terça-feira, 3 de novembro de 2009

Polícia prende jovens cheirando cola e com 34 trouxinhas de cocaína



Policiais militares que faziam rondas no bairro da Várzea durante a tarde desta terça-feira (03) prenderam, em flagrante, três jovens que utilizavam cola de sapateiro como substância entorpecente e preparavam trouxinhas de cocaína para comercialização. Entres os acusados estava um rapaz menor de idade.


Policiais militares que faziam rondas no bairro da Várzea durante a tarde desta terça-feira (03) prenderam, em flagrante, três jovens que utilizavam cola de sapateiro como substância entorpecente e preparavam trouxinhas de cocaína para comercialização. Entres os acusados estava um rapaz menor de idade.

A prisão aconteceu por volta das 15 horas. Os policiais que integravam uma Rádio Patrulha perceberam que o grupo, composto por, Orleilson Correia da Silva de 24 anos, Fábio Júnior Ramos, o Barroso, também de 24 anos de idade, e um rapaz de 17 anos, estava em um local reservado cheirando os sacos com cola. Os militares resolveram fazer uma revista nos suspeitos e com eles encontrou 34 trouxinhas de cocaína que seriam comercializadas no mesmo bairro.

Os três foram conduzidos para a delegacia e negaram participação na venda da cocaína. Orleilson tentou distorcer a versão dos policiais e afirmou que teria sido preso apenas por está cheirando a cola. “Não era nossa não a droga. A gente tava apenas cheirando a cola” – disse o acusado que ainda estava sob efeito do produto.


O Sargento José Amarildo, que realizou a prisão dos acusados na companhia de outros militares, disse que a droga estava na pose dos três e afirmou que as provas são suficientes para apontar o grupo como proprietário das trouxinhas de cocaína.

“Eles nem perceberam que estavam sendo abordados pela polícia. Estavam tão alucinados que um deles ainda continuou cheirando a cola na hora que fizemos à abordagem e apreendemos os sacos de cola e a cocaína que estava no meio do grupo” – disse o sargento.

Nenhum comentário: