sábado, 30 de janeiro de 2010

Polícia Federal apreende 120 kg de droga em menos de 40 dias em Cruzeiro do Sul


A Polícia Federal apreendeu 103 quilos de pasta base de cocaína que estava sendo transportada numa balsa com destino à Manaus. A apreensão aconteceu na quinta-feira (28), próxima à cidade de Ipixuna/ AM, distante a 200 quilômetros de Cruzeiro do Sul/ AC, quando os policiais federais fizeram a abordagem na balsa e a droga foi encontrada escondida dentro de um tanque falso de combustível, na sala de máquinas do empurrador da balsa.

Francisco Rocha



A Polícia Federal apreendeu 103 quilos de pasta base de cocaína que estava sendo transportada numa balsa com destino à Manaus. A apreensão aconteceu na quinta-feira (28), próxima à cidade de Ipixuna/ AM, distante a 200 quilômetros de Cruzeiro do Sul/ AC, quando os policiais federais fizeram a abordagem na balsa e a droga foi encontrada escondida dentro de um tanque falso de combustível, na sala de máquinas do empurrador da balsa.

A apreensão foi considerada a maior dos últimos tempos no Estado. A operação policial teve início após uma denúncia anônima e foi resultado de três meses de investigação. Policiais Federais prenderam no momento da abordagem J.A.S.O., 38, comandante da balsa e E.B.C, 24, auxiliar de máquinas. A balsa não foi apreendida no porto de Cruzeiro do Sul, na tarde de terça-feira (26), para não atrapalhar os planos dos traficantes.

A operação foi coordenada pelo Delegado Federal Roberto Perez que comemorou o resultado afirmando que o trabalho da Polícia Federal já resultou na apreensão de 120 kg de droga em menos de 40 dias e a prisão de dez pessoas envolvidas com tráfico.
“Cruzeiro do Sul é com certeza uma das rotas do tráfico de drogas nacional e internacional que utiliza a grande quantidade de rios da região para trazer a droga dos países vizinhos, principalmente do Peru. É preciso destacar que nas últimas operações foram presos além das mulas – pessoas que transportam – os patrões do tráfico, como é o caso dos jovens Nailson Almeida Melo (34), preso em Rio Branco e seu primo Pedro Melo Rodrigues (22), preso em Cruzeiro do Sul e encaminhados a presídios”, disse.

Há cerca de um mês a Polícia Federal prendeu por determinação da Justiça do Pará, Adjane de Melo Rodrigues, que respondia a processo por envolvimento com o tráfico de drogas. Adjane é irmão de Pedro, que foi preso junto com o primo, acusados de serem os proprietários dos 103 quilos de pasta base de cocaína que seriam entregues em Manaus por Edimilson Bezerra Costa (24) e José Amarildo dos Santos (38), conhecido por Careca. Todos os suspeitos foram autuados em flagrante e encaminhados para os presídios de Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

A balsa onde estava à droga ficará ancorada no porto de Cruzeiro do Sul e passará por uma vistoria pelos agentes da Polícia Federal que revistarão todos os porões e as sete mil sacas de farinha que estão sendo transportadas na embarcação.
Segundo informações da Polícia Federal o preço do quilo da droga no Peru é de cerca de R$ 1 mil; em Cruzeiro do Sul ela chega por R$ 3 mil; no Pará já vale mais de R$ 18 mil e quando é mandada para a Europo o valor do quilo chega a ser comercializado por R$ 70 mil.


Prefeitura vai transformar Vila Olímpica em Centro Recreativo


O prefeito Vagner Sales esteve manhã desta sexta-feira, 29, na Vila Olímpica de Cruzeiro do Sul e fez uma vistoria nas obras de recuperação da infra-estrutura do centro esportivo. Durante a visita o prefeito anunciou que, logo após a conclusão das obras, o espaço será utilizado pela comunidade como Centro Recreativo.


O prefeito Vagner Sales esteve manhã desta sexta-feira, 29, na Vila Olímpica de Cruzeiro do Sul e fez uma vistoria nas obras de recuperação da infra-estrutura do centro esportivo. Durante a visita o prefeito anunciou que, logo após a conclusão das obras, o espaço será utilizado pela comunidade como Centro Recreativo.

O projeto para a instalação de uma Vila Olímpica em Cruzeiro do Sul teve inicio em 1997, na gestão do então prefeito Aluízio Bezerra que iniciou a obra com a construção de uma quadra poliesportiva, um campo de futebol e uma pista para atletismo. Entretanto, o projeto não foi concluído e estrutura estava praticamente inutilizada.

Só agora o prefeito Vagner Sales promete que o espaço esportivo vai funcionar com uma estrutura adequada para a prática de diversas modalidades esportivas e para recreação da comunidade de Cruzeiro do Sul. Com esse objetivo, está sendo construído muro, a quadra coberta já foi toda recuperada, está sendo feito um alambrada para isolar a piscina semi-olímpica e o prefeito garante que será construída mais uma piscina para crianças, a pista de atletismo e o campo de futebol serão reformados e serão construídos quiosques com churrasqueiras em diversos pontos da área.

De acordo com Vagner Sales, assim que for concluído todo o projeto, a Vila Olímpica será utilizada como um Centro de Recreação para toda comunidade e será administrada pela própria prefeitura. Segundo o prefeito, o centro servirá para a realização de qualquer atividade de lazer ou esportiva pelas escolas, associações de classes ou comunitárias, empresas e outras entidades.

“Observamos que o patrimônio público quando é administrado pela própria prefeitura é mais bem conservado. Um exemplo é o Ginásio Coberto do Bairro do Alumínio que foi reformado no início da administração, entregue para a Associação de Moradores e agora já precisa de uma nova reforma. Enquanto que, o estádio Cruzeirão que é a própria que administra cada vez fica melhor para ser utilizado. Queremos que essa estrutura sirva como um ponto de lazer e esporte para toda população de Cruzeiro do Sul” – afirmou o prefeito.

Prefeitura indeniza moradores que tiveram casas demolidas pela administração anterior


Os terrenos ficaram com os próprios moradores que tiveram suas casas bem avaliadas e indenizadas pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul. A administração passada tinha demolido as cinco casas que estavam com a segurança ameaçada, depois que o muro de contenção do barranco desabou.

Os terrenos ficaram com os próprios moradores que tiveram suas casas bem avaliadas e indenizadas pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul. A administração passada tinha demolido as cinco casas que estavam com a segurança ameaçada, depois que o muro de contenção do barranco desabou.

As casas ficavam na Avenida Lauro Muller no Bairro João Alves. Os moradores foram morar de aluguel à custa do município, onde aguardavam a reconstrução de suas casas. Mas a administração passada encerrou o mandato e não resolveu o problema, durante dois anos. Mesmo antes de assumir a Prefeitura, o prefeito Vagner Sales foi comunicado pelo Ministério Público, que as casas deveriam ser reconstruídas até maio de 2009, caso contrário o município pagaria multa diária de R$ 2 mil para cada morador.

O prefeito explica que o município não tinha recursos no início da administração, para reconstruir as moradias. Os moradores foram chamados para a negociação e aceitaram receber o pagamento pelas casas, conforme laudos de avaliação. A prefeitura pagou R$ 305 mil aos moradores, dinheiro de arrecadação própria. Muitos negociaram os terrenos que ficaram bem valorizados. É o caso da aposentada Isabel Lací Mota Maciel, 72 anos. Ela juntou o dinheiro pago pelo município, com o valor da venda do terreno, assim conseguiu comprar uma casa bem construída. “Eu estou muito satisfeita, o prefeito Vagner Sales foi uma pessoa muito sensível e humana. Conseguiu em pouco tempo nos dar uma resposta”, diz Dona Lací em tom de agradecimento.

“Graças a Deus, assumimos esse compromisso que foi uma herança deixada pela administração passada. A prefeitura gastou R$ 305 mil, dinheiro tirado dos contribuintes. Esse recurso poderia ser empregado em outras obras. Mas estamos satisfeitos e tenho certeza que todos esses moradores também estão, fizemos justiça”, diz o prefeito que age com firmeza, quando o assunto é construção de casas em áreas impróprias. “Não quero deixar esse tipo de herança”, conclui.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Policia Federal do Acre apreende 103 quilos de cocaína


A Polícia Federal no estado do Acre interceptou na tarde de ontem, quinta-feira, 29/01, na cidade de Ipixuna, AM, a balsa Cairê que transportava 103 quilos de cocaína. A cocaína estava acondicionada no rebocador da balsa que era conduzida por J.A.S.O., de 38 anos, comandante da embarcação que foi preso no momento da abordagem junto com E.B.C, de 24 anos, também responsável pela condução do rebocador.

foto Ilustrativa
A Polícia Federal no estado do Acre interceptou na tarde de ontem, quinta-feira, 29/01, na cidade de Ipixuna, AM, a balsa Cairê que transportava 103 quilos de cocaína. A cocaína estava acondicionada no rebocador da balsa que era conduzida por J.A.S.O., de 38 anos, comandante da embarcação que foi preso no momento da abordagem junto com E.B.C, de 24 anos, também responsável pela condução do rebocador.

Os Policiais Federais abordaram a balsa a aproximadamente 200 km de Cruzeiro do Sul numa pequena cidade conhecida como Ipixuna, interior do Amazonas.

O condutor da embarcação junto com os primos P.R.M., de 22 anos e N.A.M., de 34 anos (de Cruzeiro do Sul e Rio Branco respectivamente) identificados como compradores da droga foram presos e aguardam a chegada da balsa em Cruzeiro do Sul para serem encaminhados aos respectivos presídios locais.

Por: Assessoria de Comunicação / Superintendência Regional da PF no Acre


Inclusão social no vale do Juruá


No ano passado, 422 alunos com algum tipo de deficiência frequentaram normalmente as salas de aula em Cruzeiro do Sul. Atenta à importância e ao tamanho deste segmento estudantil, a Secretaria Estadual de Educação desde 2006 está investindo na capacitação de professores em relação a estes alunos através de ações hoje executadas pelo Núcleo de Apoio Pedagógico à Inclusão (NAPI)

Professoras se preparam para trabalhar com alunos especiais

No ano passado, 422 alunos com algum tipo de deficiência frequentaram normalmente as salas de aula em Cruzeiro do Sul. Atenta à importância e ao tamanho deste segmento estudantil, a Secretaria Estadual de Educação desde 2006 está investindo na capacitação de professores em relação a estes alunos através de ações hoje executadas pelo Núcleo de Apoio Pedagógico à Inclusão (NAPI). Ontem, foi concluído mais um curso, com 44 participantes, professoras atuantes em 10 escolas de ensino infantil até o Ensino Médio, que abordou a identificação de alunos com baixa visão, cegueira e quadros de dislexia e técnicas para se trabalhar com eles.

Segundo informa a professora Aldenora Santos, coordenadora do NAPI, o cronograma para 2010 prevê ainda quatro cursos, dois no primeiro bimestre e dois no segundo. Os cursos além dos temas da baixa visão, cegueira e dislexia, também abordarão conhecimento de Libras (linguagem para surdos) e o Braille (leituras para cegos). O NAPI ainda vai continuar com oficinas nas escolas e monitoramento nas escolas de ensino regular.

"A inclusão está crescendo muito, temos grande número de crianças com deficiências e a cada ano, com a capacitação das pessoas, isto se torna mais visível" disse Aldenora. Ela informou ainda o NAPI atende também os municípios de Mâncio Lima, Guajará, Tarauacá, Marechal Thaumaturgo, dando apoio à formação.

No início do processo de inclusão, Aldenora conta que não foi fácil para as escolas, devido ao preconceito que a própria sociedade tinha com estes alunos. Mas ao longo dos anos, as respostas positivas vieram. Muitos pais que antes não acreditavam que seus filhos pudessem frequentar uma escola, hoje já acreditam. "Temos 35 alunos surdos estudando e exercendo sua cidadania que todo cidadão tem direito. Segundo diz a Constituição todos os cidadãos, principalmente as crianças tem direito à educação. Esses alunos tem criatividade, tem capacidade e respondem à educação. Todos tem capacidade não apenas de aprender a ler e escrever, mas também de viver em sociedade de maneira digna" - argumentou.

A professora Rosimeire Almeida Rocha veio de Porto Walter fazer o curso esse considera mais apta a detectar e perceber a diversidade de alunos que há na sala de aula. Ela comenta que antes esse assunto era restrito aos próprios pais ou então à coordenação da escola, mas "hoje o próprio professor quer estar atento, ter o conhecimento, para perceber que há alunos com necessidades especiais. Queremos não apenas trabalhar com alunos deficientes, mas fazer isto de forma criativa, de modo que o aluno tenha um interesse maior pelo conhecimento que está sendo passado" - disse.

Baixa visão e cegueira

A professora Jocélia Bernardino da Silva que ministra a capacitação em baixa visão e cegueira conta que os professores aprendem a identificar nos cursos as crianças que tem baixa visão e cegueira e como trabalhar com estas crianças em sala de aula. Aos professores são apresentados recursos que podem utilizar para trabalhar com as crianças com baixa visão e cegueira e adaptação de materiais entre eles aprender a ler e escrever em Braille. Ela conta que o NAPI tem a máquina de escrever em Braille e o reglete, que é o material no qual se escreve em alto relevo.

Recentemente convidada para integrar os quadros do NAPI, onde também trabalha na área de capacitação, a professora Maria Alaíde Sales de Castro, muito mais que educadora na área de inclusão, é um bom exemplo de que o esforço pela inclusão dá resultados. Ela é professora há 25 anos. Há cinco anos ficou cega devido a um glaucoma, quando estava concluindo o curso superior. Mesmo nessa condição fez a pós- graduação em psico-pedagogia e pensa agora no Mestrado.

Antes, porém, ela pretende ser alfabetizada... em Braille. E vem estudando para isso. Já consegue ler e escrever algumas palavras neste idioma específico para cegos. Ela explica que como cega não pode ser professora de Braille, mas pode ser revisora de textos, pois hoje o NAPI produz material em Braille para as escolas e o revisor (cego) vai ver se falta alguma letra, se houve algum erro de Português, etc.

"Às vezes se pergunta se para trabalhar com crianças especiais é preciso fazer outro plano de aulas, outro tipo de trabalho e na verdade não é. É apenas uma questão de adaptações, de procurar aproximar a realidade da criança deficiente" - disse.

Maria Alaíde conta que ensinou alfabetizou durante 25anos e cometeu muitos erros, por ser leiga no assunto. Quando uma criança dizia que não estava conseguindo ver aquela palavra no quadro ela não levava a sério. "Hoje eu sei que não deveria agir assim e entendo que aquela criança pode ter um problema visual. Então tem que descobrir por quê. Vamos até a família, para levar aquela criança até um oftalmologista" - disse. Para ela a professora é quem passa mais tempo junto com as crianças, até mesmo mais que os pais, então estão em condições, desde que capacitadas para isso, descobrir se o aluno tem alguma deficiência visual.

O que é dislexia

Outra componente do NAPI, a professora Lucineide Martins Melo, que dirige as ações do programa ‘Educar na Diversidade', executado pelo NAPI, informa que a maioria das escolas apresenta alunos com características de dislexia, mas falta o conhecimento do professor para diagnosticar ou perceber algumas características de alunos disléxicos.

Ela explica que dislexia é deforma geral a dificuldade na leitura e na escrita, apresentando ainda outros aspectos como o TDH (hiperatividade), discalculia (dificuldade com matemática), disortografia (má caligrafia) e disgrafia (troca de letras). Para ela, independentemente de haver um diagnóstico é dever de a escola trabalhar de forma diferente com alunos diferentes, mas tendo o diagnóstico facilita, pois então já se sabe que "não é preguiça, não é porque a criança é desajeitada, não é porque ela não presta atenção" - disse.

Gladson destaca debates políticos para 2010.


Com o retorno dos trabalhos do Congresso Nacional marcado para a próxima segunda-feira (1°), o deputado Gladson Cameli (PP) adiantou que o ano parlamentar está marcado por discussões e votações importantes de projetos que despertam uma enorme expectativa tanto no meio político quanto na sociedade em geral.Segundo ele,são projetos que aguardam na pauta para deliberação e vão exigir muita articulação e manobra tanto do Governo Federal quanto da própria oposição,sobretudo por se tratar de um ano eleitoral”.


Com o retorno dos trabalhos do Congresso Nacional marcado para a próxima segunda-feira (1°), o deputado Gladson Cameli (PP) adiantou que o ano parlamentar está marcado por discussões e votações importantes de projetos que despertam uma enorme expectativa tanto no meio político quanto na sociedade em geral.Segundo ele,são projetos que aguardam na pauta para deliberação e vão exigir muita articulação e manobra tanto do Governo Federal quanto da própria oposição,sobretudo por se tratar de um ano eleitoral”.

Para o deputado,dentre os temas que esperam pela deliberação do Parlamento estão principalmente às reformas,seja tributária,previdenciária ou do Judiciário,cujo encaminhamento é esperado por toda a população,sobretudo dos setores organizados. Gladson chamou atenção especial para a reforma política,já que vai estabelecer as regras e parâmetros do próximo pleito.Para o parlamentar,é fundamental que temas como lista fechada, financiamento de campanha, fidelidade partidária , ficha suja, suplentes e coligações estejam absolutamente definidas tanto para os candidatos como principalmente para a população,”que deve ter consciência das regras do jogo para votar com segurança”.

O deputado lembrou também a importância da votação definitiva de uma reforma tributária que sirva como marco para o fortalecimento de uma nova economia de mercado competitiva e dinâmica, que dê espaço ao empreendedorismo e a iniciativa privada.Ele defendeu a diminuição da burocracia estatizante e a voracidade fiscal do Estado brasileiro tradicional para dar fôlego e vitalidade ao médio e pequeno empresário,”que na realidade são os maiores empregadores de todo o mercado”. O deputado salientou ainda a questão da previdência, cujo déficit deve ser tratado com a profundidade, seriedade e urgência que o tema exige.

Por fim, o parlamentar acreano deu ênfase a projetos de enorme interesse social que tramitam no Congresso Nacional e que precisam de uma definição, até como resposta ao eleitorado e a sociedade organizada. Neste sentido, lembrou a PEC 300, que estabelece o salário pago a PMS e bombeiros de Brasília como referência para todo o país e o PL-1/2007, que vincula o aumento de aposentadorias e pensões ao aumento do salário mínimo.

De acordo com o deputado, são projetos que contam com seu apoio e são aguardados com imensa expectativa não apenas diretamente pelas categorias que vão beneficiar,mas por toda milhares de famílias e dependentes que vêem na iniciativa a possibilidade de uma melhor qualidade de vida.Por isto mesmo, disse o parlamentar, o Congresso Nacional deverá dar uma resposta satisfatória a toda sociedade brasileira,votando pelo menos a maioria destas matérias.


Menor de 17 amos furta arma de policial de dentro do batalhão


O furto aconteceu no ultimo sábado dia 23, quando um garoto menor de 17 anos que pagava pena com prestação de serviço dentro do quartel acabou roubando uma pistola
calibre 380 com 12 munição de uso particular de um sargento da PM, a arma e o menor só foram encontrados três dias depois, quando o mesmo tentava furta uma residência na Av. Cel. Mancio Lima e foi preso pela Policia Civil. Alem do menor a policia prendeu mais dois homens acusados de receptação da arma roubada.



O furto aconteceu no ultimo sábado dia 23, quando um garoto menor de 17 anos que pagava pena com prestação de serviço dentro do quartel acabou roubando uma pistola
calibre 380 com 12 munição de uso particular de um sargento da PM, a arma e o menor só foram encontrados três dias depois, quando o mesmo tentava furta uma residência na Av. Cel. Mancio Lima e foi preso pela Policia Civil. Alem do menor a policia prendeu mais dois homens acusados de receptação da arma roubada.

O delegado Vinícios Almeida que fez o flagrante afirmou que o garoto contou em seu depoimento que pegou a pistola de dentro do setor de armamento do batalhão e entregou para um dos amigos que também foi preso, segundo o delegado o menor disse que a porta onde ficam as armas estava aberta, mas o delegado acredita que ele tenha utilizado algum instrumento para força a porta até que ele tivesse acesso a arma.

O menino que tem varias passagens pela delegacia por crimes de furtos é também usuário de drogas, e estava pagando serviço porque a quinze dias tinha sido preso quando furtava uma bolsa de uma servidora da maternidade, agora foi encaminhado novamente ao Ministério Publico e será internado na casa de medidas sócio educativa, já os dois acusados pelo crime de receptação Cliciano da Silva Lucena Gaspar,19, e Francisco Antonio Teles dos Santos,19, foram encaminhados ao presídio.

O comandante do CPO2 da Policia Militar no Juruá, Cel. Aires disse que o comando está abrindo um processo administrativo para saber como o menor pegou esta arma dentro do batalha e fugiu, o Coronel afirmou que o setor onde ficam as armas do batalhão estava fecha no momento do furto. O comandante falou ainda que enviará ao judiciário um relatório explicando motivos pelo qual o Batalhão não aceitara mais pessoas infratoras pagarem pena com prestação de serviço dentro do quartel, para resguardar as informações e o serviço da Policia.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Nível do rio Juruá sobe e permite chegada de balsas que estavam encalhadas


O rio Juruá durante o mês de janeiro atingiu apenas a cota dos seis metros o que fez com que 10 balsas que subiam o rio com mercadorias diversas ficassem impossibilitadas de chegar a Cruzeiro do Sul, ficando encalhadas abaixo de Ipixuna, no Amazonas. Nas últimas 96 horas, no entanto, as fortes chuvas fizeram com que o rio subisse cerca de 3,5 metros - segundo informações do Corpo de Bombeiros - possibilitando a chegada das balsas.

Escrito por Flaviano Schneider

Descartado o risco de desabastecimento no Vale do Juruá

O rio Juruá durante o mês de janeiro atingiu apenas a cota dos seis metros o que fez com que 10 balsas que subiam o rio com mercadorias diversas ficassem impossibilitadas de chegar a Cruzeiro do Sul, ficando encalhadas abaixo de Ipixuna, no Amazonas. Nas últimas 96 horas, no entanto, as fortes chuvas fizeram com que o rio subisse cerca de 3,5 metros - segundo informações do Corpo de Bombeiros - possibilitando a chegada das balsas.

A notícia é confirmada pelo presidente da Associação Comercial do Alto Juruá (ACAJ), Marcos Venício Alencar Souza. Segundo ele, com a subida do rio, as 10 balsas, com uma média de mil toneladas cada, puderam prosseguir viagem e algumas já estão chegando ao porto da cidade. "Pode até faltar um ou outro produto nas prateleiras, mas está descartado o risco de desabastecimento no inverno" - disse.

Bombeiros atentos

O tenente Rômulo Barros disse que embora a cota atingida pelo rio até agora ainda não seja preocupante, o Corpo de Bombeiros está atento aos desastres naturais que estão ocorrendo em outras partes do país e sempre monitorando a subida e descida das águas do rio Juruá. Ele conta que trabalha há 17 anos como bombeiro em Cruzeiro do Sul e o que percebe é que na atualidade as coisas estão diferentes. "Em novembro sempre tinha uma enchida do rio e desta vez não aconteceu". Ele estranhou também o fato de o rio ter chegado à cota dos seis metros em janeiro, quando normalmente tinha mais água.

Tenente Rômulo garante que os bombeiros apoiados pela Defesa Civil do município tem um plano de contingência para ser executado em caso de subida do rio. Ele conta que os bairros que mais sofreamílias foram retiradas das áreas de risco dos bairros da Lagoa e do Miritizal, o que já vai contribuir para diminuir o problema.

"Antes, tínhamos os períodos seco e chuvoso bem definidos mas parece que as alterações climáticas no planeta estão diminuindo esta consistência. Esperávamos um inverno rigoroso, o que ainda não aconteceu, mas o governo está atento às mudanças no tempo e o Corpo de Bombeiros está preparado para o caso de o rio subir muito" - disse.

Prefeitura se mobiliza contra a hanseníase


Aproveitando o Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase, no próximo 29 de janeiro, a prefeitura de Cruzeiro do Sul se prepara para vacinar a população que tem contato com os portadores da doença. A vacina (BCG) estará disponível no Hospital de Dermatologia Sanitária, na Sede do Morram e nos postos de saúde.

Aproveitando o Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase, no próximo 29 de janeiro, a prefeitura de Cruzeiro do Sul se prepara para vacinar a população que tem contato com os portadores da doença. A vacina (BCG) estará disponível no Hospital de Dermatologia Sanitária, na Sede do Morram e nos postos de saúde.

“Essa campanha é para pessoas que convivem ou conviveram na mesma casa de um portador, mas isso não quer dizer que elas adquiriram a doença, mas que devem se prevenir”, declara a coordenadora do setor de Combate a Hanseníase e Tuberculose da Secretaria Municipal de Saúde, Eliane Gonçalves da Silva Néris.

De acordo com ela, cerca de 1,4% dos 80 mil habitantes de Cruzeiro do Sul tem hanseníase. A meta do Ministério da Saúde é que esse índice nunca passe de 1%. De 2008 a 2009 foram constatados quarenta novos casos, trinta e três deles em Cruzeiro do Sul, e sete entre os municípios de Rodrigues Alves e Guajará. “Nossa meta é está imunizando as pessoas. Temos a preocupação de trabalhar nesse sentido porque nossa região é endêmica, e o número de casos ainda é grande no município. Neste mês já foram descobertos dois novos casos”, revela.

Ela conta que tanto a hanseníase quanto a tuberculose eram de responsabilidade do governo estadual, mas que a partir de 2007 passou a ser um problema do município. “Com a nova gestão, do prefeito Vagner Sales, tivemos um grande apoio para trabalhar a zona rural, onde se concentra o maior número de casos, principalmente a população do Alto Juruá, que tem dificuldade ao acesso e o tratamento. A capacitação do pessoal que atuam na zona rural também é outra preocupação. Agora para 2010, já recebemos o material para capacitar os enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes de saúde, da zona rural e urbana”, comemora.

Para Eliane,o programa da prefeitura Saúde Atuante, que leva atendimento as comunidades ribeirinhas, é outro suporte importante para o combate e controle da doença. Ela informa que durante este ano serão realizadas visitas aos locais de difícil acesso e aos ribeirinhos, em busca de novos casos da doença. A Secretaria pretende agendar pelo menos três visitas. No Rio Liberdade e Alto Juruá, o atendimento já está garantido.
Assessoria de Comunicação


Cruzeirão é aprovado para jogos do campeonato acreano


Durante reunião com o presidente da Federação Acreana de Futebol, Antônio Aquino e o presidente do Náuas, time que vai representar Cruzeiro do Sul no Campeonato Acreano de Futebol, o prefeito Vagner Sales garantiu que serão feitas às adequações necessárias, para o Cruzeirão sediar os jogos da competição que inicia no mês de março.

Durante reunião com o presidente da Federação Acreana de Futebol, Antônio Aquino e o presidente do Náuas, time que vai representar Cruzeiro do Sul no Campeonato Acreano de Futebol, o prefeito Vagner Sales garantiu que serão feitas às adequações necessárias, para o Cruzeirão sediar os jogos da competição que inicia no mês de março.

Antônio Aquino presidente da Federação Acreana de Futebol ficou surpreso ao visitar o estádio de Cruzeiro do Sul. “Está bem cuidado, não é nada daquilo que a gente viu em outras oportunidades”, disse. Depois da vistoria, Antônio Aquino sugeriu algumas adequações, entre elas, a elevação de 1,5m do alambrado para reforçar a segurança no estádio. O prefeito Vagner Sales, junto com o vice, Mazinho Santiago afirmaram que todos os esforços serão feitos através do Departamento de Esportes da Prefeitura, chefiado por Camilo Secundes, para que o estádio possa ser a casa do Náuas neste campeonato.

A direção do Náuas já apostava nesta aprovação, principalmente depois da chegada do treinador Neneca. Na avaliação dele, é no Cruzeirão que os jogadores do Vale do Juruá vão se sentir dentro de casa o que pode render bons resultados a equipe com o apoio da torcida.

Dificuldade de tráfego nos ramais prejudica manutenção de rede de energia nas comunidades rurais


Geralmente as comunidades rurais da região do Juruá passam dias sem energia elétrica em função de problemas na rede da ELETREOACRE. De acordo a empresa, devido às dificuldades de acesso a muitas localidades, o trabalho de manutenção se torna bastante difícil. Na última semana, as comunidades localizadas ao longo da BR 307, desde a Sede Social do SINTEAC até o Belo Monte, ficaram sem energia durante dois quase dias por motivo de um poste que tombou e interrompeu o fornecimento.



Geralmente as comunidades rurais da região do Juruá passam dias sem energia elétrica em função de problemas na rede da ELETREOACRE. De acordo a empresa, devido às dificuldades de acesso a muitas localidades, o trabalho de manutenção se torna bastante difícil. Na última semana, as comunidades localizadas ao longo da BR 307, desde a Sede Social do SINTEAC até o Belo Monte, ficaram sem energia durante dois quase dias por motivo de um poste que tombou e interrompeu o fornecimento.

O poste de uma extensão de rede no Ramal dos Carobas caiu durante a manhã de quinta-feira, 21, e só à noite os moradores conseguiram informar aos servidores de plantão que imediatamente foram ao local, verificaram a situação, mas não foi possível resolver o problema ainda durante à noite. No dia seguinte, cedo da manhã, a equipe da empresa que presta serviços de manutenção de rede para a ELETRAOACRE, foi até a comunidade para recuperar a rede de energia que estava ao chão.

Os funcionários da terceirizada levaram quase duas horas para chegar até a comunidade e, mesmo os carros com tração nas quatro rodas, tiveram dificuldades de locomoção devido a forte chuva que já durava mais de 15 horas e castigava a estrada. Em meio aos atoleiros, na viagem de ida, os eletricistas inspecionavam toda a rede de energia na extensão da BR para verificar se havia mais algum problema.
Felizmente, no restante da rede estava tudo sob controle. Desta forma, foi possível restabelecer o fornecimento de energia para as outras comunidades e isolar apenas a área do ramal onde o poste estava ao chão, para realizar o reparo.

No local, o poste de madeira que havia sofrido o desgaste ocasionado pela chuva e pelo tempo de uso, quebrou no tronco e caiu com os fios e o transformador que alimentava as casas.
Enquanto os técnicos não chegavam, os moradores aguardavam ansiosos pela recuperação da rede para que pudessem ter de volta os benefícios da elreticidade, os quais usufruem há menos de dois anos. Os moradores do ramal dos Carobas foram beneficiados com a rede de energia somente em 2008 e a grande maioria já tem em casa os aparelhos básicos para a comodidade da família.

O aposentado Francisco Santos de Lima, que hoje pode assistir a programação da TV, conservar os alimentos na geladeira, iluminar a casa e ter o conforto proporcionado por outros aparelhos eletrônicos, disse que sua família mudou de vida depois que foi beneficiada com o programa do Governo Federal. “Tudo é mais favorável agora. Comemos alimentos mais conservados, estamos informados de tudo mesmo morando distante da cidade e temos todo conforto que precisamos aqui” – afirmou o aposentado.
Para chegar ao exato local onde apresentou o problema, os técnicos ainda precisaram deixar os carros e caminhar por mais 500 metros. Já era final da manhã quando o trabalho começou pra valer. Na correria contra o tempo, para recuperar a rede antes do cair da noite, os trabalhadores tiveram que providenciar outro poste, fazer a limpeza de um desvio no ramal para instalar a rede por um atalho, suspender fios e o um novo transformador.

O serviço foi bastante perigoso. Já que não existia outra haste de madeira, nem foi possível chegar ao local com poste de concreto para substituir o que caiu, o jeito foi instalar os fios e o transformador, no que os técnicos chamam de poste vivo, ou seja, uma árvore que foi podada servirá, a partir de agora, para sustentar a rede de energia. O perigo maior foi para fazer a poda da árvore que tinha mais de 20 metros de altura.

De acordo com o responsável pela parte de manutenção da Eletroacre, Rui Guilherme de Sena, já é proibida a utilização de postes de madeira, mas, em muitos casos, não tem outro jeito para atender os consumidores. “Se não fizermos isso, não teremos como recuperar essa rede de energia, porque foi feita pelo Estado do Amazonas que nos entregou com os postes de madeira e para instalarmos outros de concreto, só será possível no verão se a prefeitura recuperar o ramal para que possamos ter acesso com caminhões. Desta forma, esta é a única maneira de, numa comunidade de difícil acesso, resolvermos o problema de nossos consumidores” – explicou.

Após um dia de muito trabalho, ao chegar ao final da tarde, estava tudo pronto e a energia elétrica do ramal dos Carobas foi restabelecida para a felicidade dos moradores. “Graças a Deus por isso. Todos nós compreendemos o trabalho da equipe que demorou, mas vimos às dificuldades” – disse o aposentado.

Essa é a rotina dos servidores que fazem os reparos necessários na rede de energia da região do Juruá. O responsável pela manutenção da rede disse que muitas vezes a população faz críticas por não conhecer as dificuldades. “Todos os dias nossas equipes estão nos ramais resolvendo problemas como esse. Então, quero que a população entenda que não é por falta de compromisso nosso, nem da empresa que muitas vezes demoramos a resolver os problemas nas comunidades” – explicou Guilherme.


Prefeitura de Cruzeiro do Sul realiza planejamento para o setor rural


A Secretaria de Agricultura de Cruzeiro do Sul reuniu, durante esta quarta-feira, 27, as lideranças de todas as comunidades rurais do município para fazer o planejamento das ações que serão desenvolvidas em 2010 no setor agrícola. No encontro os dirigentes das sociedades de produtores rurais apresentaram as demandas de necessidades e o ouviram do prefeito Vagner Sales a garantia de que, este ano, o setor produtivo será atendido com mais atenção pela prefeitura.



A Secretaria de Agricultura de Cruzeiro do Sul reuniu, durante esta quarta-feira, 27, as lideranças de todas as comunidades rurais do município para fazer o planejamento das ações que serão desenvolvidas em 2010 no setor agrícola. No encontro os dirigentes das sociedades de produtores rurais apresentaram as demandas de necessidades e o ouviram do prefeito Vagner Sales a garantia de que, este ano, o setor produtivo será atendido com mais atenção pela prefeitura.

A reunião foi realizada no auditório da Escola Braz de Aguiar e contou com a presença de mais de 50 representantes de comunidades rurais que apresentaram as principais dificuldades enfrentadas pelos agricultores. Recuperação de ramais, mecanização agrícola e transporte para escoamento da produção foram às principais solicitações apresentadas aos gestores do município.

O secretário municipal de Agricultura, Erni Dombrowisky, afirmou que o planejamento está sendo realizado logo no início do ano para que a prefeitura possa organizar as ações com antecedência ao período de verão e iniciá-las o mais rápido possível.
“Diferentemente do ano passado, este ano já estamos com nossos equipamentos mais organizados para começarmos nossas atividades logo que se inicie o verão.

O nosso objetivo com esse encontro é, além de ouvir dos próprios agricultores os problemas que eles enfrentam, orientá-los para que possam atender as normais da Secretaria como as taxas que pagam para o transporte, o óleo e outras contribuições para a manutenção dos equipamentos” – disse o secretário.

O prefeito Vagner Sales disse que para que os agricultores possam ser atendidos com mais antecedência, a prefeitura aproveita o período de chuvas para fazer a manutenção das máquinas que serão empregadas na recuperação de ramais e na mecanização agrícola. “Além disso, este ano vamos fornecer insumos para que os produtores possam preparar o solo para melhorar a produção deste ano” – disse o prefeito.

Vagner Sales afirmou ainda que o município tem diversas emendas que foram destinadas pela Bancada Federal para serem aplicadas em investimentos no setor agrícola. “São emendas para compra de máquinas e mais equipamentos para que possamos melhorar ainda mais a atenção aos trabalhadores rurais” – garantiu o prefeito.


Prefeitura de Rodrigues Alves investe em pessoal e materiais para melhorar qualidade da educação


A previsão da Secretaria Municipal de Educação de Rodrigues Alves é dá início às aulas nas escolas da zona urbana no dia 22 de fevereiro e nas rurais a partir o mês de abril. Para isso, a secretaria já prepara todo material para equipar as escolas. Mesas e carteiras novas, quadros para as salas de aula e outros equipamentos já foram adquiridos. Além disso, o Município recebeu do Ministério da Educação, todo material didático para os alunos e professores.


A previsão da Secretaria Municipal de Educação de Rodrigues Alves é dá início às aulas nas escolas da zona urbana no dia 22 de fevereiro e nas rurais a partir o mês de abril. Para isso, a secretaria já prepara todo material para equipar as escolas. Mesas e carteiras novas, quadros para as salas de aula e outros equipamentos já foram adquiridos. Além disso, o Município recebeu do Ministério da Educação, todo material didático para os alunos e professores.

Uma grande quantidade de materiais já está estocada no depósito da SEME e será distribuído nas escolas de Rodrigues Alves nos próximos dias. São carteiras, mesas e quadro de giz, além de outros para aparelhar as unidades de ensino do município que foram adquiridos pela prefeitura. Todos os livros necessários para o início das aulas chegaram ao Município esta semana do Ministério da Educação. O material didático vai suprir a carência de todas as séries básicas do ensino fundamental.

Com isso, de acordo com o secretário Municipal de Educação, Ernilson Freitas, o objetivo é elevar a qualidade do ensino proporcionado aos educadores e alunos uma estrutura adequada para o desenvolvimento o ensino-aprendizagem. “Estamos criando todas as condições para que nossos professores possam desempenhar o trabalho da melhor forma possível e proporcionar uma boa aprendizagem aos alunos” – afirmou.

Além de estruturar as escolas, outro investimento feito pela prefeitura de Rodrigues Alves, com o objetivo de melhorar a qualidade de ensino, foi nos funcionários da educação. Este mês o município ampliou a folha de pagamento com um abono para os professores no valor de R$ 500 e de R$ 150 para todos os servidores de apoio.

Segundo o secretário de educação, a valorização do quadro de funcionários da secretaria teve início logo no primeiro ano de administração do prefeito Burica. “Na metade do ano passado já foi dado um abono de R$ 450 para os professores e agora, no dia 15 deste mês, foi liberado mais uma parcela que incluiu todos os servidores da educação. Isso faz com que tenhamos servidores mais satisfeitos e com mais disposição para o trabalho durante o ano” – disse Ernilson.

O Secretário anunciou que as aulas estão previstas parar iniciar em fevereiro, na zona urbana, e nas escolas da área rural, só a partir de abril. “Na zona rural vai iniciar só em abril devido as aulas dos professores que cursam ensino superior durante o período de férias e também porque vamos esperar a realização do concurso para a contração de novos professores para preencher o quadro” – explicou.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Em Cruzeiro do Sul, Ciretran alerta para a importância da faixa de pedestres


Há quatro meses, a Ciretran de Cruzeiro do Sul iniciou serviço de educação de pedestres e motoristas, especialmente relacionados à passagem pela faixa de pedestres. O Centro de Cruzeiro do Sul tem movimento constante de pedestres, motos, bicicletas e veículos e é onde atuam preferencialmente os seis agentes de educação de trânsito, contratados para efetuar o serviço.

Escrito por Flaviano Schneider

Objetivo do trabalho educativa é reduzir os índices de acidentes na cidade

Há quatro meses, a Ciretran de Cruzeiro do Sul iniciou serviço de educação de pedestres e motoristas, especialmente relacionados à passagem pela faixa de pedestres. O Centro de Cruzeiro do Sul tem movimento constante de pedestres, motos, bicicletas e veículos e é onde atuam preferencialmente os seis agentes de educação de trânsito, contratados para efetuar o serviço.

A ação tem surtido efeito, segundo informa a agente de trânsito, Gleice Santos Oliveira. Atenta a uma das principais faixas de pedestre da cidade, situada em frente ao Mercado Joãozinho Melo, próximo à rotatória do centro, ela observa que alguns motoristas já demonstram a educação de parar e dar a preferência aos pedestres, outros só param ao escutar o apito do agente de trânsito.

Os pedestres também estão mais conscientes da importância de atravessar a rua na faixa de pedestres, tanto é que eles já estão facilitando o trabalho dos agentes ao dirigirem-se voluntariamente às faixas. Gleice argumenta sobre a necessidade do serviço especialmente em relação às pessoas mais vulneráveis como crianças, velhos e deficientes.

A agricultora Maria da Costa, moradora no ramal Belo Jardim, gostou da ajuda dos agentes para cruzar a rua. Ela disse que devido ao movimento intenso fica difícil atravessar as ruas no centro de Cruzeiro do Sul, mas com ajuda dos agentes, ela atravessa na faixa com mais segurança. O taxista Mildes Abreu, que trabalha em ponto de táxi próximo à faixa, também gostou do serviço dos agentes. Para ele, ao incentivar os pedestres a atravessar a rua na faixa, estão ajudando também os motoristas a evitar acidentes.

Educar e prevenir para melhorar

O mês de janeiro começou com vítimas para o trânsito em Cruzeiro do Sul - como explica o chefe da Ciretran local, Valdeci Dantas. Ele conta que no ano passado a primeira vítima fatal do trânsito só aconteceu no mês de abril; neste ano só em janeiro já foram registradas três mortes em acidentes.

Em janeiro, a equipe de educadores de trânsito focou atenção especial nas crianças que gostam de empinar pipas, incentivando-as a usarem linha comum e desestimulando o uso de linha com cerol e até mesmo fazendo apreensões deste tipo de linha.

No mês de fevereiro, já a partir do dia 5, o órgão entra em prontidão com medidas visando a proteção dos alunos na volta às aulas e com medidas especiais de prevenção durante o carnaval que começa no dia 16. Ainda, segundo Valdeci, a Ciretran já entrou em contato com a Eletroacre para realocar alguns postes que, colocados em locais inapropriados, favorecem os acidentes, como já tem acontecido.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Vagner Sales aposta em emendas extra-orçamentárias para acabar com inundações


O prefeito Vagner Sales acredita que os administradores passados, fechavam os olhos para os problemas, que a Prefeitura de Cruzeiro do Sul tem buscado resolver com recursos próprios. Só em um trecho da Avenida 28 de Setembro, onde as alagações causavam transtornos para boa parte da cidade, as obras de canalização e pavimentação custaram mais de R$ 200 mil.

Com recursos próprios os problemas dos três pontos mais críticos que causavam inundações em Cruzeiro do Sul em dias de fortes chuvas, já foram solucionados.

O prefeito Vagner Sales acredita que os administradores passados, fechavam os olhos para os problemas, que a Prefeitura de Cruzeiro do Sul tem buscado resolver com recursos próprios. Só em um trecho da Avenida 28 de Setembro, onde as alagações causavam transtornos para boa parte da cidade, as obras de canalização e pavimentação custaram mais de R$ 200 mil.

Na Boulevard Thaumaturgo, as inundações em dias de chuva deixavam as ruas intrafegáveis, as obras já estão sendo concluídas. Na Copacabana os moradores também já se sentem aliviados, até a rua já foi pavimentada.

Vagner Sales diz que a situação dos moradores de Bairros como Remanso e Telégrafo é preocupante. Ele afirma que ficou triste, durante uma visita que fez a estes moradores e percebeu que a falta de infra-estrutura tem provocado um ambiente inadequado para muitas famílias viverem. “Sou um prefeito que não fecho os olhos, gosto de vê os problemas e tenho ficado muito triste quando vejo o povo completamente de baixo d’água, a espera de uma solução do poder público. Não estamos parados em relação a esta questão. Já fizemos levantamentos desses problemas e estamos certos de que é preciso construir galerias para a drenagem dessas águas. O que temos são bueiros, colocados em muitas vezes com um metro cúbico de vazão, quando no mínimo seriam necessários três metros”, explica.

Para resolver esses problemas enfrentados pelos moradores, o Prefeito está apostando em um projeto extra-orçamentário que está nas mãos do deputado federal Gladson Cameli (PP-AC). Ele já deu entrada no Ministério das Cidades e existe a promessa do ministro, Marcio Fortes, que até meados desse ano esses recursos que chegam a R$ 6 milhões sejam liberados. “Com esses recursos acredito que vamos resolver esses problemas de uma vez por todas. Vamos lutar, se essas emendas não forem liberadas, nós vamos buscar outra maneira. O que não pode é ficar do jeito que está”, finaliza.

Assessoria- Neto Vitalino

Gladson faz giro pelo interior do Estado


Aproveitando o recesso parlamentar e o vôo inaugural que consolidou a chegada da Trip Linhas Aéreas no Acre, em especial na rota de Cruzeiro do Sul, o deputado Gladson Cameli (PP) continuou viagem por todo o Vale do Juruá (Jordão, Taumaturgo, Mâncio Lima) onde detém algumas de suas mais fortes bases políticas.

Aproveitando o recesso parlamentar e o vôo inaugural que consolidou a chegada da Trip Linhas Aéreas no Acre, em especial na rota de Cruzeiro do Sul, o deputado Gladson Cameli (PP) continuou viagem por todo o Vale do Juruá (Jordão, Taumaturgo, Mâncio Lima) onde detém algumas de suas mais fortes bases políticas.

O objetivo, segundo o deputado, foi estreitar mais ainda o contato com todo o interior para fazer o diagnóstico das necessidades mais urgentes e traduzir este conhecimento em trabalho e resultados práticos em Brasília. ”A visita às bases traz mais combustível e responsabilidade para todo o político que tem realmente compromisso com a população”, disse o parlamentar.

Em seguida, o deputado continuou viagem a Tarauacá e Feijó, onde se encontra atualmente. Nestes municípios ,ele manteve contatos políticos com as lideranças tradicionais e aliados, e vem estimulando z novas filiações a seu partido,o PP, além de encorajar novas lideranças a assumirem uma atuação política mais engajada em suas localidades.Segundo o deputado,a proximidade com o interior dá uma visão mais realista e exata das prioridades locais e o contato direto com a população ajuda também a informar o trabalho parlamentar que é feito em Brasília.Para o deputado,é uma via de duas mãos,”onde todos,tanto o político como o cidadão saem ganhando,já que se conhecem melhor e trabalham com maior conhecimento”.

O deputado pretende correr o Estado inteiro para selecionar e diagnosticar os problemas regionais e a partir daí, elaborar um trabalho voltado especificamente para cada região. De acordo com o parlamentar,apesar do Acre ser considerado um Estado pequeno em relação aos demais,cada uma de suas regiões apresenta características próprias e problemas locais.”Por isto mesmo é preciso conhecer de preferência in loco e trazer respostas que tenham eficácia e utilidade para as populações de cada lugar.No final,o deputado revelou ainda que sua viagem pretende também fortalecer seu partido em todo o Estado,”para que nas próximas eleições o PP saia com o maior número de candidatos e com chances reais de vitória”.

Investimentos públicos e privados alavancam crescimento das cerâmicas no vale do Juruá


As muitas obras executadas pelo Governo do Estado bem como investimentos particulares no Vale do Juruá estão resultando em crescimento econômico para vários setores. Entre eles é visível o crescimento da atividade no setor de cerâmicas. No último verão, as cerâmicas da cidade tiveram dificuldades em atender a demanda por tijolos e muitos clientes tiveram que esperar para ter seus pedidos atendidos.

Por FLAVIANO SCHENEIDER

Empresários apostam na qualificação para aumentar produção e qualidade dos produtos no mercado local

As muitas obras executadas pelo Governo do Estado bem como investimentos particulares no Vale do Juruá estão resultando em crescimento econômico para vários setores. Entre eles é visível o crescimento da atividade no setor de cerâmicas. No último verão, as cerâmicas da cidade tiveram dificuldades em atender a demanda por tijolos e muitos clientes tiveram que esperar para ter seus pedidos atendidos.

Também devido à quantidade de obras executadas foi um desafio encontrar profissionais da construção civil disponíveis. Durante o verão, só com agendamento se conseguia encontrar um pedreiro para pequenas obras.

Há três anos, as oito empresas do ramo em Cruzeiro do Sul resolveram organizar-se através de uma associação, que foi denominada Associação dos Ceramistas do Vale do Juruá (ACJU). Juntos, elas fabricam mensalmente entre 1.400 a 1.500 milheiros de tijolos de três tipos: maciço, de seis furos e o de oito furos, empregando 200 trabalhadores durante o período de inverno e até 400 no período de verão. As cerâmicas de Cruzeiro do Sul atendem ainda as cidades de Guajará (AM), Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo.

Segundo o vice-presidente da ACJU, Vilson Correia, as construções de calçadas, de casas populares e as grandes obras - que possibilitaram obtenção de renda suficiente para que muitos trabalhadores pensassem em reformar ou ampliar suas casas - trouxeram dinamismo ao setor de cerâmicas.

O tijolo é caro?

Muita gente reclama que o preço do tijolo em Cruzeiro do Sul é muito alto: R$ 370,00 o milheiro do tijolo de seis furos e de R$ 500,00 o tijolo de oito furos. Vilson, que juntamente com o pai, Sebastião Correia, comanda a Cerâmica Juruá, a maior do vale, explica que há 20 anos o preço do milheiro de tijolo era um salário-mínimo.

Ele conta que no ano passado houve realmente dois aumentos no preço do tijolo, mas eles resultaram do aumento nos preços dos insumos. Segundo disse, em três anos sua conta mensal de energia saltou de R$ 15 mil para R$ 25 mil. A lenha também ficou mais cara. Atualmente o custo do metro de lenha sai por aproximadamente R$ 25,00. "É necessária a queima de dois a três metros de lenha para produzir um milheiro de tijolos", justificou.

Investimentos futuros

Para Vilson o setor precisa se expandir para prevenir a demanda futura. No entanto, o empresário precisa se capitalizar para ter como fazer altos investimentos. E para obter financiamento oficial é preciso que a empresa tenha uma certidão do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), o que as empresas de Cruzeiro do Sul ainda não têm.

Para obter esta licença, os ceramistas estão tendo o apoio do Sebrae. Conforme explica a gerente de projetos do Sebrae em Cruzeiro do Sul, Helen Kelma Araújo Chaves, o Sebrae iniciou em 2009 um projeto de apoio às cerâmicas de Cruzeiro do Sul, Feijó, Tarauacá e Mâncio Lima, que deverá se estender até 2011,com objetivo de aumentar a produtividade e lucratividade das empresas.

Várias ações já foram executadas na melhoria do processo produtivo, inclusive com a vinda de um expert no assunto, o consultor Amando Alves, que fez um diagnóstico das cerâmicas locais e fez capacitações abrangendo desde a queima até a secagem, passando pela disposição dos equipamentos dentro da empresa. O Sebrae estuda a possibilidade de trazer o consultor novamente em abril e junho. Em março haverá capacitação sobre controle de estoque.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Sindicato dos Urbanitários alerta: Vale do Juruá está fora da licitação do linhão para energia


O presidente do Sindicato dos Urbanitários do Acre, Marcelo Jucá, acompanhado do diretor Domingos do Monte e do representante na região, Antonio Pereira Mesquita, realizaram reuniões com funcionários da Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), Companhia de Saneamento do Acre (Sanacre) e Departamento de Agua e Esgoto (Deas) nos municípios do Vale do Juruá, onde discutiram a situação das empresas e os acordos coletivos de trabalho.

O presidente do Sindicato dos Urbanitários do Acre, Marcelo Jucá, acompanhado do diretor Domingos do Monte e do representante na região, Antonio Pereira Mesquita, realizaram reuniões com funcionários da Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), Companhia de Saneamento do Acre (Sanacre) e Departamento de Agua e Esgoto (Deas) nos municípios do Vale do Juruá, onde discutiram a situação das empresas e os acordos coletivos de trabalho.

“Estamos nos reunindo com os funcionários para informar sobre a atual situação das empresas e dos acordos coletivos de trabalho. Recentemente tivemos uma reunião com o presidente da Sanacre, Carlos Simão Paiva, que demonstrou interesse em apresentar sugestão ao governo do Estado para revitalizar a empresa, que teve papel importante na distribuição de água, saneamento e esgoto, serviços de grande importância à população”, destacou.

A melhoria das condições de trabalho para os funcionários é uma das bandeiras do Sindicato dos Urbanitários que cobra do governo do Estado à realização de concurso público para o preenchimento das vagas que estão sendo ocupadas por funcionários do Deas. Na Eletroacre a preocupação é por conta da terceirização dos serviços de plantão, corte religação e manutenção que deveriam ser realizando por funcionários concursados.

“Os funcionários da Sanacre estão prestando serviço ao Deas e recebendo da empresa. Estamos nessa discussão há algum tempo, cobrando do governo a revitalização da Sanacre e a realização de concurso público, para que os funcionários possam ter melhores condições de trabalho, pois há funcionários que têm mais de 10 anos de trabalho no Deas e têm dificuldade de defender os seus direitos. Orientamos que guardem todos os documentos para que possam buscar na Justiça os direitos que não estão sendo respeitados. No caso da Eletroacre os funcionários das terceirizadas sofrem muito, ganham pouco, não são capacitados para realizar o trabalho, além de não ter equipamentos de segurança. Recentemente denunciamos que os pneus dos carros utilizados nos plantões estavam completamente sem condições de uso”, disse.

Linhão para energia não contempla Vale do Juruá

Marcelo Jucá alertou que a população e os políticos do Juruá precisam se preocupar com a implantação do linhão que vai trazer energia das hidrelétricas de Rondônia para o Acre, porque a licitação não contempla recursos para a implantação do linhão na região.

“Estamos fazendo um alerta sobre a questão do linhão porque a licitação que está em andamento não contempla a região do Juruá. A informação que temos é que o segundo linhão que está sendo licitado só vai chegar até Manoel Urbano. Então, expedimos ofícios aos prefeitos e políticos alertando sobre o problema”, afirmou.

O blecaute que causou grandes prejuízos à população de Rio Branco é citado pelo presidente do sindicato como exemplo, dizendo que o linhão precisa ser implantado até Cruzeiro do Sul para que traga a energia das hidrelétricas que estão sendo construídas em Rondônia e futuramente vão gerar energia limpa e barata para atender com mais qualidade a população.

Segundo Marcelo Jucá a mudança da diretoria da Eletroacre para o Rio de Janeiro não prejudicou o desenvolvimento da Eletroacre na região e recentemente o Governo Federal anunciou que vai investir mais de R$ 1 bilhão nas empresas de distribuição de energia - Eletroacre, Ceron, Manaus Energia, Cepisa (Piauí), Ceal (Alagoas) e em Roraima - sendo que R$ 89 milhões serão investidos no Acre.

“Estamos acompanhando a situação, no primeiro momento ficamos preocupados, porque as decisões seriam tomadas no Rio de Janeiro. Mas, a representação no Acre está funcionando relativamente bem. É preciso que a sociedade cobre de seus representantes mais investimentos no setor de energia da região que precisa de orçamento. Um exemplo é o Programa Luz Para Todos, que leva energia às pessoas da zona rural, mas que está tendo problemas porque não existe orçamento para a manutenção. Em alguns casos, quando acontecem problemas as pessoas ficam esperando semanas para que seja restabelecida a energia”, finalizou.


Procissão e missa campal encerram Novenário de São Sebastião em Mâncio Lima


O encerramento do Novenário de São Sebastião reuniu centenas de fiéis da Igreja Católica em Mâncio Lima. A festa realizada em nove noites de missas e novenas se encerrou nesta quarta-feira (20) com a procissão que levou uma grande quantidade de devotos do padroeiro para uma caminhada de oração pelas ruas da cidade.

O encerramento do Novenário de São Sebastião reuniu centenas de fiéis da Igreja Católica em Mâncio Lima. A festa realizada em nove noites de missas e novenas se encerrou nesta quarta-feira (20) com a procissão que levou uma grande quantidade de devotos do padroeiro para uma caminhada de oração pelas ruas da cidade.

Depois da procissão foi celebrada uma missão campal em frente à Igreja. O Pároco da cidade, Guilherme Stader, chamou a atenção da comunidade para seguir o exemplo de São Sebastião que foi um fiel seguidor de Jesus Cristo. “Foi pela fidelidade a Jesus que São Sebastião nos ensinou os valores que devemos colocar como exemplo para a sociedade que está acometida por pelas drogas, pela prostituição e outros males.

Nosso objetivo nesse no Novenário deste ano foi chamar a sociedade para fazer uma reflexão sobre esses problemas” – disse o pároco.

Na celebração os devotos de São Francisco entoaram hinos de louvores e participaram atentamente das orações. Muitos aproveitam o momento para pagar penitencia ao santo protetor.

Para o Padre Guilherme a população deu uma grande demonstração de fé. “Nossa comunidade tem sempre demonstrado que realmente é fiel a São Sebastião. Essa procissão nos orgulha porque vemos pessoas de todas as idades compenetradas participando atentamente das orações” - afirmou

Após a missa, um grupo de musicas católicas de Mâncio Lima encerrou a programação religiosa e homenagem ao padroeiro da cidade. O pároco do município ressaltou ainda que o Novenário em honra a São Sebastião transcorreu em um clima de orações já que não houve a venda de bebidas durante o período e as pessoas se comportaram como cristão.

Antônio de Paula: 82 anos bem vividos


O Sr. Antônio de Paula foi homenageado pela esposa Marlene, filhos e amigos com um almoço pela passagem de seus 82 anos. Exemplo de vida, Antônio de Paula, o velho seringueiro, veio do Ceará em 1950 diretamente para trabalhar na floresta do Acre, tendo morado nos rios Tarauacá, Bagé, Tejo,Azul e Paraná dos Mouras.Há 25 anoso mora em Cruzeiro do Sul. Em 1990 foi convidado a gerenciar as cantinas da Reserva Extrativista do Alto Juruá e de 1992 a 2002 dirigiu o projeto Vida e Saúde, também na reserva.

Flaviano Schneider

O Sr. Antônio de Paula foi homenageado pela esposa Marlene, filhos e amigos com um almoço pela passagem de seus 82 anos. Exemplo de vida, Antônio de Paula, o velho seringueiro, veio do Ceará em 1950 diretamente para trabalhar na floresta do Acre, tendo morado nos rios Tarauacá, Bagé, Tejo,Azul e Paraná dos Mouras.Há 25 anoso mora em Cruzeiro do Sul. Em 1990 foi convidado a gerenciar as cantinas da Reserva Extrativista do Alto Juruá e de 1992 a 2002 dirigiu o projeto Vida e Saúde, também na reserva.

Mesmo com 82 anos, Antônio de Paula mantém uma intensa vida social e comunitária, participando sempre de eventos,solenidades e cerimônias (para os quais sempre é convidado)sejam oficiais ou não. Hoje é presidente de honra da Associação Amigos das Águas do Juruá (AMAJ), uma ONG cujo objetivo é conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação de nossos mananciais de água.

Otimista com a vida, Antônio de Paula sempre foi um lutador: “A vida não foi dura demais para mim, mas também não foi fácil não”, analisa. Simples, acha que tem tudo o que precisa: um teto para sua família e o pão de cada dia. Considera que a vida hoje é melhor em todos os sentidos e ficou emocionado com a homenagem que recebeu. “Estou hoje aqui com essas pessoas, com meus filhos e esse carinho é tudo que preciso” – disse.

(Flaviano Schneider)


Náuas realiza teste para selecionar novos jogadores


O novo técnico do Náuas, Fernando César, o Neneca, acompanha o teste que está sendo realizado pela equipe no Estádio Cruzeirão que tem como objetivo a escolha de novos jogadores para a temporada 2010. A equipe de Cruzeiro do Sul que representa o vale do Juruá no Campeonato Estadual, estréia na abertura da competição no início de março e está em fase de conclusão da contratação do elenco. As seleção dos jogadores teve início nesta terça-feira, 19, e se encerra no final da semana.

O novo técnico do Náuas, Fernando César, o Neneca, acompanha o teste que está sendo realizado pela equipe no Estádio Cruzeirão que tem como objetivo a escolha de novos jogadores para a temporada 2010. A equipe de Cruzeiro do Sul que representa o vale do Juruá no Campeonato Estadual, estréia na abertura da competição no início de março e está em fase de conclusão da contratação do elenco. As seleção dos jogadores teve início nesta terça-feira, 19, e se encerra no final da semana.

Mais de 100 jovens comparecem ao estádio, no primeiro dia da peneira do Náuas, com o sonho de se tornarem profissionais em futebol. Eles concorrem a uma vaga na equipe que disputou a final do Estadual no ano passado e pretende reforçar o elenco para a temporada deste ano.

Os testes estão sendo acompanhados pela diretoria do Náuas e pelo novo treinador que foi apresentado na última semana. Atletas de todos os municípios da região participam do processo de seleção dos jogadores.

De acordo com Neneca, os candidatos as vagas disponíveis estão sendo avaliados nos aspectos táticos e técnicos. “Vamos tentar montar uma equipe nova com condições de garantir uma boa atuação do Náuas. Queremos selecionar os 28 jogadores e contratá-los até o final desta semana” – disse o treinador.

Foto nauasesporteclube.blogspot.com/

Menina de trinta e quatro dias de vida more em acidente fluvial no Juruá


O acidente aconteceu na ultima segunda-feira (18), na comunidade Caracas no rio Liberdade afluente do rio Juruá envolvendo três embarcações e teve como vitima fatal a menina Maria Vitória de um mês e quatro dias de vida. Segundo consta no boletim de ocorrência Vitória estava nos braços da mãe e no momento da colisão bateu com a cabeça na beira da pequena embarcação que a família trafegava e morreu.

O acidente aconteceu na ultima segunda-feira (18), na comunidade Caracas no rio Liberdade afluente do rio Juruá envolvendo três embarcações e teve como vitima fatal a menina Maria Vitória de um mês e quatro dias de vida. Segundo consta no boletim de ocorrência Vitória estava nos braços da mãe e no momento da colisão bateu com a cabeça na beira da pequena embarcação que a família trafegava e morreu.

O agricultor Edimar Santos da Silva de 42, que conduzia uma das embarcações e foi conduzido até a delegacia, contou que no momento do acidente outro barco ia subindo o rio na sua frente e a pequena embarcação que a família de Maria vitória estava era pilotada pelo irmão da vitima de 09 anos e o pai e a mãe estavam no meio do barco que vinha descendo o rio, para evitar o alagamento da embarcação o garoto tentou corta o banzeiro do primeiro barco e não deu mais tempo de desvia o choque com o terceiro barco conduzido por Edmar Santos da Silva. Apos a colisão a embarcação afundou, ao chega ao barranco à mãe da menina percebeu que a mesma já não tinha mais vida e apresentava um hematoma na cabeça.

Nervos o agricultor disse que não teve intenção de provocar o acidente ‘‘tentei de todas as maneiras evitar a batida a sim como também o garoto mais o banzeiro era forte e puxou os barcos para perto um do outro, era em uma curva e não deu de livra a canoa deles,’’ lamentou o agricultor.


Cruzeiro do Sul cria “área de silêncio”


Para combater a poluição sonora em Cruzeiro do Sul, a Prefeitura Municipal em parceria com o Ministério Público, IMAC e outros órgãos, cria área que restringe a circulação de carros de propaganda volante. As áreas verde e vermelha (mapa abaixo) mostram os locais onde será permitido ou não as propagandas volantes. Na zona vermelha será totalmente proibida a circulação com som ligado. Já na verde serão colocadas oito placas de advertência indicando área restrita ao uso de som: “Use volume baixo”, dirá a placa.

Para combater a poluição sonora em Cruzeiro do Sul, a Prefeitura Municipal em parceria com o Ministério Público, IMAC e outros órgãos, cria área que restringe a circulação de carros de propaganda volante. As áreas verde e vermelha (mapa abaixo) mostram os locais onde será permitido ou não as propagandas volantes. Na zona vermelha será totalmente proibida a circulação com som ligado. Já na verde serão colocadas oito placas de advertência indicando área restrita ao uso de som: “Use volume baixo”, dirá a placa.

Para as demais áreas do município vale as determinações do CONAMA (Conselho Nacional de Meio Ambiente), que determina a proibição de som alto no raio de 200 metros de distância das repartições públicas, igrejas, escolas e hospitais.

Segundo Dombrowski, o prefeito Vagner Sales vem levando muito a sério as discussões sobre preservação ambiental no município. Além de apertar a fiscalização contra os diferentes tipos de poluição, a Secretaria do Meio Ambiente prepara-se para mudar a maneira de pensar do cruzeirense, com educação nas escolas e outras campanhas. “Nós temos um convênio com a Universidade Federal do Acre e seus pesquisadores estão fazendo levantamentos científicos e técnicos para viabilizar projetos para o controle ambiental”, informa o secretário.

Propagandas volantes

O responsável pelo setor de Parques e Jardins da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Heliomar Nunes da Silva, conta que já se reuniu com as pessoas que trabalham com propaganda volante, e será feita uma campanha para a população ficar informada.

“Precisamos de um respaldo para trabalhar. Temos um termo de cooperação com o IMAC (Instituto do Meio Ambiente do Acre), e estamos nos preparando para cuidar de todos os casos de Meio Ambiente. Para quem vive desse tipo de propaganda terá que obedecer a essas normas para não perder sua ferramenta de trabalho”, alerta.

Efeitos

Dilatação da pupila, reação muscular, contração dos vasos sanguíneos, aumento da produção de hormônios da glândula tiróide, aceleração dos batimentos cardíacos e aumento da produção de adrenalina, são alguns problemas de saúde que podem ser conseqüências da poluição sonora no organismo humano.

Equipe

“Francisca do Nascimento coordena o Departamento de Controle Ambiental com uma equipe que, embora ainda reduzida, já começa a produzir resultados significativos para Cruzeiro do Sul”, comenta o secretário do Meio Ambiente, Erni Dombrowski, que acumula também o cargo de secretário da Agricultura. Ele ressalta que Antônio José da Cruz Nunes, do Departamento do Meio Ambiente, e Heliomar da Silva, de Parques e Jardins, “assim, como outros membros da equipe, tem vestido a camisa do Meio Ambiente”.

Texto de Dilson Ornelas

Assessor de Comunicação: Neto Vitalino

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Polícia Civil prende quadrilha do Nordeste que planejava assaltar bancos no Acre


Uma operação pontual e precisa, realizada pela Polícia Civil, culminou com a prisão de três suspeitos de integrar uma grande quadrilha acusada de praticar assaltos no Acre. Os homens foram capturados no início da noite desta terça-feira, 19, na Rua Mirasol, no Conjunto Ruy Lino e, segundo as investigações, o grupo planejava roubar um caixa eletrônico do Banco do Brasil na cidade de Porto Acre e outro em Rio Branco.

Escrito por Pedro Paulo, Assessoria Polícia Civil

Bando portava arma de fogo, munições de fuzil e de pistola 9 milímetros

Uma operação pontual e precisa, realizada pela Polícia Civil, culminou com a prisão de três suspeitos de integrar uma grande quadrilha acusada de praticar assaltos no Acre. Os homens foram capturados no início da noite desta terça-feira, 19, na Rua Mirasol, no Conjunto Ruy Lino e, segundo as investigações, o grupo planejava roubar um caixa eletrônico do Banco do Brasil na cidade de Porto Acre e outro em Rio Branco.

Os três foram presos por policiais do Grupo Antiassalto da Polícia Civil (Gapc) durante ação de cumprimento de mandados de busca e apreensão, assinados pelo juiz Francisco Djalma. Segundo o coordenador da operação policial, delegado Karlesso Nespoli, os acusados estavam em uma casa alugada. "Eles foram flagrados por câmeras de segurança durante um assalto à casa lotérica de Bujari na última sexta-feira, de onde levaram quase R$ 18 mil", disse Nespoli.

Durante a ação de ontem, os policiais vasculharam a casa dos investigados onde foram encontrados documentos, um carro de origem duvidosa, uniformes similares aos do Exército, rádios de comunicação de longo alcance, compressor de ar, um revólver 38 especial, coletes à prova de balas, oito celulares, 194 cartuchos de pistola 9 mm e 750 munições para fuzil. Os três homens foram levados para a sede do Gapc.

Flávio da Silva Bezerra, 19, natural de Belém de São Francisco (Pernambuco), Ariovaldo Santos de Melo, 28, natural de Manaíra (Paraíba) e Manoel Guimarães Prado, natural de Itamarajú (Bahia). Através de investigações o Gapc prendeu o trio que planejava realizar assaltos em Rio Branco e nos municípios próximos. O grupo, segundo a polícia, é liderado por Ariovaldo. O bando aguardava a chegada de outros quatro integrantes para executar o plano de roubo.

Conforme o delegado Roberth, os assaltantes já tinham efetuado uma compra junto a um peruano, de muita munição, dois fuzis AK-47 e dois fuzis ponto 50 (armas capazes de derrubar um helicóptero). Pelas armas de autoimpacto encontradas, os criminosos teriam pago a quantia de 25 mil dólares.

Em depoimento no Gapc, Ariovaldo disse que tinha negociado os fuzis e que o carregamento chegaria nos próximos dias. As armas seriam entregues pelo estrangeiro que ele identifica como "Peruja". Ariovaldo garante que o armamento ainda não entrou no Brasil, a polícia mantém as investigações e nesta quarta-feira realiza outras buscas.

O secretário da Polícia Civil, delegado Emylson Farias, destacou o empenho dos policiais do Gapc, que desarticularam a quadrilha. "Isso demostra a dedicação dos nossos policiais. Investigadores, escrivãos e delegados, todos lutando pela manutenção da ordem pública", destacou.

Emylson Farias lembrou que esse tipo de ação desempenhada pela Polícia Civil se sustenta nos investimentos do Governo do Estado, que possibilitou a direção geral da PC otimizar o trabalho dos policiais em todos níveis.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Prefeitura busca regularizar concessões de transporte


O prefeito Vagner Sales esteve reunido com lideranças dos sindicatos dos taxistas e mototaxistas de Cruzeiro do Sul, na manhã desta segunda-feira (18). Ele explicou que o município vai exigir dos permissionários dessas concessões públicas, o cumprimento devido da legislação.

O prefeito Vagner Sales esteve reunido com lideranças dos sindicatos dos taxistas e mototaxistas de Cruzeiro do Sul, na manhã desta segunda-feira (18). Ele explicou que o município vai exigir dos permissionários dessas concessões públicas, o cumprimento devido da legislação.

“O que se tinha eram pessoas que pegavam uma concessão adquirida na administração passada e vendiam. Muitas pessoas aqui tinham de duas, três concessões dessas em mãos, dizendo ser proprietário do ser proprietinham ncesssgava uma concessszeiro do SUl senso vai prevalecer. s e alugavam para terceiros. Então nós estamos regulamentando isso. A concessão será dada para aquele que está na atividade de mototaxista, seja proprietário da motocicleta, e não poderá essa concessão ser vendida ou alugada para terceiros”.

Ainda de acordo com o prefeito, neste mês de janeiro, quando é concedido o alvará, será observado tudo que diz a lei, com relação à boa conduta dos usuários das concessões que não devem ter antecedentes criminais ou está respondendo a processo na justiça. “Dessa forma estaremos fazendo justiça com as pessoas que muitas vezes alugavam uma placa pagando pra outra pessoa, que não era dono dela.”. Diz Vagner Sales.

O prefeito garante que o mesmo critério, será usado para os taxistas. De acordo com ele, só vai renovar a concessão àquele que exerce a profissão e que sustenta a família com a referida atividade, e explica também que todos que possuem vínculo empregatício definitivo, seja funcionário de empresa particular ou servidor público, a lei não permite ser proprietário dessas concessões. “Acredito que o bom senso vai prevalecer, porque estamos embasados na legislação que já existe”, diz.

O presidente do Sindicato dos Mototaxistas de Cruzeiro do Sul, José Eudes, acredita que a medida vai causar alguns descontentamentos. “Isso é muito bom, só tem alguns itens que vai causar alguns problemas como retirar as concessões de quem tem emprego, mas está na lei. O que é bom pra população é bom pra nós, porque nós prestamos um serviço para sociedade e principalmente pra população mais carente. Por isso, tenho certeza que é o melhor”, explica José Eudes.

O taxista Adomi Guanabara e ex-presidente da categoria aprovou a medida, e disse que alguns colegas podem até ficar insatisfeitos, mas por outro lado, vai tirar profissionais que estão na ilegalidade. Segundo ele, a reunião serviu também para mostrar que o prefeito está aberto ao diálogo e demonstra preocupação com a categoria. Guanabara elogiou o trabalho de melhoria nas ruas da cidade, que está facilitando o tráfego de veículos, assim como, a iluminação pública que também tem contribuído para o serviço dos taxistas.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Polícia prende traficante preparando droga para venda



Homens do Grupo Águia da Polícia Militar efetuaram, na tarde do último sábado (16), a prisão de Adaildo da Silva Soares, 25, morador do Bairro Remanso. Ele foi abordado pelos policiais, no Bairro da Várzea, no momento em que fazia a mistura de cocaína com outros produtos para a comercialização.


Homens do Grupo Águia da Polícia Militar efetuaram, na tarde do último sábado (16), a prisão de Adaildo da Silva Soares, 25, morador do Bairro Remanso. Ele foi abordado pelos policiais, no Bairro da Várzea, no momento em que fazia a mistura de cocaína com outros produtos para a comercialização.

De acordo com a polícia, o rapaz preparava a cocaína com uma mistura líquida quando foi detido. Ela estava na casa de Andréa de Oliveira Pinheiro onde foram aprendidos pouco mais de 3,5 litros da substância.

A dona da casa conseguiu escapar da polícia e até a manhã desta segunda-feira, ainda não havia sido presa. Adaildo foi conduzido para a Delegacia de Flagrantes e transferido para a penitenciária de Cruzeiro do Sul durante o final de semana.
Segundo o delegado Elton Futigami, a droga, depois de pronta, seria transformada em mais de mil trouxinhas de cocaína que seriam comercializadas no mesmo bairro onde foi realizada a apreensão.

Trip realiza primeiro vôo para o Juruá



Passavam poucos minutos de uma hora da madrugada quando a primeira aeronave da empresa Trip, aterrissou no aeroporto de Cruzeiro do Sul. A empresa iniciou suas operações nesta segunda-feira (18) para o Juruá com a proposta de ser mais uma alternativa para a região que depende basicamente no transporte aéreo para ter acesso a outras regiões do país.


Passavam poucos minutos de uma hora da madrugada quando a primeira aeronave da empresa Trip, aterrissou no aeroporto de Cruzeiro do Sul. A empresa iniciou suas operações nesta segunda-feira (18) para o Juruá com a proposta de ser mais uma alternativa para a região que depende basicamente no transporte aéreo para ter acesso a outras regiões do país.

Ao chegar a solo cruzeirense a aeronave foi batizada com jatos d’água por caminhões do Corpo de Bombeiros. O avião ATR 72, fabricado na Holanda, tem apenas sete meses de uso. A aeronave tem capacidade para 68 passageiros e trouxe 50 no primeiro vôo. Na viagem de volta foram 68 passageiros com destino à cidade de Rio Branco.

A TRIP aposta nos preços mais acessíveis para atrair os clientes e pode ser uma alternativa para facilitar o acesso das pessoas de baixa renda ao transporte aéreo. O aposentado Luiz Conceição, aproveitou as facilidades apresentadas pela empresa no vôo inaugural para visitar os filhos que ver há 30 anos. “Com o valor de uma viagem apenas de ida, eu consegui comprar as passagens de ida e volta minha e de minha sobrinha para Rio Banco” – afirmou o aposentado que mora em Mâncio Lima embarcou ansioso para reencontrar a família.

O deputado federal Gladson Cameli e o Secretário de turismo e esportes do estado, Cassiano Marques, fizeram parte da primeira viagem da TRIP para o Juruá. Eles desembarcaram na companhia do gerente regional de vendas da empresa, Lucas Frade. Logo após o desembarque, em uma entrevista coletiva, na sala de reuniões do aeroporto, foram explicados detalhes da empresa que vai operar, nesse primeiro momento diariamente com vôos noturnos.

Para isso, de acordo com o superintendente da INFRAERO na cidade, Osvaldo Dilson Magalhães, foi necessário mudar a rotina dos atendimentos aeroportuários. “Antes iniciávamos o atendimento às 8 horas. Agora tivemos que fazer uma adequação com nossos funcionários e passamos a funcionar de meia noite até as 18 horas” – informou.

Durante a entrevista, o deputado Gladson Cameli, falou do empenho das autoridades políticas para viabilizar as condições para que a TRIP pudesse atender a população do Juruá. Gladson Ressaltou o esforço do senador Tião Viana e fez algumas solicitações para a diretoria da empresa.

O Secretário Cassiano Marques garante que, com mais uma empresa de transporte aéreo prestando serviços para a região, potencializa diversos setores da economia local. Ele afirmou que a demanda de passageiros aumentou bastante nos últimos anos, o que garante a possibilidade de duas empresas disputarem o mercado.

“Isso fortalece o comércio, o turismo, e outros setores da economia local. No esporte, por exemplo, o governo garante condições para que, além do futebol que já começa a partir de março com o campeonato estadual que tem a participação do Náuas representando o Juruá, outras modalidades esportivas possam ser disputadas em âmbito estadual” – disse Cassiano

O gerente da TRIP, Lucas Frade, garantiu que o objetivo da empresa é manter suas operações para Cruzeiro do Sul durante um longo período. “Antes as empresas operavam com duas aeronaves com uma grande capacidade de passageiros e por isso não era possível manter duas ao mesmo tempo. Agora, a TRIP vai operar com aeronaves de no máximo 86 passageiros e com certeza vai ser mais uma opção para que a população possa ser bem servida” – disse Frade.

Motociclista morre em acidente na estrada do Igarapé Preto.



A polícia ainda tenta encontrar explicações para o acidente que aconteceu às 00h50min desta segunda-feira no km 07 da estrada de acesso ao Igarapé Preto. José Mário de Oliveira Souza, 31, seguia em direção ao Aeroporto e perdeu o controle da motocicleta que bateu no meio fio e esbarrou fora da pista.

A polícia ainda tenta encontrar explicações para o acidente que aconteceu às 00h50min desta segunda-feira no km 07 da estrada de acesso ao Igarapé Preto. José Mário de Oliveira Souza, 31, seguia em direção ao Aeroporto e perdeu o controle da motocicleta que bateu no meio fio e esbarrou fora da pista.

José Mario, que morava na comunidade Canela Fina, teve fratura no pescoço e morreu na hora. Uma ambulância do SAMU que vinha de Mancio Lima chegou ao local e levou o corpo para o Necrotério da cidade.