quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Campeão de Jiu Jitsu mata Taxista


A polícia de Cruzeiro do Sul deu início na tarde desta quinta-feira, 10, a uma verdadeira caçada para tentar prender um rapaz, de 24 anos de idade, conhecido como Cuca, viciado em droga, que matou com golpes de faca o taxista Abílio Simão Ferreira, 64. O taxista saiu da praça central pela manhã para fazer uma viagem com Cuca e o corpo só foi encontrado por volta das 10 da noite no Ramal Japãozinho a uma distância de aproximadamente 20 quilômetros da cidade.

Polícia e colegas de trabalho do taxista perseguem assassino

A polícia de Cruzeiro do Sul deu início na tarde desta quinta-feira, 10, a uma verdadeira caçada para tentar prender um rapaz, de 24 anos de idade, conhecido como Cuca, viciado em droga, que matou com golpes de faca o taxista Abílio Simão Ferreira, 64. O taxista saiu da praça central pela manhã para fazer uma viagem com Cuca e o corpo só foi encontrado por volta das 10 da noite no Ramal Japãozinho a uma distância de aproximadamente 20 quilômetros da cidade.

Eram 11 da manhã quando Cuca chegou à Praça de Táxis e chamou Abílio para fazer a viagem. Outros taxistas que estavam na praça ainda se dispuseram a prestar os serviços, mas o rapaz disse que sua preferência era o senhor de 64 anos por ser conhecido de seu pai, Paulo Campelo, proprietário do restaurante Canto da Peixada.

Por volta de 1 hora da tarde os colegas de trabalho de seu Abílio tiveram as primeiras informações que davam conta de que ele poderia ter sido assassinado. Pessoas que viram Cuca dirigindo o carro de praça de propriedade da vítima, no município de Guajará, informaram que o carro teria ultrapassado uma barreira da Policia Militar no município amazonense em disparada e que o taxista não estava mais no veiculo. A hipótese de homicídio foi levantada pelo fato do carro ter sido visto com marcas de sangue.

As informações foram levadas ao conhecimento da polícia e a partir daí iniciou-se uma verdadeira caçada ao suspeito e as buscas ao taxista que estava desaparecido. Pela cidade surgiram vários boatos do paradeiro de Cuca que teria circulado no perímetro urbano de Cruzeiro do Sul, visitou Guajará e foi visto passando pelo aeroporto da cidade no retorno do local onde teria deixado o corpo da vitima.

Várias viaturas da Polícia Militar começaram a levantar todas as informações sobre o caso e por volta das 3 da tarde, homens do Comando de Operações Especiais e do Grupo Águia saíram na cola do suspeito que havia deixado à cidade pelo ramal do Badejo de Baixo em direção a comunidade do Gama.

Enquanto isso, dezenas de carros de praça rodavam por toda cidade em busca do paradeiro do colega. Após várias horas de buscas, um grupo de taxistas teve a informação de que o corpo teria sido jogado em um local ermo no Ramal do Japãozinho. Os colegas de trabalho de seu Abílio se dirigiram para a comunidade onde foram informados por um agricultor que viu o momento em que um Gol Branco entrou em uma estrada deserta e retornou após dez minutos.

Com lanternas, os taxistas começaram a procura no local e por volta das 22 horas localizaram o corpo que jazia com oito facadas e com marcas de queimaduras. Pelas manchas de sangue na estrada, tudo indica que o assassino esfaqueou a vitima dentro do carro e foi para o lugar isolado, chegando lá, tirou o corpo de dentro do veículo, arrastou a uma distância de 20 metros, jogou mato em cima e ateou fogo. O corpo só não ficou em cinzas porque as chamas não se propagaram no capim. Das oito facadas, sete foram cravadas sobre o peito esquerdo que ultrapassaram o coração do taxista.

No outro extremo das investigações, os policiais militares e outros taxistas que seguiram em direção à comunidade do Gama, conseguiram encontrar, por volta das 7 da noite, o carro do taxista que foi abandonado em um campo de futebol pelo assassino. De acordo com o taxista que trouxe o carro de volta para a cidade, no momento em que eles chegaram à comunidade, moradores informaram que o suspeito havia deixado o local assim que viu a chegada dos taxistas e dos policiais. Cuca teria chegado ao Gama às 5 horas da tarde, foi a um bar para comprar cerveja e estava na segunda latinha quando observou de longe a chegada do grupo. Nesse momento o assassino conseguiu escapar de carona com um motoqueiro sem ser visto pelos policiais.

A polícia continua com as diligências para tentar prender o criminoso que é viciado em cocaína. Até agora não se sabe o motivo que levou o rapaz a matar seu Abílio. De acordo com os colegas de trabalho, o taxista era acostumado a realizar viagens para o empresário Paulo Campelo, pai de Cuca. Geralmente ele levava verduras para o restaurante da família do assassino localizado no Igarapé Preto. Os colegas de trabalho da vítima acreditam que o rapaz cometeu o homicídio para ficar com dinheiro do taxista e comprar droga.

De acordo com informações de pessoas que conhecem o acusado, ele não aceitava o fim de um namoro e apresentava problemas psicológicos por causa do uso exagerado de substância entorpecente. No último domingo (06), Cuca que era faixa preta em Jiu-Jitsu, campeão regional em sua categoria, já havia se envolvido em um briga no Centro da Cidade onde espancou um rapaz com socos e pontapés.

Embaixada do Brasil no Peru recebe maior comitiva da sua historia


Em três ônibus e quatro caminhonetes, a comitiva de acreanos e peruanos que estao em Lima para o encontro dos presidentes Lula e Alan Garcia foram recebidos nesta quinta-feira, 10, pelo embaixador do Brasil, Jorge Taunay Filho. O encontro, em pe, se deu no auditório Vinicius de Morais. Foi a maior comitiva a visitar a embaixada,



Em três ônibus e quatro caminhonetes, a comitiva de acreanos e peruanos que estao em Lima para o encontro dos presidentes Lula e Alan Garcia foram recebidos nesta quinta-feira, 10, pelo embaixador do Brasil, Jorge Taunay Filho. O encontro, em pe, se deu no auditório Vinicius de Morais. Foi a maior comitiva a visitar a embaixada,
segundo o diplomata.

A embaixada ocupa um quarteirão inteiro no distrito de Miraflores, o mais elegante de Lima. Seu endereço e avenida Pardo, quadra sete, fazendo esquina com a avenida Comandante Espinar, e as ruas Dois de Maio e Bologna.

Jorge Taunay se disse emocionado com a iniciativa da comitiva.
¨
Mostra na pratica a integração como queremos¨¨, declarou. Em seguida, ele anunciou, ovacionado por empresários peruanos, que o governo brasileiro liberou a importacao de cebolas, único item da cesta de frutas e legumes que estava proibido por questões fitossanitárias. O Vale do Jurua consome cerca de 120 toneladas por mês de hortifrutis,
segundo o presidente da Associação Comercial de Cruzeiro do Sul, Marcos Vinicius.

O presidente da Aleac, Edvaldo Magalhães, fez o discurso de encerramento da solenidade enfatizando que a necessidades de integração entre o Vale do Jurua e o Peru e tanta que acabou resultada na primeira caravana a cruzar a estrada peruana que liga Pucallpa a Lima. ‘Ate agora, a integração entre o Acre e o Peru e planejada por Assis Brasil e Iñapari. Nos precisamos incluir o Vale do Juruá e o Centro-Leste do Peru’, declarou.

O vice-governador do Acre, César Messias, disse que a integração Jurua com o Peru e um sonho desde os anos 50, de seu avo e de seu pai. A deputada Antonia Sales, que tem cidadania peruana e brasileira, disse que a integracao debe ir alem dos interesses comerciais e incluir também os sentimentais, com casamento entre naturais dos dois paises. Natural de uma cidade da Amazônia peruana, ela e casada com o prefeito de Cruzeiro do Sul, Wagner Sales.

Os governadores de Ucayali, Jorge Velásquez e de Ancash, César Alvarez, pediram ao embaixador empenho pela integração, dizendo que o desejo pela sua concretização física e ainda maior que o dos brasileiros. ´´´´´´´´´´Ao todo, o mercado do Vale do Jurua consome
cerca de 120 toneladas por mês de produtos hortifruti.

Edvaldo Magalhães, fez questao de dar credito ao êxito nas operações de alfadegamento, a boa vontade dos dirigentes dos órgãos federais no Acre e ao diplomata brasileiro Celso Fonseca. ¨¨ Eu agradeço de coração ao esforço e a eficiência da diplomacia brasileira e em
especial ao diplomata Celso Fonseca, que pegou o Acre no colo¨¨, declarou.

Como Exportar para o Brasil

Ainda na tarde desta quinta-feira, o presidente da Federação das Associações Comerciais do Acre, George Teixeira, fez palestra no seminário Como Exportar para o Brasil, evento paralelo ao encontro dos presidentes Lula e Garcia, realizado no Hotel Suíça.
Segundo George, o Acre e um importante consumidor de materiais para a construção civil e de alimentos perecíveis, como os hortifruti. O empresário lembrou que as obras do governo federal pelo Programa de Aceleração do Crescimento representam investimentos de R$ 3 bilhões, só no Acre.

Estrada Juruá-Pucallpa entra na pauta de Lula e Garcia

A pauta de acordos bilaterais que os presidentes do Brasil, Lula e do Peru, Alan Garcia, assinam nesta sexta-feira, 11, devera ser ampliada pela construcao de uma estrada ligando Cruzeiro do Sul a Pucallpa, de 209 km e custo aproximado de R$ 250 milhões. O presidente da Aleac, Edvaldo Magalhães, e o vice-governador do Acre, César Messias vão levar esta proposta para o presidente Lula, que se reúne com Garcia as 15 horas em Lima. A proposta também será apresentada ao presidente do Peru por dois governadores e um vice governador de três estados peruanos interessados em fazer negócios com o Acre e o Norte
brasileiro.