistência social. O encontro teve início nesta quinta-feira (28) e se encera sexta-feira (29).

Durante os dois dias os gestores da Secretaria Municipal de Assistência Social, dirigentes dos Conselhos, Tutelar, do Idoso, de Saúde, de Assistência Social e de outras instituições, travam um inteso debate sobre as políticas públicas de assistência social do município. O encontro conta também com a participação de beneficiários das ações de assistência social no município.

Na Conferência os participantes levantam os principais problemas sociais enfrentados pela população e apontam as possíveis soluções. Durante o evento, foram formados 8 grupos temáticos que discutiram sobre determinados temas referentes à assistência social. Cada grupo deve apresentar propostas para um relatório que será elaborado no final do encontro que servirão como base para que os gestores implememtem as políticas de assistência social no munnicípio.

O vice-presidente do Conselho Estadual de Assistência Social, Maurício Rebouças, ministrou uma palestra para explicar a importâncias das entidades represntativas das sociedade no encontro. "É de fundamental importância a participação das associações de moradores, do movimento das mulheres e de outras entidades para apresentarem as propostas da comunidade na Conferência" - disse Maurício.

No final da Conferência serão escolhidos dez delegados de Cruzeiro do Sul para participarem da Conferência Estadual que será reailziada em Rio Brnaco no período de 17 a 22 de agosto. Na Conferência Estadual serão apresentadas as propostas que foram emcaminhadas nos encontros realizados em todos os municípios do estado.

O prefeito em exercício Mazinho Santiago esteve presente na abertura da Conferência e falou sobre a importância de uma política social que atenda as necessiades dos menos favorecidos.

A secretária de ação social de Cruzeiro do Sul, Rosa Sampaio, fez uma explanação da atual política social do munnicípio apresentado dados sobre os programas de apoio às famílias carentes da cidade. "Esse é o momento para que todas as entidades possam apresentar as principais necessidades da população para que possamos melhorar cada vez mais a assistência aos cidadãos" - disse Rosa.

Deracre anuncia data para e reabertura da BR 364 e para recuperação de ramais



O diretor do DERACRE, Marcus Alexandre, esteve em Cruzeiro do Sul nesta quarta-feira (27) e anunciou a data para o início da recuperação de ramais e para a reabertura da BR 364. A previsão do Governo é liberar o tráfego até Rio Branco a partir da primeira semana de julho.


Mazinho Rogerio

O diretor do DERACRE, Marcus Alexandre, esteve em Cruzeiro do Sul nesta quarta-feira (27) e anunciou a data para o início da recuperação de ramais e para a reabertura da BR 364. A previsão do Governo é liberar o tráfego até Rio Branco a partir da primeira semana de julho.

Devido à freqüência das chuvas, os trabalhos de recuperação de ramais na região do Juruá devem ter início mais tarde do que nos anos anteriores. O diretor Estadual do Deracre, Marcus Alexandre que se reuniu nesta quarta-feira com os servidores do DERACRE em Cruzeiro do Sul, informou que a previsão é que os serviços tenham início no dia 20 do próximo mês.

Esta semana, o Governo do Estado firmou convênio com o INCRA para realizar os serviços nos ramais que dão acesso aos Projetos de Assentamento. A parceria vai garantir um investimento de R$ 10 milhões para a recuperação da malha viária de todo o estado.

Por enquanto, ainda não foram definidos quais ramais serão recuperados, nem por onde começam os serviços. Segundo Marcus Alexandre, a programação será feita em parceria com as entidades representativas dos trabalhadores rurais e com as prefeituras. O objetivo do Governo é recuperar, este ano, cerca de 800 quilômetros de ramais nos municípios de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima.

Já os trabalhos de reabertura da BR 364 tiveram início há duas semanas. Marcus Alexandre afirmou que, todos os anos, o Governo trabalha com a finalidade de liberar a BR para o transito até Rio Branco o mais cedo possível, mas, esse ano, a chuva dificultou o andamento dos serviços.

Por isso, a previsão é que no começo do mês de julho a estrada tenha condições de tráfego de Cruzeiro do Sul à capital do estado.
"Estamos com três frentes de serviço para concluir os trabalhos de reabertura da BR até o início de julho" - afirmou o diretor do DERACRE

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Seguranças sem qualificação agem com truculência em casas noturnas de Cruzeiro Sul



Seguranças particulares de um grupo denominado "Elite" são acusados de praticarem abordagens agressivas contra frequetadores de casas noturnas de Cruzeiro do Sul. Na Delegacia Geral de Polícia Civil da cidade várias denúncias já foram apresentadas contra integrantes do grupo. O último caso de agressão aconteceu sábado (23) em uma festa realizada na Associação Atlética Banco do Brasil - AABB.


Seguranças particulares de um grupo denominado "Elite" são acusados de praticarem abordagens agressivas contra frequetadores de casas noturnas de Cruzeiro do Sul. Na Delegacia Geral de Polícia Civil da cidade várias denúncias já foram apresentadas contra integrantes do grupo. O último caso de agressão aconteceu sábado (23) em uma festa realizada na Associação Atlética Banco do Brasil - AABB.

Mário Sérgio Pedroza Lobão, colunista social do Site Guia do Juruá que divulga os eventos culturais da cidade, prestou queixa, na última segunda-feira, contra o segurança Fábio James Araújo. O colunista garante que foi ameaçado de ser expulso da festa pelo segurança e ao término do baile, quando estava saindo do clube, foi agredido com socos e empurrões.

A vítima afirma que caminhava do lado de fora do salão de festa quando foi surpreendido com um soco no peito e com a seguinte frase "O que você queria me ameaçando?". Em seguida, o colunista foi agarrado pela camisa e empurrado contra uma barraca de venda de bebidas.

Sérgio Lobão revelou ter apontado em direção ao segurança para mostrar a um amigo que seria Fábio quem havia lhe ameaçado de expulsar do clube, por isso sofreu as agressões.

Outro caso de truculência, praticado pelo mesmo segurança, ocorreu em um Baile a Fantasia realizado no ano passado. O fotográfo Aureo Neto, do Jornal Voz do Norte, que participava da festa também foi vítima de agressão. Neto foi agarrado pelo segurança e arrastado, de dentro do mesmo clube, com um golpe no pescoço que ocasinou hematomas.

Também existem denúncias de que muitos integrantes do Grupo Elite, não prestaram os cursos de qualificação obrigatórios para execer a profissão. Na samana passada o Delegado de Polícia Federal, Marcel Nemen, já havia convocado os componentes do grupo para uma reunião para exigir que todos tenham qualificação profissional para continuarem atuando como segurança.
da redação

Secretária de segurança discute ações para o controle da violência nas escolas do Juruá



Em visita à cidade de Cruzeiro do Sul nesta quarta-feira, dia 27 de maio , a secretária de Segurança Pública, Marcia Regina, acompanhada do delegado geral de Policia Civil no Estado, Emilson Farias, e do comandante geral da Policia Militar, Cel.Romário Célio, paraticiparam do enceramento da 1° conferencia municiapal de Segurança Pública com Cidadania, organizada pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul. os representantes da cúpula da segurança pública no estado, participaram ainda, de uma longa reunião a portas fechadas na sede do Ministerio Publico, onde a questão em debate foi a violência nas escolas do municipio.


Em visita à cidade de Cruzeiro do Sul nesta quarta-feira, dia 27 de maio , a secretária de Segurança Pública, Marcia Regina, acompanhada do delegado geral de Policia Civil no Estado, Emilson Farias, e do comandante geral da Policia Militar, Cel.Romário Célio, paraticiparam do enceramento da 1° conferencia municiapal de Segurança Pública com Cidadania, organizada pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul. os representantes da cúpula da segurança pública no estado, participaram ainda, de uma longa reunião a portas fechadas na sede do Ministerio Publico, onde a questão em debate foi a violência nas escolas do municipio.

Estiverem presentes na reunião na sede do Ministério Público, as diretoras Aureniz Marques da escola Dom Henrique Ruth e Iria Matos da escola Craveiro Costa, os Promotore Marcos Galina, Glaucio Oshiro, os comandantes da Policia Milita e corpo de Bombeiros, e ainda os delegados das policias Civil e Federal.

A reunião durou cerca de duas horas e a principal reivindicação foi a falta de segurança que os professores e alunos hoje enfrentam nas escolas.

A diretora do colégio Craveiro Costa desabafou ao falar das situações de violência que a comunidade escolar enfrenta e solicitou, "queremos que a Secretaria de Segurança e as autoridades competentes do estado encontrem meios para amenizar a situação".

Aureniz Marques relatou que no mês de abril, em apenas um dia, quatro ocorrências graves aconteceram dentro e fora da escola envolvendo alunos do colégio. Um aluno foi assaltado na porta da escola e outro nas proximidades, um terceiro foi atropelado na frente da escola e a outra ocorencia foi uma tentativa de homicudio envolvendo dois alunos da mesma sala de aula, dentro do colégio.

Até a própria diretora já foi vítima de assalto. No momento que participava da reunião, Auraniz foi informada de que a Policia Civil havia detido três menores suspeitos de terem praticado o assalto contra sua pessoa. Aureniz relatou ainda que ja foi até ameaçada de morte por guanges que agem em torno da escola Dom Henrique Ruth.

As escolas Dom Henrique Ruth e Craveiro Costa estão situadas em regiões onde o tráfico de drogas é mais frequente no municipio, o que explica, serem as escolas com o maior indice de violência. A escola DHR, é vizinha aos bairros Mutirão Choab, Saboeiro e Cruzeirinho Novo, locais onde é grande o número de violência por conta do alto indice de bebidas alcoólicas e consumo de drogas.

Já a escola de ensino medio Craveiro Costa (a escola modelo), está situada no meio da ''Colombia'', a referência do nome é dada por conta do alto indice de venda e consumo de drogas nas proximidades da escola, que abrange os bairros do Telegrafo, Remanso, Cobal e Cruzeirão. Para a diretora, Iria Matos, a cada dia é um grande desafio, ''Por várias vezes pessoas da comunidade, principalmente jovens, já adentram armados com facão na escola, mas acredito que o principal motivo é a falta de desestruturação das familias e de oportunidade de trabalho'' - disse.

O promotor Marcos Galina, também expressou, para a secretária de Seguraça Publica e ao comandante Geral da PM coronel Romário Célio, a nescessidade de um policiamento ostensivo com mais frequencia nas ruas da cidade. Galina relatou situações que, para ele, comprovam que o número de polciais nas ruas de Cruzeiro do Sul ainda é bastante reduzido para conter a violência. Segundo o promotor, um fato ocorreu há poucos dias quando um servidor do Ministerio Publico foi entregar uma intimação no Bairro da Lagoa e ao retornar se deparou com um cidadão usando drogas dentro do carro da Promotoria.

O comandante geral da Policia Militar CeL. Roamario célio disse que a PM irá buscar novos parceiros para atender as demandas nas escolas e assim combater tambem a violência nos bairros em torno das unidades de ensino. Márcia Regina disse que "tudo que está acontecendo é por falta de espaços de lazer nos bairros, do grande consumo de bebida alcoólica e da falta de emprego que provocam a entreda dos jovens no mundo do crime".

Quanto a situação apresentada pelas diretoras, a secretária afirmou ter recebido um relatorio da situação da violência nas escolas do município e aproveitou a reunião para entender melhor o problema. A secretária afirmou ainda que será feito um plano de ação emergencial para melhorar a questão da violência nas escolas e nos bairros adjacentes, tendo em vista que 90% dos casos de violência que acontecem nas escolas tem a colaboração de pesoas da cominidade .


Bancada garante vôo diurno da TAM em Rio Branco



O vôo diurno da TAM Linhas Aéreas no trecho Rio Branco-Brasília,, que será suspenso no próximo dia 30, voltará à atividade normal no mês de julho, assegurou o diretor de Planejamento Tático da companhia, Marco Castanheiro.


O vôo diurno da TAM Linhas Aéreas no trecho Rio Branco-Brasília,, que será suspenso no próximo dia 30, voltará à atividade normal no mês de julho, assegurou o diretor de Planejamento Tático da companhia, Marco Castanheiro.

A informação foi confirmada na tarde desta quarta-feira à assessoria parlamentar da deputada Perpétua Almeida, autora da audiência entre o corpo diretor da TAM e a Bancada Federal do Acre, na última semana.

A intervenção dos parlamentares atendia ao apelo do empresariado e dos movimentos civis do Acre, que já previam uma possível estagnação nas relações econômicas com outras regiões do país.

O deputado Fernando Melo se disse muito satisfeito com a solução apontada pela TAM, uma vez que foi de sua autoria a proposta de transferir o vôo da noite para o dia. “Considero fundamental a iniciativa tomada pela deputada Perpétua Almeida. Foi graças a isso que a bancada manteve-se unida e garantiu mais esta vitória para os acreanos”, destacou Melo.

Além de Henrique Afonso, que coordena a bancada, Perpétua Almeida, Flaviano Melo, Gladson Cameli, Ilderley Cordeiro, Nilson Mourão, Fernando Melo e Sérgio Petecão comemoraram a decisão, divulgada no final da tarde. “Prevaleceu o bom senso”, disse a deputada. “Dentre todas as alternativas, esta foi a mais acertada”, disse Flaviano. As associações Comercial e da Indústria, que remeteram pedido de apoio aos deputados,

“O vôo nortuno, que sai à meia-noite da capital acreana, será extinto a partir de julho. Assim, nós iremos manter as atividades diurnas, como vínhamos fazendo desde fevereiro deste ano”, afirmou o diretor da TAM. Ele esclarece que o vôo diurno, com embarque sempre às 14 horas, será suspenso temporariamente, mas somente no mês de junho. Assim, a Gol ficará sozinha no vôo da noite, e a TAM fará o transporte dos passageiros, também sozinha, durante o dia.

Gladson vota novo salário-mínimo de médicos e dentistas




Num plenário lotado por profissionais de saúde de todo o Brasil, a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP) da Câmara dos Deputados aprovou, ontem em Brasília, o Projeto de Lei n° 3.734/08, que altera o salário-mínimo dos médicos e cirurgiões-dentistas.



Num plenário lotado por profissionais de saúde de todo o Brasil, a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP) da Câmara dos Deputados aprovou, ontem em Brasília, o Projeto de Lei n° 3.734/08, que altera o salário-mínimo dos médicos e cirurgiões-dentistas.

A medida visa modificar a Lei n°3.999 de 1961,para atualizar seu valor em R$7.000,00( sete mil) mensais e R$ 31,81(trinta e um reais e oitenta e um centavos) horários.Para o deputado Gladson Cameli,só o fato de reformular uma legislação de 1961” já dá a dimensão da aprovação do projeto,sobretudo em se tratando de saúde”.

Membro da CTASP, o parlamentar acreano participou ativamente da articulação que levou a aprovação do projeto de lei que beneficiará diretamente a classe médica e odontológica.

Segundo ele, uma forma de evitar o acúmulo excessivo e prejudicial de trabalho, ”o que reflete negativamente no atendimento dos pacientes e na atualização dos profissionais”.

Gladson lembrou que a Constituição de 1988 proibiu a vinculação do salário-mínimo como fator de reajuste para qualquer categoria, disposto também como orientação do Supremo tribunal Federal (STF),”o que deixou os pisos salariais com reajustes fixados em base de valores nominais”.

Gladson afirmou que o montante reajustado teve por base ainda atualização dos salários pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) com base nos índices inflacionários acumulados.

Como a própria relatoria do projeto reconhece, ”é o mínimo tolerável para o resgate da dignidade profissional que tem trabalhado em vários setores, mediante um salário insignificante”. O deputado lembrou ainda da necessidade de se estabelecer outro indexador que permita o reajuste periódico para o salário profissional.

O que,segundo ele, bem poderia ser a variação acumulada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor(INPC) calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE).

Com base na pretendida reestruturação dos profissionais de saúde, em particular os médicos, o deputado adiantou que ainda existem outros pontos a serem discutidos e analisados detidamente na CTASP,além do projeto de reajuste da categoria. Ele cita, por exemplo, o caso da jornada de trabalho, hoje prevista para duas horas e que deverá passar para quatro e vinte horas semanais,” em virtude dos médicos ultrapassarem continuamente a previsão atual devido a necessidade dos plantões”.para Gladson,a Câmara dos Deputados veio demonstrar sua gratidão e reconhecimento a duas categorias,”fundamentais para o bem-estar de toda a sociedade”.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Cruzeiro do Sul é palco da Primeira Conferência Municipal de Segurança Pública



Durante três dias, autoridades do esdado e do municipio se reuniram com demais representantes da sociedade civil organizada em Cruzeiro do Sul, na Primeira Conferência Municipal de Segurança Pública com Cidadania. No encontro realizado no auditorio do Seminário Menor, foram debatidos temas relcionados aos problemas de violência que afetam a população da segunda maior cidade do acreana.



Durante três dias, autoridades do esdado e do municipio se reuniram com demais representantes da sociedade civil organizada em Cruzeiro do Sul, na Primeira Conferência Municipal de Segurança Pública com Cidadania. No encontro realizado no auditorio do Seminário Menor, foram debatidos temas relcionados aos problemas de violência que afetam a população da segunda maior cidade do acreana.

Líderes comunitários, coordenadores das insituições de apoio a crianças e adolescentes que são vítimas de violência, representantes das polícias Civil e Militar, do Poder Judiciário e das entdades de assistência social estiverem na Conferência que teve início na segunda-feira (25) e se encerra quarta (27). Durante o encontro cada participante teve a oportunidade de apontar os principais fatores que contribuem com a elevação do número de crimes que acontecem na cidade e ao no final vão poder apresentar sugestões para resolver o problema.


Segundo o delegado de Polícia Civil, José Barbosa, este é um momento importante para se debater um assunto de tanta relevância no pais. "Acredito que o prefeito acertou em puxar a questão da segurança pública para o debate e aproximar mais as pessoas porque esse é um problema de toda sociedade. Sabemos que é um dever do estado em garantir a segurança pública, mas é também um dever nosso porque o ladrão vem para matar rubar e destruir, ele não tem hora e nem avisa quando vem. Então, devemos estar preparados e este é um momento dessa preparação" disse o delegado.

Barbosa chama a atenção para a participação da família na educação dos filhos para evitar que as crianças se tornem deliquentes. "As familias fazem parte da sugurança pública orientando seus filhos, participando mais da vida das crianças, conversando com os vizinhos sobre as atitudes deles. Ao mesmo tempo podem passar as informações para a polícia. Isso é que é segurança pública" - acredita o delegado.


O comandante do Batalhão da Polícia Militar em Cruzeiro do Sul, major Nascimento, também considerou importante o encontro, principalmente pela participação da populaçaão através das associações do moradores na discução dos problemas de segurança pública. "A Polícia Militar participou do encontro contibuindo com sugestões juntamente com a comunidade para melhorar a seguirança pública. Sabemos que o Governo Federal tem vários investimentos para este este setor e aqui mostramos quias são as nossas necessidades" - disse o comandante.


Cruzeirodo do Sul foi um dos três municípios do Acre contemplados a participar do Pronasci. "Estamos definindo as prioridades para apresentarmos às autoridades estaduais e federais com o obejtivo de resolvermos o problema da violência na nossa cidade" - disse o prefeito em exercício, Mazinho Santigo.

As discussões em nível de município serão levadas para a conferência estadual que acontece de 7 a 9 de julho em Rio Branco, onde serão escolhidos os delegados para participar da 1ª Conseg (Conferência Nacional de Segurança Pública) de 27 a 30 de agosto em Brasília.

Fase municipal dos Jogos Escolares chega ao final em Cruzeiro do Sul



A etapa municipal dos Jogos Escolares 2009 em Cruzeiro do Sul chegou à fase de encerramento. Os campeões da modalidade de voleibol foram definidos nesta segunda-feira (25) em quatro partidas disputadas no Ginásio de Esportes O Bezerrão.


MAZINHO ROGERIO

A etapa municipal dos Jogos Escolares 2009 em Cruzeiro do Sul chegou à fase de encerramento. Os campeões da modalidade de voleibol foram definidos nesta segunda-feira (25) em quatro partidas disputadas no Ginásio de Esportes O Bezerrão.

No primeiro jogo na categoria infantil feminina, a equipe da Escola Antônio de Barros Freire venceu as meninas do Instituto Santa Terezinha. Na mesma categoria, o time masculino da Escola São José venceu a equipe da Escola Antônio de Barros Freire por 2 sets a 0.


Os dois jogos mais disputados foram os da categoria juvenil. A equipe feminina da Escola Flodoardo Cabral conquistou o título ao vencer o time da Escola Dom Henrique Ruth por 2 X 0. “Os alunos foram muito aplicados no que nós professores ensinamos durantes os treinos e a união do grupo foi essencial para essa vitória” - disse a técnica da equipe da Escola Flodoardo Cabral, Rosa Maria Martins.


Na partida de encerramento da modalidade Voleibol, a equipe juvenil de garotos da Escola Dom Henrique Ruth deu o troco ao vencer o time da Escola FLodoardo Cabral por 2 sets a 0. O capitão da DHR, Joab Soares disse que a equipe veio preparada para vencer a competição. “Nosso objetivo é vence a etapa estadual dos Jogos Escolares deste ano” – Disse Joab.

O Professor Flávio Rosas, técnico da DHR, disse que a equipe se destacou nos jogos pela qualidade de seus jogadores. “Temos três atletas que vão compor o elenco da Seleção Acreana no Campeonato da Série B deste ano e o Igor que foi convidado para participar de competições nacionais. Isso mostra que nossa equipe está com condições de lutar pelo título de qualquer competição que participar” – disse Flávio.


Durante duas semanas o Ginásio Coberto Bezerrão, no Bairro do Alumínio, ficou lotado. Cada equipe que participou da primeira fase dos Jogos Escolares, em Cruzeiro do Sul, levou ao ginásio uma torcida organizada que incentivou os atletas do começo ao fim das partidas. A cada ponto, um barulho ensurdecedor tomava conta do Bezerrão.

Nas outras modalidades saíram vencedoras, a equipe de handebol da escola 7 de Setembro na categoria infantil masculina e na mesma categoria a equipe feminina da Escola Presbiteriana foi a campeã. Ainda no handebol, o time masculino juvenil da escola Flodoardo Cabral ficou com o primeiro lugar e o feminino da DHR levou o título.

No Futsal infantil feminino, a escola Madre Adelgundes foi vitoriosa, e no masculino, os alunos da escola Marcelino Champanghant levaram o título. A equipe feminina da Flodoardo Cabral ficou em primeiro lugar no Futsal Juvenil feminino e também conquistou o título masculino na mesma categoria


O Prefeito em exercício Mazinha Santiago prestigiou o encerramento dos Jogos Escolares. “É a primeira vez que a Prefeitura faz parceria para realização dos Jogos Escolares em Cruzeiro do Sul. O Prefeito Vagner Sales acha importante essa parceria porque incentiva a nossa juventude a praticar esporte” – afirmou Mazinho.


Carlos Azevedo, coordenador da Secretaria estadual de esportes no Juruá, fez uma avaliação positiva da primeira fase dos Jogos Escolares 2009 em Cruzeiro do Sul. “A programação foi desenvolvida conforme o planejado” – disse Azevedo.

As equipes vencedoras devem iniciar a preparação para a próxima etapa dos Jogos Escolares. A fase regional será realizada em Julho com o confronto entre as equipes vencedoras da fase municipal de todos os municípios da região. As campeãs da fase regional disputarão à etapa estadual que será realizada em Rio Branco.

Ciretran em parceria com escola realiza Oficina de Educação de Trânsito


Alunos de cinco escolas de Cruzeiro do Sul participaram de uma oficina de Educação de Trânsito realizada sábado (23) na Avenida Mâncio Lima. O projeto desenvolvido pela Primeira Ciretran, em parceria com as unidades de ensino, teve o objetivo de conscientizar a sociedade para um trânsito mais seguro.

Alunos de cinco escolas de Cruzeiro do Sul participaram de uma oficina de Educação de Trânsito realizada sábado (23) na Avenida Mâncio Lima. O projeto desenvolvido pela Primeira Ciretran, em parceria com as unidades de ensino, teve o objetivo de conscientizar a sociedade para um trânsito mais seguro.

Participaram da Oficina de Educação de Trânsito, alunos das escolas São José, Hugo Carneiro, Barão do Rio Branco, Maria de Nazaré Lima e São Francisco. Os estudantes, com a orientação dos professores, confeccionaram cartazes, faixas, panfletos e orientaram os visitantes sobre diversos temas com a finalidade de conscientizar pedestres, ciclistas, motociclistas e condutores de veículos sobre os perigos que o trânsito oferece se não houver atenção às regras básicas de circulação.

Numa parte da Avenida Mancio Lima foram montados stands onde os alunos apresentaram as atividades que desenvolveram em sala de aula. Jaqueline Braga da escola São José mostrou conhecimento sobre o trabalho que realizou com os colegas que retrata a sinalização nos locais de maior movimentação de uma cidade.

Durante a oficina foram feitas exposições de fotos e cartazes dos acidentes graves que aconteceram na cidade. E as crianças envolvidas enfatizaram que para quem comete infrações no transito está sujeito a penalidades. Através de paródias, os estudantes chamaram a atenção pela criatividade das letras que desenvolveram para falar dos problemas relacionados ao trânsito. Os policiais mirins apresentaram o bafômetro que serve para comprovar que o condutor está dirigindo sob efeito de bebida alcoólica.

O chefe da Primeira Ciretran, Valdeci Dantas, espera que a oficina tenha resultados positivos para toda sociedade. “Com certezas teremos motoristas mais conscientes de suas responsabilidades no trânsito. Percebemos que as crianças assimilam muito bem o que apresentamos durante a Oficina e repassam isso para toda a sociedade” – disse Valdeci.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

IBAMA proíbe pesca com tarrafas e malhadeiras em parte do Juruá



A partir do dia primeiro de junho entra em vigor uma Portaria do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente – IBAMA – que proíbe a pesca com tarrafas e malhadeiras, conhecidas na região como mangas, em uma determinada área do Rio Juruá. Os pescadores protestam contra a medida do órgão de proteção ambiental.

Mazinho Rogerio

A partir do dia primeiro de junho entra em vigor uma Portaria do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente – IBAMA – que proíbe a pesca com tarrafas e malhadeiras, conhecidas na região como mangas, em uma determinada área do Rio Juruá. Os pescadores protestam contra a medida do órgão de proteção ambiental.

No período de 1 de junho a 15 de setembro fica proibida a pesca na extensão que compreende do Seringal Floresta no Município de Guajará, até a comunidade Profeta em Rodrigues Alves. A determinação do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente foi publicada este mês, através de uma Portaria que permite a pesca nesse trecho durante 75 dias, apenas com anzóis.

O presidente da Colônia de Pescadores de Cruzeiro do Sul, Elenildo Nascimento, afirma que a categoria é contra a determinação. Elenildo alega que a Portaria fere os princípios da Constituição Brasileira. “Nesse trecho não existe Área de Reserva Legal nem de Reserva Indígena, portando, essa Portaria é inconstitucional” – disse o presidente.

Segundo Elenildo, os pescadores terão sérios prejuízos com a medida. Ele alega que a categoria não foi consultada sobre o assunto e questiona o gerente do IBAMA. “Isso foi tirado da cabeça do Sr. Márcio que não procurou saber a opinião dos pescadores para enviar essa sugestão à Brasília. Agora quero saber se o Sr. gerente do IBAMA vai pagar um benefício aos pescadores que vão ficar sem poderem pescar nesse trecho” – questionou Elenildo.

O gerente do Escritório do IBAMA em Cruzeiro do Sul, Marcio Venicio de Souza, afirma que durante o período a fiscalização será intensificada para fazer valer o que determina a Portaria.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Moradores do Macaxeiral estão isolados



A comunidade do Macaxeiral, distante a 17 km da cidade de Cruzeiro do Sul, está há várias semanas com a sua princiapal estrada de acesso interditada. Vários buracos se abriram impedindo o tráfego dos caminhões, chamados de Pau de Arara, que fazem o transporte das famílias e produtos agrícolas.

Armando Silva


A comunidade do Macaxeiral, distante a 17 km da cidade de Cruzeiro do Sul, está há várias semanas com a sua princiapal estrada de acesso interditada. Vários buracos se abriram impedindo o tráfego dos caminhões, chamados de Pau de Arara, que fazem o transporte das famílias e produtos agrícolas. Para pegar o carro, os moradores estão sendo obrigados a caminhar 3 km até a estrada de asalfato.

Os produtores reclamam que por conta da situação da estrada, nem as caminhonetes com tração nas quatro rodas tem acesso à comunidade. O local mais crítica fica antes de uma escola municipal, onde esxite um enorme buraco que impede a passagem dos veículos. Logo após a mesma escola, existe outro atoleiro que deixa a comunidade isolada.

Críticas de uns moradores:
"É uma vergonha, pois numa manhã de sol daria para amenizar os transtornos que a comunidade está passando".

"Imaginem os outros ramais do municipio. Se nem os que estão debaixo das barbas do orgão competente, DERACRE, são atendidos".

"Está chovendo na região mais com um pouco de vontade numa manhã de sol resolveria o problema".


Nota de Repúdio



O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Acre, através do núcleo de Cruzeiro do Sul, vem por meio desta repudiar a atitude tomada pelo professor Augusto Nagy, do Curso de Engenharia Florestal, sendo o mesmo lotado no Campus Floresta em Cruzeiro do Sul, pela forma grosseira que o professor agiu com o repórter Francisco Rocha e o cinegrafista Jose Wiles, ameaçando retirá-los da instituição com a Policia Federal, na última segunda-feira, dia 19, quando os mesmos faziam a cobertura jornalística no corredor do Campus, da manifestação pacífica dos acadêmicos do 7º período do curso de Pedagogia. Vale ressaltar que os Jornalista não transgrediram a lei e que a imprensa tem direito de fazer qualquer reportagem dentro da instituição, desde que, seja respeitada a Lei de Imprensa e os direito autorais de imagens, além disso, a UFAC é uma instituição Pública e tem por obrigação esclarecer os assuntos de interesse da sociedade.


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Acre, através do núcleo de Cruzeiro do Sul, vem por meio desta repudiar a atitude tomada pelo professor Augusto Nagy, do Curso de Engenharia Florestal, sendo o mesmo lotado no Campus Floresta em Cruzeiro do Sul, pela forma grosseira que o professor agiu com o repórter Francisco Rocha e o cinegrafista Jose Wiles, ameaçando retirá-los da instituição com a Policia Federal, na última segunda-feira, dia 19, quando os mesmos faziam a cobertura jornalística no corredor do Campus, da manifestação pacífica dos acadêmicos do 7º período do curso de Pedagogia. Vale ressaltar que os Jornalista não transgrediram a lei e que a imprensa tem direito de fazer qualquer reportagem dentro da instituição, desde que, seja respeitada a Lei de Imprensa e os direito autorais de imagens, além disso, a UFAC é uma instituição Pública e tem por obrigação esclarecer os assuntos de interesse da sociedade.

Professor impede trabalho da imprensa no Campus da Ufac em Cruzeiro do Sul



Nesta quarta-feira (21), durante uma manifestação dos acadêmicos do 7º período do Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Acre, que protestavam contra a falta de professores, o repórter Francisco Rocha e o cinegrafista José Wiles, que faziam a cobertura jornalística da manifestação pacífica no corredor do Campus, foram obrigados a parar com a filmagem e ainda ameaçados pelo professor Augusto Nagy, do curso de Engenharia Florestal, a serem retirados se continuassem com o trabalho.



Nesta quarta-feira (21), durante uma manifestação dos acadêmicos do 7º período do Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Acre, que protestavam contra a falta de professores, o repórter Francisco Rocha e o cinegrafista José Wiles, que faziam a cobertura jornalística da manifestação pacífica no corredor do Campus, foram obrigados a parar com a filmagem e ainda ameaçados pelo professor Augusto Nagy, do curso de Engenharia Florestal, a serem retirados se continuassem com o trabalho.

O professor ameaçou acionar a Polícia Federal se a equipe de reportagem da TV Verdes Florestas não parasse de filmar o movimento dos estudantes. A alegação do professor foi que a UFAC é um orgão Federal e a imprensa não teria direito de fazer qualquer imagem sem a autorização da coordenação do Campus.

A atitude do professor revoltou os acadêmicos pela forma em que o mesmo agiu com extrema estupidez e grosseria. Os jornalistas que ali faziam simplesmente o seu trabalho informaram ao representante do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Acre - SINJAC - que publicou uma Nota de Repúdio a atitude do professor universitário.

O SINJAC, através do seu representante legal em Cruzeiro do Sul o Repórter Francisco Rocha, também enviou a nota de repúdio à coordenação do Campos, protestando contra o desconhecimento da a atitude do professor Augusto Agy, do curso de engenharia florestal.

Falta de professor pode atrasar formatura dos alunos do curso de pedagogia.



Os alunos do 7º período do Curso de Pedagogia do Campus Floresta de Cruzeiro do Sul, da Universidade Federal do Acre - UFAC - podem estar com o ano letivo comprometido por falta de professores. Os estudantes afirmam que desde o início de Abril vem faltando professores e a única professora ministravam as aulas era cedida do Estado para a UFAC. Nesta quarta-feira os acadêmicos realizaram uma manifestação para solicitar a contratação dos professores para o Curso.

Francisco Rocha


Os alunos do 7º período do Curso de Pedagogia do Campus Floresta de Cruzeiro do Sul, da Universidade Federal do Acre - UFAC - podem estar com o ano letivo comprometido por falta de professores. Os estudantes afirmam que desde o início de Abril vem faltando professores e a única professora ministravam as aulas era cedida do Estado para a UFAC. Nesta quarta-feira os acadêmicos realizaram uma manifestação para solicitar a contratação dos professores para o Curso.

A manifestação foi realizada no Campus da universiadde. Os estudantes cobram da Coordenação do Curso de Pedagogia solução imediata para o problema. Os universitários estão preocupados com a conclusão do curso que pode atrasar por falta de professores para algumas disciplinas.

A estudante Larisa Moura disse que ultimamente estavam tendo apenas uma aula por semana e estão parados desde segunda feira dia 19. "Não somos contra que os professores estejam se capacitando, o que não aceitamos é sermos prejudicados por conta disso. O problema não é dos professores, é da coordenação do curso que não se programou’’- desabafa Larisa.

Ansiosos em terminar o curso ainda este ano, os acadêmicos agora temem que seja adiado para 2010, período que os professores que foram liberdos pela Coordenação do Curos para concluirem mestrado no Rio de Janeiro, retornam a Faculdade. O que mais preocupa os acadêmicos é que não poderão participar de concursos públicos enquanto não houver uma definição sobre o término do curso.

Governo federal libera R$ 755 milhões de reposição do FPM



O governo federal libera na próxima segunda-feira (25) a ajuda financeira de recomposição das perdas no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), conforme previsto pela medida provisória (MP) 462/2009. A primeira parcela, referente às perdas acumuladas no primeiro trimestre, soma R$ 755 milhões.

O valor é referente à primeira parcela e será liberado na segunda-feira (25)

O governo federal libera na próxima segunda-feira (25) a ajuda financeira de recomposição das perdas no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), conforme previsto pela medida provisória (MP) 462/2009. A primeira parcela, referente às perdas acumuladas no primeiro trimestre, soma R$ 755 milhões.

A reposição foi adotada para amenizar os efeitos da queda da arrecadação decorrente da crise econômica internacional. Para terem suas condições de custeio e investimento garantidas, todas as prefeituras terão FPM pelo menos igual ao de 2008, quando a transferência foi recorde ao bater R$ 51,3 bilhões, 27% a mais que em 2007.
Neste ano, sempre que um mês tiver um repasse inferior ao apurado no mesmo mês de 2008, a União pagará a diferença.

Em junho, será transferida aos cofres municipais a segunda parcela, com base nos meses de abril e maio. A partir de julho, as parcelas serão pagas, se necessárias, até o dia 15 do mês seguinte. Os recursos liberados não precisarão ser repostos pelas prefeituras quando o FPM voltar a subir, o que é esperado ainda para este ano por conta das expectativas de retomada do crescimento econômico.

Nesta sexta-feira (22), prefeitos de todo o país terão oportunidade de esclarecer suas dúvidas sobre a reposição. A Secretaria das Relações Institucionais da Presidência da República, por meio da Subchefia de Assuntos Federativos (SAF), e o Banco do Brasil realizam, às 16h, uma videoconferência com os gestores municipais para detalhar a transferência dos recursos.

A conferência será realizada por meio do programa "Ponto a Ponto", da rede interna de comunicação do Banco do Brasil, responsável por operacionalizar a transferência dos recursos. Para participar, basta comparecer à agência do BB com que a prefeitura mantém relacionamento no horário do programa.

Todas as unidades estão integradas à conferência, realizada em Brasília, podendo enviar perguntas que serão respondidas pela SAF, pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e pelo Banco do Brasil.

Confira o valor dos repasses UF

Valor (em R$)

Acre 3.870.822,81
Alagoas 16.880.828,91
Amazonas 18.779.675,81
Amapá 6.462.721,55
Bahia 69.324.924,90
Ceará 38.909.726,70
Distrito Federal 1.128.128,77
Espírito Santo 13.089.364,16
Goiás 26.038.755,49
Maranhão 31.802.630,95
Minas Gerais 93.709.896,75
Mato Grosso do Sul 11.238.634,65
Mato Grosso 10.909.109,17
Pará 26.773.306,59
Paraíba 23.003.239,58
Pernambuco 39.530.939,37
Piauí 18.006.943,91
Paraná 45.425.465,66
Rio de Janeiro 22.064.984,05
Rio Grande do Norte 23.334.504,07
Rondônia 5.139.124,11
Roraima 484.341,43
Rio Grande do Sul 49.289.593,90
Santa Catarina 27.804.014,49
Sergipe 15.502.669,58
São Paulo 99.052.149,62
Tocantins 17.451.787,61

Gladson quer posto da PRF em Cruzeiro do Sul



Com a perspectiva de pavimentação da BR 364 , a implantação a médio prazo da superintendência estadual e o conseqüente aumento de efetivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o deputado Gladson Cameli (PP) ingressou junto á Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, esta semana em Brasília, com uma Indicação solicitando ao Ministério da Justiça a implantação de um posto permanente da PRF em Cruzeiro do Sul.


Com a perspectiva de pavimentação da BR 364 , a implantação a médio prazo da superintendência estadual e o conseqüente aumento de efetivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o deputado Gladson Cameli (PP) ingressou junto á Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, esta semana em Brasília, com uma Indicação solicitando ao Ministério da Justiça a implantação de um posto permanente da PRF em Cruzeiro do Sul. A solicitação faz parte de um esforço estratégico para dotar o Vale do Juruá com as instituições federais adequadas para o serviço da população.

Em sua justificação, o deputado lembra a posição geográfica da região, no extremo Ocidente nacional e amplas fronteiras naturais com o Peru, o que suscita enorme preocupação e cuidado das autoridades do tráfico, contrabando e manejo indevido dos recursos naturais.”O policiamento da BR 364 é um imperativo até mesmo para assegurar que a abertura da rodovia venha trazer apenas benefícios á região”,disse o deputado. Para o deputado, só o fato de Cruzeiro do Sul ser a segunda cidade do Estado e ocupar, em nível geográfico, o extremo oposto da capital,Rio Branco,já confirma a necessidade de implantação de um posto permanente da PRF .

O parlamentar lembrou ainda que a solicitação de implantação de uma superintendência estadual requer, inevitavelmente, a instalação de postos acessórios. Segundo ele, nada mais oportuno que a instalação de um posto em Cruzeiro do Sul, o ponto final de uma malha viária que vai permear os vales do Acre, Iáco, Purus e Juruá.

”O que vai exigir um maior efetivo. Neste grupo, estarão os que vão precisar de um posto permanente para fixação no final da rodovia.Tal qual a Polícia Federal, que a muito tem sua sede própria na cidade”, garantiu. E acrescentou ainda que a segurança a rodovia vai servir de estimulo imediato para o incremento do comércio com todas as regiões vizinhas,incluindo o Peru.

Pequenos municípios e portadores de necessidades especiais são beneficiados com emendas de Ilderlei



As emendas de autoria do deputado Ilderlei Cordeiro (PPS-AC) que contribuem para o aperfeiçoamento do Programa Habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, lançado no início deste ano pelo governo federal, foram acatadas ontem pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados.



Brasília – As emendas de autoria do deputado Ilderlei Cordeiro (PPS-AC) que contribuem para o aperfeiçoamento do Programa Habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, lançado no início deste ano pelo governo federal, foram acatadas ontem pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados. O parecer favorável do deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), relator do programa federal, foi aprovado sem restrições pelo plenário da Casa.

A primeira emenda estabelece uma cota de 10% dos recursos do programa para financiamento de residências para portadores de necessidades especiais. Ao submeter a proposta, o parlamentar citou estudos científicos demonstrando que os portadores de deficiência possuem menor renda e grau de instrução que a média da população brasileira, sendo, portanto triplamente excluídos. “Em função disso, propus também que as residências destinadas aos portadores de necessidades especiais sejam adequadas às suas necessidades de movimentação e acesso conforme as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas” – enfatizou.

A outra emenda acatada pela Mesa Diretora assegura que todos os municípios com menos de 100 mil habitantes sejam atendidos pelo programa “Minha Casa, Minha Vida” corrigindo, dessa forma, uma distorção imposta pelo órgão gestor, ou seja, a Caixa Econômica Federal (CEF), que deixava de fora da pretensão de financiamento os pequenos municípios brasileiros. Nesse caso, a emenda do deputado Ilderlei Cordeiro beneficiará Cruzeiro do Sul com a construção de mais de mil residências e os demais municípios também serão priorizados. Rio Branco, a capital do Acre, foi inserida no programa com a construção de quatro mil casas populares, cujos financiamentos serão contraídos através da CEF.

Ao ocupar a tribuna da Câmara na tarde de ontem, o deputado Ilderlei Cordeiro agradeceu o relator, deputado Henrique Eduardo Alves, e a iniciativa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Os efeitos econômicos diretos, os empregos e a renda gerada certamente justificarão um programa tão ambicioso” – disse o deputado.

Assessoria

Bancada federal busca solução para vôo diurno em Rio Branco



TAM Linhas Aéreas confirmou que irá extinguir, no próximo dia 30, o seu vôo diurno que sai de Rio Branco às 14 horas com destino a Brasília. A informação causou uma reação coletiva da Bancada Federal do Acre, durante audiência convocada pela deputada Perpétua Almeida com os diretores da companhia, na manhã desta quarta-feira.


A TAM Linhas Aéreas confirmou que irá extinguir, no próximo dia 30, o seu vôo diurno que sai de Rio Branco às 14 horas com destino a Brasília. A informação causou uma reação coletiva da Bancada Federal do Acre, durante audiência convocada pela deputada Perpétua Almeida com os diretores da companhia, na manhã desta quarta-feira. A deputada não compareceu ao encontro atendendo a orientação médica e ficará em repouso por 10 dias em tratamento de saúde.

Os parlamentares do Acre decidiram agir politicamente até mesmo junto ao Ministério Público Federal e à Agência de Aviação Civil para evitar que os passageiros voltem a ter como única opção o embarque noturno, cuja decolagem ocorre às 00:00hs. “Estamos buscando o diálogo e uma alternativa que atenda a todos. Mas se for preciso, iremos apoiar ações mais firmes, para que a população não seja prejudicada”, afirmou Henrique Afonso, coordenador da bancada. Entidades como as federações da Indústria e do Comércio, além de representantes do movimento civil organizado no estado, reforçam as críticas ao chamado “vôo noturno” e prevêem que haverá um refluxo na produtividade econômica do estado.

Os diretores da TAM, Marco Castanheiro (Planejamento Tático) e Vitor Guedes (Planejamento de Malha) se mantiveram irredutíveis e, para justificar a saída do trecho, culparam a crise financeira mundial. No encontro, ficou visível a indignação dos parlamentares com o “desrespeito da TAM com os acreanos”, que souberam da desistência da TAM através dos jornais. No entanto, o sistema de reservas da empresa destinado a passageiros originários de Rio Branco está inoperante há vários dias. Para aumentar o mal estar gerado pela companhia, o pedido de extinção do vôo, que já está aceito pela Agência de Aviação Civil (Anac), foi protocolado sem que ninguém tenha sido informado

“Não quer dizer que não possamos retomar o trecho, mas não posso prometer que isso ocorrerá brevemente” sentenciou o gerente de Planejamento de Malha da TAM, Marcos Guedes, o mesmo que dirigiu a Vasp nos tempos em que a falida companhia operava no Acre. Ele anotou sugestões que serão respondidas aos deputados por ofício, segundo garantiu.

Indicativos
A bancada acreana tirou o seguinte indicativo: a Gol Linhas Aéreas será convidada a discutir com os deputados do Acre a possibilidade de a empresa recriar o vôo vespertino sem prejuízo do que já existe no horário noturno. Num segundo momento, a ANAC também será provocada a se pronunciar, considerando o clamor da sociedade que não aceita a extinção do vôo vespertino saindo de Rio Branco. Em havendo necessidade, os parlamentares acreanos irão ao Ministério Público Federal e à Câmara de Defesa do Consumidor para fazer prevalecer os direitos sociais constitucionais, que contrapõem argumentos econômicos.

Sugestões
Sérgio Petecão, vice-presidente da Comissão da Amazônia, disse que mobilizará as bancadas do Norte em apoio ao Acre, e desafiou a TAM a assinar um compromisso de “não voltar a operar em Rio Branco caso a GOL assuma o transporte de passageiros durante o dia”, sem prejuízo do seu vôo noturno que já existe. Flaviano Melo sugeriu que a TAM “estique o seu vôo que parte de Porto Velho até Rio Branco. “São 50 minutos que não prejudicariam a contabilidade da empresa”, afirmou.

Gladson Cameli propôs que a companhia estude a possibilidade de “retirar o vôo noturno, ao invés do vespertino”. Nilson Mourão e Ilderley Cordeiro disseram apoiar “qualquer iniciativa política que evitem prejuízos á economia do estado”, e o deputada Fernando Melo sugeriu uma audiência dos parlamentares com o ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Aviação regional
A extinção do vôo diurno da TAM no trecho Rio Branco/Brasília deve apressar a votação do projeto que obriga o poder público a criar alternativas de incentivos fiscais à aviação regional. Perpétua Almeida pedirá ao presidente da Câmara, Michel Temer, celeridade na inclusão do projeto na pauta de votações.
O barateamento das tarifas exercidas na região é outro ganho social previsto no projeto, que terá apoio de grande parte da Bancada da Amazônia no Congresso Nacional. Os parlamentares consideram importante debater a recriação do fundo aeroviário nacional, o que ocorreria por meio da cobrança de uma taxa nas passagens aéreas de todo o País.

A ampliação do pólo turístico, o incentivo à exportação de bens e serviços, a saída para o Pacífico e o interesse de estados como Rondônia para uma comunicação mais próxima com os Andes a partir do Acre são argumentos apensados ao projeto da deputada, além do incremento no transportes de passageiros e cargas no novo Aeroporto de Cruzeiro do Sul, inaugurado recentemente pelo presidente da República com status de internacionalidade.

“Nos últimos 10 anos, empresas de táxi aéreo entraram em falência por falta de incentivos. Os planos de vôo quase sempre são discriminatórios e os critérios adotados para os grandes aeroportos não podem ser os mesmos para aeródromos localizados na faixa de fronteira", explica a deputada ao defender incentivos à aviação regional.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Prefeitura de Guajará realiza investimentos na área social



A prefeitura de Guajará criou diversos programas sociais para atender as famílias de baixa renda. Uma pequena fábrica foi montada para a confecção de fardamento para os alunos e roupas para as famílias carentes. O município agora também dispõe de uma casa de apoio para abrigar os ribeirinhos que precisam visitar a cidade e através do Programa Pão da Vida são distribuídos pães para os mais necessitados.


A prefeitura de Guajará criou diversos programas sociais para atender as famílias de baixa renda. Uma pequena fábrica foi montada para a confecção de fardamento para os alunos e roupas para as famílias carentes. O município agora também dispõe de uma casa de apoio para abrigar os ribeirinhos que precisam visitar a cidade e através do Programa Pão da Vida são distribuídos pães para os mais necessitados.

Todos os estudantes da rede municipal de ensino de Guajará agora vão à escola com a farda que foi fornecida pela Prefeitura. O uniforme é confeccionado no próprio município, em uma pequena fábrica que foi montada em um galpão cedido pelo prefeito Hélio de Paula. A pequena fábrica emprega 16 costureiras que passaram a ter uma vida melhor com o salário mínimo que recebem pelos serviços.


Dona Maria Francisca Coelho da Conceição acha que agora seu trabalho está sendo valorizado. “Posso comprar o necessário para os meus filhos e tenho a certeza que no final do mês tenho como pagar. Nosso trabalho que antes não era reconhecido agora tem valor. Fico feliz quando vejo as crianças com as roupas que nós fizemos aqui” – disse a costureira.


A primeira dama do município, Maria do Nascimento de Paula, ajuda a coordenar as ações sociais em Guajará. Ela explicou que existem muitas famílias necessitadas e o objetivo da prefeitura é resolver os principais problemas da população. Para isso, foram firmadas algumas parcerias que fortalecem o trabalho. “Temos o total apoio do prefeito e contamos com a parceria das costureiras, de empresários e de outros setores que colaboram com esse trabalho” – disse.

As fardas que foram confeccionadas pelas costureiras de Guajará resolveram as dificuldades dos alunos que não podiam comprar o uniforme. “Muitos deles, as vezes até deixavam de vir a escola porque a família não tinha como comprar o fardamento” – afirmou a diretora Elielza Martins, da Escola de Ensino Fundamental Pequeno Polegar.

Para resolver outro problema dos alunos, a Prefeitura de Guajará criou também o programa Pão da Vida. As 60 famílias de baixa renda inseridas nesse Programa têm direito ao pão todos os dias. Com um cartão que receberam da prefeitura as mães vão à padaria da cidade e pegam o alimento. Cada família recebe um pão para alimentar duas pessoas.


A Secretária de Ação Social, Maria Terezinha Ferreira, afirmou que o Programa foi criado com “o objetivo de atender as crianças que reclamavam na escola por terem saído de casa sem a refeição da manhã”.

A casa de apoio aos ribeirinhos é outro espaço de atendimento à população carente de Guajará. No abrigo são hospedados os produtores rurais que precisam ir à cidade honrar seus compromissos. Dona Francisca Alves da Silva, 46, chegou da comunidade Boa Esperança com três filhos doentes no dia 18 deste mês e só vai deixar o abrigo quando concluir o tratamento das crianças. “Nunca havia dormido na cidade porque não tinha onde ficar. Agora graças a Deus que a prefeitura construiu essa casa onde posso cuidar da saúde dos meus filhos” – disse a agricultora.