quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Gladson e Perpétua exigem solução para os Correios no Acre



“O problema dos Correios no Acre é fundamentalmente de gestão”. A afirmação,do diretor de Operações da Empresa de correios e Telégrafos(ECT) ,Marco Antonio Marques,foi dada aos deputados Gladson Cameli (PP)e Perpétua Almeida ontem durante reunião em Brasília no prédio das Administração Central dos Correios.Gladson solicitou audiência e juntamente com a deputada acreana pediu uma solução rápida aos problemas enfrentados pelos dos Correios do Acre.As queixas vão desde a demora na entrega de carga e encomendas ,o que ,inclusive, já levou o Ministério Público


“O problema dos Correios no Acre é fundamentalmente de gestão”. A afirmação,do diretor de Operações da Empresa de correios e Telégrafos(ECT) ,Marco Antonio Marques,foi dada aos deputados Gladson Cameli (PP)e Perpétua Almeida ontem durante reunião em Brasília no prédio das Administração Central dos Correios.Gladson solicitou audiência e juntamente com a deputada acreana pediu uma solução rápida aos problemas enfrentados pelos dos Correios do Acre.As queixas vão desde a demora na entrega de carga e encomendas ,o que ,inclusive, já levou o Ministério Público

Federal a exigir providências imediatas,até falta de funcionários suficientes para dar conta do trabalho, como foi alegado pelo sindicato local.
Segundo a Diretoria de Operações (Diope), por problemas financeiros e até judiciais, mais da metade das linhas áreas que prestavam serviço aos Correios suspenderam seus vôos em todo o Brasil. Foi o ponto de partida para um verdadeiro engessamento dos serviços postais, comprometendo a eficácia dos trabalhos e os prazos de entregas. Segundo Marco Antônio, com a retirada dos aviões de entrega postal do trecho Cuiabá-Porto Velho, o Acre ficou quase que completamente isolado do resto do país, apesar de contar com um avião de pequeno porte para transporte das cargas existentes na capital de Rondônia.

Felizmente, segundo ele, depois de muitas tentativas frustradas devido a problemas burocráticos e exigências legais, a ECT, ainda nesta terça-feira, conseguiu finalmente fechar contrato com uma nova empresa aérea. Com a esperada homologação do contrato ,a empresa deverá entrar em operação provavelmente no início de março,o que deverá regularizar o serviço postal aéreo para o Acre.A ECT deverá ainda firmar convênio com a Força Aérea Brasileira(FAB)para usar os aviões da Aeronáutica em casos emergenciais e vai promover um mutirão no Acre para acelerar triagem e escoamento de carga e encomenda.

Marco Antonio prometeu ainda que o problema de gestão verificado no Acre deverá ser discutido ainda nesta semana pelos Correios, cuja diretoria colegiada, em seguida, deverá encaminhar a solução esperada. Gladson reforçou ,então,o pedido de instalação de uma agência dos Correios com banco postal na Vila de Santa Luzia,próximo a Cruzeiro do Sul,solicitação que vai ser analisada pelos Correios ainda este mês.

A ECT informou ainda que as obras paralisadas dos Correios no Acre deverão ter nova licitação local e a alegada falta de funcionários deverá ser resolvida com a realização de concurso público,cujas inscrições já estão abertas.No final da reunião,Gladson destacou que o importante é que o problema da falta de transporte aéreo será resolvido em pequeno espaço de tempo e os serviços aos poucos deverão voltar ao normalidade,”para a tranqüilidade dos acreanos”

Nenhum comentário: