sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Encontro entre brasileiros e peruanos marca abertura da Expoacre Juruá 2009

O primeiro dia da Expoacre Juruá 2009 foi de grande movimentação de pessoas em Cruzeiro do Sul. O evento teve abertura nesta quinta-feira, 27, com várias atrações culturais e com um encontro entre autoridades brasileiras e peruanas que se reuniram novamente com a finalidade de estreitar os laços comerciais entre as regiões do Juruá, no Brasil, e Ucayali, no Peru.
O primeiro dia da Expoacre Juruá 2009 foi de grande movimentação de pessoas em Cruzeiro do Sul. O evento teve abertura nesta quinta-feira, 27, com várias atrações culturais e com um encontro entre autoridades brasileiras e peruanas que se reuniram novamente com a finalidade de estreitar os laços comerciais entre as regiões do Juruá, no Brasil, e Ucayali, no Peru.À tarde uma comitiva de autoridades acreanas, lideradas pelo presidente da Assembléia Legislativa, deputado Edvaldo Magalhães, o vice-governador César Messias e o senador Tião Viana, recepcionou a delegação peruana que chegou ao Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul composta por 142 integrantes, entre esses, os governadores dos departamentos de Anash, Huanuco e de Ucayali, Jorge Velasquez.

Os representantes das duas regiões de fronteira voltaram a conversar sobre intercâmbio comercial, à noite em uma grande reuniu realizada no auditório do IEVAL – Instituto de Tecnologia e Educação do Vale do Juruá. Estiveram presentes no encontro 23 deputados estaduais acreanos, cinco deputados federais, empresários, representantes pelos órgãos reguladores da exportação e importação de produtos, todos os prefeitos dos cinco municípios do alto Juruá, o vice-governador e o senador Tião Viana. Do lado peruano, além dos governadores, estiveram alcaides e empresários interessados na comercialização de produtos com os vizinhos acreanos.

Durante o discurso de abertura do evento o deputado Edvaldo Magalhães chamou a atenção das autoridades brasileiras para a viabilidade econômica do comércio com os irmãos peruanos. “Nós sempre observamos dois momentos aqui em Cruzeiro do Sul, o do rio seco, que representa a tristeza, a falta, o desabastecimento, e o do rio cheio, que representa a alegria, a abundância, o abastecimento, porque o Juruá ainda é a principal via para o transporte de produtos para a região. Agora, temos que voltar nossos olhares para o nosso lado, para o pico do Andes, onde temos uns irmãos que têm história, que produzem e podem nos ajudar a termos abundância de inverno a verão” – ressaltou.O governador de Ucayali, Jorge Velasquez, afirmou que os peruanos sempre tiveram interesse em manter o intercambio com os brasileiros. Para ele, as duas regiões de fronteira terão muito a ganhar com a relação não apenas no comércio de produtos, como também a troca de informações e conhecimentos que possam melhorar a qualidade de vida da população dos dois países.

O encontro também marcou as comemorações do centenário de Fundação da Associação Comercial do Alto Juruá. O presidente da Associação, Marcos Venicio Alencar, lembrou de como foi a organização da entidade, falou das dificuldades dos empresários da região para garantir o abastecimento da população e ressaltou que a categoria acredita na integração com os departamentos peruanos para que possa facilitar o trabalho e oferece produtos diversificados, de qualidade e com preços mais acessíveis para os consumidores.

Após o encontro, os brasileiros levaram os peruanos para conhecer os produtos que estão expostos na VI edição da Expoacre Juruá que teve início nesta quinta-feira. As autoridades visitaram os stands acomodaram a delegação peruana em uma tenda onde serão comercializados os produtos que chegarão do Peru nesta sexta-feira. Quatro vôos devem chegar de Pucalpa trazendo 25 toneladas de alimentos para comercializar na Feira.A abertura da Expoacre Juruá contou com a presença de cerca de 15 mil pessoas. Além de visitação nos stands, o público presente assistiu ao show do grupo de forró, Fala Mansa, que se apresento no primeiro dia do evento que se encerra neste domingo (30).