sábado, 22 de agosto de 2009

Projeto Cidadão leva cidadania para produtores rurais de Rodrigues Alves

Diversos serviços do Poder Judiciário e de outras instituições estão sendo oferecidos para os moradores das comunidades do Ramal Bananeira em Rodrigues Alves. Uma equipe do Projeto Cidadão realiza atendimento durante os dias de quinta-feira (20) e sexta-feira (21).


Diversos serviços do Poder Judiciário e de outras instituições estão sendo oferecidos para os moradores das comunidades do Ramal Bananeira em Rodrigues Alves. Uma equipe do Projeto Cidadão realiza atendimento durante os dias de quinta-feira (20) e sexta-feira (21).

Os serviços mais essenciais da Justiça como expedição e retificação de certidão de nascimento, título de eleitor, casamento, e até divórcio e separação consensual, estão disponíveis para os moradores das comunidades localizadas no ramal Bananeira. Durante dois dias, os servidores da justiça estarão prestando o atendimento na escola Francisco Lino Braga.

Na quinta-feira, primeiro dia de atendimento, muitas pessoas compareceram para solicitar algum tipo de documentação. A agricultora Marileide Ferreira levou os três filhos para retirar o registro. Dona Marileide sabe a importância do documento para as crianças. “Sem documento a pessoa é ninguém”- acredita a agricultora que reclamou da dificuldade de acesso aos benefícios sociais do governo por falta dos documentos dos filhos.

Muitos casais aproveitaram a presença do Juiz para firma o casamento. Até que enfim, o agricultor José Márcio dos Santos Araújo pode realizar o sonho dele e da companheira Rosilene Antônia Costa de Brito. Há cinco anos morando juntos, Márcio e Rosilene tiveram uma filha, mas ainda não tinham registrado em cartório o laço matrimonial.

“Era um sonho que eu tinha há muito tempo e agora está sendo realizado” – disse a noiva. “Ainda não tínhamos casado porque nossa renda é pouca e para ir até a cidade e realizar o casamento a gente teria despesas. Agora ainda bem que tivemos essa oportunidade de casar aqui mesmo e sem pagar nada” – justificou o noivo.

Durante o Projeto Cidadão, estão sendo realizadas também audiências de conciliação. Além dos serviços oferecidos pelo Poder Judiciário, os moradores do Ramal Bananeira terão à disposição durante os dois dias, a expedição de carteira de identidade e carteira de trabalho.

O juiz da responsável pela comarca de Rodrigues Alves e Mâncio Lima, José Vagner Alcântara, acredita que é o direito a cidadania sendo levado para as pessoas que moram nas comunidades mais distantes das instituições. “Para ser realmente considerado cidadão brasileiro é preciso ter os documentos básicos para todas as pessoas e é isso que o Projeto Cidadão propõe. O direito à cidadania para quem mora nos locais mais distantes” – disse o juiz.



Polícia Federal fecha o cerco contra traficantes no Estado do Acre

Só nos vinte primeiros dia do mês de agosto a Polícia Federal prendeu quase 200kg de cocaína no estado e cinco traficante, que configura que o Acre é uma das portas de entrada de drogas mais fortes do país, a justificativa é que o estado faz fronteira com os dois maiores produtores mundiais de cocaína que é a Bolívia e o Peru.
Só nos vinte primeiros dia do mês de agosto a Polícia Federal prendeu quase 200kg de cocaína no estado e cinco traficante, que configura que o Acre é uma das portas de entrada de drogas mais fortes do país, a justificativa é que o estado faz fronteira com os dois maiores produtores mundiais de cocaína que é a Bolívia e o Peru.

A primeira apreensão deste mês aconteceu no dia 03/08 , quando a Polícia Federal apreendeu um caminhão que tinha saído de Cruzeiro do Sul com destino ao Pará com mais de 160kg de droga, para a polícia esta foi a maio apreensão nos estado nos últimos 20 anos. Foram apreendidos 166, 6 kg de pasta base de cocaína, que estavam em um fundo falso de um caminhão.



Além da apreensão da droga que estava disposta em 82 tabletes, foram presos três homens: J.O.S., 34 anos, natural de Cruzeiro do Sul/AC, A.G.C., 41 anos, natural de Rio Branco/AC e L.S.R., 48 anos, mecânico, natural do Maranhão, motorista do caminhão.

A PF recebeu informações de que o caminhão havia saído de Cruzeiro do Sul/AC com uma carga de farinha de mandioca e estava indo para o estado do Pará transportando a droga escondida em sua carroceria. O caminhão foi abordado pelos policiais federais num posto de combustível na saída da cidade, na estrada que liga Rio Branco/AC à Porto Velho/RO.

Os três presos foram encaminhados ao presídio Francisco de Oliveira conde.

Já na noite da ultima quinta feira dia 20/08 a Polícia Federal fez mais uma apreensão de quatro pessoas e mais de 30kg de cocaína, o entorpecente estava escondido na lataria de um veículo, proveniente da Bolívia.

Um casal de vendedores E.O.C. e A.F.S., ambos de 29 anos, moradores em Rio Branco foram presos no trevo do município de Senador Guiomar, há aproximadamente 30 km de Rio Branco. Eles foram contratados para transportar a cocaína de Cobija, cidade boliviana distante 240 km, até Rio Branco/AC, onde passariam o veículo com o entorpecente para quatro homens que esperavam na rodoviária.



Após a prisão em flagrante do casal, a PF prendeu G.V.S. de 31 anos e J.S.S.C. de 22 anos, naturais de Brasília/DF, que aguardavam na Rodoviária a chegada do casal com o veículo. Os dois outros homens estão foragidos.

O entorpecente foi encontrado na estrutura interna do veículo, escondido em vários pontos da lataria, totalizando 30, 4 kg de pasta base de cocaína.
Os presos foram ouvidos na Superintendência da Polícia Federal, encaminhados ao presídio em Rio Branco e responderão por associação para o tráfico e tráfico de entorpecentes.

Por: Francisco Rocha com informações da assessoria de comunicação / Superintendência Regional da PF no Acre