sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Menor de 17 amos furta arma de policial de dentro do batalhão


O furto aconteceu no ultimo sábado dia 23, quando um garoto menor de 17 anos que pagava pena com prestação de serviço dentro do quartel acabou roubando uma pistola
calibre 380 com 12 munição de uso particular de um sargento da PM, a arma e o menor só foram encontrados três dias depois, quando o mesmo tentava furta uma residência na Av. Cel. Mancio Lima e foi preso pela Policia Civil. Alem do menor a policia prendeu mais dois homens acusados de receptação da arma roubada.



O furto aconteceu no ultimo sábado dia 23, quando um garoto menor de 17 anos que pagava pena com prestação de serviço dentro do quartel acabou roubando uma pistola
calibre 380 com 12 munição de uso particular de um sargento da PM, a arma e o menor só foram encontrados três dias depois, quando o mesmo tentava furta uma residência na Av. Cel. Mancio Lima e foi preso pela Policia Civil. Alem do menor a policia prendeu mais dois homens acusados de receptação da arma roubada.

O delegado Vinícios Almeida que fez o flagrante afirmou que o garoto contou em seu depoimento que pegou a pistola de dentro do setor de armamento do batalhão e entregou para um dos amigos que também foi preso, segundo o delegado o menor disse que a porta onde ficam as armas estava aberta, mas o delegado acredita que ele tenha utilizado algum instrumento para força a porta até que ele tivesse acesso a arma.

O menino que tem varias passagens pela delegacia por crimes de furtos é também usuário de drogas, e estava pagando serviço porque a quinze dias tinha sido preso quando furtava uma bolsa de uma servidora da maternidade, agora foi encaminhado novamente ao Ministério Publico e será internado na casa de medidas sócio educativa, já os dois acusados pelo crime de receptação Cliciano da Silva Lucena Gaspar,19, e Francisco Antonio Teles dos Santos,19, foram encaminhados ao presídio.

O comandante do CPO2 da Policia Militar no Juruá, Cel. Aires disse que o comando está abrindo um processo administrativo para saber como o menor pegou esta arma dentro do batalha e fugiu, o Coronel afirmou que o setor onde ficam as armas do batalhão estava fecha no momento do furto. O comandante falou ainda que enviará ao judiciário um relatório explicando motivos pelo qual o Batalhão não aceitara mais pessoas infratoras pagarem pena com prestação de serviço dentro do quartel, para resguardar as informações e o serviço da Policia.

Nenhum comentário: