quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Camelôs tomam conta do Centro da Cidade de Cruzeiro do Sul


Época de Novenário é período em que a cidade de Cruzeiro do Sul recebe grande quantidade de comerciantes de outras cidades que trazem diversos tipos de produtos para vender durante a festa religiosa. Este ano, para abrigar maior parte dos camelôs, a Prefeitura preparou um terreno ao lado do Centro Comercial Beira Rio. No local foram construídas as barracas onde estão instalados mais de 60 comerciantes.

Época de Novenário é período em que a cidade de Cruzeiro do Sul recebe grande quantidade de comerciantes de outras cidades que trazem diversos tipos de produtos para vender durante a festa religiosa. Este ano, para abrigar maior parte dos camelôs, a Prefeitura preparou um terreno ao lado do Centro Comercial Beira Rio. No local foram construídas as barracas onde estão instalados mais de 60 comerciantes.

Eles trouxeram para a cidade, calçados, bijuterias, brinquedos, confecções e outros produtos. A maioria veio de Rio Branco se aventurando pela BR 364 para chegar até a segunda maior cidade do estado com o objetivo de vender o máximo possível durante a maior festa religiosa do Acre, segunda maior da região Norte em termos de quantidade de fiéis que freqüentam o evento. Para os camelôs, o maior volume de vendas é realizado durante o Novenário, mas muitos permanecem até o final do mês para tentar liquidar o estoque.

Na praça central da cidade também foram construídas barracas para instalação dos camelôs. O local foi destinado principalmente para os que comercializam bijuterias e artesanato. A expectativa de todos é de realizar bons negócios. Ednaldo Martins que também de Rio Branco, freqüenta Cruzeiro do Sul há 18 anos para vender calçados e outros produtos. Apesar de achar que as vendas ainda estão fracas, Ednaldo tem a convicção que no final do Novenário estará satisfeito com as vendas.

“A festa começou agora e ainda é pequena a movimentação de consumidores. As vendas só melhoram nos últimos dias do Novenário e com certeza todos farão boas vendas. Cruzeiro do Sul é o melhor mercado consumidor do estado e durante todo esse tempo que venho vender aqui, sempre tive resultado positivo” – disse Ednaldo.

Para muitas pessoas que estão desempregadas, a chegada dos camelôs é uma oportunidade de um período de trabalho para ter uma renda. Muitos jovens que nunca tiveram um emprego encontram a possibilidade de dá o primeiro passo para ingressar ao mercado de trabalho. Outros só trabalham na época do Novenário.

Os camelôs aumentam a oferta e com isso aumenta também a concorrência. Para estarem cada vez mais perto dos consumidores os comerciantes da cidade também montam barracas na praça. Gean Maia resolveu levar parte da loja para o local. “Temos que entrar no meio deles porque precisamos vender também e nesse período na nossa loja a venda cai” – disse o comerciante.

A grande concentração de comerciantes movimenta o Centro da Cidade. São pessoas comparando, outras oferecendo a mercadoria e na maioria das barracas a música é um atrativo que chamar a freguesia. No final de tudo quem ganha é o consumidor que têm a possibilidade de comprar por preços mais acessíveis.

Polícia Federal prende vereador Luiz do Correio

Na manhã desta terça-feira (11) uma equipe de agentes da Polícia Federal deu início a uma série de vistorias em bens móveis e imóveis do Vereador Luiz do Correio (PTN). Por volta das 11 horas foi feita uma abordagem em uma caminhonete que estava sendo conduzida pela filho do parlamentar. O carro foi liberado, mas logo em seguida a vistoria foi na casa do vereador onde foram encontradas duas armas de fogo. Um revolver calibre 38 e uma pistola 9’ de fabricação alemã. Luiz do Correio foi preso por posse ilegal de arma.

Na manhã desta terça-feira (11) uma equipe de agentes da Polícia Federal deu início a uma série de vistorias em bens móveis e imóveis do Vereador Luiz do Correio (PTN). Por volta das 11 horas foi feita uma abordagem em uma caminhonete que estava sendo conduzida pela filho do parlamentar. O carro foi liberado, mas logo em seguida a vistoria foi na casa do vereador onde foram encontradas duas armas de fogo. Um revolver calibre 38 e uma pistola 9’ de fabricação alemã. Luiz do Correio foi preso por posse ilegal de arma.

Os agentes da Polícia Federal cumpriam um mandato de busca e apreensão expedido pelo Juiz da Vara de Tóxicos e Acidentes de Trânsito de Rio Branco. O mandado foi solicitado pela própria Polícia Federal que investiga o envolvimento de um grupo que estaria envolvido na exportação de um carregamento de 166 quilos de pasta base de cocaína apreendido no dia 2 deste mês na saída de Rio Branco. O irmão do parlamentar, conhecido como “Bebi” foi preso com mais duas pessoas acusado de ser um dos proprietários da droga.

A polícia tenta encontrar objetos de valor que seriam de propriedade do irmão do vereador, possivelmente comprados com o dinheiro da venda da droga. Por isso está cumprindo os mandados judiciais.

De acordo com a Polícia Federal, o vereador foi conduzido à penitenciária por posse ilegal da pistola de calibre 9’, de uso exclusivo da PF o do exército, e que o crime só pode ser afiançado em juízo. A armas estavam em um cofre e o parlamentar alegou que guardava em sua casa a pedido de seu irmão que seria o proprietário. No momento da prisão o vereador negou ter conhecimento do que havia dentro do cofre.

Depois de ser interrogado na Delegacia da Polícia Federal, Luiz do Correio foi levado ao Pronto Socorro onde foi submetido a exame de corpo de delito e em seguida conduzido a Penitenciária Manoel Néri da Silva.

Na câmara de Cruzeiro do Sul, até agora nenhum vereador quis falar sobre a prisão do colega de parlamento.