quinta-feira, 6 de maio de 2010

DEAS amplia rede de abastecimento de água em Cruzeiro do Sul


Iniciadas pelos bairros da Várzea e Cobal prosseguem nesta semana, no bairro do Remanso, as obras de ampliação da rede de abastecimento de água do Departamento Estadual de Água e Saneamento (DEAS) em Cruzeiro do Sul. Segundo o gerente local do DEAS, Gelmires Lima, nesta fase serão implantados 22 km de redes e perfurados sete poços artesianos ampliando em mil metros cúbicos por hora a capacidade de produção de água na cidade. Cerca de 3 km da rede já foram concluídos; já os poços estão em fase de contratação.


Escrito por Flaviano Schneider

Nesta fase serão implantados 22 km de redes e perfurados sete poços artesianos

Iniciadas pelos bairros da Várzea e Cobal prosseguem nesta semana, no bairro do Remanso, as obras de ampliação da rede de abastecimento de água do Departamento Estadual de Água e Saneamento (DEAS) em Cruzeiro do Sul. Segundo o gerente local do DEAS, Gelmires Lima, nesta fase serão implantados 22 km de redes e perfurados sete poços artesianos ampliando em mil metros cúbicos por hora a capacidade de produção de água na cidade. Cerca de 3 km da rede já foram concluídos; já os poços estão em fase de contratação.

Segundo Gelmires a meta do projeto ora em execução é levar água tratada a 100% das residências, o recadastramento dos consumidores e a colocação de hidrômetros em todas as casas. Outra meta que, segundo ele, deverá ser atingida em dezembro é o fornecimento de água 24 horas por dia. “Onde não tiver rede de água na cidade, o Governo vai levar”, disse.

Ainda segundo o gerente do DEAS, a tendência atual é passar a fornecer água obtida a partir de poços artesianos. A estação de captação de água ainda funciona, mas deverá com o tempo ser desativada. Cerca de 80% da cidade já é abastecida com água tratada. Uma pequena parte do fornecimento de água ainda é operada pelo município, mas há uma comissão fazendo os estudos necessários para que o Deas receba o sistema da prefeitura.

A dona de casa Antônio Teixeira da Costa, moradora na Travessa Possidônio Rodrigues, bairro Remanso ficou animada vendo o trabalho de colocação dos tubos. Ela disse que na travessa quase nenhuma casa da parte de cima recebe água normalmente. Sua vizinha Elisete Gomes do Nascimento que mora na parte de cima confirma: “A situação aqui é muito complicada, a gente passa dias sem receber água. A prefeitura veio cobrar IPTU e aqui não tem coleta de lixo, não tem iluminação pública, nem água própria. Agora vejo que vai melhorar; pelo menos a água está chegando”.

Água no Vale do Juruá

Mâncio Lima e Rodrigues Alves também estão sendo contemplados com o projeto de expansão de redes. Em Mâncio Lima já foi feita ampliação de 15 km de rede e perfuração de dois poços artesianos. Rodrigues Alves também receberá mais 15 km de rede. No total estão sendo investidos pelo Governo do Acre em saneamento no Vale do Juruá cerca de R$ 9 milhões nesta primeira fase.

Os recursos são do BNDES, do Governo Federal através da Funasa e contrapartida do governo do Estado. Até dezembro, o governo do Estado estará fazendo ampliação da rede em praticamente todos os municípios do estado, paralelamente com a captação de água e o tratamento.

Nenhum comentário: