domingo, 4 de abril de 2010

Estudantes da UFAC buscam apoio dos vereadores para regulamentação do transporte público


Um grupo de acadêmicos da Universidade Federal do Acre – UFAC – Campus Floresta em Cruzeiro do Sul, se reuniu na última quinta-feira com os vereadores da cidade para solicitar apoio. Os estudantes alegam que estão tendo dificuldades em relação ao transporte para terem acesso a universidade e querem que os vereadores apresentem uma proposta de regulamentação do transporte coletivo à prefeitura.

Um grupo de acadêmicos da Universidade Federal do Acre – UFAC – Campus Floresta em Cruzeiro do Sul, se reuniu na última quinta-feira com os vereadores da cidade para solicitar apoio. Os estudantes alegam que estão tendo dificuldades em relação ao transporte para terem acesso a universidade e querem que os vereadores apresentem uma proposta de regulamentação do transporte coletivo à prefeitura. O vice-prefeito Mazinho Santiago também esteve presente e disse que a prefeitura vai se empenhar em encontrar alternativas para resolver o problema dos universitários.

Os estudantes liderados pelos representantes do Diretório Central da UFAC, afirmaram que a empresa que está operação na linha para o campus da universidade, não está atendendo toda demanda e com isso, muitos estão até perdendo aula devido a longa espera todos os dias pelo ônibus. “Muitas vezes os alunos levam horas à espera porque o ônibus só vai aos horários de chegada e saída. Além disso, geralmente vem superlotado” – disse o vice-presidente do DCE, Gilson Gomes.

Para os universitários, a forma mais adequada para solucionar o problema, seria a prefeitura realizar uma licitação para que outras empresas pudessem concorrer à operação da linha para a comunidade do Canela Fina. Desta forma, os ônibus atenderiam em horários alternados durante todo o dia e servirão não apenas à comunidade acadêmica, como também aos moradores dos diversos bairros localizados ao longo da estrada.

“Não aceitamos mais acordo porque já temos um firmado entre a prefeitura, os vereadores, os estudantes e a empresa, que dura 4 anos e a situação não se resolveu. No nosso entendimento, a licitação é a maneira correta de termos um solução. A empresa alega que tem prejuízos, mas nós precisamos melhorar esse serviço porque os prejuízos maiores são dos alunos” – afirmou o Gilson.

O presidente da Câmara Municipal. Gilvan Freitas, disse que a responsabilidade é da prefeitura, mas garantiu que os parlamentares estarão empenhados em proporcionar os debates necessários para se encontrar uma saída. “Desde o ano passado estamos discutindo sobre o transporte público no sentindo de melhorar em todos os aspectos. Começamos com a aprovação de uma lei que garante o passe livre para os idosos, de minha autoria, e agora vamos tentar encontrar alternativas que atendam os anseios dos estudantes” – disse.

O vice-prefeito lamentou a ausência dos proprietários das empresas responsáveis pelo transporte coletivo e afirmou que o problema não pode mais se estender. “Ouvi todas as solicitações e vou me reunir com o prefeito Vagner Sales, para tentarmos de forma muito rápida, resolver essa questão do transporte para o Campus Universitário” – garantiu Mazinho.


Nenhum comentário: