segunda-feira, 29 de março de 2010

Tribunal de Justiça privatiza cartórios de Cruzeiro do Sul


Na manhã dessa sexta-feira, (26), foi inaugurado em Cruzeiro do Sul o Cartório Extrajudicial. O cartório que antes era supervisionado pelo Tribunal de Justiça passou a ser privatizado. A inauguração contou com a presença de autoridades judiciárias e municipais, e dos funcionários que trabalhavam no antigo cartório. Dois cartórios funcionarão no prédio na Rua Rego Barros, ao lado do antigo correio, o cartório de registros Civis e o de Registro de Imóveis.

Na manhã dessa sexta-feira, (26), foi inaugurado em Cruzeiro do Sul o Cartório Extrajudicial. O cartório que antes era supervisionado pelo Tribunal de Justiça passou a ser privatizado. A inauguração contou com a presença de autoridades judiciárias e municipais, e dos funcionários que trabalhavam no antigo cartório. Dois cartórios funcionarão no prédio na Rua Rego Barros, ao lado do antigo correio, o cartório de registros Civis e o de Registro de Imóveis.

A cerimônia de entrega foi de agradecimento e para esclarecer as dúvidas sobre o serviço privatizado. Dona Lindalva Pinheiro, que esteve à frente do cartório há 37 anos, ficou muito emocionada com a mudança e a homenagem de agradecimento de todos por fazer um ótimo serviço durante todo esse tempo.

Segundo o Presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Pedro Ranzi, todos os estados estão passando pelo processo de privatização dos cartórios. “O Acre já está no seu processo final da privatização dos cartórios por determinação constitucional. O processo começou em 2006 e nós estamos chegando a mais uma etapa.”

O cartório ainda conta com a supervisão do Tribunal de Justiça, mas o que muda é agilidade da iniciativa privada. De acordo com Luciano Haddad, que será responsável pelo cartório de registro de imóveis, a importância do serviço privatizado é ficar mais próximo do cidadão e não ter receio de investimentos. “O estado, apesar de prestar um bom serviço, tem uma dificuldade de investir, tem toda uma dinâmica mais complexa. Já o privado, o nosso caso, aqui ele pode investir mais rapidamente e a função do investimento é prestar o melhor serviço à população. A importância do cartório é movimentar a economia do local”.

Em relação aos preços Luciano Haddad comenta “Eu estive conversando com os corretores aqui, Joelson e Giovane, eles fizeram na prática vários títulos, domínios, títulos de resgates, títulos de sei lá o que, e foi equivalente a diferença mínima. Uma autenticação era R$ 2,00 e no cartório do meu colega vai ser R$ 2, 10, até o loteamento ficou mais barato. É porque há uma expectativa que vai privatizar e vai ficar mais caro. Porque ninguém pensa que vai privatizar e vai ficar melhor o serviço, essa ninguém fala, tem que pensar positivamente”.

O prefeito Vagner Sales que participou da cerimônia, agradeceu as pessoas que trabalharam e fizeram parte do cartório em Cruzeiro do Sul.
“A privatização dos cartórios de todo o Brasil está chegando aqui em Cruzeiro do Sul e que nós como conhecedores aqui do trabalho que presta o cartório, temos apenas que parabenizar todo o trabalho que foi feito pela dona Lindalva, sempre a frente do cartório e temos que fiscalizar esse novo. Temos que sempre estar muito próximos porque toda mudança ela pode ser para melhor ou para pior e eu tenho certeza que vamos ter uma melhoria.

Realmente quero parabenizar as pessoas que fizeram o concurso público a nível nacional para assumir esse cartório aqui de Cruzeiro do Sul e tenho certeza que o trabalho será voltado para que a gente possa ter aqui um bom atendimento, onde as pessoas possam na verdade estar satisfeitos” – comentou o prefeito.

Kattiúcia Silveira


Nenhum comentário: