domingo, 16 de maio de 2010

Deracre programa reabertura da BR 364 para 15 de junho



Em Cruzeiro do Sul começam as expectativas em relação à reabertura da BR-364 especialmente depois da friagem que ainda hoje faz a temperatura cair à noite e devido ao céu sem nuvens que permite o sol brilhar, prenunciando o verão. O gerente local do Deracre, Josinaldo Batista, após contato por telefone com o diretor do Deracre, Marcus Alexandre, confirmou a reabertura da BR-364 para o dia 15 de junho, 13 dias antes da reabertura no ano passado.


Escrito por Flaviano Schneider

Dependendo da intensidade do verão, rodovia poderá ter tráfego o ano inteiro


Em Cruzeiro do Sul começam as expectativas em relação à reabertura da BR-364 especialmente depois da friagem que ainda hoje faz a temperatura cair à noite e devido ao céu sem nuvens que permite o sol brilhar, prenunciando o verão. O gerente local do Deracre, Josinaldo Batista, após contato por telefone com o diretor do Deracre, Marcus Alexandre, confirmou a reabertura da BR-364 para o dia 15 de junho, 13 dias antes da reabertura no ano passado.

Josinaldo diz que já estão acontecendo várias consultas de pessoas interessadas na reabertura da BR, mas o Deracre precisa ser cauteloso especialmente devido ao tráfego pesado. "O solo ainda está muito úmido e para liberar para o tráfego pesado tem que secar mais. Não adianta reabrir e ter que fechar dois dias depois", afirma. O andamento dos trabalhos de reabertura está adiantado. Falta um trecho de 70 km entre o rio Jurupari e a entrada de Manuel Urbano. Devido ao fato de o trecho em questão estar localizado na parte central da rodovia, as empresas que fazem sua manutenção tiveram que esperar a liberação dos trechos anteriores para levar o maquinário, hoje já no local.

Desde 2008, a BR 364 é trafegável no trecho entre Cruzeiro do Sul e Feijó. Um trecho de 70 km entre o rio Juruá e o rio Liberdade está sendo restaurado, mas mesmo com os trabalhos de recuperação o tráfego continua no trecho. Também há um trecho de 19 km na chegada de Tarauacá em restauração. Os dois trechos serão totalmente recuperados neste ano.

Segundo Josinaldo, dependendo do tamanho do verão a BR-364 poderá ter tráfego já este ano durante o período chuvoso. Isto porque as obras de arte - galerias, bueiras e principalmente as pontes - já estarão concluídas e nestes pontos é que geralmente ocorriam interrupções.

No trecho que não for possível asfaltar, o Deracre pensa em colocar um revestimento primário para que se possa garantir o fluxo de veículos de inverno a verão. É interessante frisar que com a entrega da ponte do Juruá em dezembro e o asfaltamento da estrada Variante, a distância entre Cruzeiro do Sul e Rio Branco diminui em 30 km. Ademais com a conclusão das pontes dos rios Tarauacá, Envira e Purus termina o transtorno de fazer as travessias de balsa, o que diminuirá o tempo da viagem.

Avenida Mâncio Lima - O Deracre retomou as obras da Avenida Mâncio Lima no centro de Cruzeiro do Sul e está construindo o restante do canal que vai despejar na galeria já existente. Vai também revitalizar o local construindo uma praça no encontro da antiga Mâncio Lima com a parte construída. Com a conclusão da ponte, a avenida ficará ainda mais importante em relação ao fluxo de tráfego no centro de Cruzeiro do Sul pois todo o volume de veículos provenientes da BR 364 passará por ela. Desta forma, o Deracre está estudando o melhor encaixe da avenida com a ponte. "Queremos fazer um projeto que além de favorecer o ordenamento do tráfego de veículos valorize o local como um cartão postal da cidade", disse Josinaldo.

Nesta segunda-feira, o Deracre inicia a construção do acesso à Escola Maria Moreira Lima, no bairro da Várzea. A escola foi inaugurada pelo governador Binho Marques há duas semanas e na ocasião a comunidade local pediu intervenção no acesso já que no inverno o local fica muito prejudicado. O governador garantiu a obra. Depois de concluída a terraplanagem o trecho será asfaltado. Em 15 dias, o acesso será entregue.

Nenhum comentário: