sábado, 27 de fevereiro de 2010

Oficial do Exército perde controle de veículo e quase ocasiona tragédia

O tenente Francisco da Cunha Araújo, 21, que serve ao Exército Brasileiro no 61º Batalhão de Infantaria de Selva, em Cruzeiro do Sul, dirigia um carro, tipo Audi, no início da noite desta sexta-feira (26), quando perdeu o controle do veículo e invadiu os quintais de três residências no Bairro Boca da Alemanha.

O tenente Francisco da Cunha Araújo, 21, que serve ao Exército Brasileiro no 61º Batalhão de Infantaria de Selva, em Cruzeiro do Sul, dirigia um carro, tipo Audi, no início da noite desta sexta-feira (26), quando perdeu o controle do veículo e invadiu os quintais de três residências no Bairro Boca da Alemanha.

O acidente por pouco não se tornou uma tragédia. O carro desgovernado adentrou a área de lazer da casa do médico Francisco Albino, de onde os filhos do morador haviam saído minutos antes. As crianças acabavam de encerrar um jogo de futebol.

O oficial seguia em direção ao IEVAL e não conseguiu dominar a direção ao chegar a uma curva. O carro seguiu em direção reta, bateu no meio fio e saiu da estrada invadindo os quintais e derrubando tudo que tinha pela frente.

O veículo passou por um terreno de uma casa em construção, em seguida derrubou as duas cercas da casa do Dr. Albino e só esbarrou ao levar ao chão mais uma cerca de madeira da residência ao lado. O médico disse que o susto foi enorme. Principalmente porque imaginou que há poucos minutos seus filhos brincavam no local e haviam escapado da morte.

É uma grande irresponsabilidade. Meus filhos por pouco não foram atingidos. Com certeza o carro não vinha a menos de 100 quilômetros por hora. Ainda bem que os danos foram apenas materiais” – afirmou o médico.


O militar saiu do carro nervoso e ainda tentou se proteger usando a patente para inibir as pessoas e aliviar os transtornos ocasionados aos moradores.

“Ele ficou exaltado e afirmou que era tenente do Exército. Pedi para que ele deixasse a autoridade de lado dizendo que eu também sou médico e naquele momento todos deveriam se comportar como seres humanos. Ainda fiz minha obrigação como profissional em saúde. Verifiquei sua pressão arterial e tentei acalmá-lo até a chegada da equipe de socorro” – revelou o Dr. Albino.

A Polícia Militar foi ao local e realizou o teste de bafômetro que comprovou que o oficial não estava sob efeito de bebida alcoólica. Entretanto, o veículo estava com o pagamento da documentação atrasado desde 2008. O oficial também não é habilitado para dirigir veículos automotores e foi autuado conforme o Código de Trânsito Brasileiro. O carro, parcialmente destruído, foi levado ao pátio da 1ª Companhia de Trânsito.

























Da Redaçao
Fotos Aureo Neto

Duas apreensões de droga e duas tentativas de homicídio em uma semana no presídio de Cruzeiro do Sul



Os reeducandos, Marnildo Melo da Silva, o Mandin, e Antônio Cleberson de Oliveira Lima, que cumprem pena em Cruzeiro do Sul, na Unidade de Recuperação Social Manoel Néri da Silva, foram interrogados pelo delegado Vinicius Almeida, nesta sexta-feira, 26. Eles são acusados por duas tentativas de homicídio que ocorreram dentro do presídio na quinta-feira, 25. Na mesma semana os agentes penitenciários já haviam realizado duas apreensões de cocaína dentro de celas da penitenciária considerada de segurança média.

Os reeducandos, Marnildo Melo da Silva, o Mandin, e Antônio Cleberson de Oliveira Lima, que cumprem pena em Cruzeiro do Sul, na Unidade de Recuperação Social Manoel Néri da Silva, foram interrogados pelo delegado Vinicius Almeida, nesta sexta-feira, 26. Eles são acusados por duas tentativas de homicídio que ocorreram dentro do presídio na quinta-feira, 25. Na mesma semana os agentes penitenciários já haviam realizado duas apreensões de cocaína dentro de celas da penitenciária considerada de segurança média.

A polícia ainda tenta descobrir os motivos que levaram o presidiário Marnildo a ferir outro detento, Francisco Gomes da Silva, na manhã de quinta-feira, dentro da cela “E” do presídio. De posse de um pedaço de ferro pontiagudo, tipo estoque, Mandin cravou no lado direito da região lombar de Francisco. A vítima foi levada ao Pronto Socorro e submetida a uma cirurgia de emergência.

No mesmo dia, à tarde, também foi levado ao Pronto Socorro da cidade, o presidiário Ansleilson Marques. Ele foi ferido, dentro de outra cela da penitenciária, pelo reeducando Antônio Cleberson que utilizou uma arma idêntica a anterior para atingir a vítima. Ansleilson foi atendido pelos médicos e não precisou ficar internado na unidade de saúde.

Os acusados foram levados à Delegacia de Flagrantes e prestaram depoimento ao Delegado responsável pelo Departamento Policial. Os dois foram indiciados pelo crime de Tentativa de Homicídio. Marnildo Melo já cumpre pena por três homicídios e Antônio Cleberson está preso por envolvimento no tráfico de drogas. Nenhum quis informar ao delegado como conseguiu a arma que utilizou no crime.

Cleberson informou que teria pagado R$ 50 pela pintura de dois quadros e como Ansleilson passou do prazo da entrega ele foi cobrar e os dois acabaram se desentendendo.

A polícia também está investigando, com a direção do presídio, para tentar descobrir como está sendo feita a passagem de droga para as celas da Unidade de Recuperação Social. Durante esta semana duas apreensões foram realizadas pelos agentes penitenciários.

Na tarde de segunda-feira, 22, foram apreendidas dentro da cela “E” do pavilhão 12, 30 trouxinhas de cocaína. Natalinto Cordeiro da Silva, que estava com o entorpecente, foi indiciado por tráfico de drogas. Mais seis trouxinhas foram apreendidas na quarta-feira, 24, dentro de outra cela, em posse de Francisco Anailton Feitosa que alegou ser usuário.

Mâncio Lima já é o melhor Carnaval do Juruá



A valorização dos aspectos tradicionais e culturais do município de Mâncio Lima durante o Carnaval é a marca da nova administração da prefeitura da cidade. O prefeito Cleidson Rocha, PMDB, contou à imprensa que o compromisso foi ‘resgatar os elementos’ que focassem na identidade da cidade.


A valorização dos aspectos tradicionais e culturais do município de Mâncio Lima durante o Carnaval é a marca da nova administração da prefeitura da cidade. O prefeito Cleidson Rocha, PMDB, contou à imprensa que o compromisso foi ‘resgatar os elementos’ que focassem na identidade da cidade.

- Fizemos um Carnaval temático, com três blocos representando três bairros importantes do município – disse o prefeito.

A proposta do Carnaval inovou o modo de fazer a folia no Juruá, tanto que pelo menos cinco mil pessoas passaram por Mâncio para festejar os quatro dias de alegria. Um bloco mostrou, segundo o prefeito, ‘as festas populares, o folclore’. O segundo bloco defendeu as ‘potencialidades’ da região e o terceiro ficou com a responsabilidade de dar notoriedade aos ‘personagens e fatos históricos’ locais.

- Não é à-toa que já somos considerados o melhor Carnaval do Juruá. E isso só está acontecendo porque o nosso Carnaval tem uma proposta. Não é uma coisa apenas da folia pela folia.

A prefeitura, conforme o prefeito, quer inserir Mâncio Lima na agenda cultural do Estado e já organiza o Festival do Buriti, que deverá acontecer em setembro, época de abundância do fruto que pode ser transformado em doces, sucos, picolés, licores e sobremesas de paladar peculiares.

A caminho do 33º aniversário [30 de maio], Mâncio foi guindada à condição de município em 1.977 e nunca o poder público local havia idealizado uma proposta de Carnaval que levasse em consideração os fatores positivos da cidade. O prefeito Cleidson Rocha ressalta que o povo respondeu ao esforço da prefeitura.
- A comunidade se envolveu como nunca e fizemos um Carnaval feliz e sem problemas com a violência. Além disso, nosso Carnaval deu uma lição de liberdade e liberdade é o que mais gosta o nosso povo – finalizou o prefeito.

Informações de Mâncio Lima
População: 14 mil habitantes
Localização – oeste do Acre, no Juruá
Limite com Amazonas e Peru


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Gerência de Endemias acelera distribuição de mosquiteiros impregnados em Cruzeiro do Sul



A distribuição de mosquiteiros (para rede) e cortinados (para camas) impregnados continua de forma acelerada na zona rural de Cruzeiro do Sul. A firma contratada pelo Governo do Estado para a distribuição está utilizando os serviços de 34 agentes, cada um deles com meta de distribuição de 40 unidades por dia, o que dá para alcançar oito mil por semana, dependendo das condições de tempo, pois quando chove a distribuição fica prejudicada.

Escrito por Flaviano Schneider

Índice de malária diminuiu nos locais onde foi feita a primeira distribuição em 2007

A distribuição de mosquiteiros (para rede) e cortinados (para camas) impregnados continua de forma acelerada na zona rural de Cruzeiro do Sul. A firma contratada pelo Governo do Estado para a distribuição está utilizando os serviços de 34 agentes, cada um deles com meta de distribuição de 40 unidades por dia, o que dá para alcançar oito mil por semana, dependendo das condições de tempo, pois quando chove a distribuição fica prejudicada.

O monitoramento da distribuição vem sendo feito pela Gerência de Endemias. Os mosquiteiros são provenientes da Ásia e, além de impedir a entrada, mata o anofelino, que é o mosquito transmissor da malária.

A gerente de Endemias, Simone Daniel da Silva, informa que a distribuição começou em dezembro de 2009 e foi intensificada a partir do dia 23, após a chegada de um lote de 26 mil mosquiteiros e cortinados. Segundo disse, a zona rural do município será priorizada, devendo atingir 86 comunidades rurais. Nesta semana estão sendo distribuídos cortinados no Projeto Santa Luzia, ao longo da BR-364, na Vila Alagoinha, nos ramais 11, 12 e 13, Gleba 1, ramal da Lua Clara, ramal do James, ramal 8, ramal Retumba, fundiária do ramal 12 de Setembro. Ontem foi distribuído no ramal 02 e em seguida nas proximidades do ramal 05 e no estirão do ramal 03. Hoje uma equipe iniciou a distribuição na região da Boca da Alemanha. Também há uma equipe fazendo a distribuição ao longo do rio Juruá, começando pela comunidade Olivença, até os limites de Cruzeiro do Sul.

Os agentes chegam às casas e deixam os mosquiteiros e/ou cortinados para todos da família. Antes explicam os procedimentos necessários para garantir a durabilidade dos mosquiteiros. São cuidados simples: lavagem apenas de três em três meses e apenas com água e sabão sem esfregar e sem expor ao sol. Nas casas beneficiadas também são distribuídos calendários onde são destacadas as datas de lavagem, além de conselhos práticos de como evitar o contato com o anofelino, que é o mosquito transmissor da malária.

A senhora Lindomar Vasconcelos, moradora na Estrada do IEVAL, recebeu hoje os cortinados. Ela contou que o marido já pegou malária oito vezes e manifestou a esperança de que agora a malária vai se afastar de sua casa. A jovem estudante Júlia Gabrieli Maciel - também moradora na localidade Boca da Alemanha quase perdeu a conta, mas já pegou malária "umas dez vezes" - segundo disse. Em sua casa moram três pessoas e todas já contraíram a doença. Para ela, a chegada dos cortinados impregnados é muito importante. "Espero não perder mais aulas agora", disse.

Maria Solange Lima da Fonseca é diretora da Escola Santa Luzia, que fica localizada na localidade Canela Fina. Ela está com malária. Ficou muito animada com a chegada dos cortinados em sua região. "Chegaram na hora certa", disse. Ela contou que a malária causa muita evasão escolar e faz as pessoas perderem o trabalho.

Maria da Conceição Lima também mora em Canela Fina. Sua família é composta por seis pessoas e todas já pegaram malária. Ela está acreditando nos cortinados. Tendo recebido o cortinado na quarta-feira, já na quinta-feira pode observar vários anofelinos mortos perto dos cortinados. "Parece que com um dia de uso os mosquitos já diminuíram", disse.

Primeira distribuição diminuiu a malária

Em dezembro de 2007, a Secretaria de Saúde do Estado distribuiu sete mil mosquiteiros na vila Assis Brasil, no Macaxeiral, Areal, Santa Luzia, Pentecostes, BR-364, Santa Maria, Belo Monte, Aurora, Carobas, Boca do Moa, Ramal da Mariana e Santa Bárbara. Os critérios para escolha dos locais foram: alto índice de malária em geral, alto índice de Falsiparum, que é um tipo de malária mais violenta e grande número de mulheres grávidas. Segundo Simone nestas localidades os casos de malária diminuíram bastante. Ela conta que devido à constatação dos resultados positivos, o senador Tião Viana ficou animado em destinar emenda exclusivamente para a compra de mosquiteiros. Com emenda individual do senador no valor de R$ 1,5 milhão, foi possível adquirir 75 mil mosquiteiros, que estão sendo distribuídos em todo o Estado. Destes, cerca de 40 mil tocarão aos moradores do vale do Juruá.
Moradores da Vila Assis Brasil confirmaram a mudança que houve desde a distribuição, em 2007. A senhora Edileusa Torres Celestino, conta que em sua casa moram sete pessoas. Todas já pegaram malária, mas depois de dezembro de 2007 quando foi feita a primeira distribuição de mosquiteiros ninguém pegou mais.

A senhora Maria Costa de Souza também moradora da Vila Assis Brasil disse que na localidade tinha muita malária. Na sua casa todos tinham cortinados comuns, mesmo assim todos da casa pegaram malária. Depois da distribuição de cortinados a situação melhorou muito, não só na sua casa, mas em toda a vizinhança. "Tinha casa onde todos pegavam e daí complicava muito".

O sub-prefeito da Vila Assis Brasil, Ocenir Maciel, também confirma a diminuição: "Sem dúvida o índice caiu bastante. No período em que a malária atacou, a produção da Vila caiu muito. Agora com os mosquiteiros a malária está controlada".

Simone Daniel explica que os mosquiteiros e cortinados vêm somar no combate à malária, mas a Gerência de Endemias continua com seu trabalho normal como borrifação intra-domiciliar e borrifação espacial que vem sendo feito na região da Boca da Alemanha, Igarapé Preto e Aeroporto Velho - todos eles locais de alta incidência de malária. Além disso, os agentes prosseguem em ações de prevenção explicando às pessoas como entender os sintomas da malária, como usar os mosquiteiros, os hábitos do anofelino e os cuidados ao acampar próximo a rios, igarapés, lagos e igapós, etc. E ainda cuidam das emergências com coleta de lâminas, diagnóstico e tratamento. Ela alerta que a prevenção é preconizada pelo SUS, mas para o sucesso da mesma é preciso mobilização social e mudança de atitude da população. "Não é só a ação do Estado, a população precisa ser conscientizada para participar", ressaltou.

Taumaturgo Lima comenta demissão de funcionário de GT do Deas



A demissão de um funcionário que atua em um Grupo de Trabalho que presta serviço ao Deas em Cruzeiro do Sul foi em função de desentendimento que resultou em problemas de hierarquia segundo o deputado Taumaturgo Lima (PT). Em seu pronunciamento na sessão desta quinta-feira, 25, o parlamentar declarou que o servidor é um profissional competente e muito respeitado tanto pela empresa, para a qual trabalha há 20 anos, como pela população de Cruzeiro em razão da qualidade dos serviços prestados.

A demissão de um funcionário que atua em um Grupo de Trabalho que presta serviço ao Deas em Cruzeiro do Sul foi em função de desentendimento que resultou em problemas de hierarquia segundo o deputado Taumaturgo Lima (PT). Em seu pronunciamento na sessão desta quinta-feira, 25, o parlamentar declarou que o servidor é um profissional competente e muito respeitado tanto pela empresa, para a qual trabalha há 20 anos, como pela população de Cruzeiro em razão da qualidade dos serviços prestados.

A demissão do servidor Francisco Neri de Jesus e Silva, segundo Taumaturgo, ocorreu por conta de um desentendimento com um diretor do Deas. “Até mesmo uma diretora do Deas de Cruzeiro me adiantou que o servidor é muito respeitado e altamente responsável, apenas houve um desentendimento e as empresas têm uma hierarquia que deve ser respeitada”, afirmou.

Taumaturgo lembrou que tanto o ex-governador Jorge Viana como o atual governador Binho Marques têm prestigiado o funcionalismo público e procurado dar-lhe as melhores condições de trabalho. O parlamentar disse concordar com o fato de os grupos de trabalho não serem a forma ideal para a prestação de serviços à população, tanto que o governo está acatando determinação do Ministério Público para a realização de concursos.

aleac.net

Alto preço da energia e falta de transporte escolar fazem famílias deixar conjunto Miritizal II



Sair dos Bairros da Lagoa e do Miritizal para morar no Conjunto Miritizal II, poderia ter sido a mudança para o paraíso para centenas de moradores que tiveram que deixar o local onde está sendo construída a ponte do Rio Juruá. Mas, a falta de transporte público para levar as crianças para a escola e o preço alto da energia elétrica estão fazendo algumas famílias se mudar do novo conjunto.


Sair dos Bairros da Lagoa e do Miritizal para morar no Conjunto Miritizal II, poderia ter sido a mudança para o paraíso para centenas de moradores que tiveram que deixar o local onde está sendo construída a ponte do Rio Juruá. Mas, a falta de transporte público para levar as crianças para a escola e o preço alto da energia elétrica estão fazendo algumas famílias se mudar do novo conjunto.

Cerca de 80 famílias foram instaladas no Conjunto Habitacional Miritizal II que fica a quase 4 quilômetros cidade de Cruzeiro do Sul. O residencial foi construído pelo governo do estado para abrigar as famílias que moravam no eixo da ponte do Rio Juruá.

Há poucos mais de dois meses as casas foram entregues aos proprietários que viviam em condições de extrema carência de ações do poder público e passaram a habitar no local que dispõem de uma excelente infra-estrutura urbana.

“Graças a Deus que sai de onde não tinha água, alagava todos os anos e de uma casa caindo aos pedaços para morar aqui. Foi uma mudança maravilhosa na minha vida” – reconhece a dona de casa Francisca Barreto de Sá.

No entanto, a felicidade de morar em um local provido de ruas asfaltadas, iluminação pública, água tratada, rede de esgoto e em uma casa confortável, está sendo superada pela tristeza de não ter condições de pagar o transporte para os filhos irem à escola. As mães reclamam que a escola mais perto estar a mais de 1 quilometro e não tem vagas para atender os alunos. A grande maioria teve quer ser matriculada em unidades de ensino do centro da cidade.

Para mandar os filhos para aula é preciso desembolsar 4 reais todos os dias por cada criança. A dona de casa Maria Leide Ferreira da Silva afirmou que não tem condições de pagar 12 reais todos os dias pelo transporte de seus três filhos. “Vivo de bico, procurando todos os dias um serviço para dá comida pra eles e não tenho condições de pagar esse valor por dia. Por isso eles pouco estão indo à aula. Esse ano eles faltaram mais do que foram à escola” - afirmou a mãe.

Muitas famílias estão deixando o conjunto para morar mais perto de uma unidade de ensino. Inclusive, em algumas casas já existe placa de venda. “Não tenho vontade de sair daqui, mas estou sendo obrigada. Vou vender essa casa para comprar outra na Cohab porque preciso estudar e não tenho condições de pagar 4 reais todos os dias. Seria bom que a prefeitura colocasse um ônibus escolar para levar a gente” – disse a jovem Glória Marques que também ainda não foi à aula esse ano.

O alto preço da energia é outro problema enfrentado pelos moradores do conjunto Miritizal II. Algumas famílias, mesmo tendo poucos aparelhos elétricos em casa, estão recebendo faturas de mais de R$ 100,00. “No mês passado eu limpei um terreno pagar um talão de R$ 100,00, mas, esse mês, não tenho como pagar esse que veio de R$ 110,00” – disse a dona de casa Francisca Barreto de Sá.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Governo inicia obras de ampliação da Delegacia Geral de Cruzeiro do Sul


A empresa contratada para fazer a ampliação da estrutura física da Delegacia Geral de Polícia Civil, em Cruzeiro do Sul, iniciou as obras nesta semana. Um novo prédio está sendo erguido no mesmo terreno da delegacia que terá sua estrutura física ampliada em 100%. O governo vai investir mais de R$ 1 milhão para melhorar as condições de trabalho no principal Departamento Policial da segunda maior cidade do estado. A previsão é que os serviços sejam concluídos em um prazo de seis meses.

Mazinho Rogerio

A empresa contratada para fazer a ampliação da estrutura física da Delegacia Geral de Polícia Civil, em Cruzeiro do Sul, iniciou as obras nesta semana. Um novo prédio está sendo erguido no mesmo terreno da delegacia que terá sua estrutura física ampliada em 100%. O governo vai investir mais de R$ 1 milhão para melhorar as condições de trabalho no principal Departamento Policial da segunda maior cidade do estado. A previsão é que os serviços sejam concluídos em um prazo de seis meses.

No início desta semana a empresa que está responsável pela obra começou a preparação do terreno e a construção de um depósito para guardar o material. Apesar do período de chuva, os serviços da fundação do novo prédio serão iniciados nos próximos dias para que o novo prédio da delegacia seja entregue no prazo de seis meses previstos no projeto.

A melhoria da estrutura física da Delegacia Geral de Cruzeiro do Sul será realizada em três etapas. A primeira á a construção do novo prédio que está sendo iniciada, a segunda é a reforma do que atualmente está sendo utilizado e a conclusão do projeto é com a anexação de um prédio ao outro.

“Esse novo prédio vai oferecer mais gabinetes para os delegados, mas espaço para os servidores e separar os presos dos outros departamentos da delegacia. Terá uma ante-cela onde as viaturas chegarão com os presos pelos fundos da delegacia sem passar pelos outros setores” – explicou o delegado responsável pelos serviços da Polícia Civil no Juruá, Elton Futigami.

Mazinho Rogerio
Fotos Aureo Neto


Polícia prende dois acusados de assaltar aposentado de 67 anos


Dois homens foram presos e conduzidos para a Delegacia Geral de Polícia Civil, em Cruzeiro do Sul, na manhã desta quarta-feira, 24. Eles são acusados de terem praticado um assalto contra o aposentado Edmilson Gomes Bezerra, 67, e ainda terem atingido a vítima com golpes de faca. O crime aconteceu no Bairro Miritizal no último domingo, 21. Na delegacia o aposentado reconheceu os dois assaltantes.

Dois homens foram presos e conduzidos para a Delegacia Geral de Polícia Civil, em Cruzeiro do Sul, na manhã desta quarta-feira, 24. Eles são acusados de terem praticado um assalto contra o aposentado Edmilson Gomes Bezerra, 67, e ainda terem atingido a vítima com golpes de faca. O crime aconteceu no Bairro Miritizal no último domingo, 21. Na delegacia o aposentado reconheceu os dois assaltantes.

O idoso contou que foi visitar um parente no domingo pela manhã e ao voltar para casa, no mesmo bairro, foi atacado pelos dos assaltantes que exigirem que o aposentado entregasse o dinheiro. Ele se recusou a entregar e correu na tentativa de escapar das garras dos bandidos.

Seu Edmilson ainda entrou debaixo de um trapiche para se esconder, mas os assaltantes conseguiram atingir com facas as costas do aposentado, pelas frestas entres as tábuas. “Eu não ia entregar o dinheiro que tinha para reforma minha casa. Mas eles conseguiram tirar minha carteira do bolso e levaram com R$ 1900,00” – declarou a vítima que foi conduzida à delegacia, mas liberada após atendimento. As facadas foram apenas superficiais. A lesão mais grave foi ocasionada por uma paulada que o aposentado levou na cabeça.

A prisão dos acusados foi realizada pela Polícia Civil. Eles foram conduzidos à delegacia e devolveram quase todo dinheiro que haviam subtraido da vitima. A Policia Civil entregou ao aposentado R$ 1850,00.

Da Redação
Fotos Aureo Neto


Agentes de saúde realizam caminhada para incentivar idosos cuidar da saúde


Cerca de 50 idosos participaram na manhã desta quarta-feira, 24, de uma caminhada pela saúde organizada pelos servidores e pela direção do Posto de Saúde do Bairro João Alves. A atividade foi uma iniciativa dos agentes comunitários de saúde que trabalham no bairro que acreditam que é uma forma de incentivar os idosos a freqüentarem a unidade de saúde para serem acompanhados pela equipe de médicos da família.

Mazinho Rogerio
Cerca de 50 idosos participaram na manhã desta quarta-feira, 24, de uma caminhada pela saúde organizada pelos servidores e pela direção do Posto de Saúde do Bairro João Alves. A atividade foi uma iniciativa dos agentes comunitários de saúde que trabalham no bairro que acreditam que é uma forma de incentivar os idosos a freqüentarem a unidade de saúde para serem acompanhados pela equipe de médicos da família.

Os idosos começaram a chegar cedo ao posto de onde saíram por volta de 9 horas para uma caminhada pelo bairro. Antes de iniciaram a atividade física eles foram submetidos a exames para verificação da pressão arterial, de glicose e em seguida saíram caminhando pelas ruas. Durante pouco mais de uma hora o grupo percorreu dois quilômetros.

Os participantes da caminhada são, em grande maioria, hipertensos que são acompanhados pelos agentes comunitários de saúde. Foram os próprios agentes que tiveram a iniciativa de aproximar mais os pacientes da unidade de saúde de uma forma que eles possam participar de atividades que contribuem para a manutenção de uma vida saudável.

“Vamos fazer atividades como essa todas as semana para aproximar as pessoas da terceira idade do posto de saúde para que possam estar sempre sendo avaliados. Nossa meta é envolver todos os idosos do bairro” – disse o diretor do posto, Ailton de Oliveira Lima.

Além da caminhada, o médico e outros servidores do Programa Saúde da família realizaram, na tarde desta quarta-feira, visitas às casas dos idosos que estão debilitados e não conseguiram participar da atividade física.

Mazinho Rogerio
Foto Aureo Neto


terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Estudantes da UFAC levam às escolas novos recursos para ensinar matemática


Duas turmas de estudantes da Universidade Federal do Acre apresentaram esta semana o resultado de um trabalho desenvolvido em sala de aula que tem como finalidade atrair os alunos do ensino fundamental para a aprendizagem da matemática. Na manhã de segunda-feira, 22, os universitários levaram os jogos que ele mesmos confeccionaram e servem como recurso didático, para a escola Antônio de Oliveira Dantas, em Mâncio Lima, e nesta terça-feira, 23, os trabalhos foram apresentados aos alunos da Escola Madre Adelgundes Becker, no Bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul.


Duas turmas de estudantes da Universidade Federal do Acre apresentaram esta semana o resultado de um trabalho desenvolvido em sala de aula que tem como finalidade atrair os alunos do ensino fundamental para a aprendizagem da matemática. Na manhã de segunda-feira, 22, os universitários levaram os jogos que ele mesmos confeccionaram e servem como recurso didático, para a escola Antônio de Oliveira Dantas, em Mâncio Lima, e nesta terça-feira, 23, os trabalhos foram apresentados aos alunos da Escola Madre Adelgundes Becker, no Bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul.

Um total de 44 diferentes tipos de jogos foram confeccionados pelos acadêmicos que estão concluindo o curso de Matemática na UFAC através do Programa de capacitação de professores. Eles já lecionam em escolas da zona rural e concluíram neste período de férias das escolas em que trabalham, mais um módulo do curso superior. Os jogos foram desenvolvidos como trabalho escolar e servem como parte da nota de conclusão da disciplina Oficina de Matemática.

Os trabalhos dos estudantes da UFAC despertaram a curiosidade dos alunos das escolas onde foram realizadas as apresentações. Na escola Madre Adelgundes, as crianças prestaram atenção em cada material exposto e se divertiram participarem de brincadeiras aprendendo os números.

O jogo da pescaria foi um dos mais procurados. O estudante da UFAC, Anailson da Silva Francelino explicou, “Aqui eles aprendem as quatro operações da matemática. Cada peixe que eles pescam tem uma pergunta que o aluno tem que responder, se acertar, ganha ponto”.

Além da pescaria os acadêmicos abordaram expressões e outros temas através de jogos de dados, roletas e outros recursos que desenvolvem o raciocínio lógico das crianças. “Estou gostando muito de aprender dessa forma. Seria bom que meu professor de matemática também ensinasse dessa forma que seria muito melhor de aprender” – disse a aluna Antônia Alves de Alves da Silva Costa de 9 anos de idade que cursa o quarto ano do ensino fundamental.

Para o estudante da UFAC, Francisco Albecir Brito da Silva, que também é professor na comunidade Periquito no Rio Liberdade, com a conclusão da disciplina eles voltarão para a sala de aula com mais conhecimentos para dinamizar o processo e ensino aprendizagem. “Nem todos esses recursos eu vou utilizar para ensinar os meus alunos, mas grande maioria e agora sei fazer e aproveitar para desenvolver melhor minhas aulas” – afirmou.

Os jogos que produzidos pelos acadêmicos foram doados para as duas escolas onde os trabalhos foram apresentados. O professor Isaac Dayan Bastos da Silva, que ministrou a disciplina para os universitários, aprovou o resultado dos trabalhos. “O objetivo do material é justamente esse, de atrair os alunos para a escola e garantir que eles aprendem de uma forma mais dinâmica” – disse Isaac.


Prefeitura entre em acordo e cancela demissão de tutores do PETI


Um grupo de 38 professores que trabalham como tutores do PETI – Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – procurou o Ministério Público na manhã desta segunda-feira, 21, para buscar apoio contra a demissão que foi anunciada pela prefeitura. Antes de conversar com os promotores, os servidores tiveram a informação de vereadores que haviam chegado a um acordo com o prefeito Vagner Sales que concordou em manter todos os tutores no trabalho até o final de seu mandato.


Um grupo de 38 professores que trabalham como tutores do PETI – Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – procurou o Ministério Público na manhã desta segunda-feira, 21, para buscar apoio contra a demissão que foi anunciada pela prefeitura. Antes de conversar com os promotores, os servidores tiveram a informação de vereadores que haviam chegado a um acordo com o prefeito Vagner Sales que concordou em manter todos os tutores no trabalho até o final de seu mandato.

Os professores prestaram concurso para o quadro permanente do município e foram admitidos em 2008 para compor o quadro de tutores do PETI. Na semana passada eles foram surpreendidos pelo anúncio de que a prefeitura havia extrapolado o percentual permitido para pagamento de tutores do Programa do Governo Federal e, por isso, estaria demitindo o grupo.

A notícia caiu como uma bomba para os servidores que pretendiam impetrar uma ação na justiça para evitar a demissão. Com esse objetivo os professores procuraram o Ministério Público com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores em Educação. O vice-presidente estadual do sindicato e um assessor jurídico acompanhavam os servidores.

No entanto, antes do grupo adentrar a Promotoria, os vereadores Gilvan Freitas, Luiz do Correio e Francisco Ribeiro, surgiram como mensageiros e informaram o resultado de uma reunião que acabavam ter com o prefeito. “O prefeito nos garantiu que nenhum de vocês será demitido, pelo menos até o final de seu mandato. Para resolver as questões do pagamento de salário, a secretária de assistência social já está em Brasília e tem 99% de chance de ser garantido através do Governo Federal. Caso contrário, o prefeito afirmou que os salários serão pagos pelo município, mas vocês já podem retornar ao trabalho” – disse o presidente.

A informação foi um alívio para os professores que estavam preocupados com a possibilidade de ficarem sem a renda mensal. “Nenhum pai de família fica feliz com a notícia de que vai ficar desempregado e por isso estávamos preocupados e não poderíamos aceitar essa decisão que seria arbitraria, porque prestamos um concurso para o quadro permanente e não havia motivo para nossa demissão. Mas agora ficamos mais tranqüilos com essa garantia de que não vão nos tirar do trabalho” – disse o professor Jailson Oliveira de Souza.

Correios devem ter solução esta semana, afirma Gladson


Em ofício enviado ao gabinete parlamentar de Brasília, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) confirmou ao deputado Gladson Cameli (PP) a assinatura de contrato para normalização da Linha A10 da Rede Postal Aérea Noturna (RPN), que opera no trecho entre Porto Velho-São Paulo.

Em ofício enviado ao gabinete parlamentar de Brasília, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) confirmou ao deputado Gladson Cameli (PP) a assinatura de contrato para normalização da Linha A10 da Rede Postal Aérea Noturna (RPN), que opera no trecho entre Porto Velho-São Paulo.

A retomada das operações, que se inicia na próxima sexta-feira(26), deve normalizar o problema de atraso no encaminhamento aéreo das cargas postais do sul, sudeste e centro-oeste destinadas ao Acre.A Linha 10 tem como complemento a Linha 7869-1,que faz o trecho Porto Velho Rio Branco e opera normalmente.”Felizmente,foi retomado o trecho completo e a entrega de cargas e encomenda postal no Acre deve voltar à normalidade”,disse o deputado.

Gladson e Perpetua Almeida (PC do B) estiveram semana passada na Agência Central dos Correios, na capital federal, para solicitar uma solução ao problema do atraso no encaminhamento das cargas e encomendas postais para o Estado. O atraso,inclusive,levou o Ministério Público Federal(MPF)a estabelecer prazo para que os Correios locais tomassem as providências necessárias.

Na reunião da Agência Central,a Diretoria de Operações(Diope) havia informado que por problemas financeiros e até judiciais mais da metade das linhas aéreas que prestavam serviço ao Correios suspenderam seus vôos em todo o país.Para o deputado acreano,a expectativa agora é que o Acre saia do isolamento postal “e que entregas urgentes e de prazo fixado,como boletos de cobrança,cheguem ao destino no tempo certo,sem prejuízo à população”.

Segundo o deputado, a ECT deverá mesmo firmar um convênio com a Força Aérea Brasileira (FAB) para usar aviões da Aeronáutica em casos de emergências, o que garantiria a entrega no prazo sem suspensão de rotas aéreas postais.

A ECT informou ainda que as obras dos Correios paralisadas no Acre deverão ter nova licitação,”cabendo a administração local as providências de praxe”,enquanto que a alegada falta de funcionários deve ser sanada com a realização de concurso público. O deputado aguarda ainda uma resposta a sua solicitação aos Correios de implantação de uma agência com banco postal na Vila Santa Luzia, em Cruzeiro do Sul. ”Uma reivindicação justa que vai beneficiar toda a comunidade local”,resumiu o parlamentar.


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Vagner Sales faz proposta irrecusável a micro-empresários do Mercado Joãozinho Melo


A Prefeitura de Cruzeiro do Sul está isentando os comerciantes do pagamento de qualquer taxa, eles precisam apenas assinar o termo de concessão de uso. O Mercado será repassado à Associação dos Microempresários, que vai se encarregar de arrecadar o dinheiro dos associados para manter o patrimônio público.

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul está isentando os comerciantes do pagamento de qualquer taxa, eles precisam apenas assinar o termo de concessão de uso. O Mercado será repassado à Associação dos Microempresários, que vai se encarregar de arrecadar o dinheiro dos associados para manter o patrimônio público.

O impasse já durava quase duas semanas. O Mercado Joãozinho Melo que foi reconstruído pelo Governo do Estado, ainda não está sendo utilizado pelos comerciantes. Eles se negavam assinar o termo de concessão de uso, condição imposta pela Prefeitura, para o início do funcionamento do mercado. Os micro-empresários achavam alta a taxa cobrada pela Prefeitura, o que estava gerando reclamações.

Para resolver o problema, o prefeito Vagner Sales, anunciou na noite de segunda-feira (22) para dezenas de microempresários, em uma reunião na Associação Comercial, que a Prefeitura está perdoando as antigas dívidas dos comerciantes, e a partir de agora, resolveu não cobrar mais nenhuma taxa dos microempresários, que vão ocupar o mercado. A única coisa que eles precisam fazer é assinar o termo de concessão de uso.

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul vem tentando organizar os espaços públicos da cidade, em alguns casos como o mercado em questão, muitos comerciantes se sentiam donos dos pontos comerciais, vendiam e até alugavam para morar em outras cidades. “Isso não pode acontecer é um bem que é do município, é da população”, diz o prefeito Vagner Sales.

Sem cobrar nenhuma taxa dos comerciantes, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul também não vai arcar com as despesas para manutenção do mercado. A responsabilidade estará com a Associação dos Microempresários que vai assinar um contrato com a Prefeitura se comprometendo em cuidar do Mercado, inclusive contratando vigias e pessoas para cuidar da limpeza a partir do dinheiro que vai arrecadar com os associados. Uma reunião será realizada entre os microempresários para definir se a maioria está disposta a acatar a sugestão da Prefeitura.

Assessoria

Pacientes enfrentam fila gigantesca para marcar consulta no Hospital do Juruá


A fila no ambulatório do Hospital do Juruá tomou proporções gigantescas na manhã desta sexta-feira (19). Centenas de pessoas que procuraram a unidade de saúde para agendamento de consultas e exames tiveram que esperar horas para serem atendidas. Alguns pacientes que vieram de comunidades rurais distantes, chegaram à cidade no dia anterior e perderam o horário do transporte de volta para casa.

A fila no ambulatório do Hospital do Juruá tomou proporções gigantescas na manhã desta sexta-feira (19). Centenas de pessoas que procuraram a unidade de saúde para agendamento de consultas e exames tiveram que esperar horas para serem atendidas. Alguns pacientes que vieram de comunidades rurais distantes, chegaram à cidade no dia anterior e perderam o horário do transporte de volta para casa.

A concentração de gente no Hospital Juruá na última sexta-feira teve início ainda durante a noite anterior. As pessoas começaram a chegar a partir das 21 horas de quinta-feira com a intenção de conseguir os primeiros lugares na fila que se estendeu por todo o corredor do ambulatório até o estacionamento. Quem chegou à madrugada já encontrou a famosa “cobrinha” bastante intensa e o único jeito foi enfrentar o stress e o cansaço para chegar até o balcão de atendimento.

A situação casou revolta aos usuários do sistema de saúde que protestaram contra a administração da unidade de saúde. “É um absurdo o que estão fazendo com a gente aqui nesse hospital. Estou na fila desde as 4 horas da manhã, já é quase meio dia e ainda não estou nem perto de ser atendida. Sai de casa sem tomar café e não posso sair daqui para fazer um lanche porque perco a vaga” – desabafou a estudante Maquilene Guimarães que deixou de ir a aula para agendar uma consulta.

Para quem veio das comunidades rurais o transtorno foi maior. A agricultora Maria Elenir Ferreira Rodrigues que mora no Rio Liberdade, viajou um dia de barco e mais quatro horas de carro para chegar à cidade no dia anterior e foi ao hospital na madrugada para marcar uma consulta. Dona Elenir que voltaria para casa às 10 horas da manhã, perdeu o transporte porque às 12 horas ainda não tinha sido atendida. “O pior de tudo é que essa é a segunda vez que tento e não consigo, enquanto isso meu problema de saúde vem se agravando a cada dia” – declarou.

A grande concentração de pessoas em um único dia no ambulatório do Hospital do Juruá se deve a mudanças promovidas pela direção na forma de agendamento de consultas e exames. Antes os pacientes podiam marcar o atendimento todos os dias. Agora o agendamento só pode ser feito uma vez por mês.

Na sexta-feira pela manhã o diretor do Hospital, Marcos Roberto de Melo Lima, estava em reunião na prefeitura e não pode atender a imprensa para prestar esclarecimentos sobre o assunto.

Médicos da Marinha realizam atendimento no município de Rodrigues Alves


Após realizar atendimento em diversos bairros de Cruzeiro do Sul, a equipe de saúde do Navio Hospital Doutor Montenegro se dirigiu na quinta-feira (18) ao município de Rodrigues Alves para mais uma parte da missão no Juruá. Cinco médicos e quatro dentistas vão passar três dias em Rodrigues Alves realizando consultas, alguns exames e pequenos procedimentos cirúrgicos.

Após realizar atendimento em diversos bairros de Cruzeiro do Sul, a equipe de saúde do Navio Hospital Doutor Montenegro se dirigiu na quinta-feira (18) ao município de Rodrigues Alves para mais uma parte da missão no Juruá. Cinco médicos e quatro dentistas vão passar três dias em Rodrigues Alves realizando consultas, alguns exames e pequenos procedimentos cirúrgicos.

Enquanto o volume de água do rio Juruá ainda é baixo e impossibilita a navegação do Navio Hospital, os médicos da Marinha visitam as comunidades mais carentes da região pela estrada ou em pequenas embarcações. A equipe formada por especialistas em cardiologia, oncologia, cirurgia pediatra, cirurgia torácica, clínica geral e odontologia, mais os auxiliares, leva os equipamentos necessários para o atendimento básico à população e permanece dias em cada comunidade para atingir o maior número possível de pacientes.

Em Rodrigues Alves, dois primeiros dias de atendimento, a equipe atendeu em média 500 pacientes da cidade e da zona rural. Cerca de 400 pacientes por dia compareceram para uma consulta ao médico e 100 submetidos a procedimentos cirúrgicos.

A agricultora Maria da Conceição Pereira, que teve 21 filhos, trouxe toda a família que mora na comunidade Caboré, nas cabeceiras do Paraná dos Mouras. Ela contou que, onde mora, são muitas as dificuldades para cuidar da saúde. É tanto que já perdeu sete filhos que morreram com poucos meses de vida.

“Moramos em um local muito isolado e difícil de acesso a um posto de saúde, por isso aproveitamos essa oportunidade para resolver os problemas de saúde de todo mundo. Graças a Deus fomos todos consultados” – disse dona Conceição.

O agricultor Antônio Silva de Melo, que mora na Agrovila, também aproveitou a presença dos médicos da Marinha para uma consulta. Ele e o filho foram atendidos e voltaram pra casa com o medicamento. “Quando procuramos um posto de saúde muitas vezes não somos nem atendidos e aqui, além de está mais perto de casa não tivemos nenhuma dificuldade para a consulta” - afirmou

O atendimento em Rodrigues Alves se encerra nesta segunda-feira. Em seguida a equipe do Navio Hospital deve seguir para municípios de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo. Mas para isso é preciso que a elevação do nível de água do Rio Juruá que possibilite a navegação do Navio. Em Rodrigues Alves os médicos da Marinha contam com o apoio da Prefeitura e do Governo do Estado para realizar o atendimento.

Diretor do SENAC lança novos programas em Cruzeiro do Sul


O diretor de educação o SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – Abraão Maia, esteve em Cruzeiro do Sul na última semana para o lançamento do programas Banco de Oportunidades e SENAC Gratuidade. Foi à primeira visita de Abraão ao Juruá desde que assumiu o cargo em dezembro do ano passado.

O diretor de educação o SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – Abraão Maia, esteve em Cruzeiro do Sul na última semana para o lançamento do programas Banco de Oportunidades e SENAC Gratuidade. Foi à primeira visita de Abraão ao Juruá desde que assumiu o cargo em dezembro do ano passado.

Durante uma reunião com os servidores da unidade de Cruzeiro do Sul, na manhã de sexta-feira (19), o diretor do SENAC anunciou que a instituição vai aplicar, este ano, R$ 1,5 milhão na qualificação profissional de jovens de baixa renda através do programa SENAC Gratuidade. O recurso é suficiente para oferecer 1010 vagas totalmente gratuitas nos cursos que são aplicados no estado, sendo 900 disponibilizadas para Rio Branco e o restante para Cruzeiro do Sul.

“Para ter acesso a uma dessa vagas o jovem deve preencher um formulário na internet e enviar para ser avaliado se preenche todos os pré-requisitos necessários para participar do programa. Uma dos pontos fundamentais é que o interessado seja de família que tenha renda de no máximo um salário e meio por pessoa” – esclareceu Abraão.

O Banco de Oportunidades é um programa que tem como finalidade encaminhar os jovens que concluem os cursos no SENAC ao mercado de trabalho. A partir de agora todo aluno que se formar em qualquer profissão terá seu nome incluído em um cadastro que ficará disponível para acesso às empresas que precisarem de mão de obra qualificada.



quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Bloco dos pescadores foi atração especial do Carnaval em Rodrigues Alves


A prefeitura de Rodrigues Alves proporcionou quatro dias de muito samba para os foliões do município durante o Carnaval 2010. Um palco foi montado na avenida principal da cidade para a apresentação de uma banda local que animou a festa na quadra carnavalesca. Na terça-feira as atrações especiais foram o desfile da Escola de Samba do Bairro da Baixa, de Cruzeiro do Sul, e do bloco dos pescadores.

A prefeitura de Rodrigues Alves proporcionou quatro dias de muito samba para os foliões do município durante o Carnaval 2010. Um palco foi montado na avenida principal da cidade para a apresentação de uma banda local que animou a festa na quadra carnavalesca. Na terça-feira as atrações especiais foram o desfile da Escola de Samba do Bairro da Baixa, de Cruzeiro do Sul, e do bloco dos pescadores.

Milhares de pessoas do próprio município e de outras cidades do Juruá se divertiram no Carnaval de Rodrigues Alves. A folia foi organizada pela prefeitura que construiu um palco no centro da cidade e montou uma tenda para proteger da chuva onde os foliões caíram no samba até o dia amanhecer.

Para a noite de encerramento a prefeitura convidou a Escola de Samba da Baixa. Para a alegria da população que compareceu em massa para assistir o desfile, a escola passou pela avenida com um carro alegórico, três alas e a bateria que encantou os espectadores com o samba enredo “O fuxico”.

A rainha do Carnaval 2010 de Cruzeiro do Sul, Suliane Santana, também prestigiou o Carnaval de Rodrigues Alves. Com muito samba no pé, Suliane participou do desfilou da escola de Samba da Baixa e recebeu aplausos do público. A presidente da escola, Aurinete Néri, disse que “foi uma emoção muito grande ver a população cantando o enredo e aplaudindo a apresentação da escola”.

Logo após o desfile da Escola de Samba, foi à vez do Bloco dos Pescadores de Rodrigues Alves descer pela avenida. Liderados pelo presidente da Colônia, Francisco de Lima, o popular Bigode, os profissionais em pesca, dos mais novos aos mais idosos, caíram na folia. “A gente tem tantas dificuldades, então esse é um momento para esquecermos os problemas que enfrentamos no dia-a-dia” – disse Bigode.

O prefeito Burica também prestigiou o Carnaval de Rodrigues Alves. Durante as quatro noites o prefeito, na companhia da Primeira Dama, Mônica Freitas, se divertiu com a população. “Quero agradecer o Governo do Estado e os empresários que contribuíram para a realização dessa festa que foi muito bonita e levou alegria para nossa população” – disse o prefeito.

Buriti foi tema do Carnaval 2010 em Mâncio Lima



Milhares de foliões passaram pela Alameda das Águas, em Mâncio Lima, durante os quatro dias do Carnaval 2010. No local, localizado às margens do Rio Japiim, a prefeitura montou um grande palco e arquibancadas para a população assistir a apresentação dos blocos carnavalescos. A folia foi organizada pelo Departamento de Cultura do Município que definiu o Buriti como tema para a festa popular.



Milhares de foliões passaram pela Alameda das Águas, em Mâncio Lima, durante os quatro dias do Carnaval 2010. No local, localizado às margens do Rio Japiim, a prefeitura montou um grande palco e arquibancadas para a população assistir a apresentação dos blocos carnavalescos. A folia foi organizada pelo Departamento de Cultura do Município que definiu o Buriti como tema para a festa popular.

Quatro blocos desfilaram pela Alameda das Águas e fizeram do Carnaval de Mâncio Lima uma atividade cultural. Por orientação do prefeito, Cledson Rocha, e do vice, Ériton Maia, que se reuniram com os representantes dos blocos para definir a programação, os desfiles fizeram uma abordagem ao Buriti.

Todos os aspectos do produto típico da região foram retratados a partir da criatividade dos organizadores do evento. As fantasias e os enredos fizeram descrição das potencialidades do Buriti que é utilizado pela população do Juruá na culinária, na fabricação de cosméticos e de diversas peças artesanais.

“Nosso objetivo é organizar o calendário cultural do município abordando os aspectos regionais e a escolha do Butiri como tema para o carnaval já uma preparação para Festival do Buriti que estamos querendo realizar em Mâncio Lima” – disse o vice prefeito que esteve presente nos quatro dias de festa.

Cledson Rocha também caiu não folia com a população durante todo o carnaval e comemorou os resultados do evento considerado um dos mais tranqüilos do Juruá. Apesar de o município ter recebido muitos visitantes de outras cidades, quase nenhuma ocorrência policial foi registrada durante a quadra carnavalesca.

“Isso mostra que tomamos, juntamente com os órgãos de segurança, todos os cuidados para evitar alguma coisa de ruim que pudesse prejudicar a festa e significa também que as pessoas vieram com a intenção de se divertir” – afirmou o prefeito.

O Carnaval de Mâncio Lima teve também a participação cantor Bruno Barros. Todas as noites, logo após os desfiles, a Banda Forró Sacana agitou o público com muito samba até as 3h da manhã.

Reformas são prioritárias, diz Gladson



Num ano político que inclui eleições gerais e votação pelo Congresso nacional de projetos importantes e outros ainda polêmicos – e de difícil maioria-, o deputado Gladson Cameli (PP) defendeu ontem uma ampla articulação suprapartidária que garanta a votação em plenário de projetos inadiáveis, ”aguardados com ansiedade tanto pela classe política quanto pela população em geral”.

Num ano político que inclui eleições gerais e votação pelo Congresso nacional de projetos importantes e outros ainda polêmicos – e de difícil maioria-, o deputado Gladson Cameli (PP) defendeu ontem uma ampla articulação suprapartidária que garanta a votação em plenário de projetos inadiáveis, ”aguardados com ansiedade tanto pela classe política quanto pela população em geral”.

O deputado se referiu diretamente às reformas política,tributária e previdenciária,”cujas diretrizes e novos posicionamentos podem contribuir para um melhor solucionamento de muitos problemas nacionais”.

O deputado acreano classificou como urgente a discussão e votação da reforma política. Ele destacou o financiamento público das campanhas, a lista pré-ordenada, a questão da chamada ficha-suja e as coligações proporcionais como itens fundamentais para a movimentação política e o esclarecimento devido do eleitorado.

Para ele, é imprescindível ainda a votação do projeto que extingue o fator previdenciário ,cujo tema interessa diretamente a milhares de trabalhadores brasileiros.O parlamentar lembrou que estes projetos movimentam partidos, sindicatos, associações e toda uma parte atuante da sociedade civil organizada,”que de forma legítima defende seus interesses e precisa de respostas a suas demandas”.

Em seguida, Gladson destacou também a urgência da complementação e consolidação da reforma tributária, com a esperada desburocratização e facilitação das negociações em todos os níveis, ”como forma de dinamização e modernização do mercado brasileiro, o que vai, certamente, estimular a criação e milhares de novas empresas e seus novos postos de trabalho”. E lembrou que o parecer do relator da reforma tributária,deputado Sandro Mabel(PR/GO), está pronto para ser debatido pelo Plenário,a quem cabe fazer as modificações e ajustes necessários.
Polêmica

O parlamentar chamou ainda a atenção para a necessidade de debater-e se possível votar- este início de ano legislativo projetos polêmicos e já bastante conhecidos da população. São matérias, de acordo com o deputado, que movimentam muitas categorias, mas não conseguem espaço ou oportunidade para chegarem á Ordem do Dia. E deu como exemplo a PEC 300,que equipara o salário dos PMs e bombeiros de todo o Brasil ao praticado no Distrito Federal,”cujo projeto conta ,desde o início inclusive, com meu apoio e da larga maioria dos parlamentares”.

E citou ainda projetos pendentes já a algum tempo e aguardados com ansiedade, como aumento da Licença-Maternidade para 6 meses, a redução da Jornada de Trabalho para 40 horas e a chamada PEC dos Cartórios,”todas matérias importantes para o trabalhador e para o país e que precisam de uma definição para o bem de toda sociedade brasileira”.

Polícia apreende mais de R$ 3 mil em notas falsificadas



Fabiano Miranda da Silva, 19, foi preso na última terça-feira (16) ao tentar fazer compras em uma mercearia no Bairro da Baixa, em Cruzeiro do Sul, com uma nota de R$ 100,00 falsificada. Ao ser detido Fabiano confessou ter recebido o dinheiro de Jair Silva de Souza, 18, que também foi preso flagrante. Em posse de Jair foram apreendidos mais R$ 3400,00 em notas fabricadas em computadores.



Fabiano Miranda da Silva, 19, foi preso na última terça-feira (16) ao tentar fazer compras em uma mercearia no Bairro da Baixa, em Cruzeiro do Sul, com uma nota de R$ 100,00 falsificada. Ao ser detido Fabiano confessou ter recebido o dinheiro de Jair Silva de Souza, 18, que também foi preso flagrante. Em posse de Jair foram apreendidos mais R$ 3400,00 em notas fabricadas em computadores.

O comerciante Evaldo Santana da Silva, 59, seria a vítima dos falsificadores. Fabiano pegou alguns objetos na mercearia e na hora de pagar entregou a nota. Santana, que é policial militar aposentado, percebeu que o dinheiro não tinha as características originais e chamou uma viatura da PM.

Ao ser interrogado pela polícia, Fabiano afirmou que foi fazer as compras a pedido de Jair que era o proprietário do dinheiro. Os policiais foram até a casa do acusado e apreenderam mais R$ 3,4 em notas falsificadas que seriam distribuídas pela cidade.

A dupla foi conduzida para Delegacia da Polícia Federal para prestar depoimento. De acordo com a polícia, Jair afirmou que havia pagado um valor de R$ 1500,00 em dinheiro real para uma pessoa falsificar R$ 4 mil. Parte desse valor já havia sido repassada ao comércio.

Encerramento do carnaval em Cruzeiro do Sul reúne milhares de foliões



O carnaval de Cruzeiro do Sul recebeu caravanas de pelo menos mais cinco municípios da região. A Praça do Centro Cultural ficou pequena para o número de foliões.


O carnaval de Cruzeiro do Sul recebeu caravanas de pelo menos mais cinco municípios da região. A Praça do Centro Cultural ficou pequena para o número de foliões.

Foi um dos melhores carnavais que Cruzeiro do Sul já teve. Essa frase foi repetida por dezenas de foliões que brincaram o carnaval popular do município. A festa começou desde cedo aos ritmos da marujada. Os marujos são imigrantes nordestinos que chegaram ao Vale do Juruá em 1940. Agora a cultura da Marujada está sendo resgatada, os integrantes do grupo vestidos de marinheiros, dançam aos ritmos de samba, marchinhas e valsas.

Vários blocos com trios elétricos desceram dos bairros para o Centro da Cidade, em pouco tempo a praça ficou tomada de foliões. Ao som das bandas regionais, a diversão seguiu até as 23 horas. Quando entrou no palco a Banda É O TOM da Bahia, agitando os foliões até a madrugada. Além das polícias Militar e Civil a Prefeitura de Cruzeiro do Sul, contratou seguranças particulares, o resultado foi um carnaval tranqüilo sem nenhum registro de ocorrências graves, segundo informou o major Amarildo Lima do Nascimento, comandante da PM de Cruzeiro do Sul.

O prefeito Vagner Sales mais uma vez demonstrou toda sua identificação com o povão. Vestido com trajes apropriados, o Prefeito brincou todas as noites de carnaval ao lado da esposa a deputada estadual, Antônia Sales. “A minha maior alegria é está com a população da minha cidade nesses momentos de comemoração e diversão. Uma festa popular como o carnaval, a Prefeitura tem que patrocinar”, afirma o Prefeito.

Assessoria

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Carnaval de rua é sucesso em Cruzeiro do Sul



Vagner e Antônia Sales brincam o carnaval com milhares de foliões que lotam o Gamelão da Praça do Centro Cultural, todas as noites. A festa promete ser melhor ainda na segunda e terça-feira com a apresentação da banda baiana É O TOM.



Vagner e Antônia Sales brincam o carnaval com milhares de foliões que lotam o Gamelão da Praça do Centro Cultural, todas as noites. A festa promete ser melhor ainda na segunda e terça-feira com a apresentação da banda baiana É O TOM.

O carnaval popular de Cruzeiro do Sul, organizado pela Prefeitura, tem atraído multidões todas às noites. Na tarde de domingo foi realizada uma matinê para a criançada, em seguida a festa teve prosseguimento. A Banda Somzoeira juntou vários músicos e cantores regionais, para fazer a alegria dos foliões. Sempre tocando modas antigas de carnaval mescladas com os ritmos mais modernos, as apresentações da Banda têm agradado ao público.

Mas, a partir desta segunda-feira de carnaval, além das atrações regionais, a apresentação da Banda É O TOM da Bahia é a mais aguardada pelos cruzeirenses. “O carnaval está muito bom, quem não veio ainda está perdendo, o prefeito está de parabéns pela organização”, diz a estudante Bárbara Keli.

Vagner Sales explica que este é apenas o segundo carnaval de sua administração, e tem procurado fazer o melhor possível. “Este carnaval está melhor do que o do ano passado, o próximo será melhor ainda. Não é mais do que obrigação da Prefeitura investir nesta festa que é a maior festa popular do Brasil”, diz o prefeito que também dançou acompanhado da esposa, a deputada estadual, Antõnia Sales.

Assessoria

Diretor técnico do Deas demite sumariamente funcionário em Cruzeiro do Sul



O funcionário Francisco Nery de Jesus e Silva, do Grupo de Trabalho (GT) do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Deas), lotado na Agência de Cruzeiro do Sul, foi demitido sumariamente na manhã desta sexta-feira (12) pelo diretor técnico do órgão, Ricardo Selva Verde, porque a instalação de água de um consumidor feita pelo mesmo não ficou de acordo com o que entendia o diretor.


Funcionários protestam contra a demissão do colega e ameaçam paralisar serviços

O funcionário Francisco Nery de Jesus e Silva, do Grupo de Trabalho (GT) do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Deas), lotado na Agência de Cruzeiro do Sul, foi demitido sumariamente na manhã desta sexta-feira (12) pelo diretor técnico do órgão, Ricardo Selva Verde, porque a instalação de água de um consumidor feita pelo mesmo não ficou de acordo com o que entendia o diretor.

A demissão aconteceu quando o diretor - que está na direção do órgão há apenas um ano – e fazia um trabalho de campo, acompanhado do gerente local do Deas e de mais um assessor e verificou que a ligação feita pelo funcionário não estava dentro dos padrões técnicos do entendimento do diretor, apesar de não haver uma padronização técnica dos serviços especificada para os funcionários. Além disso, o diretor alegou que determinou ao funcionário para colocar um registro antes do cavalete (padrão) e o mesmo não fez.

Mas, o funcionário alega que o diretor não fez o pedido para ele refazer o serviço, dizendo apenas que estava errado, saindo do local. Em seguida voltou e constatou que sua ordem não tinha sido cumprida e retaliou contra o funcionário. Francisco Nery se defende dizendo que apesar de não ter recebido a ordem e também no momento não tinha o registro para realizar o pedido do diretor, pois o registro que tinha no local era propriedade do usuário e já estava instalado.

O funcionário demitido trabalha na empresa há mais 20 anos na empresa e não tem nenhuma restrição em sua ficha funcional e nem problemas com os colegas. A demissão causou revolta nos demais colegas que suspenderam por uma tarde o serviço de abastecimento de água da cidade. Apenas 30 % dos funcionários não paralisaram suas atividades para garantir o que preceitua a legislação.

O delegado sindical dos Urbanitários, Antonio Pereira Mesquita, ao tomar co nhecimento dos fatos, teve uma reunião com o diretor técnico e a gerência local para saber a razão da demissão e a possibilidade de haver um entendimento da situação por parte do diretor. Não havendo flexibilização da demissão, o caso foi comunicado a direção do sindicato, em Rio Branco, que entrou em contato com a diretoria do DEAS que se comprometeu vir à Cruzeiro do Sul na próxima semana, para discutir a situação do GT. A principal reivindicação dos funcionários é a reintegração do colega. Caso não aconteça já deliberaram pela paralisação dos serviços, estando no risco de também serem demitidos.

O Sindicato dos Urbanitários não concorda com a atitude do diretor que tratou de forma arbitrária um funcionário que já tem mais de 20 anos de bons serviços prestados à empresa e aguarda a visita do presidente do Deas para encontrar a melhor solução para o problema, ressaltando que o funcionário não pode ficar prejudicado.

O sindicato lamenta a decisão do diretor que gerou um sentimento de revolta dos colegas que também se sentem ameaçados e agradece a disposição do diretor presidente do Deas, Petrônio que assumiu um compromisso de vir à Cruzeiro do Sul na próxima semana para discutir o problema com o sindicato e os trabalhadores.
O diretor técnico do Deas foi procurado, mas já havia viajado para Rio Branco e seu celular não atendeu.

Três acidentes no primeiro dia de carnaval em Cruzeiro do Sul



A abertura do Carnaval ainda nem tinha sido oficializada pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul e a cidade já registrava três acidentes. Na sexta-feira, 12, em menos de seis horas, cinco pessoas foram encaminhadas ao Pronto Socorro vitimas do trânsito. A maioria dos acidentes envolveu motociclistas.


A abertura do Carnaval ainda nem tinha sido oficializada pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul e a cidade já registrava três acidentes. Na sexta-feira, 12, em menos de seis horas, cinco pessoas foram encaminhadas ao Pronto Socorro vitimas do trânsito. A maioria dos acidentes envolveu motociclistas.

A primeira ocorrência foi por volta das 9h50m no Bairro João Alves. Magno Alves da Silva, 26, conduzia uma motocicleta e se chocou com outra moto que era dirigida por Vanderlan Messias Júnior. Os dois motociclistas e uma mulher que estava na garupa da moto de Magno foram levados ao Pronto Socorro, sendo que, o primeiro teve fratura no maxilar e a senhora Rosimeire Pereira da Silva, sofreu um corte na cabeça. Vanderlan saiu com raladuras pelo corpo.

No Bairro Santa Terezinha, às 14h30m, um carro desgovernado derrubou poste e esbarrou no quintal de uma residência. Evanilson Souza Freitas, 21, seguia em direção ao Bairro Aeroporto Velho e perdeu o controle da direção do Kadet que saiu da pista e bateu contra o poste em seguida na cerca de estacas que protegia uma casa. O veículo ficou totalmente danificado e o motorista, por sorte, não teve nenhum ferimentos e saiu do carro imediatamente deixando o local antes da chegada da polícia.

O terceiro acidente aconteceu no Bairro do Alumínio envolvendo uma moto e uma bicicleta. O ciclista James Araújo da Silva, 21, levava na garupa seu colega, José Francisco da Silva, 20, e foi apanhado por uma motocicleta de placa MZO 2708. Os dois foram encaminhados ao PS em uma ambulância do SAMU, James com suspeita de fratura no tornozelo e o rapaz da garupa apenas com raladuras. O motociclista não prestou socorro e até a manhã de sábado, 13, ainda não tinha sido identificado pela polícia.

Prefeitura recolhe lixo do porto da cidade



A última quinta-feira (11) foi de muito trabalho para os servidores do setor de limpeza do município. Uma equipe de 10 homens realizou um arrastão no porto que foi construído pela prefeitura próximo ao Mercado dos Verdureiros para recolher todo o lixo que estava acumulado dentro d’água e às margens do rio.


A última quinta-feira (11) foi de muito trabalho para os servidores do setor de limpeza do município. Uma equipe de 10 homens realizou um arrastão no porto que foi construído pela prefeitura próximo ao Mercado dos Verdureiros para recolher todo o lixo que estava acumulado dentro d’água e às margens do rio.

Os trabalhadores passaram o dia inteiro fazendo o serviço de limpeza. Uma grande quantidade de sujeira foi recolhida e levada ao Aterro Sanitário. Eram sacolas de plástico, garrafas, latas e outros que foram jogados por pessoas que chegam nas embarcações que ancoram ao porto e por alguns que trabalham no local.

O prefeito em exercício Mazinho Santiago chamou a atenção da comunidade para evitar a poluição no rio. “Esse porto que construímos com recursos do salário de vice que abri mão para o município, ficou muito bonito e facilita a vida de todos que chegam à cidade pelo rio. Então, é preciso que as pessoas tenham consciência e não joguem lixo nesse local porque aqui se tornou até um cartão postal da cidade” – disse Santiago.

O prefeito em exercício afirmou ainda que a prefeitura vai iniciar uma campanha educativa para conscientizar as pessoas para não poluir o ambiente no porto. Segundo Mazinho, nos próximos dias serão colocadas placas com frases de conscientização no local.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Cruzeiro do Sul espera um dos maiores carnavais popular dos últimos anos


A Prefeitura de Cruzeiro do Sul espera uma média de 25 mil pessoas por noite, a atração mais esperada é a banda baiana, É o Tom, que começa a se apresentar na noite de domingo.

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul espera uma média de 25 mil pessoas por noite, a atração mais esperada é a banda baiana, É o Tom, que começa a se apresentar na noite de domingo.

Na noite desta sexta-feira (12), será escolhida na Praça do Centro Cultural de Cruzeiro do Sul, a rainha do carnaval. No sábado acontecem os desfiles das escolas de samba, Baixa Futebol e Samba, Unidos do Morro da Glória, Unidos do Bairro do Alumínio e Samba Império dos Náuas do Bairro João Alves. As quatro escolas receberam apoio da Prefeitura de Cruzeiro do Sul.

Na noite de domingo (14) além das bandas locais, a Banda É O TOM vai embalar a cidade com o ritmo baiano. Aí é só carnaval popular até a terça-feira. “Estamos trabalhando para melhorar cada vez mais o nosso carnaval popular, este é o segundo carnaval da administração do prefeito Vagner Sales. Tenho certeza que toda população de Cruzeiro do Sul e dos municípios vizinhos vai participar em peso, e não tenho dúvidas que os foliões vão gostar da organização”, acredita Neto Vitalino, assessor de comunicação da Prefeitura.

A Polícia Militar prometeu reforçar o efetivo durante o carnaval, o trabalho será em parceria com a Polícia Civil, que também vai colocar homens nas ruas e instalou duas delegacias de flagrante que vão funcionar no local da festa.

Assessoria


Prefeito Neuzari investe na pavimentação de ruas e construção de casas populares



O prefeito Neuzari Pinheiro, investe na pavimentação das ruas do município de Porto Walter, beneficiando a população que antes tinham que enfrentar muita lama para sair de suas casas no período das chuvas, além de valorizar os imóveis e gerar empregos.

O prefeito Neuzari Pinheiro, investe na pavimentação das ruas do município de Porto Walter, beneficiando a população que antes tinham que enfrentar muita lama para sair de suas casas no período das chuvas, além de valorizar os imóveis e gerar empregos.

Na tarde domingo (07) os moradores da Rua João Fernandes fizeram uma grande festa para a inauguração da pavimentação de 280 metros em tijolos, com recursos do Governo Federal, através do Programa Calha Norte.

“Nossa administração tem a preocupação de pavimentar as ruas para tirar os moradores da lama no período das chuvas e possibilitar um acesso mais fácil as ruas residências. A população da Rua Fernão Dias é mais uma beneficiada com uma boa pavimentação em tijolos, que vai melhorar a vida de todos”, disse.

Neuzari destacou que 80% das ruas do município já estão pavimentadas lembrando a dificuldade para trabalhar no município de Porto Walter, principalmente na construção civil, onde os tijolos são adquiridos em Cruzeiro do Sul e transportados via fluvial.

“Para se ter uma idéia da dificuldade que temos para desenvolver o município de Porto Walter todo o tijolo utilizado na pavimentação desta rua – 200 milheiros – vieram de balsa de Cruzeiro do Sul”, lembrou.

O prefeito Neuzari afirma que o bem estar da população é meta principal de sua administração, anunciando que o bairro da Portelinha, o maior do município, onde moram mais de 200 famílias, será pavimentado em 2010.

“A prefeitura já realizou a abertura das ruas e a iluminação pública do bairro da Portelinha e vamos realizar a pavimentação neste ano. Outra obra importante que estamos realizando é a pavimentação da estrada que dá acesso ao aeroporto, que já estamos na fase final e vai beneficiar a população quando precisar ir ao aeroporto”, disse.

O senhor Waldemar, morador da Rua Fernão Dias agradeceu o prefeito Neuzari destacando que o trabalho que ele vem realizando em Porto Walter beneficia a população, principalmente a mais carente.

“O prefeito Neuzari é um camarada muito trabalhador e gostei de todos os mandatos dele”,, disse.


A estudante Natália da Conceição agradeceu a pavimentação da rua afirmando que não será mais preciso colocar sacola de plástico no sapato para poder sair de casa.
“Agora vai ficar mais fácil a ida para a escola, antes a gente andava na lama, esta muito melhor e quando tiver que sair de casa não vai ser preciso se melar. Agora vou poder até botar um salto”, disse.

Casas Populares


A prefeitura de Porto Walter está fazendo um forte investimento na construção de casas populares, para a população de baixa renda, através de convênios com a Caixa Econômica Federal e com o governo do Estado, beneficiando a população da zona urbana e rural.

“Estaremos entregando em breve 17 casas que já estão em fase de acabamento e vamos iniciar neste mês de fevereiro mais 32 casas populares que já foram licitadas. Outro convênio com o governo do Estado vai garantir a construção de mais 10 casas populares. Na zona rural serão distribuídos 48 kits habitacionais completos”, afirmou o prefeito.

Parceria com o Governo do Estado garante investimentos em Porto Walter
O prefeito Neuzari Pinheiro destacou a importante parceria da prefeitura de Porto Walter com o Governo do Estado, através do Pro-Acre, que vai garantir investimentos de R$ 700 mil para construção de 23 novas escolas de alvenaria na zona rural e o atendimento na área da saúde nas comunidades ribeirinhas.

“O governador Binho Marques está investindo nos municípios e o Programa Pro-Acre vai garantir apoio na área da educação e saúde à população ribeirinha, que precisa da atenção dos governantes”, agradeceu.