segunda-feira, 31 de maio de 2010

Intercâmbio estudantil com o Peru deixa acadêmicos eufóricos



Acadêmico do 7º período do curso de Engenharia Florestal e presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Ufac em Cruzeiro do Sul, Eder Fidélis, de 26 anos, está eufórico com a primeira caravana de intercâmbio universitário que embarca para o Peru na próxima segunda-feira, 31. “Estamos na maior expectativa. Agora temos certeza que será realizado o nosso antigo projeto de trocar conhecimentos, ver de perto o que nossos vizinhos podem nos oferecer e mostrar a eles o que temos para retribuir”, comentou ele.



Acadêmico do 7º período do curso de Engenharia Florestal e presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Ufac em Cruzeiro do Sul, Eder Fidélis, de 26 anos, está eufórico com a primeira caravana de intercâmbio universitário que embarca para o Peru na próxima segunda-feira, 31. “Estamos na maior expectativa. Agora temos certeza que será realizado o nosso antigo projeto de trocar conhecimentos, ver de perto o que nossos vizinhos podem nos oferecer e mostrar a eles o que temos para retribuir”, comentou ele.

A caravana, organizada graças a uma parceria da Aleac com a Ufac, vem sendo idealizada desde o I Encontro Político Empresarial Acre-Ucayali, realizado em Pucallpa, em junho de 2009. Inicialmente previsto para envolver apenas a Ufac e a Universidad de Ucayali, a 220 km de Cruzeiro do Sul, o intercâmbio acabou se estendendo até universidades de Tingo Maria, Huánuco e Lima, a 820 km, e sua majestosa Universidad de San Marcos, a mais antiga dasAméricas.

Ao todo, viajam 115 pessoas entre alunos, professores e pessoal de apoio. O processo de seleção dos alunos foi o mais democrático possível. A UFAC tem 11 cursos e cerca de dois mil alunos em Cruzeiro do Sul. Destes, cerca de 100 foram selecionados pela instituição para a viagem. A seleção foi dividida entre cursos, períodos e grau de aproveitamento dos alunos.

As oportunidades para os estudantes do Vale do Juruá no Peru são inúmeras. Porfírio Ponciano Oliveira Júnior, por exemplo, já sonha com a realização de curso de mestrado na Universidad Agrária de La Selva, em Tingo Maria, cidade turística no Centro do Peru. Com 21 anos, ele é aluno do 4o período de Engenharia Agronômica em Cruzeiro do Sul. “Cursar na Agrária de La Selva enriquece a carreira de qualquer agrônomo. É uma das mais respeitadas do Peru e agrega conhecimentos das ciências agrárias convencionais com os conceitos agroflorestais praticados no Acre”, argumenta.

Além dos cursos de graduação, pós-graduação e de pesquisa, o intercâmbio prevê a realização de cursos por temporadas de três a seis meses em diversas áreas, segundo o vice-reitor da Ufac, Pascoal Muniz. De acordo com ele, já a partir do próximo semestre começarão a embarcar os primeiros alunos desta modalidade de intercâmbio. Também está previsto o envio de oito alunos para cursar Medicina na Universidade de Ucayali, em Pucallpa, com as despesas bancadas pelo Governo do Acre.

Nenhum comentário: