quarta-feira, 14 de abril de 2010

Servidores da SUCAM que trabalharam DDT são submetidos a exames médicos


Uma comissão de Rio Branco chamada de DDT Luta pela Vida, veio a Cruzeiro do Sul realizar exames com os servidores da Superintendência de Campanhas de Saúde Pública - SUCAM, que trabalharam com o DDT no combate às endemias na região do Juruá.

Uma comissão de Rio Branco chamada de DDT Luta pela Vida, veio a Cruzeiro do Sul realizar exames com os servidores da Superintendência de Campanhas de Saúde Pública - SUCAM, que trabalharam com o DDT no combate às endemias na região do Juruá.

A avaliação na saúde dos servidores é para verificar se os trabalhadores da SUCAM foram contaminados com o produto que era utilizado na burrifação das residências.
O DDT é um produto tóxico que foi utilizado por décadas no combate a malária e outras endemias. A comissão vendo a situação dos servidores da SUCAM, hoje Fundação Nacional de Saúde – FUNASA, muitos já tiveram vários tipos de seqüelas e até óbitos, e conseguiu ordem para que todos realizem exames e tratamentos específicos para cada caso.

Segundo Francisco Messias, que faz parte da comissão DDT Luta pela Vida, essa é a primeira luta realizada pela comissão. “Agente se comoveu com o fato e nós estamos correndo atrás para que façam todos os exames e conseqüentemente, o tratamento, porque a gente viu pessoas morrendo, com problemas muito grandes de locomoção, pessoas que hoje estão em um estado crítico em cima de uma cama. Tudo isso em decorrência do DDT, as autoridades insistiram em ignorar isso, nós tivemos que fazer uma comissão para trabalhar em cima disso e por conta de um ato judicial estamos fazendo os exames, estamos mandando fazer tratamentos”.

Alcídio Gomes, que trabalhou 15 anos em contato com o DDT, fala sobre a importância da realização dos exames para ele que sofre com as conseqüências do contato com o produto. “Para nós, depois de muito tempo de luta, é um momento muito importante porque é o fato inicial, agora nós recebendo esses exames e a marcação de novos exames com outros médicos, pois não vão ficar só nesses, nós vamos melhorar desse problema e para isso nós vamos ter que passar por vários médicos”

Ainda de acordo com Francisco Messias, os exames toxicológicos para ver o grau de intoxicação dos servidores foram entregues na terça-feira, (13). “Hoje eles estão pegando os resultados dos exames toxicológicos, em cima desse resultado toxicológico ele vai detectar o grau intoxicação de cada um porque eles foram prejudicados com o DDT. A seqüência nessa intoxicação vem problema neurológico, problema de coração, todos têm uma parte que foi atingida”.

O Servidor Alcídio Gomes teve várias seqüelas em seu corpo e espera ajuda do governo. “Várias seqüelas ficaram no meu corpo, acabei de receber o exame médico e eu estou com DDT no meu organismo ainda. Espero que os governos Federal e Estadual possam nos ajudar daqui para frente com um a equipe médica e um acompanhamento médico nos próximos exames que serão realizados” – disse.

Kattiúcia Silveira


Nenhum comentário: