quinta-feira, 30 de julho de 2009

Nicolau Júnior visita comunidades isoladas do Juruá e conhece a realidade da população


O estudante Nicolau Cândido da Silva Junior, filho do empresário Lalau, aproveitou o período de férias para visitar todas as comunidades do município de Marechal Thaumaturgo. Durante uma viagem que durou 4 dias, o estudante que cursa Direito na Faculdade Nilton Lins, na cidade de Manaus, teve a oportunidade de conhecer a realidade da população que vive em locais isolados e sofre com a falta de assistência do poder público.

O estudante Nicolau Cândido da Silva Junior, filho do empresário Lalau, aproveitou o período de férias para visitar todas as comunidades do município de Marechal Thaumaturgo. Durante uma viagem que durou 4 dias, o estudante que cursa Direito na Faculdade Nilton Lins, na cidade de Manaus, teve a oportunidade de conhecer a realidade da população que vive em locais isolados e sofre com a falta de assistência do poder público.

Acompanhado de um grupo de amigos, Júnior chegou à comunidade da Foz do Breu no último domingo (26) em um avião da empresa Aerobran, de propriedade da família. Na Foz do Breu, o estudante participou de atividades esportivas e se reuniu com os moradores que explicaram as principais necessidades enfrentadas pela população. Falta de saneamento básico, de água tratada, de energia elétrica, mais assistência à saúde, à educação, apoio à produção agrícola foram as principais reclamações.

Depois de um dia de atividades e conversas com os moradores da Foz do Breu, o grupo seguiu de canoa para uma peregrinação em outras comunidades. Foram mais de 20 localidades visitadas e várias reuniões realizadas com os moradores. Em todas, as reclamações foram praticamente as mesma da Foz do Breu.

Nicolau Júnior e os colegas conheceram de perto como sobrevivem os ribeirinhos mais isolados do Juruá. “É um povo muito feliz e receptivo, mas precisa de uma ação mais efetiva por parte do governo para melhorar a qualidade de vida. A pista de pouso da comunidade da Foz do Breu, por exemplo, que é uma alternativa de acesso mais rápido, principalmente quando a população que necessita de atendimento de saúde, é quase impraticável. Podemos sentir na pele a dificuldade das famílias. No mesmo dia em que chegamos à comunidade, uma senhora grávida estava na pista esperando socorro e nosso avião fez o resgate da paciente que sofria com fortes dores. Para a gente foi motivo de felicidade em poder ajudar aquela senhora, mas ficamos tristes por saber que outras pessoas também precisam e nem sempre têm a mesma sorte” – disse Nicolau.

Na viagem o grupo liderado pelo estudante de direito também desfrutou das belezas da paisagem da região. As praias, as curvas do rio que tornaram a viagem longa, a floresta exuberante, e uma diversidade de aves e animais que, de vez em quando, aparecem no meio do caminho que quem se aventura pelo Juruá, marcaram momentos de uma expedição realizada pelos amigos que foram conhecer de perto como vivem e sobrevivem os verdadeiros acreanos.

“Nossa região é muito bonita, de um povo simples, mas bastante acolhedor que divide o pouco que tem com as outras pessoas. Vamos realizar outras excussões como essa e visitar novas comunidades para sabermos como realmente vive nossa população. Seria bom que nossa juventude que tem condições e está se preparando para o mercado de trabalho, concluindo uma faculdade, também viesse saber o que precisa para que nossa sociedade seja mais justa. Sempre faço isso, nas férias abro mão de uma viagem para Fortaleza ou outras grandes cidades para conhecer o estado onde moro e vou prestar meus serviços para a população” – ressaltou Júnior.


Igreja Católica e outras instituições se unem no combate às drogas em Mâncio Lima


Há cinco anos a Paróquia São Francisco desenvolve um projeto em Mâncio Lima em parceria com outras instituições para conscientizar os estudantes sobre os prejuízos causados pelas drogas para a sociedade. O projeto “Sou vivo, não uso droga!” envolve alunos a partir do 6º ano até o as últimas séries do ensino médio.

Há cinco anos a Paróquia São Francisco desenvolve um projeto em Mâncio Lima em parceria com outras instituições para conscientizar os estudantes sobre os prejuízos causados pelas drogas para a sociedade. O projeto “Sou vivo, não uso droga!” envolve alunos a partir do 6º ano até o as últimas séries do ensino médio.

A iniciativa da Paróquia do município que é coordenada pelo Padre Guilherme Stader, de buscar apoio de outras instituições para conscientizar os estudantes tem o objetivo de esclarecer as crianças, adolescentes e os jovens para que estejam preparados para evitar o uso de substâncias entorpecentes. Através do projeto são realizadas palestras, seminários, debates e outras atividades educativas e religiosas voltadas para os alunos.

A Polícia Militar, o Poder Judiciário, a Prefeitura e outras entidades colaboram com a realização das atividades. De acordo com o comandante da PM no município, subtenente Moisés Araújo, o uso de substâncias entorpecentes já é comum entre jovens em Mâncio Lima o que gera violência. “Infelizmente esse é um problema que estamos enfrentando aqui, mas ações como essas, são fundamentais para que tenhamos melhores resultados também da parte de segurança pública” – acredita o comandante.

Nesta quarta-feira, participaram do projeto no Parque Betânia os alunos da Escola Padre Edson. Durante a tarde inteira, o grupo de mais de 100 estudantes esteve reunido em uma aula diferente das disciplinas da escola. Os efeitos da cocaína, da maconha e até mesmo do álcool no organismo do usuário e os prejuízos sociais, como o valor moral da pessoa que se torna viciada foram explicados aos alunos pelos coordenadores do projeto.

Os estudantes afirmaram que os conhecimentos que receberam servirão para que possam orientar a juventude do município. “Vou explicar para meus amigos que males a pessoa tem quando entra nos mundo das drogas” - garantiu Sidemar Cruz de Lima de 13 anos de idade. “Perto da minha casa já presenciei uma cena de um rapaz que tocou fogo na casa porque estava sob efeito de droga e bebida. Achei muito triste aquilo e agora sei que posso ajudar para que outras pessoas não se tornem viciadas” – disse Assucena Rodrigues.

O padre Guilherme anunciou que, além de conscientizar as crianças para que evitam o uso de drogas, a Paróquia de Mâncio Lima também vai atuar na recuperação dos dependentes. Uma clínica de tratamento já está sendo construindo no município. “Estamos fazendo nossa parte e esperamos que sirva de exemplo para outras cidades onde a juventude está precisando desse tipo de iniciativa” – disse o pároco.

O deputado estadual Thaumaturgo Lima apóia o projeto e participou das palestras nesta quarta-feira, no Betânia, onde que esteve também o Juiz José Vagner. Thauamurto falou da importância da iniciativa da igreja. “O padre Guilherme e todos que colaboram com esse projeto estão de parabéns, porque sabemos que nossa juventude tem que está atenda para esse mal que afeta não apenas Mâncio Lima. Se os alunos tiverem a orientação correta, jamais vão querer seguir esse caminho” – disse.

Mototaxistas comemoram sanção da Lei que regulamenta a profissão


O presidente Luis Inácio Lula da Silva, sancionou ontem a Lei que regulamenta a profissão de mototaxista. Quando foi aprovada no senado, no início deste mês, a expectativa é que em meados de agosto a Lei fosse sancionada.

Perpétua oferece café da manhã para comemorar com a categoria.

O presidente Luis Inácio Lula da Silva, sancionou ontem a Lei que regulamenta a profissão de mototaxista. Quando foi aprovada no senado, no início deste mês, a expectativa é que em meados de agosto a Lei fosse sancionada.

A urgência com a qual a questão foi tratada, pegou a todos de surpresa. De acordo com observadores políticos, a pressa do presidente Lula foi uma antecipação a pressão dos grandes empresários do ramo de transportes coletivos. Os mesmos cujo lobby fez com que o projeto sofresse demora e retaliações na câmara dos deputados.

Com a câmara dos deputados dividida entre a pressão dos empresários e a dos 2,5 milhões de mototaxistas do país, alguns deputados buscaram uma saída honrosa, ou seja a regulamentação parcial.

Pela recomendação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), apenas os motoboys seriam regulamentados, ficando proibido o transporte de pessoas, ou seja o serviço de motáxi.

Foi então que a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), atravessou um recurso que reunificou o projeto.

“Desde que ela (Perpétua Almeida), foi eleita deputada federal, luta junto com a gente pela regulamentação da nossa profissão. Nós queremos agradecer a ela porque sempre esteve do nosso lado, nos ajudando de todo o jeito, fosse com apoio político, moral e até financeiro. Foi Perpétua que nos ajudou a levar as caravanas do Acre para Brasília, arrumou acomodação para nós e até lanche lá em Brasília”, disse o vice-presidente do sindicato dos mototaxistas Mauro Célio.

Ao tomar conhecimento da notícia que o presidente Lula havia sancionado a Lei dos mototaxistas, a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), teve a idéia de comemorar com os mototaxistas de Rio Branco.

“Fiquei tão feliz que achei que o resultado de uma luta nacional, não poderia passar em branco. Rapidinho articulei com umas amigas a realização desse café da manhã, bem informal, na praça mesmo, para que a gente pudesse comemorar. Eu soube da notícia (sanção da Lei), por telefone, e, daí em diante o telefone não parava de tocar. Eram mototaxistas de vários lugares do Brasil me convidando para a comemoração deles. Foi aí que tive a idéia de comemorar com os nossos, apesar da vitória ter abrangido cerca de 2,5 milhões de trabalhadores em todo o país”,destacou a deputada Perpétua Almeida.

Um dos mais entusiasmados era Sebastião Alves (Xapuri), o mais velho mototaxista em atividade na capital. Aos 69 anos de idade, Xapuri tem no baú de memórias dos 9 anos em que exerce a profissão, lembranças de situações complicadas, como as três tentativas de assalto que sofreu. Numa delas enfrentando um assaltante armado de escopeta.

“Quem ta com Deus do seu lado, não precisa temer assaltante”, salientou com um sorriso. Para ele, ser um profissional “legalizado”, é o melhor presente que poderia receber.

Perpétua Almeida relembrou com os mototaxistas a emoção compartilhada na sessão do senado por ocasião da aprovação do projeto.

“Eu fico arrepiada só de lembrar. Nós estávamos lá no senado, acompanhando tudo. Quando saiu o resultado da aprovação, os mototaxistas começaram a cantar o hino nacional, o senador Marconi Perillo (PSDB-GO), que presidia a sessão naquele dia, pedia para que a galeria não se manifestasse, mas, ninguém parava de cantar. Eu peguei a mão da senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) e começamos a cantar junto. O presidente não teve saída, acabou ficando de pé e entoando conosco o hino nacional. Todo mundo chorou”, destacou a parlamentar comunista.

Mais de 200 pastores da Assembléia de Deus se reúnem em Cruzeiro do Sul

Pastores de todos os municípios do Acre, da Assembléia de Deus, estão reunidos em Cruzeiro do Sul para planejar as ações da Igreja para os próximos anos. A Assembléia Geral entre os líderes religiosos teve início no ultimo domingo (26) e se encerra nesta sexta-feira. O encontro reúne cerca de 250 pastores dirigentes da Assembléia de Deus em todos os municípios do estado.
Pastores de todos os municípios do Acre, da Assembléia de Deus, estão reunidos em Cruzeiro do Sul para planejar as ações da Igreja para os próximos anos. A Assembléia Geral entre os líderes religiosos teve início no ultimo domingo (26) e se encerra nesta sexta-feira. O encontro reúne cerca de 250 pastores dirigentes da Assembléia de Deus em todos os municípios do estado.

Os lideres religiosos participam de reuniões, palestras e seminários com a finalidade delinear metas para a organização administrativa das igrejas e com o objetivo de cada vez mais fortalecer a metodologia religiosa de todas as congregações. Além disso, estão fazendo uma avaliação da contribuição social da Assembléia de Deus em cada município.

O pastor Carlos Alberto dos Santos, atual presidente da Assembléia de Deus no Acre, disse que é motivo de muita alegria para os membros da religião em ter uma convenção realizada em Cruzeiro do Sul. “Estamos discutindo e aprendendo mais sobre a organização da Igreja, tanto na parte administrativa, nas causas sociais e na parte espiritual que é o principal fundamento da Assembléia de Deus” – disse o pastor.

Representantes da Convenção Geral da Assembléia de Deus também participam do encontro entre os pastores. O pastor Izamar Ramalho, que representa a direção nacional da Igreja, afirmou que a reunião entre é importante para a organização das ações da religião. “É assim que nos preparamos para a nossa Convenção Geral e planejamos as ações que serão levadas a todos os membros da igreja” – disse o 4º secretário da Convenção Nacional da Assembléia de Deus.

A Igreja Assembléia de Deus foi fundada no Acre em 1928 e hoje é uma das religiões que mais cresce no estado. Atualmente conta com mais de 50 mil membros em congregações em todos os municípios do Acre. No encerramento do encontro, nesta sexta-feira, será realizada a eleição para a escolha dos novos dirigentes estaduais da Assembléia de Deus.



Gladson diz que Expoacre é modelo para o país.



Ao percorrer, ontem, os espaços e ambientes que compõe o complexo de desenvolvimento econômico e social do Acre no Parque de Exposição Castelo Branco, o deputado Gladson Cameli (PP) disse que a Expoacre 2009 se tornou uma verdadeira mostra de oportunidades diante de um público pronto para consumo. Para o deputado,é a chance de empresários e comerciantes de todos os níveis mostrarem seus produtos,”e verificarem a aceitação por parte de um consumidor experiente e acima de tudo exigente”.


Ao percorrer, ontem, os espaços e ambientes que compõe o complexo de desenvolvimento econômico e social do Acre no Parque de Exposição Castelo Branco, o deputado Gladson Cameli (PP) disse que a Expoacre 2009 se tornou uma verdadeira mostra de oportunidades diante de um público pronto para consumo. Para o deputado,é a chance de empresários e comerciantes de todos os níveis mostrarem seus produtos,”e verificarem a aceitação por parte de um consumidor experiente e acima de tudo exigente”.

O parlamentar elogiou o fato da Expoacre, aos poucos, sair exclusivamente das mãos do Governo do Estado e passar para a iniciativa privada. Para ele,a mudança demonstra a capacidade empreendedora do empresariado local,” que precisa unicamente de oportunidades e um mínimo de estímulo para demonstrar seu profissionalismo e competência”.Gladson Cameli disse que pretende levar toda esta organização e estrutura de eventos para a Expojuruá, uma exposição similar a ser realizada no final de agosto em Cruzeiro do Sul.

A idéia, segundo o deputado, é fazer da Expojuruá este ano um momento de consolidação da integração entre as regiões do Juruá, no Acre, e o Departamento de Ucaially. no Peru.Devido a proximidade,as regiões mantém tradicionalmente um comércio que deverá se multiplicar com a queda das barreiras alfandegárias,o que já foi definido em encontro recente entre os presidentes dos dois países.depois de uma visita de políticos e empresários do Acre a Pucalpa,o objetivo agora é atrair empresários peruanos para a Expojuruá, onde eles ´possam ver de perto o potencial e os produtos mais atraentes para comercialização local.

A meta da Expoacre 2009 é ultrapassar o movimento de negócios do ano passado, que atingiu a casa dos R$ 49 milhões em contratos. O SEBRAE disponibilizou a implantação de um mercado modelo com área para apresentação exclusiva de produtos acreanos em espaços devidamente setorizados.Gladson Cameli disse que o modelo deverá se repetir em Cruzeiro do Sul, com a divisão de produtos de comercialização que interessem diretamente as cidades de Cruzeiro e Pucalpa,no Peru. Será, para o deputado, uma exposição binacional com o compromisso de oficializar a integração econômica.Para tanto, terá como modelo a Expoacre2009, ”cuja organização e eficiência é exemplo nacional”.

Viciado em droga é assassinado no Bairro do Telegrafo


Josimar Rodrigues da Silva, 28, foi assassinado com um disparo de arma de fogo na noite de sexta-feira, 24, no Bairro do Telegrafo em Cruzeiro do Sul. A polícia continua realizando buscas para tentar prender o responsável pelo crime, um garoto de 17 anos de idade, que fugiu após disparar contra a vitima.



Josimar Rodrigues da Silva, 28, foi assassinado com um disparo de arma de fogo na noite de sexta-feira, 24, no Bairro do Telegrafo em Cruzeiro do Sul. A polícia continua realizando buscas para tentar prender o responsável pelo crime, um garoto de 17 anos de idade, que fugiu após disparar contra a vitima.

De acordo com a polícia, Josimar foi executado com um tiro de um revólver, a queima roupa. O rapaz estava na companhia de colegas quando o menor chegou à garupa de uma motocicleta e efetuou três disparos sendo que apenas um acertou a vitima que foi atingida na região da espinha dorsal. O projétil atravessou vários órgãos vitais, entre esses, o coração do rapaz que morreu antes da chegado da equipe de socorro.

Até agora ainda não se sabe o verdadeiro motivo do homicídio. Existem suspeitas de que tenha sido acerto de contas, já que, segundo a mãe da vítima, a agricultora Maria de Fátima Rodrigues, Josimar era usuário de drogas. Dona Fátima afirmou que o filho morava com ela no Projeto de Assentamento São Pedro e estava na cidade para ficar em sua companhia, pois a agricultora buscava atendimento de saúde.

Nesta segunda-feira a mãe da vitima compareceu à Delegacia Geral de Polícia Civil para clamar por justiça pela morte do filho. Assim que o crime aconteceu, agentes de Polícia Civil e policiais militares realizarão várias diligências com a finalidade de prender o assassino, mas até tarde desta segunda-feira, ainda obtiveram êxito. De acordo com os policiais, o menor acusado pelo homicídio é considerado de alta periculosidade e já era procurado por outros crimes.