sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Barco da Saúde já atendeu 10 mil ribeirinhos em 2009



Relatórios da Secretaria Municipal de Saúde revelam que a equipe que sobe e desce os quatro principais rios de Cruzeiro do Sul, levando médicos, dentistas, enfermeiros e outros profissionais da prefeitura, já realizou aproximadamente 10 mil atendimentos a ribeirinhos. O prefeito Vagner Sales lembra que o programa denominado Atendimento da Saúde Atuante Fluvial, é o cumprimento de promessas que havia feito às comunidades dos rios Juruá, Mirim, Valparaíso e Liberdade.


Relatórios da Secretaria Municipal de Saúde revelam que a equipe que sobe e desce os quatro principais rios de Cruzeiro do Sul, levando médicos, dentistas, enfermeiros e outros profissionais da prefeitura, já realizou aproximadamente 10 mil atendimentos a ribeirinhos. O prefeito Vagner Sales lembra que o programa denominado Atendimento da Saúde Atuante Fluvial, é o cumprimento de promessas que havia feito às comunidades dos rios Juruá, Mirim, Valparaíso e Liberdade.


Para o próximo ano a prefeitura está aperfeiçoando ainda mais os atendimentos. Segundo a secretária de Saúde, Léia de Oliveira, os ribeirinhos terão mais conforto com um consultório odontológico flutuante. “Hoje os atendimentos odontológicos ainda são improvisados, mas mesmo assim a maioria das pessoas nunca tinha visto um dentista antes”.


Além do atendimento odontológico, o barco alugado pela prefeitura visita centenas de comunidades ribeirinhas levando. Entre as enfermidades mais preocupantes que assolam a região, de acordo com Léia de Oliveira, estão a desnutrição, verminose, os casos de hepatites, hanseníase e tuberculose, além da malária. Ela contou que a prefeitura planeka ações mais específicas para combater essas doenças.


“Para conseguir mais rapidez no diagnóstico de casos de malária, enviamos mais doi microscopistas para comunidades do Rio Valparaiso, e três para o Rio Mirim. Além disso o nosso barco sempre leva um microscopista para a realização dos exames de sangue em casos de suspeita da doença. Este ano também realizamos 800 exames ginecológicos para detectar doenças como câncer do colo de útero”, declarou a secretária.



Assessoria


Nenhum comentário: