quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Peruanos são presos por migração ilegal em Cruzeiro do Sul



Os três peruanos foram presos na tarde desta quarta feira no bairro da escola técnica quando tentavam se esconder em uma residência, a prisão ocorreu através de uma denúncia que a principio teria envolvimento com o trafico de drogas, mas na delegacia da Policia Federal o delegado informou que os mesmos foram presos por migração ilegal no Pais.

Francisco Rocha


Os três peruanos foram presos na tarde desta quarta feira no bairro da escola técnica quando tentavam se esconder em uma residência, a prisão ocorreu através de uma denúncia que a principio teria envolvimento com o trafico de drogas, mas na delegacia da Policia Federal o delegado informou que os mesmos foram presos por migração ilegal no Pais.

A prisão dos peruanos foi feita por agentes da Policia Federal e o Grupo Águia da Policia Militar, ao perceber a chegada da policia os três homens tentaram evadisse do local em que estavam e adentraram em uma residência, Diaz Montannho 36 anos e Valmir Inácio D`ávila Perez 36, que se esconderam no forro da residência e foram presos, o outro peruano Perez Gonzáles 26 que já tem varias passagens na delegacia da Policia Federal de Cruzeiro do Sul por trafico de drogas, tentou fugir pulando quintais mais foi capturado em seguida.

De acordo com os presos eles estavam a poucos dias na cidade estavam fugindo da policia porque não tinham documentos para entram no Brasil e sabiam que poderiam ser presos, perguntados como eles chegaram em Cruzeiro do Sul os mesmos disseram que entram por Marechal Thalmaturgo, que apesar de ter a presença do Exercito e da Policia Federal na fronteira ainda é fácil a entrada dos imigrantes estrangeiros no Pais.

Segundo a dona da residência a onde os peruanos foram encontrados pela Policia que não quis ser identificada, e que também é de nacionalidade peruana eles sempre aparecem por lá mas não demoram muito, a mulher informou á policia que tinha ido deixar a filha no colégio e que não tinha deixado ninguém em sua casa.

Dois dos peruanos alegaram que trabalham com madeireiros na cidade e outro Diaz Montanho disse que estava trabalhando de peão em uma fazenda no ramal 11, a policia Federal fez um auto de notificação e infração solicitando que os estrangeiros deixem o Pais o mais rápido possível.


Gladson agradece apoio da presidência da Câmara



Nas proximidades do encerramento do ano legislativo, os líderes da CPI da Energia Elétrica levaram, na tarde de ontem, em Brasília, o relatório final dos trabalhos da Comissão para apreciação do presidente da Casa, Michel Temmer. O deputado Gladson Cameli aproveitou para agradecer o apoio da Câmara dos Deputados em todas as etapas de fiscalização e investigação do sistema elétrico brasileiro. O primeiro passo importante da CPI partiu do Tribunal de Contas da União(TCU).

Nas proximidades do encerramento do ano legislativo, os líderes da CPI da Energia Elétrica levaram, na tarde de ontem, em Brasília, o relatório final dos trabalhos da Comissão para apreciação do presidente da Casa, Michel Temmer. O deputado Gladson Cameli aproveitou para agradecer o apoio da Câmara dos Deputados em todas as etapas de fiscalização e investigação do sistema elétrico brasileiro. O primeiro passo importante da CPI partiu do Tribunal de Contas da União(TCU).

Durante os trabalhos da CPI, o próprio TCU tornou público o erro de cálculo, cometido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), na majoração das tarifas elétricas em todo o país. O erro, segundo cálculos oficiais,foi responsável pela cobrança indevida de cerca de1 bilhão por mês durante 7 anos.” A CPI da Energia Elétrica foi fundamental no respeito ao consumidor e para repensar o sistema elétrico em vigor”,disse o deputado.

Segundo Gladson, desde o início dos trabalhos a Câmara dos Deputados disponibilizou o deslocamento da CPI da Energia Elétrica e a realização de audiências públicas em diversos estados brasileiros. Foi durante a audiência pública realizada em Pernambuco que foi levantada a cobrança indevida e onde começaram a ser tomadas medidas para corrigir as distorções existentes. Por solicitação do deputado, foi realizada ainda uma audiência pública em Rio Branco, com enorme participação popular. A audiência pública acreana serviu para receber as críticas e denúncias ao serviço prestado pela Eletroacre que, na época, estava decidida a majorar a tarifa em mais de 14%. No final dos trabalhos, além de impedir a majoração, a CPI ainda conseguiu reverter a situação e diminuir a conta da luz em mais de 5%.Para o deputado, uma vitória da pressão política, dos levantamentos técnicos e da participação maciça da população.

Em seu relatório final, segundo Gladson, a CPI da Energia Elétrica afirma que houve realmente cobrança indevida (a mais) nas contas de luz. Os valores excedentes devem ser devolvidos por meio de ações judiciais, enquanto o Governo Federal não encontrar meios eficazes para a devolução através de compensação ou repasse. A CPI adverte ainda que a distorção na majoração ocorre quando a demanda do mercado de energia cresce,mas a metodologia das distribuidoras não leva em conta este crescimento no cálculo da tarifa.

Para Gladson, a CPI da energia Elétrica conseguiu avanços significativos em favor da transparência nos critérios de elaboração e cobrança das tarifas, assim como mostrando as distorções que permitiram o repasse dos riscos do serviço de distribuição de energia aos consumidores, aumentando a margem de lucro das concessionárias. Segundo o deputado, foi um trabalho difícil, ”e que merece ser continuado, para o benefício dos consumidores”.

3ª Caravana na Integração chega em Pucalpa


A viagem da 3ª Caravana na Integração, liderada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) chegou no Aeroporto de Pucalpa por volta das 10:00 h de terça-feira, sendo recepcionada pelo governador do Departamento de Ucayali, Jorge Velasques Portocarrero, que deu as boas vinda aos membros da delegação.

Por Elson Costa
Fotos Odair Leal


A viagem da 3ª Caravana na Integração, liderada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) chegou no Aeroporto de Pucalpa por volta das 10:00 h de terça-feira, sendo recepcionada pelo governador do Departamento de Ucayali, Jorge Velasques Portocarrero, que deu as boas vinda aos membros da delegação.

“Estamos contentes em receber os irmãos brasileiros que estão chegando ao Departamento de Ucayali para participar dos debates a cerca da integração. Depois vamos fazer uma caravana numerosa para ir até Lima participar do encontro entre os presidentes Lula e Alan Garcia. Queremos fazer um corredor econômico que permita atender os interesses de Cruzeiro do Sul e Ucayali e fazer um compromisso comercial para que possamos vender e comprar produtos. A integração terrestre com o Juruá é um dos nossos principais objetivos”, disse o governador.

Do Aeroporto de Pucalpa a delegação embarcou em dois ônibus com destino ao Departamento de Huanuco, distante 200 quilômetros de Pucalpa. Em Tingo Maria, a delegação foi recepcionada com um almoço de comidas típicas da região. Depois de 12 horas de viagem pela paisagem montanhosa - com rios caudalosos, quedas d’águas encantadoras e uma bela carretera - a delegação chegou ao Departamento de Huanuco, sendo recepcionada pelo presidente regional de Huanuco, Jorge Spinoza, que deu uma calorosa mensagem de boas vindas aos participantes da delegação.

Entre os participantes da delegação estão empresários de Rio Branco, de Tarauacá, Feijó e de Cruzeiro do Sul, com destaque para Abrahão Cândido da Silva, Manu e Assem Cameli, João Célio Gaspar, Alem, Nicolau Cândido, Santiago, Arlindo Queiroz
Donário Cordeiro, Zinho, Marcos Venícios, Eulo Lima Verde, Braz Melo. Os prefeitos de Rodrigues Alves, Burica, de Mâncio Lima, Cleidson Rocha, de Marechal Thaumaturgo, Randinho Almeida também participam da caravana.


Na manhã desta quarta-feira a delegação segue rumo a capital do Peru, Lima, onde, participará do encontro com os presidente Lula e Alan Garcia que assinaram acordos entre os dois países. A viagem será de ônibus pela exuberante paisagem dos Andes.


WWW.VOZDONORTE.COM.BR

Gladson exige melhor serviço telefônico


Em meio a críticas de toda ordem e até denúncias de prejuízo econômico do comércio local em virtude do péssimo serviço telefônico de celular oferecido pela operadora Vivo em Cruzeiro do Sul e Vale do Juruá em geral ,o deputado Gladson Cameli(PP) decidiu solicitar esta terça-feira,8, audiência,em Brasília, no Ministério das Comunicações. O objetivo é oficializar queixas e reclamações da população do Juruá contra a Vivo e exigir providências por parte das autoridades do setor.”A população quer não penas uma resposta aos contratempos enfrentados, mas também uma solução ao problema do telefone”, disse.

Em meio a críticas de toda ordem e até denúncias de prejuízo econômico do comércio local em virtude do péssimo serviço telefônico de celular oferecido pela operadora Vivo em Cruzeiro do Sul e Vale do Juruá em geral ,o deputado Gladson Cameli(PP) decidiu solicitar esta terça-feira,8, audiência,em Brasília, no Ministério das Comunicações. O objetivo é oficializar queixas e reclamações da população do Juruá contra a Vivo e exigir providências por parte das autoridades do setor.”A população quer não penas uma resposta aos contratempos enfrentados, mas também uma solução ao problema do telefone”, disse.

Segundo as reclamações encaminhadas ao deputado, os usuários da Vivo destas localidades, na grande maioria das vezes, não conseguem completar a ligação. Quando conseguem, depois de muito esforço, não ouvem e não são ouvidos pela pessoa do outro lado da linha.”A situação, pelo que foi dito, é crítica e exige uma resposta da empresa’, resume o parlamentar. Em Cruzeiro do Sul, segunda maior cidade do Estado, são dezenas as pessoas que procuram toda a semana os meios de comunicação para comunicar o abuso e o descaso com toda uma população que não com segue se comunicar entre si,muito menos com outras cidades e estados. Muitas vezes, afirmou Gladson, a situação fica insustentável.

A bem da verdade, o clima no Juruá, já há algum tempo, é de completa insatisfação com os serviços prestados. E não é para menos - são deficientes físicos que dependem do telefone para falar com os país, pais que não conseguem falar com os filhos e um comércio que conta os prejuízos da falta de um serviço telefônico condizente. E o agravante fica por conta de promoções realizadas pela própria Vivo que nenhum usuário consegue utilizar. Como último recurso , resta o Call-Center, serviço de atendimento ao público que , no final,também deixa a desejar. Segundo os usuários, o Call-Center serviço sempre coloca a culpa no aparelho e nunca assume a deficiência da operadora.

O deputado, no final, espera que com a empresa responsável tome as providências cabíveis, em tempo hábil. O fato é muitos usuários já apelaram aos órgãos de defesa do consumidor e Justiça como forma de fazer valer seus direitos e apressar para que as medidas necessárias sejam tomadas para satisfazer as necessidades da população. Para o deputado, o importante é que os serviços sejam prestados de acordo com os contratos assinados e a população tenha suas necessidades de comunicação devidamente atendidas.”Vamos, com toda certeza, achar um ponto de equilíbrio para resolver esta situação”, resumiu Gladson.

INSS libera mais de R$ 6 milhões em dezembro no Juruá


A agencia do INSS de Cruzeiro do Sul estará fortalecendo a economia da região com mais de R$ 6 milhões de reais que estão sendo pagos aos beneficiários da previdência social, que hoje somam na agencia de Cruzeiro do Sul 15 mil benefícios ativos, como soldado da borracha, benefícios assistencial, aposentadoria por invalidez, aposentadoria por idade acima de 65 anos, auxilio doença, e auxilio maternidade que atinge mais de 60% dos pedidos de benefícios que dão entrada na agencia do INSS.


Francisco Rocha

A agencia do INSS de Cruzeiro do Sul estará fortalecendo a economia da região com mais de R$ 6 milhões de reais que estão sendo pagos aos beneficiários da previdência social, que hoje somam na agencia de Cruzeiro do Sul 15 mil benefícios ativos, como soldado da borracha, benefícios assistencial, aposentadoria por invalidez, aposentadoria por idade acima de 65 anos, auxilio doença, e auxilio maternidade que atinge mais de 60% dos pedidos de benefícios que dão entrada na agencia do INSS.

O gerente da agencia Jose Ferreira afirma que a previdência Social é uma distribuidora de renda para a região, uma vez que a arrecadação no município não passa de R$1500.000.000,00( um milhão e quinhentos mil reais), enquanto a sua folha de pagamento normal é de R$4500.000.000,00( quatro milhões e quinhentos mil reais), o que demonstra o compromisso social de distribuição de renda que a previdência tem no seu âmbito constitucional.

Todo este montante de mais de R$ 6 milhões de reais estão incluídos o pagamento do 13º salário dos beneficiários, ainda segundo Ferreira neste período de fim de ano sempre aumenta o numero de segurados na agencia, devido o período chuvoso que melhora melhor acesso dos ribeirinhos até a cidade.

Visando melhorar a forma de atendimento de seus clientes o INSS implantou o sistema de agendamento eletrônico através de disque 135 que é gratuito, o grande objetivo deste novo sistema é para diminuir o numero de pessoas nas filas a espera de um atendimento, basta ela ligar explicar o seu problema e agendar a sua consulta sem ser preciso sair de casa, desta forma melhora a vida dos segurados e dos servidores do INSS, afirmou o gerente.