quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Acusado de tentar matar mulher a pauladas se entrega à polícia



Na tarde desta quarta-feira (10), compareceu à Delegacia de Proteção à Mulher, em Cruzeiro do Sul, o desempregado Everton Pereira de Souza, 21, para se entregar à polícia. Ele era procurado por ter tentando contra a vida de sua ex-namorada, Marlenísia da Silva Alves, que foi agredida a pauladas no mês de janeiro. Ao se entregar na companhia de um advogado Everton confessou a autoria do crime, mas alegou ter agido em legítima defesa.


Na tarde desta quarta-feira (10), compareceu à Delegacia de Proteção à Mulher, em Cruzeiro do Sul, o desempregado Everton Pereira de Souza, 21, para se entregar à polícia. Ele era procurado por ter tentando contra a vida de sua ex-namorada, Marlenísia da Silva Alves, que foi agredida a pauladas no mês de janeiro. Ao se entregar na companhia de um advogado Everton confessou a autoria do crime, mas alegou ter agido em legítima defesa.

Há quase um mês a polícia tentava encontrar o homem que, até então, era identificado como Cãozinho, morador do Bairro da Lagoa, que teria tentado contra a vida da garota de 20 anos de idade. De acordo com a família, Marlenísia teria sido vítima do rapaz que passou a persegui-la desde que ela decidiu por fim ao relacionamento. Entretanto, a prisão só aconteceu quando o acusado decidiu se entregar na Delegacia de Proteção à mulher e foi detido pela polícia.

Everton chegou à delegacia com a alegação de que teria sido vítima da mulher e desferiu a paulada para se defender da intenção dela de atingi-lo com uma faca. ‘Fiz em legítima defesa porque, se não, ela ia me matar. Ainda sai ferido no braço dos golpes que ela jogou pra me acertar’ – tentou justificar.


De acordo com o delegado Odilon Neto, a versão do acusado não convenceu a policia, por isso, ele foi indiciado por tentativa de homicídio e submetido aos rigores daLei Maria da Penha. O Cãozinho foi conduzido ao Presídio de Segurança Médio, Manoel Neri da Silva, na manhã desta quinta-feira, 11.

Nenhum comentário: