quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Cruzeiro do Sul cria “área de silêncio”


Para combater a poluição sonora em Cruzeiro do Sul, a Prefeitura Municipal em parceria com o Ministério Público, IMAC e outros órgãos, cria área que restringe a circulação de carros de propaganda volante. As áreas verde e vermelha (mapa abaixo) mostram os locais onde será permitido ou não as propagandas volantes. Na zona vermelha será totalmente proibida a circulação com som ligado. Já na verde serão colocadas oito placas de advertência indicando área restrita ao uso de som: “Use volume baixo”, dirá a placa.

Para combater a poluição sonora em Cruzeiro do Sul, a Prefeitura Municipal em parceria com o Ministério Público, IMAC e outros órgãos, cria área que restringe a circulação de carros de propaganda volante. As áreas verde e vermelha (mapa abaixo) mostram os locais onde será permitido ou não as propagandas volantes. Na zona vermelha será totalmente proibida a circulação com som ligado. Já na verde serão colocadas oito placas de advertência indicando área restrita ao uso de som: “Use volume baixo”, dirá a placa.

Para as demais áreas do município vale as determinações do CONAMA (Conselho Nacional de Meio Ambiente), que determina a proibição de som alto no raio de 200 metros de distância das repartições públicas, igrejas, escolas e hospitais.

Segundo Dombrowski, o prefeito Vagner Sales vem levando muito a sério as discussões sobre preservação ambiental no município. Além de apertar a fiscalização contra os diferentes tipos de poluição, a Secretaria do Meio Ambiente prepara-se para mudar a maneira de pensar do cruzeirense, com educação nas escolas e outras campanhas. “Nós temos um convênio com a Universidade Federal do Acre e seus pesquisadores estão fazendo levantamentos científicos e técnicos para viabilizar projetos para o controle ambiental”, informa o secretário.

Propagandas volantes

O responsável pelo setor de Parques e Jardins da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Heliomar Nunes da Silva, conta que já se reuniu com as pessoas que trabalham com propaganda volante, e será feita uma campanha para a população ficar informada.

“Precisamos de um respaldo para trabalhar. Temos um termo de cooperação com o IMAC (Instituto do Meio Ambiente do Acre), e estamos nos preparando para cuidar de todos os casos de Meio Ambiente. Para quem vive desse tipo de propaganda terá que obedecer a essas normas para não perder sua ferramenta de trabalho”, alerta.

Efeitos

Dilatação da pupila, reação muscular, contração dos vasos sanguíneos, aumento da produção de hormônios da glândula tiróide, aceleração dos batimentos cardíacos e aumento da produção de adrenalina, são alguns problemas de saúde que podem ser conseqüências da poluição sonora no organismo humano.

Equipe

“Francisca do Nascimento coordena o Departamento de Controle Ambiental com uma equipe que, embora ainda reduzida, já começa a produzir resultados significativos para Cruzeiro do Sul”, comenta o secretário do Meio Ambiente, Erni Dombrowski, que acumula também o cargo de secretário da Agricultura. Ele ressalta que Antônio José da Cruz Nunes, do Departamento do Meio Ambiente, e Heliomar da Silva, de Parques e Jardins, “assim, como outros membros da equipe, tem vestido a camisa do Meio Ambiente”.

Texto de Dilson Ornelas

Assessor de Comunicação: Neto Vitalino

Nenhum comentário: