sexta-feira, 19 de junho de 2009

FUSO HORÁRIO: PERPÉTUA REBATE ARTUR VIRGÍLIO

A proposta de mudança no fuso horário se traduz num desrespeito e ofensa grave aos costumes e tradições milenares dos povos que habitam a Amazônia. Assim reagiu a deputada Perpétua Almeida, durante um pronunciamento no Grande Expediente da sessão realizada na Câmara Federal, nesta sexta-feira.


A proposta de mudança no fuso horário se traduz num desrespeito e ofensa grave aos costumes e tradições milenares dos povos que habitam a Amazônia. Assim reagiu a deputada Perpétua Almeida, durante um pronunciamento no Grande Expediente da sessão realizada na Câmara Federal, nesta sexta-feira.

“Me causa surpresa que a idéia tenha partido de um parlamentar amazônida”, considerou deputada. Para ela, “é grosseiro o argumento usado pelo senador Artur Virgílio, de que o novo fuso irá remediar o desnivelamento social e econômico entre regiões ricas e pobres.
Perpétua junta-se aos grupos de parlamentares, representantes em especial dos Estados do Norte, que se preparam para votar contra a proposta que, aliás, chegará à Câmara dos Deputados nos próximos dias “As diferenças regionais ou sociais não são culpa dos ponteiros dos relógios”, completou.

“Devemos evitar que esta proposta avance. Será um golpe sem precedentes nos costumes daqueles que moram na floresta, nos barrancos dos rios, que se habituaram a quebrar o jejum ao amanhecer do dia, junto com o cantar do galo. “É nessa hora que o seringueiro pega a sua espingarda e vai para a estrada; as famílias fazem suas orações; as crianças vão para a escola”, disse.
“Não queiram igualar um estudante de Santa Catarina com um de Jordão; um trabalhador rural do interior paulista com um seringueiro da Foz do Breu; É agressivo, desumano e anti-social mudar impor ritmos iguais para costumes tão distintos”.

O projeto, que unifica o horário do Norte à hora oficial de Brasília, é rechaçada até mesmo entre alguns políticos com densidade eleitoral no Estado do Amazonas, estado de origem do senador. “Conversei com alguns. Não há consenso, realmente. Já foram tomadas medidas drásticas contra a Amazônia, sem considerar nem respeitar quem nela mora. Querem, mais uma vez, empurrar goela abaixo um pacote de medidas sem debater com a população, sem ouvir os principais interessados. Me parece que há um medo de sentir o cheiro do povo, de ouvir o que as pessoas pensam”, concluiu perpétua Almeida.


Servidores da Educação ameaçam greve a partir de 1 de julho

Em uma assembléia realizada nesta quinta-feira (18), em Cruzeiro do Sul, os servidores da Secretaria Estadual de Educação decidiram que vão parar as atividades, caso o governo não apresente uma nova proposta que atenda os interesses da categoria. Os trabalhadores deliberaram que a greve pode ser deflagrada a partir do dia 1 de julho.
Em uma assembléia realizada nesta quinta-feira (18), em Cruzeiro do Sul, os servidores da Secretaria Estadual de Educação decidiram que vão parar as atividades, caso o governo não apresente uma nova proposta que atenda os interesses da categoria. Os trabalhadores deliberaram que a greve pode ser deflagrada a partir do dia 1 de julho.

Os servidores esperavam uma decisão do governo para o dia quinze deste mês, como não foi apresentada uma proposta diferente da que já foi avaliada e reprovada em parte pelos trabalhadores, a categoria se reuniu mais uma vez para decidir o que fazer para pressionar o governo por melhorias salariais. Nesta quarta-feira, o auditório da Escola Flodoardo Cabral ficou lotado de professores e outros funcionários da educação que decidiram que vão parar as atividades, caso não sejam contemplados com reajuste salarial que beneficie a todos os servidores.

João Sandim, vice-presidente estadual do Sinteac explica quais as reivindicações dos trabalhadores em educação. “Queremos reajuste que atinja 100% da inflação. Até agora o que foi apresentado pelo governo ainda não satisfaz a todos os servidores” – afirmou Sandim.

De acordo com Valdenísio Martins, presidente do Sinteac em Cruzeiro do Sul, a decisão de parar as atividades foi tomada a partir de um entendimento com os servidores de todo o estado. A categoria decidiu que, caso não haja uma posição do governo favorável à todos os servidores, a greve será por tempo indeterminado em todos os municípios do estado.

“O governo ofereceu apenas um prêmio para os professores que estão em regência, mas a categoria exige que seja dado pelo menos um aumento de 10% para todos os servidores” – disse Valdenísio.


Homem é encontrado morto no Aeroporto Velho

Um homem de 40 anos de idade foi encontrado morto na tarde desta quinta-feira (18) no Bairro Aeroporto Velho, em Cruzeiro do Sul. Os vizinhos afirmam que Carlos Alberto Coelho de Lima foi vítima de bebida alcoólica.

Um homem de 40 anos de idade foi encontrado morto na tarde desta quinta-feira (18) no Bairro Aeroporto Velho, em Cruzeiro do Sul. Os vizinhos afirmam que Carlos Alberto Coelho de Lima foi vítima de bebida alcoólica.

O corpo de Adalberto, mais conhecido como Sucavão, foi encontrado às 4 horas da tarde sobre um banco próximo a casa onde morava com o filho. De acordo com vizinhos, Adalberto era alcoólatra e passava as noites na bebedeira.

Sucavão era acostumado a chegar todos os dias por volta das 7 da manhã e dormir no banco onde foi encontrado morto. Dona Maria Lidinalva Monteiro da Silva, que mora perto, conta que logo pela manhã viu o homem deitado no banco e até às 11 horas ainda verificou para saber se ele estava respirando. Às quatro da tarde, crianças que passavam pelo local perceberam que Sucavão estava morto.

“Achava que ele estava apenas dormindo como fazia todos os dias. Só quando os meninos foram ver ele e chegaram dizendo que estava babando fui lá e percebi que havia parado de respirar e já estava sem vida” – disse Lidinalva.

O perito que atendeu a ocorrência ressaltou que, no primeiro momento, não foi identificado nenhum hematoma no corpo, o que pode descartar a possibilidade de homicídio.

Ainda de acordo com os moradores do local, Adalberto havia contraído malária diversas vezes e mesmo nos momentos que esteve com a doença não parou de beber. “Foi à bebida que matou o Sucavão” – afirmou a vizinha.

Mazinho Rogerio

Empresários recebem treinamento para desenvolver o turismo no Juruá


A gerente de serviços turísticos da Secretaria de Turismo do Estado, Ediza Pinheiro, e o consultor de planejamento e gestão, Mário Petrocch, se reuniram nesta quinta-feira (18) com empresários dos setores de hotelaria, transporte, restaurante e outros ligados ao turismo em Cruzeiro do Sul. O encontro realizado no auditório da sede do Ministério Público é o primeiro passo para a implantação do PDTS – Plano de Desenvolvimento do Turismo Sustentável.
A gerente de serviços turísticos da Secretaria de Turismo do Estado, Ediza Pinheiro, e o consultor de planejamento e gestão, Mário Petrocch, se reuniram nesta quinta-feira (18) com empresários dos setores de hotelaria, transporte, restaurante e outros ligados ao turismo em Cruzeiro do Sul. O encontro realizado no auditório da sede do Ministério Público é o primeiro passo para a implantação do PDTS – Plano de Desenvolvimento do Turismo Sustentável.

Com os empresários foram debatidos os pontos fundamentais para organizar o setor turístico na região do Juruá. A elaboração de um planejamento estratégico de turismo, o levantamento das necessidades de infra-estrutura e do potencial turístico da reunião e a preparação dos empresários para receber os turistas foram assuntos discutidos na oficina que durou o dia inteiro.

Para os empresários, potencializar o turismo é gerar mais empregos no município. “O turismo é um setor que nos dá a possibilidade de ampliar nossos negócios e aumentar as oportunidades para quem está lutando por uma vaga no mercado de trabalho” – acredita Ademar Colombo, do ramo de transporte.

A proprietária de restaurante, Ruth Soriano, acredita que a capacitação dos funcionários para receber os turistas é um dos principais investimentos que precisa ser feito para organizar o setor. “Precisamos melhorar nossos empreendimentos em todos os sentidos para receber as pessoas que pretendem visitar a cidade, mas a preparação do nosso pessoal para atender bem, é fundamental para atrair os turistas. Acredito que com esse apoio da Setur e do Ministério do Turismo teremos a oportunidade de treinar nossos funcionários” – disse Ruth.

Mario Petrocch ressaltou que a região tem um grande potencial turístico, mas é preciso conscientização de todo sociedade para o desenvolvimento do setor. “Para atrair os turistas precisamos, em primeiro lugar, de uma cidade limpa. Há dois anos estive aqui e vi os urubus invadindo as ruas, isso não deve acontecer. As pessoas têm que se conscientizar que não podem jogar lixo em qualquer canto, têm que evitar a sujeira para que os visitantes possam sentirem-se bem na cidade” – alertou Petrocch.

O objetivo da Secretaria de Turismo do Estado, em parceria com o Ministério do Turismo, é implantar o Plano de Desenvolvimento do Turismo Sustentável, em Cruzeiro do Sul, até dezembro deste ano.

Mazinho Rogerio