segunda-feira, 22 de março de 2010

FEM lança em Cruzeiro do Sul seis editais de apoio à cultura



Com a presença de seu presidente Daniel Zen, a Fundação Elias Mansur (FEM) fez nesta segunda-feira, 22, em Cruzeiro do Sul, o lançamento do Edital da Lei de Incentivo à Cultura e mais cinco editais que abrangem variados segmentos culturais.

Escrito por Flaviano Schneider

Lei de Incentivo foi ampliada e recursos quase dobraram
Com a presença de seu presidente Daniel Zen, a Fundação Elias Mansur (FEM) fez nesta segunda-feira, 22, em Cruzeiro do Sul, o lançamento do Edital da Lei de Incentivo à Cultura e mais cinco editais que abrangem variados segmentos culturais.

Segundo Daniel, durante vários anos a FEM vinha trabalhando somente com um edital, o da Lei de Incentivo à Cultura, mas nos últimos anos já vinha experimentando lançar outros editais específicos ou temáticos voltados para atender determinados segmentos na área da cultura e das artes. Neste ano – ele explica – foi feito um esforço concentrado de chegar o mais próximo possível de um programa estadual de incentivo à cultura com seis editais que somados a editais lançados no ano passado e ainda com inscrições abertas resultam em investimentos de R$ 1.730.000,00, praticamente dobrando o incentivo original da Lei de Incentivo à Cultura, que é de R$ 1 milhão ao ano.

Além do edital da Lei de Incentivo foram lançados: Edital de passagens; Cultura em Movimento; Apoio Parcial a Iniciativas Culturais; Acústico em Som Maior e Galeria de Arte Juvenal Antunes. “A lei de Incentivo não vinha mais dando conta da demanda; então a ideia foi, em vez de apenas aumentar a Lei de Incentivo à Cultura, procuramos identificar as demandas que chegavam no dia a dia da FEM, encaminhadas pelos artistas e entidades”, explanou Daniel Zen.

Os editais reforçam o apoio a agentes culturais, artistas e pesquisadores; também há incentivo a iniciativas que já contam com outras fontes de financiamento, de outros editais, que não são do Governo do Estado. O Edital do programa Cultura em Movimento pretende promover espetáculos de música e arte pelo interior; O edital ‘Galeria de Arte Juvenal Antunes’ é específico para artes visuais. O edital ‘Acústico em Som Maior’, que já vem se tornando uma tradição, de início só era realizado em Rio Branco, depois incluiu Cruzeiro do Sul e agora abrange também Tarauacá. Ele destina-se a trazer atividades para os espaços culturais dos municípios.

Daniel Zen informa ainda que ainda há outros editais a serem lançado este ano na área de livro e literatura através de convênio e parceria firmada com o Ministério da Cultura. O Edital da Lei de Incentivo está com inscrições abertas até 5 de maio; o de passagens aéreas e apoio a iniciativas culturais ficam abertas o ano inteiro . Os demais têm suas datas específicas. Para maiores informações acessar: www.cultura.ac.gov.br/editais.

No ano passado cerca de 500 projetos foram inscritos e 150 aprovados na Lei de Incentivo. No Vale do Juruá, de um total de 52 projetos inscritos, foram aprovados 17. Para este ano, se espera mais de mil inscrições para os seis editais.

Projetos para mulheres

Rosalina Oliveira que é integrante da ONG Articulação Juruaense de Mulheres conta que a Lei de Incentivo tem contribuído muito com as mulheres do Vale do Juruá. “Há anos a nossa gente trabalha com projetos; com oficinas para as mulheres principalmente aquelas vítimas de violência doméstica, e que muitas vezes tem que sustentar sua família”, disse.

Rosalina narra que muitas mulheres que fizeram os cursos de bordado, de pinturas, de crochê, de artesanato hoje têm renda com a venda dos produtos deste trabalho. Elas são moradoras de bairros carentes como Várzea, Lagoa, Cruzeirinho e Aeroporto Velho e, além de ter sua autoestima elevada, as mulheres vão ter sua renda garantida. No ano passado houve três cursos para grupos de 20 a 30 mulheres. Durante a Expojuruá os produtos também foram expostos.

Nenhum comentário: