quinta-feira, 29 de outubro de 2009

FAB diz que recebeu sinal de avião desaparecido na Amazônia



A Força Aérea Brasileira (FAB) informou na noite desta quinta-feira (29) que recebeu um sinal de emergência do avião desparecido na região amazônica. A aeronave transportava 11 pessoas, quatro tripulantes e sete passageiros, que estavam a serviço da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Aeronave desapareceu quando seguia do Acre para o Amazonas.
Equipe a serviço da Funasa estava a bordo.


Do G1, em São Paulo


A Força Aérea Brasileira (FAB) informou na noite desta quinta-feira (29) que recebeu um sinal de emergência do avião desparecido na região amazônica. A aeronave transportava 11 pessoas, quatro tripulantes e sete passageiros, que estavam a serviço da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Segundo a FAB, o sinal foi emitido 58 minutos após a decolagem. A aeronave seguia de Cruzeiro do Sul (AC) para Tabatinga (AM).

Ainda de acordo com a Força Aérea Brasileira, com base nas últimas informações, foi possível estabelecer uma área para o início das buscas, que vão prosseguir durante a noite.

Neste momento, sete aeronaves da FAB e uma do Exército Brasileiro participam das buscas ou estão em deslocamento para a região: dois helicópteros H-60L BlackHawk, um helicóptero HM-3 Super Cougar (Exército), um KC-130 Hércules, um SC-95 Bandeirante, dois C-105 Amazonas e um R-99.

Operação de vacinação

A enfermeira coordenadora da saúde indígena do Distrito de Alto Rio Juruá, Isna Silveira, informou ao G1 que a equipe voltava para Tabatinga (AM) e pegaria um barco até Atalaia do Norte (AM), onde vivia.


A equipe da Funasa havia usado o município de Cruzeiro do Sul como base para a operação de vacinação realizada no Vale do Javari, também em Atalaia do Norte (AM). Segundo a enfermeira, a equipe chegava mais rápido ao local das aldeias partindo de Cruzeiro do Sul.

“Eles saíram das aldeias e chegaram ontem aqui em Cruzeiro do Sul. Nós nos despedimos e eles voltaram para o Amazonas hoje de manhã. É terrível, porque criamos um vínculo. Estamos muito abalados”, afirmou Isna.

A enfermeira conta que a equipe é composta por dois homens e cinco mulheres, entre elas, uma gestante. Dois integrantes do grupo eram enfermeiros e os outros, técnicos em enfermagem.

A operação de vacinação teve início no dia 16 de outubro . O grupo seguia com helicópteros da Força Aérea Brasileira (FAB) e era deixado em aldeias da região do Vale do Javari para aplicar as vacinas de rotina e também doses especiais. A cada três dias, a aeronave da FAB voltava às aldeias para resgatar o grupo e levar para outras comunidades.

Desaparecimento

O avião Cessna C-98 Caravan da Força Aérea Brasileira (FAB) desapareceu na região da Amazônia, na manhã desta quinta-feira (29).

De acordo com o professor de aeronáutica Cláudio Roberto Scherer, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), o C-98 Caravan é usado para transporte, tanto na aviação civil quanto na militar.

"É uma aeronave de turbo-hélice pequena, usada para levar poucas pessoas em trajetos curtos", explica.

O comandante Renato Nascimento, ex-piloto da FAB e hoje na aviação civil, afirma que a aeronave "não tem muitos recursos". "É um aviãozinho pequeno, monomotor. O problema com o monomotor é que se o motor falha, você não tem outro", explica.

Aeronave da força aérea desaparece na Amazônia



Uma avião Caravam da Força Aérea Brasileira desapareceu dos radares após ter decolado da cidade de Cruzeiro do Sul com destino a Tabatinga no Amazonas, á aeronave saiu de Cruzeiro do sul as 8:30h da manhã com 11 passageiros abordos e desapareceu.

Francisco Rocha


Uma avião Caravam da Força Aérea Brasileira desapareceu dos radares após ter decolado da cidade de Cruzeiro do Sul com destino a Tabatinga no Amazonas, á aeronave saiu de Cruzeiro do sul as 8:30h da manhã com 11 passageiros abordos e desapareceu.

Segundo informações divulgadas pela força Aérea através de uma nota oficial os passageiros eram servidores da FUNASA, Fundação Nacional de Saúde e estavam participando de uma campanha de vacinação nas comunidades de difícil acesso na Amazônia.

A força aérea informou ainda que dois helicóptero e um caça já foram enviados ao local, de onde a aeronave teria desaparecido dos radares para tentar localizá-la, mas até o momento não há informações do paradeiro da aeronave.

De acordo com as informações que chegaram até a imprensa entre os desaparecidos estão enfermeiros, técnicos de enfermagem e cinco mulheres.

MULHER É PRESA COM DROGA ESCONDIDA NA BOLSA NO ACRE


E.F.S., de 40 anos, saiu de Epitaciolândia (divisa com a Bolívia) com destino à capital do estado, Rio Branco. Durante barreira realizada pela Polícia Federal na BR-317, foi encontrada uma bolsa com aproximadamente 1 Kg de cocaína que foi identificada como de propriedade da mulher.


RIO BRANCO –
A Polícia Federal em Epitaciolândia/AC prendeu nesta segunda-feira, 26, uma mulher que viajava em um taxi, transportando droga em sua bolsa.

E.F.S., de 40 anos, saiu de Epitaciolândia (divisa com a Bolívia) com destino à capital do estado, Rio Branco. Durante barreira realizada pela Polícia Federal na BR-317, foi encontrada uma bolsa com aproximadamente 1 Kg de cocaína que foi identificada como de propriedade da mulher.

Todos os passageiros junto com o condutor do veículo foram conduzidos até a delegacia para prestar esclarecimentos sendo, em seguida, liberados. E.F.S. foi conduzida até a capital e já se encontra no presídio.

O aumento da fiscalização na tríplice fronteira é uma das ações que vem sendo desenvolvida pela Polícia Federal naquela região, que além de coibir o tráfico de drogas também realiza trabalhos de controle imigratório e prevenção de outros ilícitos.

Por: Assessoria de Comunicação / Superintendência Regional da PF no Acre

Polícia prende “Pica-pau” suspeito de assalto a empresário



Após mais de duas semanas de investigação a Polícia Civil, em Cruzeiro do Sul, conseguiu prender um dos acusados pelo assalto ao escritório do empresário Hermane Badarane, ocorrido no dia 16 deste mês. Emiraldo Félix de Negreiros, o “Pica-pau”, foi preso em um bar no Bairro Cohab manhã desta terça-feira, 27. A polícia chegou ao acusado a partir de um celular que o assaltante deixou escapar no momento que deixava o local do crime.



Após mais de duas semanas de investigação a Polícia Civil, em Cruzeiro do Sul, conseguiu prender um dos acusados pelo assalto ao escritório do empresário Hermane Badarane, ocorrido no dia 16 deste mês. Emiraldo Félix de Negreiros, o “Pica-pau”, foi preso em um bar no Bairro Cohab manhã desta terça-feira, 27. A polícia chegou ao acusado a partir de um celular que o assaltante deixou escapar no momento que deixava o local do crime.

Através de um Mandado Judicial da Primeira Vara Criminal o delegado Elton Fultigami coordenou a operação que resultou na prisão de Pica-pau. De acordo com as investigações ele teria agido na companhia de outro homem que até agora ainda não foi identificado.

De acordo com Fultigami, no depoimento prestado na Delegacia, “Pica- pau” teria assumido a responsabilidade pelo assalto e se negou em revelar o nome no outro envolvido.

Os dois bandidos seguiram um funcionário da empresa de propriedade de Hermane que sacou dinheiro no banco e se dirigiu ao escritório em uma motocicleta. Chegando ao escritório os assaltantes renderem o rapaz juntamente com o empresário e levaram um valor de R$ 10 mil e saíram na moto da empresa. Um deles estava armado com um revólver de calibre 38’.

Emriraldo já foi conduzido à Unidade de Recuperação Social Manoel Néri da Silva e a policia continua as investigações para tentar prender o outro assaltante.