sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Itamaraty confirma missão diplomática no Acre

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) informou que a missão do Itamaraty no Acre, em atenção aos brasileiros que vivem na fronteira com a Bolívia, se dará na última semana deste mês. Durante cinco dias, um grupo de diplomatas chefiados pelo embaixador Eduardo Gradilone, do Departamento Consular de Brasileiros no Exterior, irá responder questões que inquietam a todos: quantos são, afinal, as famílias que devem ser evacuadas? Quantas delas aceitam ser removidas aos assentamentos propostos pelo governo boliviano? Quantas manifestaram o desejo de voltar ao Brasil?

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) informou que a missão do Itamaraty no Acre, em atenção aos brasileiros que vivem na fronteira com a Bolívia, se dará na última semana deste mês. Durante cinco dias, um grupo de diplomatas chefiados pelo embaixador Eduardo Gradilone, do Departamento Consular de Brasileiros no Exterior, irá responder questões que inquietam a todos: quantos são, afinal, as famílias que devem ser evacuadas? Quantas delas aceitam ser removidas aos assentamentos propostos pelo governo boliviano? Quantas manifestaram o desejo de voltar ao Brasil?

A deputada havia feito um apelo para que o excesso de burocracia não agravasse o risco de conflito na região, onde muitas informações desencontradas atormentam os brasileiros. A calmaria reina hoje na fronteira graças à suspensão do prazo dado pelo governo Evo Morales para evacuar os brasileiros, após uma intervenção pessoal do presidente Lula e da parlamentar acreana.

Porém, enfim, o Ministério das Relações Exteriores confirmou que estas dúvidas serão esclarecidas “didaticamente” durante a missão do Itamaraty no Acre. A responsabilidade será da Organização Internacional de Migrações (OIM), contratada pelos dois países para tratar do reassentamento de cidadãos brasileiros que vivem na faixa de segurança.

Grupos migratórios e fundiários irão envolver na discussão vários técnicos do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Incra. Eles desenvolverão um plano de assentamento nacional alternativo para abrigar os brasileiros ilegais que irão deixar a fronteira com a Bolívia. “Mas isso será pensado depois de sabermos quantas famílias querem voltar ao Brasil”, informou Francisco Nascimento, chefe de Gabinete do Incra em Brasília.

Consulado Sazonal
Perpétua discutiu com o embaixador a proposta de agenda dos diplomatas no Acre. A delegação chegará a Rio Branco no dia 28, uma segunda-feira, e segue direto para encontrar um grupo de políticos acreanos, composto por deputados estaduais, federais e vereadores. No dia 2 de outubro, será inaugurado o Consulado Sazonal, uma unidade móvel do Ministério das Relações Exteriores destinada a acompanhar e tirar dúvidas das famílias sobre como o governo brasileiro está tratando a questão. A unidade móvel permanecerá até dezembro.

O consulado será instalado na Vila Evo Morales, antiga Motevidéo, próximo a Plácido de Castro. A deputada propôs a realização de uma cerimônia aberta, com a participação das comunidades de Brasiléia, Epitaciolândia e Capixaba que direta ou indiretamente estão envolvidas. Também será convidados prefeitos, vereadores, deputados e entidades que defendem os Direitos Humanos.

PT REALIZOU JULGAMENTO DO DEPUTADO

Após 10 meses de tramitação do processo disciplinar movido pela Secretaria Nacional de Mulheres do PT contra o Deputado Henrique Afonso, os membros do Diretório Nacional decidiram por unanimidade pela condenação do Deputado por infração da ética partidária em virtude de ter manifestado publicamente sua posição contraria a descriminalização da interrupção da gravidez no Brasil e por liderar movimentos e manifestos contra o aborto.

Acabou por volta das 18 horas, deste dia 17 de setembro, o julgamento do Deputado Henrique Afonso pelo Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores.

Após 10 meses de tramitação do processo disciplinar movido pela Secretaria Nacional de Mulheres do PT contra o Deputado Henrique Afonso, os membros do Diretório Nacional decidiram por unanimidade pela condenação do Deputado por infração da ética partidária em virtude de ter manifestado publicamente sua posição contraria a descriminalização da interrupção da gravidez no Brasil e por liderar movimentos e manifestos contra o aborto.

Por maioria de votos, o Diretório Nacional decidiu pela aplicação das seguintes penas: suspensão por três meses, a contar da data do julgamento, das atividades partidárias e a proibição de participar, pelo período de dois anos consecutivos, como representante do Partido na qualidade de membro titular ou suplente, da Comissão de Seguridade Social Saúde e Família da Câmara dos Deputados.

O deputado informou que só se manifestará sobre o assunto na próxima semana, depois de ouvir atentamente sua família, lideranças ligadas ao mandato e os companheiros do PT do Acre.

Darimar comemora aprovação do projeto que criou a Sessão Itinerante


O vereador Darimar Rocha (PT), presidente da Câmara Municipal de Rodrigues Alves, é o autor do projeto que criou a Sessão Itinerante, aprovado na atual gestão e vai levar os vereadores às comunidades do interior, dando voz na tribuna aqueles que representam a população.

O vereador Darimar Rocha (PT), presidente da Câmara Municipal de Rodrigues Alves, é o autor do projeto que criou a Sessão Itinerante, aprovado na atual gestão e vai levar os vereadores às comunidades do interior, dando voz na tribuna aqueles que representam a população.

Na avaliação do Presidente da Câmara a primeira sessão alcançou o objetivo proposto e será levada à outras comunidades do município. “Nossa pretensão é realizar mais três sessões em outras comunidades a serem escolhidas pelos vereadores, ainda esse ano e continuar com esse trabalho durante os 4 anos de mandato para que possamos sentir de perto as dificuldades da população e cobrarmos as ações dos gestores” – disse Darimar.

Darimar Rocha destacou a presença do prefeito Burica, do deputado Taumaturgo Lima, representando a Assembleia Legislativa e de um assessor do deputado federal Henrique Afonso, que ouviram as necessidades e serão parceiros na busca de apoio dos governos estadual e federal.

“ Apesar de ter a presença de apenas três vereadores a sessão aconteceu de forma satisfatória e a população aplaudiu a iniciativa. A população que participou fez diversas reivindicações. Alguns vereadores justificaram a ausência, mas convencer a população é outra coisa, pois o papel do vereador é estar no meio do povo para saber as suas necessidades”, disse.

O presidente da Câmara finalizou dizendo que a primeira sessão itinerante realizada foi o ponto alto da atual gestão e a comprovação está na presença maciça dos representantes das comunidades.