segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Programa Especial de Ensino Médio forma primeira turma de Cruzeiro do Sul


Em Cruzeiro do Sul, este foi um fim de semana com a sensação de dever cumprido para os 500 alunos que concluíram o Ensino Médio pelo Programa Especial de Ensino Médio - PEEM Poronga. A cerimônia de formatura foi realizada na sexta-feira, 16, no espaço de eventos do Seminário Menor, com a presença de parentes e autoridades que participaram do evento, entre eles a secretária de Estado de Educação, Maria Corrêa, e a gerente de educação da Fundação Roberto Marinho, Vilma Guimarães.


Luciana Teixeira
Foto: Onofre Brito

Ao todo, 500 alunos concluíram os estudos com a iniciativa pioneira desenvolvida no Acre pelo Governo do Estado com apoio da Fundação Roberto MarinhoEm Cruzeiro do Sul, este foi um fim de semana com a sensação de dever cumprido para os 500 alunos que concluíram o Ensino Médio pelo Programa Especial de Ensino Médio - PEEM Poronga. A cerimônia de formatura foi realizada na sexta-feira, 16, no espaço de eventos do Seminário Menor, com a presença de parentes e autoridades que participaram do evento, entre eles a secretária de Estado de Educação, Maria Corrêa, e a gerente de educação da Fundação Roberto Marinho, Vilma Guimarães.

O motivo de orgulho pela conclusão do curso ficava ainda maior pelo fato de essa ter sido a primeira turma de estudantes que fazem parte do programa implantando em Cruzeiro em 2008. Os formandos são das escolas Craveiro Costa, Dom Henrique Ruth e Flodoardo Cabral.

A cerimônia foi comandada por Priscila Camargo, atriz da Globo. Essa é a terceira vez que a atriz apresenta a solenidade de formatura no Estado do Acre. "É emocionante participar de eventos como esse. Já participei de duas formaturas em Rio Branco e agora estou em Cruzeiro do Sul. Fico muito feliz, pois acredito que a educação é essencial para a vida, e ver os olhos dos formandos brilhando, radiantes de alegria pela formação que alcançaram, é algo que não tem preço", declarou.

O PEEM - Poronga é uma realização do Governo do Estado, executada pela Secretaria de Estado de Educação, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, e tem como objetivo corrigir a distorção idade-série dos alunos da rede pública de ensino. Estimular, trazer esperança e fazer sonhar novamente são também metas do programa, que em 18 meses consegue mudar a vida e a história de tantos jovens através de uma metodologia diferenciada, motivadora, que estimula os alunos no empreendedorismo, proporcionando um ensino regular de forma criativa com o uso das novas tecnologias.

Sonho de formação

O projeto mudou a vida de alunos como Edilson da Silva Dias, que aos 41 anos de idade decidiu matricular-se nas turmas do PEEM na escola Flodoardo Cabral. O desejo de concluir o Ensino Médio venceu todo o desânimo e dificuldade do dia a dia e agora, pretende prestar vestibular para ciências biológicas. "Estou muito feliz em receber esse diploma. Agora não vou parar o meu sonho e vou continuar lutando, vou enfrentar as dificuldades e vou fazer minha faculdade."

Sonhar, lutar e acreditar é a fórmula para o sucesso. Outras experiências vivenciadas em Rio Branco mostram que ex-alunos do PEEM-Poronga atualmente estão inseridos nas universidades e outros que até já passaram em concurso público. A secretária estadual de educação Maria Corrêa destaca que o programa trabalha o resgate de jovens que estavam fora da sala de aula e a autoestima dos mesmos. "Esse programa é de suma importância, pois traz de volta os alunos para a sala de aula e lhes devolve sonhos, preparando-os para buscar outras formações."

O formando Gilliarde Oliveira da Silva, 18 anos, nasceu no Seringal Valparaíso. Aos 12 anos perdeu o pai e veio para Cruzeiro do Sul com a família em busca de dias melhores. Cedo precisou fazer uma tarefa difícil, harmonizar o trabalho com os estudos. Ele cursou o PEEM na Escola Dom Henrique Ruth e afirma que para crescer é preciso aproveitar as oportunidades. "Para mim a vida é como uma escada e a cada dia subimos um novo degrau e eu dei um salto quando ingressei no PEEM - Poronga e não perdi a oportunidade de continuar a minha formação."

Eloísa Barbosa, 37 anos, assim define o PEEM: "Uma bênção de Deus em nossas vidas". Casada, mãe de filhos, Eloísa é uma amazonense que veio para o Acre e sempre batalhou para vencer na vida. Embora tenha ficado um bom tempo fora da sala de aula, viu no programa um estímulo para continuar um sonho que sempre a acompanhou: conquistar o diploma de ensino médio. "Eu corri atrás e consegui. Não é fácil trabalhar e estudar, mas hoje posso dizer que eu venci essa etapa."

O Programa Especial de Ensino Médio é um projeto que vem dando resultados significativos para o Acre. Em 2009 foram mais de dois mil jovens formados que se encontravam desestimulados e fora do ensino regular e agora conquistaram o diploma de conclusão do ensino médio. "O Acre vem sendo exemplo para o Brasil inteiro nos resultados do enfrentamento desse desafio de corrigir a distorção idade-série", comentou Vilma Guimarães.

Desde o início do Programa - criado em 2005 -, 4.739 pessoas conseguiram concluir o ensino médio no Estado. O sucesso do projeto é tanto que o Acre se destaca como referência no país, despertando o interesse de outros Estados. Recentemente, um grupo de gestores da educação em Pernambuco veio conhecer de perto a experiência que dá certo no Acre.

Prefeito rebate críticas de diretor de hospital


Sem entrar em muitos detalhes, o prefeito Vagner Sales rebateu nessa segunda-feira uma possível declaração do diretor do Hospital Regional do Vale do Juruá, que teria dito a um site de notícias que “a Atenção Básica de Saúde não funciona em Cruzeiro do Sul”. O prefeito afirmou que “só o Posto de Saúde da 25 (Avenida 25 de Agosto) atende muito mais pacientes que atende aquele hospital, e que os laboratórios da prefeitura entregam os resultados dos exames em no máximo três dias e lá no hospital o resultado de um Raio-X leva até três meses para ficar pronto, quando o aparelho funciona ou não falta filme”.

Vagner Sales disse ainda que estuda a possibilidade de processar o site de notícias que emitiu uma opinião distorcida sobre a realidade da saúde no município de Cruzeiro do Sul, “e quanto ao doutor Marcos, seria bom se ele tratasse de se preocupar com o que anda errado naquele hospital, porque da saúde da Atenção Básica cuidamos nós”. O prefeito afirmou que, mesmo com pequenas dificuldades, a prefeitura hoje consegue dar atendimento médico em todas as suas unidades de saúde, inclusive naquelas que estão na zona rural, como Santa Luzia e Alagoinha, entre outras.

Assessoria



Cruzeiro do Sul abre 1.096 novas vagas para o Bolsa Família

Vagner Sales, prefeito de Cruzeiro do Sul, anunciou nessa segunda-feira, que neste mês de outubro a prefeitura conseguiu incluir 1.096 novas famílias no programa federal Bolsa Família, estendendo agora o benefício para quase oito mil famílias, o que diminui a lista de espera de 2.783 para 1.695 famílias carentes. “Isso é possível por causa do recadastramento que estamos fazendo domicilio a domicilio, e porque excluímos do programa centenas de pessoas que recebiam o benefício irregularmente”, declarou o prefeito.
Vagner Sales, prefeito de Cruzeiro do Sul, anunciou nessa segunda-feira, que neste mês de outubro a prefeitura conseguiu incluir 1.096 novas famílias no programa federal Bolsa Família, estendendo agora o benefício para quase oito mil famílias, o que diminui a lista de espera de 2.783 para 1.695 famílias carentes. “Isso é possível por causa do recadastramento que estamos fazendo domicilio a domicilio, e porque excluímos do programa centenas de pessoas que recebiam o benefício irregularmente”, declarou o prefeito.

Segundo Vagner Sales, “gente com carro na garagem, em casas de alvenaria, parentes de políticos, de policiais e tanta gente que não precisava, mas recebia todo mês o dinheiro do Bolsa Família”. O prefeito contou que a fiscalização do Tribunal de Contas da União e as ações da prefeitura tirou do cadastro pessoas que já haviam falecido, outras que fazem parte do cadastro da Renavam (de proprietários de veículos), da Previdência Social, ou que estavam filiados a algum partido político, ou não tinham CPF e nem outros documentos.

A limpeza no cadastro possibilitou a abertura de novas vagas, inclusive para a inclusão de sete famílias indígenas da etnia dos Katukinas, que também se enquadram no perfil de famílias que necessitam da atenção do governo federal.

“Isso nos deixa muito feliz porque sabemos que agora vamos beneficiar outras famílias carentes que esperaram tantos anos por uma ajuda como essa. Mas vamos mais além, queremos cadastrar as famílias de ribeirinhos, para que todas elas entrem para o sistema, para que o governo federal veja que em Cruzeiro do Sul tem ainda mais pessoas que precisam desse auxilio para sobreviver”, afirmou o prefeito.

Assessoria



Rodrigues Alves amplia em quase 30% o número de famílias beneficiadas com programas sociais

O prazo para o recadastramento das famílias inseridos nos programas de assistência social do Governo Federal que se encerraria no final de setembro foi adiado para o dia 31 deste mês, mas o município de Rodrigues Alves já concluiu o levantamento das famílias que necessitam do beneficio.

O prazo para o recadastramento das famílias inseridos nos programas de assistência social do Governo Federal que se encerraria no final de setembro foi adiado para o dia 31 deste mês, mas o município de Rodrigues Alves já concluiu o levantamento das famílias que necessitam do beneficio.

A Secretaria de Assistencial social levou mais de um mês para relacionar as famílias que podem participar do programa e para excluir as que não precisam. De acordo com a secretária de assistência Social de Rodrigues Alves, Monica Freitas, apenas seis foram excluídas e mais de trezentas foram inseridas no Cadastro Único que envolve PETI, Bolsa Família e outros programas de assistência social.
“Tínhamos aqui um total de 1221 famílias que recebiam esse auxílio do governo para cuidar dos filhos que freqüentam a escola, agora ampliamos para 1524. Isso é muito importante porque o nosso município ainda é muito carente e as famílias dependem desse auxílio” – disse Mônica Freitas

Para facilitar o cadastramento das famílias nos programas sociais do Governo Federal, a prefeitura informatizou todo sistema do Cad Único que agora é interligado via internet com Brasília. A secretária Mônica Freitas acredita que com isso poderá aumentar o numero de famílias beneficiadas.

“Ainda seria necessária à inclusão de mais de mil famílias que vivem em situação de extrema necessidade. Vamos agora lutar junto ao Governo Federal para que possamos ampliar o número de pessoas atendidas” – afirmou.


Nauas comemora 86 mais pode ficar fora do estadual de 2010


O vice campeão estadual em 2009 do campeonato acreano de futebol Nauas Esporte Clube que completou 86 anos nesta segunda feira dia 19 de outubro não tem muito o que comemorar, e que a equipe ainda luta para pagar as dividas do ultimo campeonato, segundo o presidente do clube Edivan Marques dos R$ 240mil gastos durante a competição ainda faltam mais R$ 60 mil a ser pago até 31 de dezembro, a equipe do Juruá é a que tem mais gastos na competição, e o único clube que paga para jogar o campeonato.
O vice campeão estadual em 2009 do campeonato acreano de futebol Nauas Esporte Clube que completou 86 anos nesta segunda feira dia 19 de outubro não tem muito o que comemorar, e que a equipe ainda luta para pagar as dividas do ultimo campeonato, segundo o presidente do clube Edivan Marques dos R$ 240mil gastos durante a competição ainda faltam mais R$ 60 mil a ser pago até 31 de dezembro, a equipe do Juruá é a que tem mais gastos na competição, e o único clube que paga para jogar o campeonato.

Após ter participado duas vezes do campeonato estadual ficando em 3º e 2º lugar, o Nauas se tornou a equipe numero um do Vale do Juruá e deu uma nova vida ao Estadual nos dois últimos anos , sendo a equipe que levou o maior numero de torcedores para os estádios, hoje se tornou um sonho para qualquer atleta da região jogar pelo Nauas.

O presidente do clube enfatiza que o NauAs é uma equipe de tradição em Cruzeiro do Sul e que não pode ser esquecida, mais se não conseguir pagar as dividas até dezembro a equipe não terá condições de participar em 2010 do campeonato estadual.

A programação em comemoração a aniversário do clube foi adiada para o dia 30 de outubro por conta de ainda não estarem prontos os troféus que serão entregues aos homenageados, durante estes 86 anos foram vários os craque do futebol cruzeirense que vestiram a camisa verde amarela do NauAs futebol clube, com destaque para o craque e campão mundial pala Seleção Brasileira, Garrincha que jogou durante trinta minutos pelo Nauas no estádio o Cruzeirão em 1971.

Por conta disto o presidente afirma que irá buscar ajuda de empresários e políticos da região que já ajudam o clube para que a equipe não fique de fora do campeonato acreano de 2010.