sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Cantora de 13 anos emociona deputados em show do Dia das Crianças



Antecipando o Dia das Crianças, que será comemorado segunda-feira, 12, as crianças do Projeto Cores e Tons, desenvolvido pela Aleac, fizeram uma apresentação musical e uma exposição de pinturas em intervalo da sessão desta quinta-feira, 8. O espetáculo surpreendeu e emocionou deputados, servidores e o público em geral. “Emocionou até o severo deputado N. Lima”, comentou o presidente da Casa, Edvaldo Magalhães (PCdoB).



Antecipando o Dia das Crianças, que será comemorado segunda-feira, 12, as crianças do Projeto Cores e Tons, desenvolvido pela Aleac, fizeram uma apresentação musical e uma exposição de pinturas em intervalo da sessão desta quinta-feira, 8. O espetáculo surpreendeu e emocionou deputados, servidores e o público em geral. “Emocionou até o severo deputado N. Lima”, comentou o presidente da Casa, Edvaldo Magalhães (PCdoB).

Formado há pouco mais de dois anos, durante o primeiro ano de gestão da atual Mesa Diretora, o Cores e Tons é composto por cerca de 30 adolescentes do bairro da Base que foram convidados pela Escola do Legislativo enquanto perambulavam nas redondezas da Aleac.

Durante esse curto período, o progresso dos alunos chegou a tal ponto que causou perplexidade. “O tempo foi passando e a gente não sabia que estes meninos e meninas estavam tão bons. Os responsáveis pelo projeto faziam propaganda, dizendo que eles estavam bons, mas a gente achava que era coisa de pai coruja exagerado”, comentou Edvaldo, idealizador do projeto.

O espetáculo musical, com cordas e percussão e comandado pela vocalista Tayane, arrebatou o público. A menina de 13 anos mostrou que já tem presença de palco, beleza, carisma e muita simpatia, interpretando e dançando com desenvoltura sem se intimidar com a solene plateia de parlamentares.

UNANIMIDADE NA CASA


“Eles amoleceram o coração dos ouvintes, numa prova de que temos muitos talentos e que basta uma pequena oportunidade para que possam se revelar. Temos certeza de que logo vão estar embalando a MPB acreana”, elogiou Edvaldo.

“Há dois anos não sabiam nem tocar berimbau, agora vemos vários instrumentistas sendo revelados. A menina tem uma voz maravilhosa, que encanta e emociona”, define o deputado N. Lima (DEM), lembrando que todos os deputados apoiam e aplaudem o projeto e até sugerem mais investimentos e mais alunos. “Quisera que todas as instituições imitassem este exemplo”, comentou N.Lima.

A deputada Idalina Onofre (PPS), lembrou que os talentos são como pérolas aguardando uma oportunidade para se revelarem. “Esqueci Marisa Monte, Elis Regina e só vi a Tayane, um talento aflorando por todos os poros. Com apoio e estrutura pode ser uma revelação para o Brasil”, comentou.

Walter Prado, deputado do PDT, disse que se todos tivessem esta percepção a cidade teria menos delinqüência e mais adolescentes vivendo com dignidade. “Eu sugiro que este projeto seja ampliado. Eu conheço o sentimento destes meninos de famílias desestruturadas, pois adotei uma criança em condições semelhantes”, afirmou.

O deputado Ney Amorim, líder do PT, disse que esta iniciativa da Aleac deve ser aplaudida e imitada. “São crianças antes vivendo em condições precárias que foram abraçadas pela Casa e que muito nos orgulham. Meus parabéns para a equipe da Escola do Legislativo”. Para o deputado, este projeto contribui para que as ruas tenham mais artistas e bons jovens e menos vândalos.

A diretora da Escola do Legislativo, Núcia Fernandes, lembrou que os alunos progrediram graças ao esforço próprio e muita determinação, pois o projeto teve que ser interrompido em quase um ano para a reforma da sede da Aleac. “Quando fomos retomar as aulas, pensamos se eles ainda estariam conosco. Todos voltaram para nossa surpresa e hoje temos, além dos ensinamentos de música e pintura, muito afeto e disciplina”, comentou.

O professor de música Dirceney Souza, coordenador de muitos outros cursos neste segmento, se disse realizado com o grupo, pois tornou-se um modelo de inclusão social. “Este é o mais importante de meus trabalhos, pela originalidade da idéia, ocupando uma garagem ociosa e envolvendo meninos das redondezas e sem um projeto de vida. A Aleac lhes deu uma opção e tornou-se um exemplo de inclusão social”, disse.

Logo depois da apresentação musical a professora de artes Kate Sento-Sé realizou o primeiro vernissage dos alunos do Cores e Tons. Foram exibidos diversos quadros pintados em óleo, acrílico e lápis. Assim como a turma da música, a da pintura se exercita no subsolo da Aleac no período da tarde, onde está a garagem dos parlamentares.



Gladson reforça protesto contra aumento na tarifa de energia em audiência da Aneel



O deputado federal Gladson Cameli (PP), reforçou durante a audiência realizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na manhã de quarta-feira, 07, no auditório do Sebrae, em Rio Branco, seu protesto contra o aumento na tarifa de energia elétrica do Estado.


O deputado federal Gladson Cameli (PP), reforçou durante a audiência realizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na manhã de quarta-feira, 07, no auditório do Sebrae, em Rio Branco, seu protesto contra o aumento na tarifa de energia elétrica do Estado.
Na presença da sociedade civil e de parlamentares municipais, estaduais e federais, o deputado lembrou que seu mandato tem sido colocado a disposição da população acreana no sentido de coibir abusos contra o bolso das famílias e dos trabalhadores.

“Hoje, enfrentamos problemas no Acre relacionados não apenas aos altos custos nas contas de energia elétrica, mas nas passagens aéreas, nas multas altíssimas aplicadas aos agricultores pelo Ibama e em vários outros casos de abuso contra os contribuintes”, disse Cameli.
Em sua fala, Gladson disse aos diretores da Aneel, entre eles a administradora geral, Joísa Companher e José Guilherme Sena, David Antunes Lima, que o objetivo da sociedade acreana é o de evitar a majoração na tarifa de energia no Acre, já que a população tem ainda um péssimo serviço de manutenção prestado pela Companhia de Eletricidade (Eletroacre).
O objetivo do evento foi o de reunir informações acerca do funcionamento do sistema de energia elétrica no Estado.

Gladson Cameli (PP) é um dos membros da CPI da Energia Elétrica na Câmara dos Deputados.

“Mesmo que a Aneel se proponha a baixar esse percentual para pouco mais de 4%, nós não podemos aderir a esse aumento. O que queremos é que ele não aconteça”, disse Cameli

Prefeitura de Cruzeiro do Sul e parceiros alfabetizam quase quinhentos pescadores



Os pescadores demonstram todo entusiasmo para freqüentar as aulas três vezes por semana e correm para recuperar o tempo perdido. Eles, que não tiveram a oportunidade de estudar enquanto jovens, agora se orgulham em poder assinar o próprio nome quando são atendidos em instituições públicas e em lê informações básicas e importantes para a vida de qualquer cidadão.



Os pescadores demonstram todo entusiasmo para freqüentar as aulas três vezes por semana e correm para recuperar o tempo perdido. Eles, que não tiveram a oportunidade de estudar enquanto jovens, agora se orgulham em poder assinar o próprio nome quando são atendidos em instituições públicas e em lê informações básicas e importantes para a vida de qualquer cidadão.

A alfabetização dos 450 pescadores de Cruzeiro do Sul faz parte do Programa BB Educar da Fundação Banco do Brasil que visa à alfabetização de jovens e adultos. Normalmente o Programa é desenvolvido por funcionários da Fundação e voluntários. Porém, em Cruzeiro do Sul aconteceu em um modo diferente. A Prefeitura se comprometeu em pagar 50% do salário dos monitores, a outra metade seria pela Fundação. Mas o projeto da Fundação não contemplou o salário dos professores e por determinação do prefeito Vagner Sales, as aulas tiveram prosseguimento, o município está arcando com a totalidade do pagamento dos professores.

A parceria também envolve a Colônia de Pescadores. Os alunos podem escolher três dias da semana para acompanhar as aulas que estão acontecendo na Escola Municipal de Ensino Fundamental, Thaumaturgo de Azevedo. A vinda do projeto para Cruzeiro do Sul se deu por meio de uma articulação política do Gabinete do Senador, Tião Viana. Atonimar Fernandes gerente da agência do Banco do Brasil na cidade, disse que a educação dos pescadores está entre as ações de um plano de desenvolvimento sustentável que é apoiado pelo Banco e expressou sua satisfação em ver os resultados da parceria.

O pescador José Veríssimo Rufino voltou a estudar aos 50 anos de idade, mas devido às obrigações da profissão, tinha interrompido as atividades na escola. Diante da opção em escolher os três dias da semana para estudar, retomou as aulas. “Só tenho a agradecer a Deus e nossos governantes que tem investido para nos dar está oportunidade. Eu me sinto alegre de mesmo nessa idade poder aprender a lê e a escrever”, diz.

O prefeito Vagner Sales relembrou algumas ações que sua administração tem feito na área de educação, entre elas, construções de escolas, distribuições de kits escolares, reforço na merenda, construção de escolas na zona rural e até distribuição de kits para deficientes visuais e um incentivo que a Prefeitura paga às mães que acompanham os filhos portadores de necessidades especiais nas escolas. “É uma felicidade saber que estamos contribuindo para acabar com o analfabetismo. Através desta parceria estamos trabalhando com uma classe que não teve oportunidade de estudar. Eu tenho certeza que eles como pescadores de peixes, serão a partir de agora também pescadores do saber e vão mostrar que na fase adulta ainda é tempo de aprender”, explica Vagner Sales.

Além dos pescadores, a Prefeitura está oferecendo a oportunidade de alfabetização aos garis da cidade sem escolaridade. As aulas através do Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos estão acontecendo na garagem da Prefeitura. De acordo com o secretário municipal de Educação Ivo Galvão, em qualquer lugar que tem surgido um grupo disposto a estudar, o município tem proporcionado oportunidade. “É uma determinação dessa administração, combater o analfabetismo, construir cidadania e melhorar a condição de vida da nossa população”, finaliza.

Prefeitura de Cruzeiro do Sul segue com ações nas áreas rurais



O prefeito Vagner Sales esteve vistoriando os trabalhos das máquinas na BR-307 onde mais de 30 quilômetros já foram recuperados. A rodovia permite o acesso a várias comunidades habitadas por produtores rurais. De forma simultânea, a Secretaria de Agricultura avança na mecanização da terra que permite uma maior produtividade nas áreas já degradadas.



O prefeito Vagner Sales esteve vistoriando os trabalhos das máquinas na BR-307 onde mais de 30 quilômetros já foram recuperados. A rodovia permite o acesso a várias comunidades habitadas por produtores rurais. De forma simultânea, a Secretaria de Agricultura avança na mecanização da terra que permite uma maior produtividade nas áreas já degradadas.

Apesar das dificuldades do primeiro ano de uma administração que tem trabalhado apenas com recursos de arrecadação própria, o prefeito Vagner Sales aceitou o desafio de recuperar 250 quilômetros de ramais. Mesmo com um verão atípico intercalado com fortes chuvas, os trabalhos avançam. Só na BR-307, uma frente de serviço já recuperou 30 quilômetros, permitindo um melhor acesso dos trabalhadores rurais que precisam chegar à cidade com a produção. Ainda nesta estiagem, o município pretende recuperar os ramais Mariana 1 e 2 que ficam Vila Santa Rosa, Ramal dos Paulinos e Buritirana na estrada de Rodrigues Alves.

Vagner Sales lembra a situação precária em que encontrou as máquinas da Prefeitura totalmente sucateadas, muitas há 5 anos sem funcionar, hoje estão sendo empregadas nos trabalhos em beneficio das comunidades rurais. Apesar de ter recebido R$ 10 milhões do Incra para recuperação de ramais, o Governo do Estado repassou apenas R$ 155 mil e 50 mil litros de combustível para a Prefeitura.

O prefeito Vagner Sales não deixa de enfatizar as dificuldades enfrentadas este ano, mesmo assim, encarou de frente os desafios de dividir os recursos do município com as comunidades mais isoladas. Além dos ramais, também está acontecendo limpeza de rios e igarapés para facilitar o acesso dos ribeirinhos, algo inédito na história do município. “No próximo ano, acredito que será possível fazer um melhor trabalho em nossos ramais. Teremos mais tempo e espero também ter um maior reconhecimento do Governo do Estado por tudo que temos feito, espero a vinda de mais recursos”, comenta Vagner Sales.

Um outro benefício levado às comunidades rurais de Cruzeiro do Sul é a mecanização da terra, alternativa para os produtores que cada vez se sentem mais limitados com as exigências dos órgãos ambientais. Cinco tratores do município que também foram recuperados estão a serviço das comunidades agrícolas, cerca de 80 hectares já foram arados. Vagner Sales quer fortalecer ainda mais o serviço de mecanização através de uma emenda do senador Geraldo Mesquita destinada à compra de mais 6 tratores para o município.