terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Justiça de Cruzeiro do Sul decepciona Delegado



O Ministério Publico e Judiciário não atenderam o pedido de prisão preventiva contra Otaíde do Nascimento Almeida, solicitado pelo delegado Elton Futigami no último dia 04 de janeiro. A justificativa do MP foi a suspensão dos trabalhos por conta de um problema no teto do prédio.

O Ministério Publico e Judiciário não atenderam o pedido de prisão preventiva contra Otaíde do Nascimento Almeida, solicitado pelo delegado Elton Futigami no último dia 04 de janeiro. A justificativa do MP foi a suspensão dos trabalhos por conta de um problema no teto do prédio.

De acordo com o delegado Elton Futigami até a presente data o pedido de prisão preventiva não foi expedido pelo Poder Judiciário. O criminoso se apresentou livremente 11 dias depois do crime e foi liberado.

O delegado de polícia afirmou que outro pedido de prisão preventiva será enviado ao Judiciário uma vez que a vítima foi a óbito. ‘‘ Nossa parte foi feita, todo o processo de investigação até descobrir o autor do crime. Cabe agora a justiça fazer a sua parte’’ disse.

www.vozdonorte.com.br - Francisco Rocha

Nenhum comentário: