quarta-feira, 24 de março de 2010

Gladson apóia maior transparência na política monetária.


O deputado Gladson Cameli (PP) defendeu, ontem em Brasília, na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, o comparecimento trimestral do presidente do Banco Central na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal, ”e da Câmara Federal por conseqüência”.

O deputado Gladson Cameli (PP) defendeu, ontem em Brasília, na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, o comparecimento trimestral do presidente do Banco Central na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal, ”e da Câmara Federal por conseqüência”.

A defesa da proposição está contida em seu relatório do Projeto de Lei n°4.121/08, que determina também que o presidente do Banco Central do Brasil(BC)envie à Comissão do Senado Federal um relatório de inflação trimestral das atas da reunião do Comitê de Política Monetária.”A presença do presidente do BC e relatório trimestral contribuem para tornar as medidas de política monetária mais conhecidas da população”, disse o deputado.

Gladson explicou ainda que o projeto estabelece também a extinção da vinculação entre emissão de moeda x reservas cambiais e a programação monetária trimestral. Para o deputado, as medidas são necessárias em vista da adoção do câmbio flutuante e a política monetária baseada em metas da inflação, ”e as medidas vem adequar a política monetária a estas novas realidades”.

De acordo com o deputado, hoje a política de metas de inflação utiliza a taxa de juros como instrumento básico de política monetária, e não mais o controle da ofertada moeda como antigamente. ”Trata-se tão somente de atualizar procedimentos”,garantiu.

Para o parlamentar, é fundamental que as comissões tanto da Câmara dos Deputados quanto do Senado Federal participem da discussão, formulação e execução da política monetária como estabelece um substitutivo adotado pela Comissão de Finanças e Tributação. segundo ele,as comissões temáticas das duas Casas terão a oportunidade de discutir diretamente com o presidente do Banco Central a política monetária em execução no trimestre da audiência, assim como os resultados alcançados no trimestre anterior.”Tudo isto”,assegura o deputado,” com muita informação e clareza a quem mais interessa a política monetária em vigor- o contribuinte brasileiro”.


Nenhum comentário: