quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Campeão de Jiu Jitsu mata Taxista


A polícia de Cruzeiro do Sul deu início na tarde desta quinta-feira, 10, a uma verdadeira caçada para tentar prender um rapaz, de 24 anos de idade, conhecido como Cuca, viciado em droga, que matou com golpes de faca o taxista Abílio Simão Ferreira, 64. O taxista saiu da praça central pela manhã para fazer uma viagem com Cuca e o corpo só foi encontrado por volta das 10 da noite no Ramal Japãozinho a uma distância de aproximadamente 20 quilômetros da cidade.

Polícia e colegas de trabalho do taxista perseguem assassino

A polícia de Cruzeiro do Sul deu início na tarde desta quinta-feira, 10, a uma verdadeira caçada para tentar prender um rapaz, de 24 anos de idade, conhecido como Cuca, viciado em droga, que matou com golpes de faca o taxista Abílio Simão Ferreira, 64. O taxista saiu da praça central pela manhã para fazer uma viagem com Cuca e o corpo só foi encontrado por volta das 10 da noite no Ramal Japãozinho a uma distância de aproximadamente 20 quilômetros da cidade.

Eram 11 da manhã quando Cuca chegou à Praça de Táxis e chamou Abílio para fazer a viagem. Outros taxistas que estavam na praça ainda se dispuseram a prestar os serviços, mas o rapaz disse que sua preferência era o senhor de 64 anos por ser conhecido de seu pai, Paulo Campelo, proprietário do restaurante Canto da Peixada.

Por volta de 1 hora da tarde os colegas de trabalho de seu Abílio tiveram as primeiras informações que davam conta de que ele poderia ter sido assassinado. Pessoas que viram Cuca dirigindo o carro de praça de propriedade da vítima, no município de Guajará, informaram que o carro teria ultrapassado uma barreira da Policia Militar no município amazonense em disparada e que o taxista não estava mais no veiculo. A hipótese de homicídio foi levantada pelo fato do carro ter sido visto com marcas de sangue.

As informações foram levadas ao conhecimento da polícia e a partir daí iniciou-se uma verdadeira caçada ao suspeito e as buscas ao taxista que estava desaparecido. Pela cidade surgiram vários boatos do paradeiro de Cuca que teria circulado no perímetro urbano de Cruzeiro do Sul, visitou Guajará e foi visto passando pelo aeroporto da cidade no retorno do local onde teria deixado o corpo da vitima.

Várias viaturas da Polícia Militar começaram a levantar todas as informações sobre o caso e por volta das 3 da tarde, homens do Comando de Operações Especiais e do Grupo Águia saíram na cola do suspeito que havia deixado à cidade pelo ramal do Badejo de Baixo em direção a comunidade do Gama.

Enquanto isso, dezenas de carros de praça rodavam por toda cidade em busca do paradeiro do colega. Após várias horas de buscas, um grupo de taxistas teve a informação de que o corpo teria sido jogado em um local ermo no Ramal do Japãozinho. Os colegas de trabalho de seu Abílio se dirigiram para a comunidade onde foram informados por um agricultor que viu o momento em que um Gol Branco entrou em uma estrada deserta e retornou após dez minutos.

Com lanternas, os taxistas começaram a procura no local e por volta das 22 horas localizaram o corpo que jazia com oito facadas e com marcas de queimaduras. Pelas manchas de sangue na estrada, tudo indica que o assassino esfaqueou a vitima dentro do carro e foi para o lugar isolado, chegando lá, tirou o corpo de dentro do veículo, arrastou a uma distância de 20 metros, jogou mato em cima e ateou fogo. O corpo só não ficou em cinzas porque as chamas não se propagaram no capim. Das oito facadas, sete foram cravadas sobre o peito esquerdo que ultrapassaram o coração do taxista.

No outro extremo das investigações, os policiais militares e outros taxistas que seguiram em direção à comunidade do Gama, conseguiram encontrar, por volta das 7 da noite, o carro do taxista que foi abandonado em um campo de futebol pelo assassino. De acordo com o taxista que trouxe o carro de volta para a cidade, no momento em que eles chegaram à comunidade, moradores informaram que o suspeito havia deixado o local assim que viu a chegada dos taxistas e dos policiais. Cuca teria chegado ao Gama às 5 horas da tarde, foi a um bar para comprar cerveja e estava na segunda latinha quando observou de longe a chegada do grupo. Nesse momento o assassino conseguiu escapar de carona com um motoqueiro sem ser visto pelos policiais.

A polícia continua com as diligências para tentar prender o criminoso que é viciado em cocaína. Até agora não se sabe o motivo que levou o rapaz a matar seu Abílio. De acordo com os colegas de trabalho, o taxista era acostumado a realizar viagens para o empresário Paulo Campelo, pai de Cuca. Geralmente ele levava verduras para o restaurante da família do assassino localizado no Igarapé Preto. Os colegas de trabalho da vítima acreditam que o rapaz cometeu o homicídio para ficar com dinheiro do taxista e comprar droga.

De acordo com informações de pessoas que conhecem o acusado, ele não aceitava o fim de um namoro e apresentava problemas psicológicos por causa do uso exagerado de substância entorpecente. No último domingo (06), Cuca que era faixa preta em Jiu-Jitsu, campeão regional em sua categoria, já havia se envolvido em um briga no Centro da Cidade onde espancou um rapaz com socos e pontapés.

16 comentários:

mario neto disse...

nossa cidade tah a cada mais perigosa... e a droga esta tomando conta de nossos jovensss.... que Deus tenha pena da gente...

Anônimo disse...

Absurdo!

Anônimo disse...

O Brasil ta precisando urgentemente adotar a pena de morte, para punir crimes como esse!!!!

Anônimo disse...

esse lutador deve se arrepender do ato que fez,e se humilhar diante de jesus para que ele seja perdoado,por ele foi usado por satanas,odiabo veio para mata rouba e destrui,e issoo jovem foi apenas um istrumento na maos do diabo,isso serve para todos que nao servem ao senho.

teachateandocomnaza disse...

Não se deve julgar!!ele não estava na sua consciência!!Conheci era uma boa pessoa, o que el fez qualquer um que seja viciado pode fazer.

Anônimo disse...

nao se deve julgar pq nao foi com vc neh? Issu e pra louca ali de baixo que issu nao foi com a familia dessa. Se fosse ela estaria julgando do mesmo geito....

Anônimo disse...

Engraçado a inda existe pessoas que ainda protege, com certeza jogam no mesmo time!

Anônimo disse...

pessoas desse tipo tem de sair de circulação.

Anônimo disse...

numca devemos julga as pessoas antes de conhece-la, eu conhecia ele isso nao tem nada aver se ele é ou nao um viciado nas droga qualquer pessoa pode fazer uma tragedia dessa.ele era um otimo amigo....

luis disse...

E o pior é que ainda tem gente que diz que ele era uma "boa pessoa", como o comentario de cima, vai morar com ele. Deviam ter era matado-o no momento da captura, é um animal irracional esse cara

Anônimo disse...

foi um absurdo mais ninguem deve julgar ninguem por mais que seu ato seja imperdoavel. so quem julga é Deus.

Anônimo disse...

A verdade é que ninguém mais conhece ninguém...

DROGA: caminho sem volta, ou morte ou cadeia!Entendam isso, e protegam-se para não entrar nisso, e proteja qm vc ama!!

J.M

UJS DE CRUZEIRO DO SUL disse...

Cara o que acontece é que as drogas estão vencendo a educação dos pais, e ningém quer fazer nada, meu Deus: todos sabemos que é o único jeito das pessoas se libertarem de tudo isso, mas infelizmente nem todos o procuram. Mas o poder público tem que fazer sua parte, caso contrário as próximas gerações estarão comprometidas, e nossa juventude se ferrando dia após dia.

Anônimo disse...

TEMOS REZEM PARA NUMCA ACONTECER COM NOSSOS FILHOS,A DROGA NÃO ESCOLHER COR,RAÇA OU CLASSE.

Anônimo disse...

a justiça tomará de conta

teachateandocomnaza disse...

eu só queria saber o nome desse covarde que não tem coragem de assinar o nome e me chama de louca não julgo porque nem deus julga, porque vc um covarde que não assina nem seu nome, não faria tamnha covardia com alguem??????quero ver vc no pó ou um filho seu se vc julgará os filhos dos outros seu panaca ou sua panaca..assine seu nome..o meu nazaré marques