terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Gladson assegura verba para Tarauacá e Brasiléia.



Em pleno fechamento do ano legislativo e hora de tomada de decisões para liberação de emendas e direcionamento de recursos extra-orçamentários para estados e municípios, o deputado Gladson Cameli (PP) informou ontem em Brasília, sua decisão de ficar na capital federal até o final de ano.

Em pleno fechamento do ano legislativo e hora de tomada de decisões para liberação de emendas e direcionamento de recursos extra-orçamentários para estados e municípios, o deputado Gladson Cameli (PP) informou ontem em Brasília, sua decisão de ficar na capital federal até o final de ano. O objetivo é viabilizar o maior volume de verbas possíveis para o Estado, através de ministérios onde possui maior proximidade política e atuação como Integração, Agricultura, Esportes e especialmente Cidades, onde conta com seu correligionário e amigo, o ministro Márcio Fortes. ”É à hora da decisão. Portanto a presença em Brasília é fundamental na hora de resolver para onde canalizar as verbas”, garante o deputado.

A estratégia vem dando certo. Ainda esta segunda-feira, foi liberada para o município de Brasiléia a primeira parcela do Ministério das Cidades, no valor de R$ 98.629,00, de verba para aplicação em esgotamento sanitário e pavimentação de ruas. Por sua vez, o município de Tarauacá, por sua vez, já pode contar com a liberação, também do Ministério das Cidades da primeira parcela, no valor de R$ 148.070,00, de recursos destinados a apoio a elaboração de planos habitacionais de interesse social. As liberações fazem parte de um esforço concentrado diretamente nos órgãos federais. O trabalho implica em intensa articulação e contatos políticos para facilitar e acelerar as liberações em vista do interesse social das obras previstas.

A idéia básica é conseguir a liberação de verbas, sobretudo da área de infraestrutura, saneamento, habitação e saúde, cujas obras e ações de governo são consideradas essências para a população, em especial a de baixa renda. O deputado quer redobrar o volume de contatos mantidos na capital federal ao mesmo tempo em que informa as prefeituras beneficiadas com os recursos liberados.

A preocupação maior, segundo o deputado, é que as prefeituras mantenham a adimplência junto aos órgãos de Governo para fazer jus aos recursos pretendidos, ”caso contrário, os esforços se revelam praticamente inúteis”. Depois do final de ano, o deputado retorna ao Acre onde pretende fazer uma viagem de visita as bases por todo o interior do Estado.

Nenhum comentário: