quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Incêndio destrói lojas no Centro de Cruzeiro do Sul



Pelos menos cinco estabelecimentos comerciais, localizados em um galpão improvisado para abrigar os pequenos comerciantes que aguardam a conclusão da reforma do Mercado Municipal, Joãozinho Melo, em Cruzeiro do Sul, foram atingidos por um incêndio que teve início por volta de 13h15m desta quinta-feira. O fogo começou em um ponto onde o proprietário trabalha com lapidação de jóias e se propagou para os outros estabelecimentos. Homens do Corpo de Bombeiros chegaram ao local e conseguiram evitar que as chamas atigissem o restante do prédio.

Mazinho Rogerio


Pelos menos cinco estabelecimentos comerciais, localizados em um galpão improvisado para abrigar os pequenos comerciantes que aguardam a conclusão da reforma do Mercado Municipal, Joãozinho Melo, em Cruzeiro do Sul, foram atingidos por um incêndio que teve início por volta de 13h15m desta quinta-feira. O fogo começou em um ponto onde o proprietário trabalha com lapidação de jóias e se propagou para os outros estabelecimentos. Homens do Corpo de Bombeiros chegaram ao local e conseguiram evitar que as chamas atigissem o restante do prédio.

A aflição foi grande no momento em que as chamas começaram a tomar proporções. Do pequeno comércio as labaredas passaram para os vizinhos deixando duas lojas em cinzas e mais três parcialmente destruídas. O funcionário do local onde o fogo teve início confessou que estava trabalhando com um maçarico ligado a uma botija de gás quando viu o princípio das chamas.

Na tentativa de conter o incêndio e evitar uma tragédia maior, os próprios comerciantes utilizaram extintores e baldes com água, mas as chamas só foram debeladas com a chegada de uma viatura do Corpo de Bombeiros que em 15 minutos estava no local. O sargento Emerson Sandro disse que ainda não é possível afirmar se o incêndio começou do maçarico ou da ligação elétrica de um bebedouro.

O bombeiro disse ainda que a estrutura do galpão facilitou a propagação do fogo. “A estrutura é toda de madeira e PVC, materiais que facilmente pegam fogo e, com isso, um minuto de incêndio é como se fosse uma hora” – afirmou o sargento. De acordo com o militar, só a perícia vai identificar as causas do incêndio.

Os prejuízos até agora não foram calculados. Na loja do ourives, todos os equipamentos de trabalho foram destruídos, o vizinho do lado esquerdo que vendia bijuterias perdeu todo o estoque, nas outras três atingidas, as confecções, calçados e outros produtos foram queimados em parte e o restante foi molhado pelos bombeiros durante o trabalho de contenção do fogo.

Alguns comerciantes das lojas mais distantes, por precaução, tiveram que esvaziar as prateleiras às pressas. Uma vendedora que tentou retirar a mercadoria enquanto o comércio pegava fogo foi sufocada pela fumaça e precisou ser socorrida por uma ambulância do SAMU, mas não teve risco de perder a vida.

Bancários continuam em greve por tempo indeterminado



Bancários do Estado aderiram à greve por tempo indeterminado. O movimento faz parte da mobilização nacional que reivindica um reajuste salarial de 10%, mais participação no lucro dos bancos e salários fixos de R$ 3.850,00, piso salarial entre R$ 1.432 e R$ 4.605,73. A Febrabam ofereceu ainda PRL (Participação nos Lucros e Resultados) menor que a aprovada em 2008. Mas, os bancários querem PLT no valor de três salários.

Francisco Rocha



Bancários do Estado aderiram à greve por tempo indeterminado. O movimento faz parte da mobilização nacional que reivindica um reajuste salarial de 10%, mais participação no lucro dos bancos e salários fixos de R$ 3.850,00, piso salarial entre R$ 1.432 e R$ 4.605,73. A Febrabam ofereceu ainda PRL (Participação nos Lucros e Resultados) menor que a aprovada em 2008. Mas, os bancários querem PLT no valor de três salários.

A presidente do Sindicato dos Bancários do Acre, Elmira Farias, disse que a proposta da FEBRABAN foi uma provocação ao movimento. A reivindicação dos bancários não é apenas por melhorias, eles querem também a contratação de mais funcionários, principalmente para as agências do interior.

Elter Queiroz representante sindical no Vale do Juruá destaca a importância da parceria entre as agências bancárias da região para que o movimento ganhe forças, ‘‘ a luta não é só do Banco do Brasil ela é de todos os Bancários’’ ressaltou.
Queiroz aproveitou a oportunidade para pedir a compreensão da população, sobre o movimento grevista aderido pelos Bancários de Cruzeiro do Sul. ’’ Esta é a única data do ano que temos para fazer as nossas reivindicações e também lutar por melhores condições de serviço para os nossos clientes’’ disse o sindicalista.
Nesta terça feira dia 29 o comando grevista tentou agendar uma reunião com a federação nacional dos Bancos, mas não houve acordo. Com isto não se sabe quando chegara ao fim da greve.

Bancários das agências do Banco do Brasil, Banco da Amazônia e da CAIXA se reuniram em Assembléia, no final da tarde de ontem, na Escola Valério Caldas de Magalhães para deliberar sobre a adesão ao movimento grevista nacional. Os funcionários do Banco do Brasil, maioria na assembleia, decidiram entrar em greve a partir desta sexta-feira (25).

Os bancários cruzeirenses deliberaram pela greve na tarde de quinta-feira (24) e na sexta-feira a agência do Banco do Brasil não abriu as portas.

“Decidimos em assembleia que a partir de hoje os funcionários do Banco do Brasil estarão em greve por tempo indeterminado por conta da falta de compromisso dos banqueiros com a categoria”, disse Elter Nóbrega.

Os bancários entraram em greve por tempo indeterminado, mas mantiveram os 30% de contingenciamento exigido pela lei. O atendimento ao público fica prejudicado por conta da adesão dos caixas executivos ao movimento.

Os funcionários do Banco da Amazônia aderiram ao movimento na terça-feira. Os funcionários do Bradesco não aderem à greve por conta de determinação da Justiça. Os funcionários da CAIXA não devem aderir ao movimento grevista. Na CAIXA, a maioria dos funcionários está em estágio probatório e a adesão a greve pode prejudicá-los. O Bradesco não aceita que seus funcionários façam greve.

O diretor do Sindicato dos Bancários do Acre, Elter Nóbrega, informou o movimento grevista na capital já atingiu a maioria das agências bancárias e adesão dos funcionários que lutam por melhores salários e condições de trabalho.

Polícia procura Sargento


As polícias Civil e Militar estão à procura de um dos presos mais perigosos do estado, Jose Adroaldo da Silva, o Sargento, que está foragido do presídio de segurança máxima de Rio Branco desde a última semana do mês de setembro. Sargento é temido pela sua frieza e crueldade, foi beneficiado pela Justiça com uma licença para permanecer sete dias fora da cadeia e não retornou mais.
A Secretária de Segurança Pública Márcia Regina, em sua visita à Cruzeiro do Sul, fez um apelo à população para contribua com a polícia dando informações sobre o fugitivo, através do 190.

Francisco Rocha

As polícias Civil e Militar estão à procura de um dos presos mais perigosos do estado, Jose Adroaldo da Silva, o Sargento, que está foragido do presídio de segurança máxima de Rio Branco desde a última semana do mês de setembro. Sargento é temido pela sua frieza e crueldade, foi beneficiado pela Justiça com uma licença para permanecer sete dias fora da cadeia e não retornou mais.
A Secretária de Segurança Pública Márcia Regina, em sua visita à Cruzeiro do Sul, fez um apelo à população para contribua com a polícia dando informações sobre o fugitivo, através do 190.

Em Cruzeiro do Sul, Sargento cometeu dois homicídios com requintes de crueldade e deixou uma relação de pessoas marcadas para morrer. Manu, servidor público que trabalhava na Seaprof oi a primeira vítima de Sargento, que desejou um feliz natal antes de executá-lo com tiros de espingarda. No mesmo dia, num acerto de contas por conta de tráfico de drogas, Sargento amarrou o traficante conhecido por Sabiá e tocou fogo no corpo da vítima dentro do veículo.

Durante as buscas a polícia recebeu denúncias que o foragido da Justiça Acreana ainda teria executado com granadas um grupo de quatro peruanos na fronteira para ficar com um carregamento de drogas.

Apesar do esquema montado pela Secretaria de Segurança Pública para capturar o foragido a polícia ainda não conseguiu êxito. Em 2007, Sargento foi preso pela polícia de Goiânia, quando participava de uma festa e foi transferido para Rio Branco. Segundo a polícia Sargento fugiu de Cruzeiro do Sul para Manais escondido no porão de uma balsa.

Sargento esperava julgamento no presídio de segurança máxima da capital porque a própria Justiça não tinha condições de julgá-lo em Cruzeiro do Sul.
O que mais estranhou a sociedade acreana é que a Secretária Márcia Regina não sabe quem deu a licença para soltar sargento. Durante entrevista na posse dos novos delegados Márcia Regina disse que policia sabia que ele não voltava e que todas as entradas e saídas do Estado estão sendo monitorados na tentativa de capturá-lo.

Prefeito, vice e secretário de educação de Cruzeiro do Sul encaram sabatina de estudantes



O prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, o vice, Mazinho Santiago, e o secretário de educação do município, Ivo Galvão, atenderam na tarde desta quarta-feira, 30, ao convite dos estudantes da turma do 7º ano da escola de ensino fundamental Thaumaturtgo de Azevedo para participarem de um debate sobre a administração do município. Os gestores se reuniram durante a tarde inteira com os alunos e passaram por uma verdadeira sabatina


Mazinho Rogério


O prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, o vice, Mazinho Santiago, e o secretário de educação do município, Ivo Galvão, atenderam na tarde desta quarta-feira, 30, ao convite dos estudantes da turma do 7º ano da escola de ensino fundamental Thaumaturtgo de Azevedo para participarem de um debate sobre a administração do município. Os gestores se reuniram durante a tarde inteira com os alunos e passaram por uma verdadeira sabatina. A presença da comitiva na unidade de ensino fez parte de uma semana de comemoração realizada pela comunidade escolar.

As festividades alusivas aos 105 anos de fundação da cidade de Cruzeiro do Sul, na escola Thaumaturgo de Azevedo, tiveram inicio terça-feira e o enceramento será no sábado. Os professores e a direção definiram uma programação para resgatar o civismo no ambiente escolar. Entre as atividades estão incluídas apresentações culturais, atividades cívicas, como a execução dos hinos Nacional, Estadual e Municipal, e o debate com o prefeito e seus assessores que foi realizado na sala de informática da unidade de ensino.

A turma composta por mais de 30 alunos fez diversas perguntas para a comitiva. Quiseram saber sobre o passado político de Vagner Sales que fez um breve relato de sua trajetória desde quando foi eleito vereador de Cruzeiro do Sul, ainda na época da Ditadura Militar, “foi fácil me eleger naquela época vereador, até agora o mais votado de todos os tempos na cidade levando em consideração o números proporcionais de eleitores, porque todo mundo tinha medo de falar do governo e eu não temi a Ditadura” – disse Vagner que concluiu a explanação sobre sua carreira política explica sobre sua atuação durante 16 anos na Assembléia Legislativa e como conseguiu chegar à prefeitura.

Os estudantes também questionaram sobre as perspectivas de melhorias para a cidade. O prefeito garantiu que sua administração terá foco em todos os setores com atenção especial para a educação. “A educação é à base de tudo. È através da educação conseguimos conscientizar nossa população para termos nossa cidade limpa, as pessoas mais educadas se cuidam melhor e por isso evitam as doenças, é a educação que forma os médicos e todos os profissionais dos outros setores” – esclareceu o prefeito.

O aluno Fernando de Oliveira Lima indagou ao secretário de educação “o que é preciso para que tenhamos uma educação de primeiro mundo?”. Para responder, Ivo Galvão citou como exemplo da diferença tecnológica do Brasil com a do Japão. “Os japoneses compram nossa matéria prima e depois nos vendem como produtos manufaturados, isso porque lá se tem uma educação que gera conhecimentos para desenvolver as tecnologias. No Brasil há apenas 12 anos temos a educação como obrigatoriedade para todas as crianças e isso é importante para que possamos atender a todos com a geração de conhecimentos. Nossa administração voltada para atingir a todos com educação de qualidade e para melhoria da qualidade de ensino” – ressaltou o secretário.

Ao vice-prefeito Mazinho Santiago coube explicar sobre seu papel na administração do município e falar sobre as atribuições dos três poderes, Executivo, Judiciário e Legislativo. Como resposta para a primeira pergunta ele disse que é sua função assumir a prefeitura como prefeito em exercício na ausência do titular, mas salientou que sempre procurar trabalhar em comum acordo com o prefeito Vagner Sales. “Acho que vocês já viram no passado prefeito e vice como cão e gato. Hoje isso não existe porque quando os administradores brigam que perde é a população. Nosso trabalho é sempre de confiabilidade de um com o outro” – disse Santiago.

O prefeito Vagner Sales encerrou o encontro agradecendo a direção da escola, aos professores e elogiou a iniciativa. “Isso serve como exemplo para as outras escolas, pois é importante que nossas crianças que amanhã serão nossos administradores se interessem pela organização política da sociedade. Com certeza aumenta a nossa responsabilidade porque começamos a ser cobrados pelas crianças” – concluiu.