segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Dois homicídios no fim de semana



Mais um final de semana violento em Cruzeiro do Sul, com registro de dois homicídios, sendo um na zona urbana e outro na rural, motivados pela bebida alcoólica e a utilização de arma branca, como tem sido em 90% dos crimes que ocorrem na região.

Mais um final de semana violento em Cruzeiro do Sul, com registro de dois homicídios, sendo um na zona urbana e outro na rural, motivados pela bebida alcoólica e a utilização de arma branca, como tem sido em 90% dos crimes que ocorrem na região.


O primeiro homicídio aconteceu no início da noite de sábado, no bairro Saboeiro. Durante bebedeira, Euclésio Ferreira do Nascimento (Negão), assassinou com duas facadas - uma no peito esquerdo e outra no peito direito - a vitima José Parreira dos Santos, 32, pai de cinco filhos, que não teve chances de se fender do agressor.

Segundo a polícia, Negão do Saboeiro, ainda se encontra foragido, mas já existe um mandado de prisão contra o mesmo, expedido pela Comarca de Mâncio Lima, por prática de assalto. O delegado Elter Futigame afirmou que este é o segundo homicídio cometido por negão. O primeiro foi quando ele ainda era menor de idade.

Na vila Lagoinha, às 23 horas, foi encontrado em uma pequena fazenda, o corpo de Francisco Gustavo Souza da Conceição que jazia no campo de gado. O rapaz, de 21 anos de idade, foi atingido com uma faca na região renal do lado esquerdo. A polícia foi acionada e depois de várias investigações identificou o suspeito chamado de Raimundo Pinto que até a tarde desta segunda-feira, ainda estava foragido.

Segundo a Polícia Civil, testemunhas afirmaram que Raimundo Pinto, após executar o rapaz, teria dito para irem buscar um loirinho que ele havia assassinado, em seguia fugiu. Agentes de polícia apreenderam uma faca na casa de Raimundo Pinto que, segundo familiares do acusado, teria sido utilizada no crime.

O grupo de cinco delegados contratados há dois meses pela Secretaria Estadual de Segurança Pública para atuarem na região do Juruá, ainda tinha enfrentado tanta violência como nas duas primeiras semanas do mês de novembro. Em quinze dias três pessoas foram assassinadas em Cruzeiro do Sul. Um policial militar foi assassinado, logo no início do mês, e, neste sábado,14, duas pessoas foram esfaqueadas na segunda maior cidade do estado.

Da Redação
Foto: Elson Costa

Nenhum comentário: