quinta-feira, 5 de novembro de 2009

CAIXA AMPLIA ACESSO AO CRÉDITO PARA EMPRESAS



A Caixa Econômica Federal aderiu nesta semana ao Fundo de Garantia de Operações (FGO), para oferecer até R$ 200 milhões em empréstimos ao pequeno e microempresário. A iniciativa ampliará o acesso ao crédito para empresas com faturamento fiscal de até R$ 15 milhões.



Banco oferta mais R$ 200 milhões em financiamentos para o segmento; Operação de capital de giro utilizará garantia do FGO

A Caixa Econômica Federal aderiu nesta semana ao Fundo de Garantia de Operações (FGO), para oferecer até R$ 200 milhões em empréstimos ao pequeno e microempresário. A iniciativa ampliará o acesso ao crédito para empresas com faturamento fiscal de até R$ 15 milhões.

O FGO foi criado com o objetivo de garantir parte de empréstimos concedidos pelas instituições financeiras cotistas do fundo, o que proporcionará flexibilização das garantias e redução das taxas de juros efetivas das operações. O limite máximo de garantia prestada pelo fundo é de até 80% do valor emprestado.

Para atender às empresas, a CAIXA disponibilizou operação de crédito parcelado para capital de giro com prazo de até 24 meses e taxa pré-fixada. As taxas da operação foram reduzidas em média 30% com a utilização da garantia do FGO. O Crédito Especial Empresa FGO já está disponível em todas as agências do banco espalhadas pelo país.
“A adesão ao FGO possibilitará atendimento àquelas empresas que hoje não possuem acesso ao crédito, permitindo que a CAIXA continue cumprindo seu papel de instituição pública no desenvolvimento econômico do país”, destaca o superintendente nacional de Micro e Pequena Empresa da CAIXA, Zaqueu Soares.

FGO

Constituído a partir da Medida Provisória 464 de 09/06/2009, o Fundo de Garantia de Operações iniciou suas operações no dia 20 de agosto, com patrimônio de R$ 595 milhões, sendo R$ 580 milhões aportados pelo governo federal. Para se habilitar a utilizar o fundo, as instituições financeiras devem contribuir com 0,5% do valor garantido em carteira.

Nenhum comentário: