sexta-feira, 9 de abril de 2010

Curso motiva e amplia capacidades de servidores



Nesta sexta-feira, 9, duas turmas do Curso de Língua Portuguesa encerraram as atividades, completando todo o ciclo de estudos de temas relacionados a conhecimentos de escrita, leitura e produção de textos.

Nesta sexta-feira, 9, duas turmas do Curso de Língua Portuguesa encerraram as atividades, completando todo o ciclo de estudos de temas relacionados a conhecimentos de escrita, leitura e produção de textos.

O curso foi ministrado pela professora Sandra Magali, formada em Letras pela Universidade Estadual de Londrina, acadêmica de Psicologia, tutora do Curso de Letras e Pedagogia da UNIP em Rio Branco e pós-graduanda em ensino a distância (EAD).

Segundo Magali foi um trabalho muito produtivo, que busca o crescimento das pessoas. “Sem dúvida nenhuma um trabalho para desenvolvimento de potencial, visando desenvolver as pessoas para que o trabalho interno seja mais rápido, efetivo, objetivo, sensitivo e torne mais dinâmico”.

Para ela, o que mais chamou a atenção no relacionamento diário e na troca de experiências com a turma durante o curso foi o potencial de cada um e o acréscimo que cada um deles trouxe para o curso. “Alguns apresentaram talento especial para a leitura, outros para escrever e para a expressão oral. Unindo isso cada um pode se espelhar no outro, pois o conjunto é que traz o sucesso”.

A professora destacou que a iniciativa é uma extensão do curso de Redação Técnica proposto pelo SEST/SENAT, numa parceria feita visando atender as necessidades da Assembleia Legislativa.

Os objetivos principais do curso foram baseados na utilização da Gramática como ferramenta para que os servidores tenham habilidades gramaticais e aumento de vocabulário para produzir textos com maior qualidade, utilizando a linguagem como instrumento.

O curso teve uma carga horária de 40 horas, com duas turmas, uma de manhã e outra de tarde, com um total de 60 vagas disponibilizadas e promovido graças a uma parceria com o SEST/SENAT.

De acordo com a diretora da Escola do Legislativo do Acre, Núcia Fernandes, o objetivo principal é possibilitar que a instituição tenha em seus quadros um número maior de servidores que produzam mais, mediante a ampliação da habilidade textual, o que vai facilitar e agilizar o processo administrativo.

Núcia ressaltou que o curso faz parte de um processo que pode ser dividido em três fases distintas. “Primeiro foi necessário sensibilizar os servidores participantes para o fato de eles têm capacidade de escrever. Também foi trabalhada a autoestima, a credibilidade, a necessidade da leitura e a consciência de que escrever é uma construção”.

Na etapa seguinte foi promovido o Curso de Língua Portuguesa, que disponibilizou informações e conhecimentos específicos referentes à língua, que será finalizada com a produção de textos com maior qualidade, com foco em textos oficiais.

Para a diretora da Escola do Legislativo um ponto foi fundamental, a necessidade de incluir todos os setores nesse trabalho. “A escola privilegiou a disponibilização de vagas para todas as unidades administrativas, ampliando ao máximo o acesso ao curso”.

Paulo Luiz
Agência Aleac


Nenhum comentário: