segunda-feira, 31 de maio de 2010

Boa cobertura vacinal rende prêmio ao município de Cruzeiro do Sul



A coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI) no município, Janaína Negreiros, acaba de retornar do Rio Grande do Sul, onde recebeu um certificado das mãos do Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, onde esteve representando Cruzeiro do Sul, município acreano com a melhor cobertura vacinal contra o vírus H1N1.



A coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI) no município, Janaína Negreiros, acaba de retornar do Rio Grande do Sul, onde recebeu um certificado das mãos do Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, onde esteve representando Cruzeiro do Sul, município acreano com a melhor cobertura vacinal contra o vírus H1N1.

O Ministério da Saúde chamou as representações dos dez estados que tiveram os melhores desempenhos na vacinação contra a gripe suína, para receber uma homenagem pelos trabalhos desempenhados. A coordenadora de imunização municipal, Janaína Negreiros, representou o Acre, já que Cruzeiro do Sul foi o município com a melhor cobertura vacinal. O encontro foi realizado no município gaúcho de Serrado. “Esse trabalho é fruto de todos, dos vacinadores, motoristas e do prefeito Vagner Sales que sempre dar total apoio”, comenta Janaína Negreiros.

Cruzeiro do Sul foi homenageado também, pelos resultados alcançados em outras campanhas de vacinação sempre ultrapassando as metas. “Na nossa administração nós fazemos de tudo, disponibilizamos todo apoio necessário para não deixar nenhuma criança ou adulto sem vacinar. Entendemos que só assim, podemos melhorar a saúde da população, termos crianças mais saudáveis, além de contribuir para que algumas doenças que já desapareceram, não voltem a fazer vítimas.

Por isso, temos que continuar com esse trabalho de conscientização e dando as condições necessárias para levar a vacina aos lugares mais isolados”, diz o prefeito Vagner Sales.

Alunos universitários do Juruá têm primeira experiência em intercâmbio com o Peru



Os alunos do campus da Ufac em Cruzeiro do Sul arrumaram as malas preocupados com a temperatura de 9 a 11 graus prevista para terça-feira, 01, quando alcançarem a cidade de Huánuco, aos pés das Cordilheiras dos Andes. Localizada no Centro Leste do Peru, Huánuco está a 400 quilômetros de Pucallpa, primeira parada da caravana, que partiu de Cruzeiro do Sul na manhã de segunda-feira, 31, com 115 pessoas entre universitários, professores e pessoal de apoio da Ufac e da Aleac, parceiras da iniciativa pioneira que vai selar acordos de intercâmbio entre universidades públicas do Acre e do país andino.


Os alunos do campus da Ufac em Cruzeiro do Sul arrumaram as malas preocupados com a temperatura de 9 a 11 graus prevista para terça-feira, 01, quando alcançarem a cidade de Huánuco, aos pés das Cordilheiras dos Andes. Localizada no Centro Leste do Peru, Huánuco está a 400 quilômetros de Pucallpa, primeira parada da caravana, que partiu de Cruzeiro do Sul na manhã de segunda-feira, 31, com 115 pessoas entre universitários, professores e pessoal de apoio da Ufac e da Aleac, parceiras da iniciativa pioneira que vai selar acordos de intercâmbio entre universidades públicas do Acre e do país andino.

O roteiro de viagem é o mesmo realizado pela I Caravana Político-Empresarial Acre, Huánuco, Ancash organizada pela Aleac em dezembro do ano passado para incluir estas regiões nos acordos bilaterais que foram assinados pelos presidentes Lula e Alan Garcia no Palácio Presidencial do Peru em Lima. Na trajetória, os alunos vão visitar as universidades nacionais de Pucallpa, Tingo Maria, Huánuco e duas da capital peruana, entre as quais a de São Marcos, mais antiga das Américas, com 459 anos.

O presidente da Aleac, deputado Edvaldo Magalhães, lembra que estes acordos de intercâmbio são os primeiros resultados do Encontro Político-Empresarial Acre-Ucayalli, realizado em junho de 2009 em Pucallpa, capital daquele estado da Amazônia peruana a apenas 220 km de Cruzeiro do Sul. “O que era para ser um evento reunindo apenas os dois estados vizinhos, acabou atraindo os governadores de Huánuco e de Ancash, também interessados nas oportunidades de negócios e troca de conhecimentos”, informa Edvaldo.

O intercâmbio entre universidades foi proposto pelo próprio Edvaldo em pronunciamento a autoridades políticas e lideranças empresariais no Colégio de Medicina de Pucallpa. O governador de Ucayalli, Jorge Portocarrero Velásquez, não só abraçou a idéia como se comprometeu em apoiar a abertura de vagas para acreanos na Faculdade de Medicina da Universidade Nacional local.

A promessa resultou em oito vagas para Medicina com as despesas pessoais dos alunos pagas pelo Governo do Acre. Mas, o leque de oportunidades é bem maior. O vice-reitor da Ufac, Pascoal Muniz, informa que os campi de Cruzeiro do Sul e Rio Branco receberão 28 alunos peruanos por ano durante cinco anos.

No sentido inverso, acadêmicos do Vale do Juruá serão destinados para diversos cursos distribuídos nas universidades de Ucayali (UCA), em Pucallpa, Agrária de la Selva, em Tingo Maria, Hermílio Valdizan, em Huánuco, Agrária La Molina e San Marcos, ambas em Lima.

“Quando a Mesa Diretora da Aleac e a unanimidade dos deputados decidiram empreender este processo de integração com o Peru não foi só para aparecer em fotografias. Estes resultados são uma demonstração da força das articulações políticas quando se tem um objetivo compartilhado por todos que é o bem da população do Acre”, esclarece Edvaldo Magalhães.

Para selecionar os acadêmicos que participam da caravana o Diretório Central dos Estudantes realizou diversas reuniões optando por dar espaços a representantes de todos os 11 cursos e de cada um dos períodos. “Quem ficou fora da seleção não está totalmente frustrado, porque mais importante que a viagem, serão as oportunidades de cursos que virão em nossa bagagem”, argumenta o presidente do DCE, Eder Fidelis, do 7º período de Engenharia Florestal e desde já postulante a uma vaga em pós graduação no Peru.

Especialização, cultura e turismo
As vagas até agora protocoladas são para cursos de graduação, pós e pesquisas. Mas também haverá cursos de temporadas variando de três a seis meses. “Uma oportunidade para que os acadêmicos de Língua Espanhola, por exemplo, passem por um período de imersão no idioma”, explica Pascoal.

Acadêmicos acreanos como Ponciano Porfírio estão entusiasmados. Às vésperas de concluir a Faculdade de Ciências Agronômicas da Ufac em Cruzeiro do Sul, ele já vislumbra os cursos de pós-graduação na Universidade Agrária de La Selva, em Tingo Maria, a capital da província de Leôncio Prado no Departamento de Huánuco.
Uma das mais conceituadas nesta área de conhecimento, a Universidade La Selva está localizada em uma alameda nas proximidades do centro da cidade, uma aprazível estância turística onde os rios Huallaga e Monzon se encontram formando um lago com vistas para a montanha da Bela Dormente.

Huánuco, capital do departamento de mesmo nome, vai reservar vagas para os acreanos na Universidade HermílioValdizán. A cidade, de 80 mil habitantes, foi fundada em 1539 na divisão entre as serras da Amazônia e a Cordilheira dos Andes o que lhe garante temperatura média de 15 graus durante o ano inteiro. A Hermílio Valdizan oferece toda a gama de faculdades de uma grande universidade e vários cursos de pós-graduação.

As universidades Agrária La Molina e a Mayor de San Marcos, em Lima, são seculares. A primeira, planejada por uma missão belga, foi fundada em 1902. San Marcos foi fundada pelo rei Carlos I, da Espanha, em 12 de maio de 1551. É o maior centro de formação e pesquisas do Peru.

Mas, para quem prefere ficar por perto de suas famílias e de seu clima, Pucallpa é uma cidade onde os acreanos se sentem em casa. A UCA oferece cursos em todas as áreas do conhecimento, alguns inexistentes na UFAC, como Odontologia. A capital de Ucayali está a apenas 1 hora de vôo em bimotor, ou 22 minutos de Boeing a partir de Cruzeiro do Sul.

Agência Aleac

Filha do secretário de obras de Cruzeiro do Sul sofre acidente e é levada inconsciente ao Pronto Socorro


A técnica em enfermagem, Magda Lopes da Silva Bandeira, filha do secretário de obras do município de Cruzeiro do Sul, Osmar Bandeira, foi vítima de um acidente de trânsito na noite deste domingo, 30, e teve que ser conduzida ao Pronto Socorro da cidade em uma ambulância do SAMU, ainda desacordada. Ela conduzia uma motocicleta, de marca Honda BIZ, e foi atingida por um carro, tipo Combi, que seguia em sentido contrário na Rodovia AC 405.


Mazinho Rogerio
Fotos Aureo Neto


A técnica em enfermagem, Magda Lopes da Silva Bandeira, filha do secretário de obras do município de Cruzeiro do Sul, Osmar Bandeira, foi vítima de um acidente de trânsito na noite deste domingo, 30, e teve que ser conduzida ao Pronto Socorro da cidade em uma ambulância do SAMU, ainda desacordada. Ela conduzia uma motocicleta, de marca Honda BIZ, e foi atingida por um carro, tipo Combi, que seguia em sentido contrário na Rodovia AC 405.

A motociclista chegava à cidade vindo da direção do Igarapé Preto e, segundo informações a Polícia Militar, ao passar em uma parte danificada da estrada, teria sido apanhado pela Combi que estava sendo conduzida no outro sentido. O carro bateu de frente com a moto e a servidora da saúde, foi jogada a uma distância de mais de 3 metro, caindo sobre o meio fio, do outro lado da pista.

Moradores do local que ouviram o barulho da batida chegaram imediatamente e acionaram o SAMU que em poucos minutos chegou para prestar assistência à vítima. Até a chegada da equipe de resgate Magda apenas suspirava e parecia sufocada pelo capacete. Ela foi levada ao Pronto Socorro inconsciente e até a madrugada desta segunda, 31, ainda havia sido divulgado um boletim médico de seu quadro clinico.

Uma patrulha do Pelotão de Trânsito da Polícia Militar também foi chamada para atender a ocorrência. Os policiais submeteram o motorista da Combi, João Gonçalves de Melo, que mora na Estrada do Igarapé da Onça, ao teste de bafômetro que apresentou teor alcoólico de 0,94 Mg/l. Bem acima do tolerado por lei que é de 0,29 Mg/l.

Com base no laudo do bafômetro os policiais deram voz de prisão ao motorista que, mesmo tendo permanecido no local do acidente, foi conduzido para a Delegacia de Flagrantes.

www.vozdonorte.com.br - Mazinho Rogerio

Intercâmbio estudantil com o Peru deixa acadêmicos eufóricos



Acadêmico do 7º período do curso de Engenharia Florestal e presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Ufac em Cruzeiro do Sul, Eder Fidélis, de 26 anos, está eufórico com a primeira caravana de intercâmbio universitário que embarca para o Peru na próxima segunda-feira, 31. “Estamos na maior expectativa. Agora temos certeza que será realizado o nosso antigo projeto de trocar conhecimentos, ver de perto o que nossos vizinhos podem nos oferecer e mostrar a eles o que temos para retribuir”, comentou ele.



Acadêmico do 7º período do curso de Engenharia Florestal e presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Ufac em Cruzeiro do Sul, Eder Fidélis, de 26 anos, está eufórico com a primeira caravana de intercâmbio universitário que embarca para o Peru na próxima segunda-feira, 31. “Estamos na maior expectativa. Agora temos certeza que será realizado o nosso antigo projeto de trocar conhecimentos, ver de perto o que nossos vizinhos podem nos oferecer e mostrar a eles o que temos para retribuir”, comentou ele.

A caravana, organizada graças a uma parceria da Aleac com a Ufac, vem sendo idealizada desde o I Encontro Político Empresarial Acre-Ucayali, realizado em Pucallpa, em junho de 2009. Inicialmente previsto para envolver apenas a Ufac e a Universidad de Ucayali, a 220 km de Cruzeiro do Sul, o intercâmbio acabou se estendendo até universidades de Tingo Maria, Huánuco e Lima, a 820 km, e sua majestosa Universidad de San Marcos, a mais antiga dasAméricas.

Ao todo, viajam 115 pessoas entre alunos, professores e pessoal de apoio. O processo de seleção dos alunos foi o mais democrático possível. A UFAC tem 11 cursos e cerca de dois mil alunos em Cruzeiro do Sul. Destes, cerca de 100 foram selecionados pela instituição para a viagem. A seleção foi dividida entre cursos, períodos e grau de aproveitamento dos alunos.

As oportunidades para os estudantes do Vale do Juruá no Peru são inúmeras. Porfírio Ponciano Oliveira Júnior, por exemplo, já sonha com a realização de curso de mestrado na Universidad Agrária de La Selva, em Tingo Maria, cidade turística no Centro do Peru. Com 21 anos, ele é aluno do 4o período de Engenharia Agronômica em Cruzeiro do Sul. “Cursar na Agrária de La Selva enriquece a carreira de qualquer agrônomo. É uma das mais respeitadas do Peru e agrega conhecimentos das ciências agrárias convencionais com os conceitos agroflorestais praticados no Acre”, argumenta.

Além dos cursos de graduação, pós-graduação e de pesquisa, o intercâmbio prevê a realização de cursos por temporadas de três a seis meses em diversas áreas, segundo o vice-reitor da Ufac, Pascoal Muniz. De acordo com ele, já a partir do próximo semestre começarão a embarcar os primeiros alunos desta modalidade de intercâmbio. Também está previsto o envio de oito alunos para cursar Medicina na Universidade de Ucayali, em Pucallpa, com as despesas bancadas pelo Governo do Acre.

domingo, 30 de maio de 2010

Defensoria Pública do Acre não atuará na defesa de Hildebrando Pascoal


Em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira, o defensor-chefe da Defensoria Pública do Estado do Acre, Dión Nóbrega Leal, afirmou que os defensores públicos estão desautorizados a atuar em favor de cidadãos que não preencham os critérios legais estabelecidos pelo órgão. Um dos quesitos básicos para o fornecimento dos serviços prestados pela Defensoria é de que o solicitante seja hipossuficiente, ou seja, aquele que sobrevive com o mínimo de condições financeiras. No Acre, o regimento estabelece que o cidadão deva ter renda familiar de até quatro salários mínimos para fazer jus ao atendimento gratuito.




Defensor-chefe Dión Nóbrega afirmou que solicitante não possui critério de baixa condição financeira

Em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira, o defensor-chefe da Defensoria Pública do Estado do Acre, Dión Nóbrega Leal, afirmou que os defensores públicos estão desautorizados a atuar em favor de cidadãos que não preencham os critérios legais estabelecidos pelo órgão. Um dos quesitos básicos para o fornecimento dos serviços prestados pela Defensoria é de que o solicitante seja hipossuficiente, ou seja, aquele que sobrevive com o mínimo de condições financeiras. No Acre, o regimento estabelece que o cidadão deva ter renda familiar de até quatro salários mínimos para fazer jus ao atendimento gratuito.

A declaração do defensor-geral foi motivada pela ação de um dos defensores, que impetrou no Tribunal de Justiça pedido de habeas corpus para que o réu Hildebrando Pascoal progrida do regime fechado para o semiaberto.

De acordo com o defensor-geral, a Defensoria deve garantir a defesa das pessoas que não possuem condições de pagar pelos serviços de um advogado ou arcar com as custas processuais. "Jamais poderemos desvirtuar a missão da Defensoria. Não permitir que ela atue em casos de réus com condições financeiras para pagar um advogado é uma questão de legalidade. A medida de retirar a Defensoria desse caso será estendida a todos os casos nos quais ficar constado que o réu possui renda familiar superior aos quatro salários mínimos", enfatizou.

O subdefensor da Defensoria Pública, Fernando Moraes de Souza, completou dizendo que o pedido de habeas-corpus pode ser feito por qualquer cidadão sem a necessidade de formação em direito. "A administração desautoriza que os defensores entrem com qualquer tipo de recurso em favor de Hildebrando Pascoal, por ele não ser hipossuficiente. Se nós perdemos tempo na defesa de pessoas que têm condições de pagar advogado estaremos deixando de atender quem efetivamente precisa dos serviços."

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Polícia Federal explica motivos de prisão de proprietários de farmácias de Cruzeiro do Sul



Durante operação de fiscalização em farmácias de Cruzeiro do Sul, desenvolvida pela ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, com o apoio da Polícia Federal, três empresários do ramo farmacêutico foram presos. A prisão dos proprietários de três estabelecimentos vistoriados ocorreu na manhã de quarta-feira, 26, no entanto, só nesta sexta-feira, 28, pela manhã, a Polícia Federal divulgou os motivos que levaram ao flagrante dos empresários.


Durante operação de fiscalização em farmácias de Cruzeiro do Sul, desenvolvida pela ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, com o apoio da Polícia Federal, três empresários do ramo farmacêutico foram presos. A prisão dos proprietários de três estabelecimentos vistoriados ocorreu na manhã de quarta-feira, 26, no entanto, só nesta sexta-feira, 28, pela manhã, a Polícia Federal divulgou os motivos que levaram ao flagrante dos empresários.

A operação denominada Castro, nome do primeiro boticário brasileiro, Diogo Castro, foi desencadeada em vários municípios do Acre com o objetivo de verificar se as farmácias e drogarias estavam cumprindo o que determina a legislação sobre a venda de medicamentos. Em Cruzeiro do Sul a abordagem nos estabelecimentos foi realizada de forma simultânea. Equipes de agentes federais, da ANVISA e da PF, se distribuíram pela cidade e ao mesmo horário iniciaram a fiscalização em todas as farmácias e outros locais que comercialização medicamentos.

Durante a operação, os agentes da Polícia Federal conduziram para a delegacia os comerciantes Romeu Onofre, proprietário da Drogaria Farmaforte, Altemir Resende, da Drogaria Brasil, e Claudinor Onofre, mais conhecido como Nanô, filho da proprietária de uma farmácia localizada na entrada do Bairro da Lagoa. Os três empresários foram autuados em flagrante e, ainda na tarde de quarta-feira, foram encaminhados ao Presídio de Segurança Média, Manoel Néri da Silva.

No dia da prisão a Polícia Federal e a ANVISA se resguardaram do direito de não prestar informações a imprensa sobre a operação. Com isso, gerou uma especulação na cidade pela população ansiosa para saber os fatores que motivaram ao flagrante e vários comentários circulavam de boca em boca. Mas, na manhã desta sexta-feira, 28, o delegado José Roberto Perez, da Polícia Federal, esclareceu os fatos.

Segundo o responsável pela chefia da Polícia Federal em Cruzeiro do Sul, nas três drogarias várias situações foram constatadas em desacordo com a legislação que são consideradas crimes. “Nós constatamos a venda de remédios falsificados, remédios sem o registro da ANVISA, remédios contrabandeados e remédios controlados sem o devido controle exigido pela ANVISA. A venda de medicamentos falsificados ou sem o registro implica em pena de reclusão de 10 a 15 anos” – informou Perez.

A Polícia Federal esclareceu que os detalhes da operação não foram divulgados antes para não haver prejuízos na fiscalização que só se encerrou nesta sexta-feira.

CIRETRAN orienta motoristas sobre direitos de vítimas de acidentes e distribui viseiras de capacetes



Agentes de trânsito realizaram, em Cruzeiro do Sul na manhã desta sexta-feira, 28, uma campanha educativa para orientar os motoristas sobre os direitos das pessoas que são vítimas de acidentes. Durante a atividade promovida pela Primeira Companhia de Trânsito – CIRETRAN- os motociclistas, além de receberem as orientações, foram premiados com viseiras para os capacetes.



Agentes de trânsito realizaram, em Cruzeiro do Sul na manhã desta sexta-feira, 28, uma campanha educativa para orientar os motoristas sobre os direitos das pessoas que são vítimas de acidentes. Durante a atividade promovida pela Primeira Companhia de Trânsito – CIRETRAN- os motociclistas, além de receberem as orientações, foram premiados com viseiras para os capacetes.

A campanha foi realizada em diversos pontos da cidade. Os agentes de trânsito se dividiram em equipes e se mantiveram em prontidão nos locais de maior movimentação de veículos para abordar os condutores. De forma gentil, os servidores da CIRETRAN informaram aos motoristas sobre os direitos das pessoas que foram vítimas de acidentes de trânsito.

“Neste panfleto contém informações que orientam que em caso de acidente, com morte ou invalidez, a família ou vítima tem direito a indenização e aqui diz como se dever proceder para ter acesso a esse direito” – informou a educadora de trânsito, Adriana Nascimento.

Os motociclistas que passaram pelos locais da campanha receberam de brinde viseiras para os capacetes. O acessório é de uso obrigatório e, de acordo com a CIRETRAN, deve ser utilizada de forma correta e nos padrões ideais para permitir uma boa visibilidade do motociclista.

“É uma forma de a gente contribuir com a redução dos acidentes. Sabemos que até mesmo uma poeira tira a visão do motociclista e com a viseira adequada isso não vai acontecer” – assegurou Adriana.

Os condutores de veículos aprovaram a campanha. “Isso é importante para todo mundo. Principalmente para os que têm menos conhecimentos para que estejam cada dia mais informados” – disse o motorista Janairo Santos que recebeu orientações dos agentes de trânsito.

Mâncio Lima completa 33 anos com inaugurações e show de Fernando Mendes



O município de Mâncio Lima completa neste final de semana 33 anos de emancipação política. E a data não vai passar em branco. Inaugurações da prefeitura e do governo vão complementar a festividade, terá encerramento apoteótico com o esperado show do cantor Fernando Mendes, que começou temporada na capital e se estende até o Juruá.



O município de Mâncio Lima completa neste final de semana 33 anos de emancipação política. E a data não vai passar em branco. Inaugurações da prefeitura e do governo vão complementar a festividade, terá encerramento apoteótico com o esperado show do cantor Fernando Mendes, que começou temporada na capital e se estende até o Juruá.

O prefeito Cleidson Rocha e o vice Eriton Maia, que deram nova dinâmica no desenvolvimento da cidade, estão convidando a todos, em especial os moradores dos municípios próximos, a comparecerem a Mâncio Lima.

-Estamos de portas abertas para receber os amigos que quiserem visitar o nosso município. Todos serão muito bem-vindos.
Sobre Mâncio Lima:
Localização: oeste do Acre
População: 13 mil hab aprox (IBGE)
Limite com o Estado do Amazonas (norte) e o Peru (oeste)

Pescadores de Marechal Thaumaturgo recebem carteira profissional


Na manhã de sexta-feira, (21), na Câmara Municipal de Vereadores de Marechal Thaumaturgo, foi realizada a entrega das carteiras de pescador para os proffisionais que desenvolvem atividade de pesca no município. Participaram da solenidade 420 pescadores que agora encontram- se legalizados.


Na manhã de sexta-feira, (21), na Câmara Municipal de Vereadores de Marechal Thaumaturgo, foi realizada a entrega das carteiras de pescador para os proffisionais que desenvolvem atividade de pesca no município. Participaram da solenidade 420 pescadores que agora encontram- se legalizados.

A entrega foi feita através da Prefeitura de Marechal Thaumaturgo, Secretaria de Agricultura e da Superintendência de Aquicultura e Pesca do Acre. As carteiras de pescadores são uma conquista da Prefeitura de Marechal Thaumaturgo em parceria com o deputado federal Gladson Cameli.

Participaram da solenidade o deputado Gladson Cameli, o representante do governo, Josimar Gomes, o vereador e prefeito em exercício, Dedé Veríssimo, o presidente da Colônia de Pescadores de Marechal Thaumaturgo, José de Souza Cruz, e o superintendente de aquicultura e pesca, Samir Pinheiro.

O superintendente de aquicultura e pesca ressaltou em seu discurso “Os únicos que gostam de pescadores são as pessoas que estão aqui e os que contribuíram de alguma forma para esse momento está acontecendo”.


quinta-feira, 27 de maio de 2010

Aposentada acusada de envolvimento com tráfico de drogas deixa o presídio


O Tribunal de Justiça do Acre acatou, nesta quinta-feira, 27, o pedido de Habeas Corpus em favor da aposentada Dilmar Rosa da Silva, 69, que estava presa na Unidade de Recuperação Manoel Néri da Silva, em Cruzeiro do Sul, desde o dia 14 de abril deste ano. A idosa e o filho foram presos pela Polícia Federal que apreendeu na casa onde ela mora, no bairro do Formoso, 2,3 quilos de pasta base de cocaína.


O Tribunal de Justiça do Acre acatou, nesta quinta-feira, 27, o pedido de Habeas Corpus em favor da aposentada Dilmar Rosa da Silva, 69, que estava presa na Unidade de Recuperação Manoel Néri da Silva, em Cruzeiro do Sul, desde o dia 14 de abril deste ano. A idosa e o filho foram presos pela Polícia Federal que apreendeu na casa onde ela mora, no bairro do Formoso, 2,3 quilos de pasta base de cocaína.

A prisão de dona Dilmar se deu através de um Mandado de Busca e Apreensão que agentes da Polícia Federal realizaram da casa dela. No momento, os policiais apreenderam a droga e realizaram também a prisão de Evandro Rosas da Silva, 30, filho da aposentada que teria assumido ser o dono do entorpecente.

Mesmo com o filho tendo assumido a responsabilidade sobre a droga que, de acordo com a Polícia Federal, seria comercializada no mesmo bairro, a polícia entendeu que a idosa teria envolvimento com a venda do entorpecente e encaminhou dona Dilmar para o presídio.

A família já havia entrado com um Pedido de Liberdade Provisória na Primeira Vara Criminal, mas havia sido negado e, só nesta quinta-feira, a Câmara do TJ decidiu pela liberdade da idosa. O Habeas Corpus impetrado pelo advogado de defesa de dona Dilmar foi acatado por unanimidade pelos desembargadores.
Na tarde desta quinta-feira a aposentada deixou à penitenciária e foi levada de volta para casa. Desde o momento da prisão dona Dilmar alegava ser inocente. Segundo ela, teve os piores dias de sua vida durante o momento que esteve na cadeia.

Mazinho Rogerio

Capitania da Marinha fiscaliza embarcações no Vale do Juruá


Nesta segunda-feira, (24), uma Capitania da Marinha veio a Cruzeiro do Sul para fazer a fiscalização das embarcações no Alto Juruá. A Capitania tem sede no município de Eirunepé-AM e tem sobre jurisdição 13 municípios.


Nesta segunda-feira, (24), uma Capitania da Marinha veio a Cruzeiro do Sul para fazer a fiscalização das embarcações no Alto Juruá. A Capitania tem sede no município de Eirunepé-AM e tem sobre jurisdição 13 municípios.

Dos 13 municípios que estão sobre a jurisdição da capitania, oito são do Acre e cinco do Amazonas. Na maioria ainda não existe uma representação da Marina. Por isso, periódicamente, equipes visitam cada região para atender as demandas das comunidades.

Em quase uma semana em Cruzeiro do Sul, a Capitania da Marinha abordou e notificou 40 embarcações. Além da fiscalização estão sendo proferidas nesses locais palestras sobre a preservação do meio e sobre o uso do colete salva-vidas.
Segundo o Capitão da Marinha, Luiz Carlos, a vinda da Marinha a Cruzeiro do Sul tem dois focos.

“O primeiro foco é o educativo, nós precisamos levar a população ribeirinha e aos donos de embarcações de pequeno, médio e grande porte, a necessidade do uso do colete salva-vidas e da necessidade da preservação do meio ambiente. O segundo é a necessidade da salva guarda da vida humana e da segurança do tráfico aquaviário”.

No primeiro moment, está sendo procedido apenas um trabalho educativo pela Marinha aos proprietários das pequenas embarcações. “Por questão de lealdade as pessoas que tem pouca informação, nós notificamos os grandes empresários que já têm essa noção, mas os canoeiros, as pessoas que começaram há pouco tempo ainda não têm essa noção.

Eles não sabem usar o colete. Então percebendo isso ao haveria necessidade nesse primeiro momento de nós tomarmos uma atitude mais severa e nem apreender embarcações, mas trazer as pessoas que utilizam esse modal aquaviário para explicar o motivo da nossa presença, para que em um segundo momento já possamos fazer a inspeção naval” – explica o capitão.

Ainda de acordo com o capitão, é de grande importância para os donos das embarcações legalizarem-se junto à marinha.

“É importante para nós para termos o controle das embarcações que estão navegando e eles mesmos devem está conscientes, porque no dia que a Marinha for fiscalizar eles vão está com os documentos e ele ficarão com mais segurança para navegar sem ter problemas”.

Devido à demanda ser maior em Cruzeiro do Sul, a Marinha está estudando a possibilidade do município também ter uma sede da Capitania.

“A alta administração naval já está conversando, já está havendo um estudo sobre Cruzeiro do Sul ter uma sede da Capitania da Marinha. A realidade é que a Marinha já percebeu que há uma necessidade e inclusive está no seu planejamento, mas como todo órgão público nós precisamos está encaixados em um plano de metas do governo”- afirma.
O capitão ainda deixa um alerta aos ribeirinhos e aos donos das embarcações.

“Eu considero eles como marinheiros, marinheiros do rio ou do mar, como meus amigos e espero que eles sejam elementos multiplicadores dessas informações que eu estou passando. Gostaria que eles fizessem um esforço para preservar o nosso rio, para legalizar a sua embarcação, para adquirir colete salva-vidas e para estarem documentados. E que eles passem que a Marinha está presente, que a Marinha quer que todos estejam regularizados para que possamos ter uma navegação segura no Juruá”–conclui.

Kattiúcia Silveira

Aleac e Ufac promovem primeiro intercâmbio universitário entre o Acre e o Peru


Na próxima segunda-feira, 31, uma comitiva de 115 alunos e professores da Ufac parte para uma viagem ao Peru para a concretização dos primeiros convênios entre universidades públicas do Acre e do país vizinho. A comitiva vai percorrer, de ônibus, 820 km entre Pucallpa e Lima. No caminho, vai estabelecer uma agenda de intercâmbio com as universidades nacionais de Ucayali, em Pucallpa; Agrária de la Selva (UNAS), da cidade de Tingo Maria; Hermilio Valdizán (UNHEVAL), da cidade de Huánuco; Agrária La Molina, de Lima e a mais antiga universidade das Américas, a Nacional Mayor de San Marcos, também em Lima, fundada em 1551.


Na próxima segunda-feira, 31, uma comitiva de 115 alunos e professores da Ufac parte para uma viagem ao Peru para a concretização dos primeiros convênios entre universidades públicas do Acre e do país vizinho. A comitiva vai percorrer, de ônibus, 820 km entre Pucallpa e Lima. No caminho, vai estabelecer uma agenda de intercâmbio com as universidades nacionais de Ucayali, em Pucallpa; Agrária de la Selva (UNAS), da cidade de Tingo Maria; Hermilio Valdizán (UNHEVAL), da cidade de Huánuco; Agrária La Molina, de Lima e a mais antiga universidade das Américas, a Nacional Mayor de San Marcos, também em Lima, fundada em 1551.

O roteiro reúne os conhecimentos de universidades regionais da Amazônia peruana e da cosmopolita capital do país andino proporcionando uma gama de cursos universais que vão das Ciências Agroflorestais à Medicina, passando por Direito, Língua Espanhola, Pedagogia, Meio Ambiente e Tecnologia da Informação. “Esta é uma parceria da UFAC com a Aleac, garantida pelo entusiasmo do presidente da Mesa Diretora, Edvaldo Magalhães, que está abrindo uma porta para a especialização de alunos de graduação, pós-graduação e pesquisa do Acre e do Peru”, descreve o vice-reitor da Ufac, professor Pascoal Muniz.

O professor informa que o campus de Cruzeiro do Sul vai abrir anualmente aos peruanos por um período de cinco anos, 22 vagas para cursos de Engenharia Civil, Elétrica e Sistemas de Informação. Além disso, vai estabelecer com os peruanos um intercâmbio para cursos temporários de seis meses em todos os cursos disponíveis nos dois países. “Finalmente, vamos ficar de frente para nossos irmãos latino-americanos, vamos dar as mãos e estabelecer uma relação sólida e cordial entre os povos para que todos possamos crescer economicamente e socialmente”, comemora Muniz.

O assessor para Assuntos Internacionais da Ufac, Rosenato Pontes Correia, explicou que os alunos e professores que vão viajar foram selecionados pela direção do Campus da Floresta, de Cruzeiro do Sul, distribuídos de acordo com seus 11 cursos. “Esta é uma oportunidade real de interagir com acadêmicos de um país vizinho que tem muito a nos ensinar e a aprender. Nossas universidades estão ansiosas para estabelecer parcerias e realizar ações de intercâmbio”, afirma.

San Marcos

A Universidad Nacional Mayor de San Marcos, última etapa da viagem dos estudantes e professores acreanos vai comemorar 460 anos de fundação em maio do ano que vem. É considerada a mais antiga das Américas. Em sua lista de alunos mais famosos está o escritor Mário Vargas Llosa e, entre seus doutores honoris causa, estão o poeta chileno Pablo Neruda, o papa João Paulo II e o general Charles de Gaulle, ex-presidente francês.

A primeira universidade a ser visitada, de Ucayali a apenas 220 km de Cruzeiro do Sul, oferece cursos de Engenharia Civil e de Sistemas, Ciências da Saúde, Ciências Agropecuárias, Ciências Ambientais e Florestais, Economia, Administração e Contabilidade, Direito e Ciências Políticas, Educação e Ciências Sociais e Medicina.

A Universidad Agrária de la Selva, de Tingo Maria, foi fundada em 1964 como um campus avançado das universidades de San Marcos e Agrária La Molina, ambas de Lima. Foi edificada no terreno onde funcionava a Estação Experimental Agrícola, doado pelo Ministério da Agricultura, com a finalidade de desenvolver ensino e pesquisa nesta área.Seus principais cursos são Agronomia, Zootecnia, Indústrias de Alimentos, Recursos Naturais Renováveis, Ciências Econômicas Agrárias e Informática e Sistemas.

A universidade Hermílio Valdizán, em Huánuco, no Centro do Peru, tem mais de 10 mil alunos em 13 faculdades, 21 cursos técnico-superiores e uma escola de pós-graduação. A gama de cursos reúne tudo o que uma grande universidade oferece, com pequenas variações na nomenclatura. A Faculdade de Medicina Humana, por exemplo, inclui Odontologia e exclui a Obstetrícia, que tem uma Faculdade à parte. Ciências Sociais abrange, também, Ciências da Comunicação. Lá como cá, a admissão é feita através de exames e os candidatos pagam taxa de inscrição de 50 soles, se formado em um colégio público ou 80 soles se egresso de colégio particular.

João Maurício
Agência Aleac



Polícia Militar comemora 94 anos com formação de policiais e aquisição de equipamentos


A Polícia Militar do Acre completou 94 anos de fundação neste dia 25 de maio, terça-feira, e para comemorar a data, em Cruzeiro do Sul, o 6º Batalhão realizou uma formatura oficial no pátio do Teatro dos Náuas, na tarde desta quarta-feira, 26.


A Polícia Militar do Acre completou 94 anos de fundação neste dia 25 de maio, terça-feira, e para comemorar a data, em Cruzeiro do Sul, o 6º Batalhão realizou uma formatura oficial no pátio do Teatro dos Náuas, na tarde desta quarta-feira, 26.

A solenidade culminou com a graduação de oficiais e sargentos da PM e com a entrega de materiais e equipamentos pela Secretaria de Segurança Pública para as Polícias Civil e Militar. O vice-governador, César Messias, e a secretária de segurança pública do estado, Márcia Regina, participaram da festividade acompanhados do comandante geral da PM no Acre, coronel Romário Célio.

A formatura foi realizada no final da tarde e início da noite. Às 17h30m os militares entraram em forma para a solenidade alusiva ao aniversário de fundação da Polícia Militar do Acre que tem seu Decreto de Instituição no dia 04 de maio de 1906. Toda a guarda que se fez presente também aguardava com entusiasmo pela promoção na carreira.

Logo após o hasteamento dos Pavilhões Estadual e Nacional, teve início o ritual de graduação dos militares. Os novos sargentos, que acabaram de concluir o curso de formação, foram os primeiros a assumir o posto. Em seguida foram promovidos para o posto de primeiro tenente os oficiais Igor e Elisângela. As promoções dos militares foram encerradas com a graduação do, até então, major Amarildo Nascimento, comandante do Batalhão da Polícia Militar em Cruzeiro do Sul, que passou ao posto de tenente coronel.

“Representa o reconhecimento de 25 anos de trabalhos prestados à Polícia Militar e à sociedade acreana. Quero dizer que a promoção renova o policial militar. Criamos mais energias para continuar trabalhando” – ressaltou o recém-promovido, tenente coronel Nascimento

“Teremos agora policiais mais esclarecidos e mais treinados para realizar as atividade da polícia e com isso que ganha é a sociedade” – assegurou o Comandante da Polícia Militar na Regional do Juruá, tenente coronel, Aires.
Terminada a graduação dos militares, a Secretaria de Segurança entregou para a PM, 19 viaturas entre carros, qaudricículos, motocicletas e barcos, além de fardamento e equipamentos de segurança. Os Policias Civis também foram contemplados com mais cinco viaturas.

Com a reestruturação do sistema de segurança pública, o Governo do Estado está aplicando recursos da ordem de R$ 5 milhões só na região do Juruá. Além da compra de equipamentos, também estão sendo executadas obras de reforma do Quartel de Cruzeiro do Sul da PM e a construção de um novo prédio para a Delegacia Geral de Polícia Civil.

“Toda essa reestruturação feita nas policiais nessa gestão Binho Marque e César Messias, vem para melhorar o atendimento à população na área de segurança. É claro que o poder público está fazendo a sua parte em melhor aparelhar as polícias, fortalecer também os equipamentos de uso pessoal para que o policial esteja melhor preparado para prestar seu serviço, mas, acima de tudo é para está com uma atuação regionalizada, integrando as polícias. Com esse olhar estamos trazendo aqui para Cruzeiro do Sul veículos, como quadricículos, para atender as especificidades da região do Juruá” – disse a secretária Márcia Regina.

O vice-governador César Messias também afirmou que, com todos os investimentos, a expectativa é que haja uma redução da violência no estado. “Tenho certeza absoluta que com a tropa que temos hoje, a dedicação que os policiais têm e o apoio que o governo está dando, teremos avanços significativos na área de segurança pública do Estado do Acre. Além disso, agora em julho, teremos a formação de mais 600 novos policiais que vão reforçar os trabalhos da Polícia Militar” – afirmou.

Mazinho Rogerio
Fotos Onofre Brito

Comerciantes de Cruzeiro do Sul suspendem transporte de produtos pelo Juruá


As embarcações que trazem produtos de Manaus e Porto Velho para Cruzeiro do Sul por via fluvial já não vão mais navegar pelo rio Juruá neste período de verão da região Amazônica. O volume de água do rio já não possibilita a navegação e os comerciantes estão fazendo o transbordo da mercadoria das balsas maiores para embarcações de menor porte para chegar com os últimos produtos à cidade.


As embarcações que trazem produtos de Manaus e Porto Velho para Cruzeiro do Sul por via fluvial já não vão mais navegar pelo rio Juruá neste período de verão da região Amazônica. O volume de água do rio já não possibilita a navegação e os comerciantes estão fazendo o transbordo da mercadoria das balsas maiores para embarcações de menor porte para chegar com os últimos produtos à cidade.

Os comerciantes de Cruzeiro do Sul tiveram que aproveitar ao máximo o período de inverno para montar o estoque de produtos pesados, como cimento, ferro e outros que têm uma logística mais favorável através do transporte fluvial. No entanto, nesse momento o volume de água do Juruá já não permite que as balsas viajem com muita carga e os comerciantes já encontram dificuldades para trazer a mercadoria das últimas viagens deste período de inverno.

Não há mais quem se arrisque em deixar o Porto de Manaus ou Porto velho com balsas carregadas para Cruzeiro do Sul. As últimas embarcações deixaram a capital do Amazonas, no início deste mês e a maioria ainda não conseguiu chegar ao destino. Devido à grande quantidade de produtos que trazem, as balsas que têm calados de 3 metros, não passam em alguns locais entre as cidade de Ipixuna e Guajará e para que os produtos cheguem a Cruzeiro do Sul, parte da carga é transferida para embarcações menores.

“O verão este ano começou mais cedo do que em anos anteriores e tornou a navegação mais difícil nesse momento. Por isso, existe a necessidade de fazermos o transbordo que torna o transporte mais caro para que esses produtos cheguem a Cruzeiro do Sul” – revelou o empresário Tião Cameli, proprietário da maior loja de materiais de construção da cidade.

A boa notícia para os consumidores é que os depósitos das lojas de materiais de construção estão abastecidos para um longo período e não deve haver desabastecimento com em anos anteriores. Só na loja do empresário Tião Cameli, o estoque de cimento, que é um dos produtos que sempre se torna escasso no verão, é de 40 mil sacas.

Segundo o comerciante, o objetivo é manter o preço mesmo no período de verão e se for preciso, a solução é trazer pela estrada. “Sabemos que existem muitas obras sendo executadas e muitos materiais vão ter uma venda mais elevada. Mas temos um estoque suficiente para atender a demanda. Agora, caso seja necessário, faremos o transporte pela estrada que já oferece condições de trafego” – assegurou Tião.

Mazinho Rogerio

Presidente CRCAC visitará Cruzeiro do Sul


Na próxima semana o presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Acre, o contador Francisco Brito do Nascimento, fará uma visita a cidade de Cruzeiro do Sul para realizar a entrega das carteirinhas profissionais de contabilistas. As carteiras serão entregues aos novos contadores formados pelo IEVAL- Instituto Educaional do Vale do Juruá.


Na próxima semana o presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Acre, o contador Francisco Brito do Nascimento, fará uma visita a cidade de Cruzeiro do Sul para realizar a entrega das carteirinhas profissionais de contabilistas. As carteiras serão entregues aos novos contadores formados pelo IEVAL- Instituto Educaional do Vale do Juruá.

No ano passado 70 novos contadores foram formados pela IEVAL e esse ano, em uma solenidade que será realizada na própria instituição, na próxima semana, o presidente do CRCAC entregará as carteiras para os novos contadores. A carteira profissional do contabilista serve como garantia para a regularização do profissional.

Segundo o Delegado Regional do CRC no Vale do Juruá, Almir Marques Soares, todos os profissionais da área contábil devem ser registrados para que não haja fraudes. “Não basta ter apenas a formação cientifica, não basta ele apenas ser um acadêmico de ciências contábeis e ter o titulo de bacharel, precisa que ele seja registrado junto ao conselho, porque se ele não for registrado junto ao conselho ele não será um contador, será apenas um bacharel em ciências contábeis. Quando um empresário quiser o serviço de um contador ele deve pedir a carteirinha e o certificado de regularidade profissional para que não haja fraudes”.

Posse da nova diretoria do CRCAC

A nova diretoria do Coselho Regional de Contabilidade tomou posse no dia 12 de maio. A solenidade foi realizada no clube dos Oficiais da Polícia Militar do Estado do Acre, em Rio Branco, onde foi reconduzido ao cargo de presidente do CRCAC, Francisco Brito do Nascimento, e empossados os novos conselheiros para o período 2010 a 2013. O Evento contou com a participação do ex-presidente do CFC - Conselho Federal de Contabilidade, Alcedino Gomes Barbosa, do Delegado da Receita Federal do Brasil no Acre, Jerre Jorge Nascimento da Silva, e dos presidentes do CRC do Amazonas e Rondônia.

O delegado regional no Vale do Juruá falou sobre a reeleição do presidente Francisco Brito. “O presidente Francisco fez um trabalho que a categoria entendeu que foi bom e para não haver descontinuidade. Tanto que não houve nenhuma chapa para concorrer às eleições, era apenas uma chapa e a classe entendeu que o conselho estava em boas mãos”- conclui.

Kattiúcia Silveira


Prefeito Burica participa da marcha dos prefeitos e recebe homenagem por cumprir Lei de Responsabilidade Fiscal


Nos dias 18 a 20 de maio foi realizada em Brasília a marcha dos prefeitos. O evento contou com a participação de prefeitos, vereadores, secretários municipais, senadores, governadores, parlamentares estaduais e federais, ministros e o presidente da República. O prefeito de Rodrigues Alves, Burica, participou do evento que teve como tema principal a autonomia municipal e a Federação Brasileira.


Nos dias 18 a 20 de maio foi realizada em Brasília a marcha dos prefeitos. O evento contou com a participação de prefeitos, vereadores, secretários municipais, senadores, governadores, parlamentares estaduais e federais, ministros e o presidente da República. O prefeito de Rodrigues Alves, Burica, participou do evento que teve como tema principal a autonomia municipal e a Federação Brasileira.

Na marcha dos prefeitos foram discutidos sobre as emendas e o repasse feito para as prefeituras que teve uma baixa. Além das discussões 17 prefeitos dos 5.562 municípios brasileiros receberam o prêmio da lei de responsabilidade fiscal. O prefeito de Rodrigues Alves foi o único prefeito do Acre que recebeu a premiação.

Segundo Burica, o mérito do prêmio não é só dele. “Nós estamos ganhando com isso. "Quando nós ganhamos prêmios, eu sempre digo o mérito é de todos os secretários, de todos os funcionários que trabalham na prefeitura e claro da população também. Eu não entrei na política para ser importante e nem para ser rico, eu entrei na política para fazer um trabalho e representar Rodrigues Alves e eu venho fazendo isso com responsabilidade e ética”.

O evento também contou com a participação dos pré- candidatos a presidência, que falaram as suas propostas e formas para ajudar os municípios se eleitos.

Kattiúcia Silveira


quarta-feira, 26 de maio de 2010

Garantia de inclusão social em Cruzeiro do Sul



Os cerca de 88 mil habitantes de Cruzeiro do Sul irão desfrutar daquele que é considerado, hoje, o mais arrojado programa destinado a democratizar a prática esportiva em regiões carentes.

O maior programa brasileiro destinado ao combate à violência é realidade na segunda maior cidade do Acre, onde a maioria da população é de jovens.

Os cerca de 88 mil habitantes de Cruzeiro do Sul irão desfrutar daquele que é considerado, hoje, o mais arrojado programa destinado a democratizar a prática esportiva em regiões carentes. A Praça da Juventude está concebida a partir de uma parceria entre os governos municipal e federal, e estabelecida, no caso da segunda maior cidade do Acre, a partir de recursos (R$ 1,5 milhão) garantidos pela deputada Perpétua Almeida (PCdoB), alocados na rubrica extra-emenda junto ao Ministério dos Esportes na segunda quinzena de dezembro de 2008, em pleno recesso de fim de ano, quando, naquele momento, todos pensavam não haver mais chance para tal proeza.

A obra, licitada na última semana, terá início ainda este mês, e chega num momento difícil para a Segurança Pública da cidade, onde 85% das ocorrências policiais apontam um jovem como vítima ou infrator, segundo estudo realizado pela União da Juventude Socialista na região (UJS).

A praça, financiada pela Caixa Econômica Federal (CEF), ao ser vista a partir da maquete é imponente, mas nem por isso extraordinariamente cara: inclui campos de futebol, teatro arena, pista de skate com espaço para a terceira idade, quadra de vôley, ginásio poliesportivo coberto, pistas de caminhada e atletismo, dentre outros itens. De tão indispensável, é apontada em cidades como Porto Alegre como responsável pela redução de danos gerados pela violência. Seu propósito maior é acolher cidadãos de qualquer faixa etária em risco social, sobretudo.

O projeto também é destinado a comunidades situadas em espaços urbanos com reduzido ou nenhum acesso a equipamentos públicos de esporte e lazer. Alia saúde, bem-estar e qualidade de vida a atividades sócio-educativas diversificadas – atividades, aliás, que também incentivam a inclusão digital e a produção cultural e científica, constituindo-se em um amplo espaço de convivência comunitária.

A Praça da Juventude se impõe numa área 7.000 m² e destaca, entre os itens de maior interesse público, um grande ginásio poliesportivo, que, em funcionamento pleno, oferecerá um novo gás à população, possibilitando a todos reconhecerem-se como cidadãos de direitos e deveres no exercício legítimo e diário de sua cidadania.

"O foco é a juventude, mas esse tipo de investimento também atende a outras faixas etárias das áreas urbanas e rural de maior vulnerabilidade social. O que mais importa pra nós é a inclusão social e a diminuição dos índices de violência", explicou a deputada. "Quando não estiverem na escola, nossos jovens de Cruzeiro do Sul poderão praticar esporte. Isso os afastará do contato direto com o crime, com as drogas e com o álcool", concluiu a deputada.

Em Brasília, o prefeito Wagner Sales fez um agradecimento especial à deputada Perpétua Almeida. Ele reafirmou a atenção da prefeitura para finalizar o processo licitatório e prestar as informações à CEF o quanto antes, para que os repasses não sejam prejudicados, considerando o ano eleitoral.

A obra será levantada num terreno público próximo ao 61 BIS. "Eu tenho absoluta certeza de que nossos jovens terão o que fazer ao invés de procurar botecos para beber", concluiu o prefeito. Ele admite que Cruzeiro do Sul não oferece opções de lazer aos jovens, em especial, a não ser o velho estádio de futebol construído em 1972, que hoje está deteriorado.

Três objetivos prioritários:

1 - Garantir à população brasileira o acesso gratuito às práticas esportivas;

2 - Utilizar, sistematicamente, o esporte e o lazer como fatores de melhoria da qualidade de vida e
de inclusão social;

3 - Introduzir, de forma sistemática e regular, o esporte e o lazer na promoção do desenvolvimento humano em todos os segmentos sociais.

Estudo sobre violência aponta índices negativos

A notícia da liberação de uma emenda para construção da praça – a primeira no Estado do Acre - foi recebida com muita comemoração e alegria pelas principais entidades do movimento de juventude de Cruzeiro do Sul. "Por muitos anos, esta tem sido uma das principais bandeiras de nossa luta", disse o presidente da União da juventude Socialista (UJS) na região, Francisco Borges.

A população da cidade é constituída na sua maioria por jovens. Porém, é detentora de um dos maiores índices de violência do estado. "A falta de alternativas culturais e esportivas contribuem para a vulnerabilidade dos mesmos. Infelizmente, muitos fazem o caminho inverso na busca de um futuro melhor", explica o estudante.

Na cidade, o estudo mais recente sobre os índices de violência entre jovens é de 2009. Foi realizado simultaneamente a uma campanha de conscientização, sob a coordenação da própria UJS. E os números são bem negativos, em especial nos bairros periféricos, nos quais puderam comprovar que a criminalidade se explica pela ausência do poder público.

"Levantamos um dado alarmante: 85% das ocorrências policiais tinham um jovem como vítima ou infrator. Verificamos também que para cada campinho de terra batida ou espaço de lazer nos bairros visitados, existiam 5 bares ou botecos", informou o presidente da UJS.

No Bairro do Remanso, campeão de ocorrências policiais em 2008, há apenas dois campinhos para a prática de futebol, onde os jovens se reúnem nos finais de semanas para a tradicional "pelada". Porém, os terrenos são particulares e os proprietários já estão planejando construir neles.

Na região que compreende os bairros Cobal, alumínio, Várzea, Cruzeirão, Telégrafo e Remanso, há apenas um ginásio de esportes, com uso limitado, pois serve de espaço para as escolas que não possuem quadras esportivas. No bairro da Lagoa, que também aparece na pesquisa como um dos mais violentos, não há qualquer área de lazer, nem biblioteca, nem centro de cultura, muito menos associações.

UJS agradece a deputada

São inumeráveis os relatos dos jovens descontentes com a falta de políticas públicas voltadas à juventude na região. Juruá é apontado como celeiro de potencial artístico e cultural, mas, infelizmente, são negadas oportunidades de desenvolver e difundir a arte em sociedade. "Esta iniciativa do seu mandato veio com um sabor de conquista inigualável pra juventude do Juruá.

Este espaço pode ser utilizado não só pelo povo cruzeirense, mas também pela galera de Mâncio Lima e Rodrigues Alves através de memoráveis atividades regionais", diz uma nota de agradecimento encaminhada ao gabinete da deputada em Brasília. "Queremos começar daqui pra frente o caminho de uma alternativa, para melhorar a convivência da juventude bem como a qualidade de vida das pessoas", conclui a nota.

"A gente não quer só comida. A gente quer comida, diversão e arte"


Prefeitos se reúnem para criação do Consórcio Intermunicipal do Juruá


Em uma reunião realizada nesta segunda-feira, 24, na Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, estiveram presentes os prefeitos Cledson Rocha, de Mâncio Lima, Burica, de Rodrigues Alves, Neuzari Pinheiro, de Porto Walter, Randson Almeida, de Thaumaturgo, e Vagner Sales, de Cruzeiro do Sul, com o objetivo de formalizar a criação do Consórcio Intermunicipal do Juruá. A entidade terá como mote de atuação a promoção do desenvolvimento regional de forma integrada e a interlocução com as instituições financiadoras de projetos para os municípios.


Em uma reunião realizada nesta segunda-feira, 24, na Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, estiveram presentes os prefeitos Cledson Rocha, de Mâncio Lima, Burica, de Rodrigues Alves, Neuzari Pinheiro, de Porto Walter, Randson Almeida, de Thaumaturgo, e Vagner Sales, de Cruzeiro do Sul, com o objetivo de formalizar a criação do Consórcio Intermunicipal do Juruá. A entidade terá como mote de atuação a promoção do desenvolvimento regional de forma integrada e a interlocução com as instituições financiadoras de projetos para os municípios.

Os primeiros debates sobre a instituição do Consórcio Intermunicipal do Juruá foram realizados no início deste mês no município de Rodrigues Alves. No momento estiveram presentes apenas os prefeitos de Vagner Sales, Burica e Randson Almeida, que definiram a próxima reunião para esta segunda, em Cruzeiro do Sul.

Desta vez, com a participação dos gestores de todos os municípios da região, foram escolhidos os membros de um conselho que será responsável pelo gerenciamento da entidade. Como presidente do conselho, foi escolhido o prefeito de Mâncio Lima Cledson Rocha que acredita que os municípios consorciados terão mais facilidades para angariar recursos para execução de projetos com verbas federais.

De acordo com o prefeito Vagner Sales, esses municípios, por serem considerados de baixo índice populacional, muitas vezes ficam de fora de alguns programas do Governo Federal. “O Governo Federal tem programas que só contemplam municípios com mais de 100 mil habitantes, como para habitação, por exemplo, e aqui o município com um maior número de habitantes tem 80 mil pessoas e por isso todos ficavam de fora. Mas, com a junção desses municípios vamos chegar a 200 mil habitantes, o que ultrapassa o número exigido” – ressaltou.

A mesma entidade já foi instituída entre os municípios do Alto Acre. O secretário Executivo do Consórcio que envolve os municípios do Alto Acre, Silton Melo, participou da reunião de criação do Consórcio do Juruá para orientar sobre o funcionamento da entidade representativa dos municípios. “São muitos os projetos que podem ser aprovados através desse consórcio, principalmente, no que diz respeito aos resíduos sólidos que têm sido o grande problema da maioria dos municípios pequenos” – explicou.

Com a formação do Consórcio Intermunicipal do Juruá, o próximo passo agora é o levantamento das demandas para a elaboração de projetos. De acordo com o prefeito Cledson Rocha, novas reuniões serão realizadas com os técnicos de cada prefeitura para a definição das prioridades de cada município.

Sebrae e Banco da Amazônia orientam empreendedores a acessar linhas de crédito do FNO



Criado pela Constituição de 1988 e regulamentado pela Lei 9.126 de 1995, o Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) destina-se a financiar os setores produtivos da Região Norte através de quatro programas: Amazônia Giro MPE, Amazônia Sustentável, FNO-Exportação e FNO-Biodiversidade, sendo os recursos administrados pelo Banco da Amazônia.

Flaviano Schneider

Criado pela Constituição de 1988 e regulamentado pela Lei 9.126 de 1995, o Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) destina-se a financiar os setores produtivos da Região Norte através de quatro programas: Amazônia Giro MPE, Amazônia Sustentável, FNO-Exportação e FNO-Biodiversidade, sendo os recursos administrados pelo Banco da Amazônia. Ocorre, porém, que muitos empreendedores tem dificuldades de acessar estas linhas de crédito. Por este motivo, o Sebrae formalizou parceria com o Banco da Amazônia e está promovendo em todos os municípios acrianos o “Seminário de Orientação e Acesso ao Crédito”.

Na terça-feira à noite (25) o seminário aconteceu em Cruzeiro do Sul na sede da Associação Comercial do Alto Juruá atraindo mais de uma centena de empresários. O diretor-superintendente do Sebrae, Orlando Sabino e o superintendente do Banco da Amazônia, Marivaldo Melo apresentaram palestra aos empresários.

Sabino recomendou cautela no ato de pedir um financiamento: “Primeiro, o empreendedor tem que ter consciência de que ele realmente tem necessidade de crédito. Às vezes pode parecer que é falta de dinheiro, mas é falta de gestão, ou problemas com controle de estoque, fluxo de caixa” - disse. Marivaldo Melo expôs aos presentes as linhas de crédito disponibilizadas pelo banco.

Após as palestras, houve debates e uma ‘rodada de negócios’ no qual cerca de 70 empreendedores presentes fizeram pré- cadastro, para obtenção de financiamentos no Banco e com inscrição aos cursos oferecidos pelo Sebrae. No dia 1º o seminário vai acontecer em Tarauacá e no dia 2 em Feijó.

O presidente da Associação Comercial do Alto Juruá, Marcos Venicius, entende que é bastante oportuno o presente seminário em vista da desinformação existente entre os micros e pequenos empresários e levando em consideração que já está próxima a reabertura da BR-364, que os negócios aumentam na cidade.

O presidente da Associação dos Micros e Pequenos Empresários, Elson Costa, destacou que o Banco da Amazônia já financiou os microempresários e o empreendimento foi um sucesso já que o dinheiro retornou ao banco.

Ele lembrou que muitos dos associados tocavam seus negócios nos mercados que foram fechados para reformas e ficaram mais de um ano de portas fechadas. Em vista disso muitos ficaram com restrições creditícias seja no Serasa ou nos cartórios. “Espero que este seminário que o Sebrae nos oferece traga alguma luz para podermos trilhar este caminho e acessar os créditos do Banco da Amazônia” – disse.

TRE-AC responde consulta do Partido Progressista (PP) sobre inelegibilidade de vice-governador



O diretório regional do Partido Progressista (PP) apresentou consulta ao Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) com questionamento sobre a inelegibilidade do Vice-Governador que substituir o Governador do Estado nos seis meses que antecedem as eleições. O relator da consulta foi o juiz Marcelo Bassetto..


O diretório regional do Partido Progressista (PP) apresentou consulta ao Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) com questionamento sobre a inelegibilidade do Vice-Governador que substituir o Governador do Estado nos seis meses que antecedem as eleições. O relator da consulta foi o juiz Marcelo Bassetto..

A pergunta formulada pelo PP foi a seguinte: - O Vice-Governador que não suceder, mas sim substituir eventualmente o Governador do Estado, assumindo como Governador em exercício, ainda que por poucos dias, nos seis meses que antecedem ao pleito, pode concorrer à reeleição para o mesmo cargo de Vice-Governador, uma vez que o § 2º do artigo 1º da LC 64/90 veda a candidatura em casos de sucessão ou substituição do titular para cargos diversos e não para o mesmo cargo?.

De acordo com o voto do relator, pronunciado na sessão desta terça-feira (25) e que foi acompanhado por unanimidade pelos demais membros da Corte Eleitoral, o vice-governador que substituir o governador, a qualquer tempo, inclusive nos seis meses que antecedem ao pleito, pode concorrer à reeleição para o cargo de Vice-Governador..

Para sustentar seu voto, Marcelo Bassetto citou texto da Constituição Federal que trata de forma distinta a sucessão e a substituição. A sucessão, explicou o juiz, é o fenômeno que se dá em razão da vacância da titularidade executiva; a substituição ocorre no impedimento ou falta ocasional do titular.

De acordo com Bassetto, “havendo tratamento distinto pela própria Constituição, necessário se faz apurar um critério objetivo que permita distinguir as conseqüências da distinção”..

Diante desse argumento, Marcelo Bassetto explica que o vice que “substitui” ocasionalmente o titular “volta a ser vice no momento em que o titular reassume o cargo”. Porém, diz o juiz, o vice que “sucede” o titular jamais voltará a ser vice. “Sua trajetória não mais permite a “via de retorno”, complementa..

Por fim, Bassetto afirma que o vice que é candidato à reeleição, pode assumir, em substituição, a chefia do Executivo, a qualquer tempo, inclusive nos seis meses que antecedem ao pleito. Mas a substituição nos seis meses que antecedem as eleições, porém, gera a inelegibilidade de seu cônjuge e de seus parentes até o 2º grau (artigo 14, § 7º, da CF)..

Fonte: Ascom/TRE.

MPE ingressa com representação contra deputada Maria Antônia e ex-prefeito de Rodrigues Alves por propaganda antecipada



O Ministério Público Eleitoral protocolou na tarde desta terça-feira (25), no Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), uma representação por propaganda antecipada contra a deputada estadual Maria Antônia (PP) e o ex-prefeito de Rodrigues Alves, Francisco Vagner de Amorin. O processo foi distribuído agora a pouco ao juiz auxilar da propaganda eleitoral, José Augusto Fontes, que irá analisar a representação..


O Ministério Público Eleitoral protocolou na tarde desta terça-feira (25), no Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), uma representação por propaganda antecipada contra a deputada estadual Maria Antônia (PP) e o ex-prefeito de Rodrigues Alves, Francisco Vagner de Amorin. O processo foi distribuído agora a pouco ao juiz auxilar da propaganda eleitoral, José Augusto Fontes, que irá analisar a representação..

De acordo com a denúncia do MPE, a deputada Maria Antônia e seu marido, Francisco Amorin, teriam afixado adesivo num veículo tipo Furgão, em Cruzeiro do Sul, contendo a imagem de ambos os representados e com os dizeres “Gabinete Odontológico”, “Deda” e “Deputada Maria Antônia”. Segundo o Ministério Público, tal comportamento evidencia nitidamente a prática de propaganda irregular.

“A associação do nome e da imagem da deputada estadual Maria Antônia ao nome e à imagem do seu marido Francisco Vagner Amorim, conhecido como “Deda”, no veículo com os dizeres já referidos, expressa a união de dois nomes fortes da política em Cruzeiro do Sul e em Rodrigues Alves, ação conjunta essa que tinha o firme propósito de incutir nos eleitores dos referidos municípios o nome da mencionada deputada”, diz a representação do MPE..

O Procurador Regional Eleitoral Auxiliar, Paulo Henrique Brito, acrescenta ainda que, embora não haja pedido expresso de voto, “é notório e evidente, e até lógico, que a intenção de um político no exercício do mandato seja a de se candidatar à eleição subsequente”, não evitando esforços para tanto..

Por fim, o MPE pede a condenação de ambos, após a apresentação da defesa, nos termos do parágrafo 3.º do artigo 36 da Lei n.º 9.504/97, que prevê multa que pode chegar a R$ 25 Mil..

Fonte: Ascom/TRE.
Foto Ac24horas

terça-feira, 25 de maio de 2010

Tião Viana: Desenvolvimento do Acre passa pelo apoio aos pequenos


“A solução passa, sempre, pela comunidade”, disse, repetidas vezes, o senador Tião Viana (PT-AC), ao se reunir, durante o fim de semana, com representantes de vários segmentos da sociedade acreana para proferir palestras sobre o que ele e seus aliados pensam e defendem em relação ao futuro do Acre.


“A solução passa, sempre, pela comunidade”, disse, repetidas vezes, o senador Tião Viana (PT-AC), ao se reunir, durante o fim de semana, com representantes de vários segmentos da sociedade acreana para proferir palestras sobre o que ele e seus aliados pensam e defendem em relação ao futuro do Acre.

Ainda na noite de sexta-feira, no auditório da Faculdade da Amazônia Ocidental (Firb/Faao), para um auditório de 700 lugares ocupados por estudantes e professores de vários cursos da instituição, o senador falou sobre o momento político brasileiro e a judicialização do sistema de saúde do país. No dia seguinte, já estava na zona rural conversando com agricultores. O convite para a palestra na Firb/Faao foi feito pelo vice-diretor da instituição, professor José Carlos Campos Correa, que prestou homenagens ao senador.

“A Faao é acreana, porque tem em suas veias o mesmo ideal do nordestino que tornou brasileiro este rincão forasteiro, apequenando os obstáculos diante da obstinação que sempre conduz ao sucesso”, disse o professor Correa, ao comparar a luta da fundação da Faao com a história do mandato de Tião Viana no Senado. “Coincidindo com esse período, iniciava-se no Senado brasileiro uma das mais marcantes passagens de um político acreano por aquela Casa. Apesar de não contar com a experiência dos mais antigos, Tião Viana soube ocupar o espaço destinado aos mais capazes, honrando e elevando o nome da política do Acre em nível nacional.”

“O Acre está pronto para o novo momento da produção agrícola”

Da academia, para o campo. No dia seguinte à palestra na Faao, o senador Tião Viana pôs o pé na estrada para conhecer experiências de sucesso na área da produção agrícola. O senador esteve inicialmente na propriedade do produtor Gladson Gadelha, no quilômetro 30 da estrada Transacreana. Ali ele conheceu o sistema de produção e de abate de porcos que permite ao proprietário a ter um lucro mensal estimado em R$ 10 mil. “No serviço público ou mesmo na atividade liberal, para um profissional obter essa renda, ele vai ter que trabalhar muito e estudar à exaustão, tendo que fazer um investimento de muitos anos em mestrado e doutorado. Embora eu defenda que ninguém pode abrir mão do conhecimento, o que nós vemos aqui é que quem não teve oportunidade ou não teve aptidão para o estudo, com trabalho e dedicação, tem uma vida e uma renda dignas como qualquer outro profissional”, disse o senador.

Gadelha é dono de 90 matrizes de porcos e espera chegar até ao final do ano com 150, o que lhe permitira aumentar os lucros. Para o senador, o produtor é um exemplo de que os investimentos em pequenos animais, como porcos, ovinos e caprinos, têm retorno garantido. “A gente deve sempre lembrar que os pequenos muitas vezes têm as respostas para os grandes problemas”, acrescentou Tião Viana ao se reunir, já no quilômetro 50 da mesma Transacreana, com outro grupo de produtores. Viana estava acompanhado dos deputados estaduais Ney Amorim (PT) e Helder Paiva (PR).

Tião Viana recebeu documentos dos produtores filiados à cooperativa local com uma série de reivindicações. Os produtores anunciaram que, com apoio, na safra de 2010/2011 a previsão é de colheita de mais mil hectares de grãos. “Temos prazer em receber o senador aqui porque ele sempre foi um aliado das nossas causas e temos certeza de que, com o apoio dele e do grupo político que ele representa, vamos atingir as nossas metas”, disse o José Augusto Pinheiro da Silveira, presidente da cooperativa local.

Tião Viana agradeceu as manifestações de apoio e ressaltou que, ao longo dos 10 anos de mandato como senador, sempre trabalhou no sentido de que as comunidades, seja em nível municipal ou estadual, pudessem buscar sua independência financeira. “Sonho com isso. Depois que o Jorge Viana quebrou a pedra bruta no Estado e depois da continuidade deste grande governador que é o Binho, creio que é chegada a hora de sonharmos com a independência financeira das comunidades, pela produção agrícola. Este é o caminho e o Acre está pronto para viver este novo momento”, disse o senador.

Jornal Página 20




INCRA entra em acordo e produtores desocupam sede do órgão em Cruzeiro do Sul


Cerca de 50 agricultores que montaram acampamento na Unidade Avançado do INCRA, em Cruzeiro do Sul, na manhã de segunda-feira, 24, desocuparam as instalações do órgão federal na manhã desta terça, 25. Os produtores rurais se manifestaram para exigir agilidade no processo de desapropriação de uma área de terra para que possam morar e desenvolver a agricultura familiar. O movimento dos trabalhadores rurais foi suspenso após a assinatura de um documento que dá a garantia de que o INCRA vai tornar mais breve a desapropriação da terra e o assentamento das famílias.


Cerca de 50 agricultores que montaram acampamento na Unidade Avançado do INCRA, em Cruzeiro do Sul, na manhã de segunda-feira, 24, desocuparam as instalações do órgão federal na manhã desta terça, 25. Os produtores rurais se manifestaram para exigir agilidade no processo de desapropriação de uma área de terra para que possam morar e desenvolver a agricultura familiar. O movimento dos trabalhadores rurais foi suspenso após a assinatura de um documento que dá a garantia de que o INCRA vai tornar mais breve a desapropriação da terra e o assentamento das famílias.

Os manifestantes já haviam sido assentados pelo INCRA no Projeto de Assentamento Porfílio Ponciano e há quatro anos deixaram o local por falta de estrutura para se manterem na terra, principalmente pelas dificuldades de acesso. Cansados de esperar pela liberação de outra área para se instalarem, os agricultores decidiram fazer a manifestação.

O movimento se encerrou no mesmo dia que teve início. Em uma reunião realizada em Rio Branco, dirigentes da Federação dos Trabalhadores do Acre - FETACRE – e representantes da Superintendência do INCRA, no acre, chegaram a um acordo e através de um documento enviado para a sede de Cruzeiro do Sul, o INCRA se comprometeu em antecipar para o mês de julho a conclusão do processo de desapropriação da fazenda Agro Juruá que estava previsto para o mês de novembro.

“Esse processo se arrastou demais e foi preciso a mobilização dos trabalhadores rurais para que tivéssemos a garantia de que vai sair da Advocacia Geral da União” – disse o presidente da Câmara Municipal de Rodrigues Alves, Darimar Rocha que acompanhou os agricultores.






Ao terem conhecimento do acordo, os agricultores decidiram suspender a manifestação e na manhã desta terça-feira, 25, deixaram a sede do INCRA, com a certeza de que em breve serão assentados em uma área de terra para que possam produzir. “Deixamos a sede do INCRA hoje cientes de que nossa reivindicação foi atendida, Mas, se até o dia 24 de junho a fazenda não estiver desapropriada, vamos voltar e não apenas com os pais com fizemos agora, e sim com crianças, mulheres e todas as famílias que estão morando às margens do Juruá sem ter condições de plantar para garantir a sobrevivência” – avisou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rodrigues Alves, Ruster Batista que liderou o movimento.

“ Estamos satisfeitos em voltar pra casa com essa garantia de que até o dia 24 de julho, que foi o prazo máximo que deram pra gente, para que a terra esteja desapropriada e o INCRA comece a assentar as nossas famílias” – disse o presidente da Sociedade Agrícola do Projeto Porfilio Ponciano, Jonasfah Matos de Souza.

www.vozdonorte.com.br - Mazinho Rogério

Vacinação contra Influenza H1N1: Acre está entre as 10 melhores coberturas no País


O Acre já vacinou mais de 75% de sua população identificada dentro dos grupos prioritários contra a Influenza A (H1N1). O levantamento foi concluído nesta terça-feira, 25, pela Coordenação Estadual de Imunizações, ligada à Secretaria Estadual de Saúde. De acordo com os dados, já receberam a dose da vacina 259.409 pessoas, entre trabalhadores em saúde, indígenas, gestantes, portadores de doenças crônicas, crianças menores de 2 anos, adulto de 20 a 29 anos e adulto de 30 a 39 anos - todos eles identificados como grupo de risco e que devem receber a imunização segundo o Ministério da Saúde. A meta do Acre é chegar a 342.575 pessoas vacinadas.


Escrito por Mariama Morena

Coordenação estadual de imunizações faz nova chamada para grávidas e adultos de 20 a 39 anos

O Acre já vacinou mais de 75% de sua população identificada dentro dos grupos prioritários contra a Influenza A (H1N1). O levantamento foi concluído nesta terça-feira, 25, pela Coordenação Estadual de Imunizações, ligada à Secretaria Estadual de Saúde. De acordo com os dados, já receberam a dose da vacina 259.409 pessoas, entre trabalhadores em saúde, indígenas, gestantes, portadores de doenças crônicas, crianças menores de 2 anos, adulto de 20 a 29 anos e adulto de 30 a 39 anos - todos eles identificados como grupo de risco e que devem receber a imunização segundo o Ministério da Saúde. A meta do Acre é chegar a 342.575 pessoas vacinadas.

Com esses dados, o Acre apresenta a 10ª maior cobertura vacinal do País. Mas a meta é ultrapassar os 340 mil vacinados no estado. Por isso, a partir dessa semana, a Coordenação Estadual de Imunizações faz uma nova chamada para as grávidas, adultos de 20 a 39 anos que ainda não tomaram a vacina para procurarem um posto de vacinação e se vacinar até o dia 02 de junho de 2010.

PARCIAL DA COBERTURA DE VACINAÇÃO CONTRA INFLUENZA A H1N1*


GRUPO META DOSES APLICADAS % DE COBERTURA
Trabalhadores em Saúde 6.914 10.379 150,12%
Indígena 17.524 12.256 69,94%
Gestantes 6.447 12.030 73,14%
Portadores de doenças Crônicas 72.700 62.470 85,93%
Crianças < de 2 anos 26.529 26.034 98,13%
Adulto de 20 a 29 anos 132.275 100.367 75,88%
Adulto de 30 a 39 anos 95.632 62.025 64,86%
População Geral 342.575 259.409 75,72%




*Dados do dia 25 de maio de 2010


segunda-feira, 24 de maio de 2010

Produtores Rurais acampam na sede do INCRA para exigir mais agilidade no processo de desapropriação de terra


Cerca de 50 produtores rurais montaram acampamento na sede do INCRA, em Cruzeiro do Sul, na manhã desta segunda-feira, 24. São agricultores que foram instalados no Projeto de Assentamento Porfílio Ponciano, em Rodrigues Alves, e tiveram que deixar o local pelas dificuldades de acesso. Há quase 4 anos as famílias lutam pela desapropriação de uma fazenda para que possam se instalar e ter uma área de terra para produzir.


Cerca de 50 produtores rurais montaram acampamento na sede do INCRA, em Cruzeiro do Sul, na manhã desta segunda-feira, 24. São agricultores que foram instalados no Projeto de Assentamento Porfílio Ponciano, em Rodrigues Alves, e tiveram que deixar o local pelas dificuldades de acesso. Há quase 4 anos as famílias lutam pela desapropriação de uma fazenda para que possam se instalar e ter uma área de terra para produzir.

O INCRA tentou instalar as 50 famílias no Projeto de Assentamento Porfilio Ponciano, mas teve que fechar o Projeto devido às dificuldades para abrir uma estrada até a comunidade. Com isso, os produtores tiveram que deixar o local e foram para as margens do Rio Juruá onde vivem aglomerados em uma área de apenas 3 hectares.

“Não temos como produzir nesse local, por isso, estamos enfrentando muitas necessidades. Queremos que o INCRA resolva logo essa situação e consiga um terreno para que tenhamos condições de produzir para sustentar nossa família” – disse o presidente da Sociedade Agrícola do Projeto de Assentamento, Jonasfah Matos de Souza.

Os agricultores armaram redes e jogam carteado como forma de passatempo. Eles afirmam que, se até a tarde desta segunda-feira, não tiveram uma resposta que seja favorável, vão trazer as famílias para ficar até o dia em que o INCRA providenciar uma área de terra para que possam se instalar.

O vereador Noé Matos, do PP de Rodrigues Alves, acompanha o movimento e afirma que não é possível aceitar as condições em que as famílias se encontram no local aonde vivem atualmente. “O INCRA tem que tratar essa situação com mais agilidade porque não dá mais para que essas famílias fiquem como estão. Sem ter nem como plantar nem para a alimentação” – cobrou o vereador.

O chefe a Unidade Avançada do INCRA, José Augusto Correia da Silva, disse que já está sendo providenciada a desapropriação de uma fazenda para instalar os produtores. Mas a previsão é que o processo seja concluído só em novembro.

“O que aconteceu para ocasionar essa demora foi que houve problema na documentação da Fazenda Agro Juruá que está sendo desapropriada e fez com que o processo demorasse. Mas tudo que dependia da Unidade Avançado em Cruzeiro do Sul já foi feito e a previsão é que o processo, que se encontra na Advocacia Geral da União, seja concluído até novembro” – disse o representante do INCRA.

No entanto, os agricultores não querem mais esperar tanto tempo. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rodrigues Alves, Ruster Batista, vão permanecer acampados até que a situação seja resolvida. “Queremos que seja resolvida ainda hoje porque nosso desejo não é ficar aqui por muito tempo e esperamos que os produtores possam ter um local para trabalhar o mais rápido possível. Agora, se o INCRA não apresentar uma solução urgente, vamos ficar aqui o tempo que for preciso” – afirmou Ruster.


Estrada que dá acesso ao município de Guajará preocupa população


A estrada que dá acesso ao município de Guajará está deixando a população, que precisa se deslocar do município para Cruzeiro do Sul, com medo. Na ultimas semana foram registrados três acidentes, um com vitima fatal na noite desta quarta-feira, (15).


A estrada que dá acesso ao município de Guajará está deixando a população, que precisa se deslocar do município para Cruzeiro do Sul, com medo. Na ultimas semana foram registrados três acidentes, um com vitima fatal na noite desta quarta-feira, (15).

Aquino Braz de Medeiros morava em Guajará e trabalhava a noite em Cruzeiro do Sul, ao passar por um trecho da estrada, considerado perigoso pelas curvas fechadas e ladeiras acentuadas, bateu em uma avaria no asfalto que estourou o pneu e caiu. Ele foi levado ao hospital do Juruá, mas foi a óbito na sala de cirurgia. No mesmo trecho outros dois motoqueiros derraparam, mas por sorte sofreram apenas pequenas escoriações.

Segundo a professora, Ana Cláudia, que faz o trecho Cruzeiro do Sul – Guajará, de segunda a sexta-feira, o trecho fica mais perigoso quando chove. “Quando está chovendo é muito perigoso, porque fica liso. Tem a questão também das pessoas andarem em alta velocidade. Eu fico com medo, pois eu faço esse trajeto de segunda à sexta”.

O motorista da ambulância do hospital do Guajará, Gilberto Fonseca Reis, que percorre esse trecho todos os dias, já presenciou muitos acidentes. “Semana passada nesse mesmo buraco aqui eu encontrei um rapaz caído, prestei socorro e levei ele para o Hospital do Juruá. A estrada está com muitos buracos e causam muitos acidentes”.

De acordo com o vereador do município de Guajará, Branco Cameli, a responsabilidade da manutenção da estrada fica a cargo do governo do Amazonas. “A responsabilidade da recuperação da estrada é do governo do Estado, mas eu culpo a administração pública do nosso município que não cobra isso dos governantes. Porque essa é uma estrada muito importante, pois liga Guajará a Cruzeiro do Sul é uma estrada que tem acesso diário de ônibus, carros e motos”.

A família de Aquino lamenta a morte e faz um apelo as autoridades. “As autoridades precisam fazer alguma coisa, porque não só ele como outras pessoas podem ser vitimas de acidentes na estrada. Então quantas pessoas vão morrer de graça? E ele só foi trabalhar, agora deixou sua filha, sua esposa, seu lar, seu emprego e uma vida toda pela frente. Uma pessoa que não era de bebida, que não estava em alta velocidade e olha o que aconteceu com o meu irmão” – relatou a irmã do Aquino, Kátia Medeiros.

Kattiúcia Silveira


Náuas empata em casa e garante participação na final do Campeonato Acreano


Em uma partida sem gols a equipe do Náuas, de Cruzeiro do Sul, garantiu a vaga na final do Estadual 2010. No jogo disputado na Arena do Japiim, neste domingo, 23, o Cacique do Juruá manteve cautela para garantir o empate e aproveitar a vantagem que trouxe da Arena da Floresta quando venceu o Atlético Acreano por 2 a 1.

Em uma partida sem gols a equipe do Náuas, de Cruzeiro do Sul, garantiu a vaga na final do Estadual 2010. No jogo disputado na Arena do Japiim, neste domingo, 23, o Cacique do Juruá manteve cautela para garantir o empate e aproveitar a vantagem que trouxe da Arena da Floresta quando venceu o Atlético Acreano por 2 a 1.


Foram poucas as jogadas que levaram perigo ao adversário na partida realizada na Arena do Japiim. O Náuas teve uma postura mais defensiva do que nos jogos anteriores já que precisava apenas do empate para chegar à final. Os lances que chegaram mais perto do gol saíram ainda no primeiro tempo. Aos 13 minutos o meia Emerson ficou sem marcação na entrada da área, teve tempo de ajeitar a bola, mas bateu pra fora. Essa foi a principal chance do Náuas na partida.


O Galo, que precisava vencer por dois gols de diferença, ainda tentou pressionar a zaga nauense e no final do primeiro tempo esteve melhor na partida, mas não teve muitas oportunidades e o jogo se encerrou em 0 X 0. Esse placar levou o Náuas para uma disputa de duas partidas contra a equipe do Rio Branco que também venceu, neste domingo, o Juventus por 4 x 2. Com a derrota do Juventus o Náuas também garantiu vaga na série D do Campeonato Brasileiro.


Doni foi um dos principais jogadores do Náuas que comandou o trabalho da zaga, considerada uma a melhor do Estadual. Foi a que menos levou gols durante o campeonato. “Viemos para fazer esse trabalho de marcação e tudo que fiz em campo foi em função de um grupo que está muito bem coordenado pelo professor Neneca” – disse.
Agora a equipe de Cruzeiro do Sul deve se preparar para enfrentar o ataque do Rio Branco, o que mais funcionou durante a competição e marcou o maior número de gols.

O técnico Neneca disse que a vitória foi um mérito dos jogadores e teve a participação da torcida que compareceu em massa para assistir a classificação da equipe representante do Juruá. Neste domingo, o jogo na Arena do Japiim, bateu o recorde de público do campeonato com cerca de 2 mil torcedores.

“Quem vai disputar uma final precisa está bem preparado e a equipe já começa a treinar a partir desta segunda-feira. Sabemos que são duas partidas difíceis, mas vamos para nos dedicar ao máximo para trazer esse título que é inédito para a região do Juruá” – garantiu o treinador.