quinta-feira, 6 de maio de 2010

"Obras mostram respeito ao povo do Juruá", diz governador interino em Cruzeiro do Sul


O governador do Acre em exercício, Pedro Ranzi, esteve esta semana em Cruzeiro do Sul, onde visitou várias obras e ações do Governo do Estado, como o Hospital Materno-Infantil, a Arena do Juruá, Centro Socioeducativo, Hospital do Juruá e Ponte do Juruá.

Escrito por Edmilson Ferreira
Fotos: Gleilson Miranda/Secom

Pedro Ranzi cumpriu extensa agenda, inspecionando os mais importantes projetos do Governo do Acre no Juruá

O governador do Acre em exercício, Pedro Ranzi, esteve esta semana em Cruzeiro do Sul, onde visitou várias obras e ações do Governo do Estado, como o Hospital Materno-Infantil, a Arena do Juruá, Centro Socioeducativo, Hospital do Juruá e Ponte do Juruá.

Ranzi concedeu entrevistas reconhecendo que as obras são de vulto e demonstram o respeito que o Governo tem com a população do Vale do Juruá, que tem recebido o mais importante volume de investimentos na história de um governo. Ao final das visitas, Pedro Ranzi fez a seguinte avaliação: "estou impressionado. Essas obras realmente mostram respeito com o povo do Juruá", disse o governador interino, que morou por vários anos em Cruzeiro do Sul, onde foi professor e prefeito do município. Acompanharam o governador, o secretário de Estado de Infraestrutura e Obras Públicas, Eduardo Vieira, técnicos e gestores estaduais.

O ritmo das obras da Arena do Juruá, por exemplo, deixaram o governador otimista quanto ao prazo de entrega da primeira fase, previsto para o dia 28 de setembro, aniversário de Cruzeiro do Sul. O estádio integra um complexo de equipamentos em que se envolvem quatro convênios que somam mais de R$ 18 milhões.

A Arena do Juruá tem o mesmo padrão da Arena da Floresta, em Rio Branco, construída dentro das normas exigidas pela Federação Internacional de Futebol (Fifa). O projeto foi elaborado pela mesma equipe técnica que idealizou a Arena da Floresta, assegurando semelhante qualidade para o gramado, inclusive. O espaço da Arena do Juruá - com belíssima vista para a floresta de buritizais que circunda a região - terá um local destinado à realização de grandes eventos, como exposições e shows. A capacidade da Arena deve ser de até 20 mil pessoas.

A concretagem demanda tecnologia diferenciada, conhecida como concreto aparente para evitar que a estrutura absorva possíveis defeitos das formas. O tempo de remoção das formas é fundamental para o concreto aparente. Diariamente, a obra consome entre 150 e 300 sacas de cimento, gerando atualmente 96 postos de trabalho.

Ranzi percorreu o Hospital Materno-Infantil, que integra o sistema de atendimento à mulher e à criança e será referência para todo o Vale do Juruá e municípios de outros Estados, como Guajará, no Amazonas. O Governo do Estado alugou um espaço para assegurar atendimento de qualidade para mulheres e crianças da região. A ideia é ter no Acre dois hospitais que servem de exemplo no atendimento materno-infantil, em Rio Branco e Cruzeiro do Sul. No final do ano, o Acre contará com o sistema completo culminando com coordenação de rede no Hospital das Clínicas do Acre [antiga Fundhacre] que vai dar assistência aos hospitais regionais.

Pedro Ranzi esteve no Centro Socioeducativo de Cruzeiro do Sul, que passa por obras que irão dotá-lo de padrão semelhante às unidades da capital. O CES abriga 28 internos do sexo masculino e em breve contará com novas salas de aula, cursos de informática e quadra esportiva, entre outros equipamentos.


Ponte do Juruá

Pedro Ranzi inspecionou as obras da ponte do rio Juruá que com 550 metros de extensão. É a maior ponte do Acre, Rondônia e Mato Grosso, e junto com outras dez pontes, faz parte do complexo projeto da BR-364 desde o Vale do Juruá até Rio Branco e está no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC, 1ª fase). Até este estágio, a ponte já tem prontos 98% da fundação; 87% dos pilares; 72% das travessas; e mais de 20% da estrutura metálica.

O valor total da obra é de R$ 120.888.360,81, com recursos do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit) e Governo do Acre. A ponte está ligada à Avenida Mâncio Lima, a mais importante da cidade. O Consórcio Alto Juruá, responsável pelo projeto, avança na implantação da estrutura metálica com o içamento das vigas sobre os pilares, uma nova etapa das obras. Para essa estrutura metálica, mais de 800 toneladas de aço já estão no canteiro. No total, serão necessárias 910 toneladas.

Atualmente, a obra emprega cerca de 190 pessoas, mas em fase de intenso trabalho chegou a ocupar 250 operários. O projeto é vistoriado pelo Consórcio Lenk/TCRE, consultoria contratada pelo governo do estado para assegurar efetiva qualidade da obra. O cronograma está em dia e a obra, dentro dos critérios estabelecidos. O projeto passou por um redimensionamento levando-se em consta a sismologia da região.


Hospital Materno-Infantil, novo conceito de atendimento à mulher e à criança

O governador em exercício esteve no canteiro de obras do Hospital Materno-Infantil de Cruzeiro do Sul, unidade que terá 93 leitos e sua construção tem custo estimado em R$ 3.916.031,87. Os recursos são provenientes do Tesouro Estadual e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES Fase 3). O projeto contém sete consultórios, 4 leitos para parto cirúrgico, 5 leitos de pré e pós parto, 1 leito para parto normal, 5 salas de observação, 6 salas de exame, 4 leitos para recuperação de pós-anestésico, 2 leitos UTI materna, 9 leitos de UTI neonatal, 1 leito UTI isolamento, 4 leitos mãe coruja, 23 leitos para alojamento conjunto, 10 leitos de enfermaria, 1 leito de enfermaria de isolamento, e 11 leitos de enfermaria pediátrica.

Em equipamentos, devem ser investidos pelo menos R$ 2,4 milhões. A previsão de entrega é para o segundo semestre deste ano. Atualmente são realizados uma média de 200 partos por mês naquela unidade.

ProAcre: Pedro Ranzi encontra-se com equipe emissora de documentos

Através do Programa de Inclusão Social e Desenvolvimento Sustentável do Acre (ProAcre) o Governo está chegando nas comunidades mais distantes, atingindo especialmente os dez mais importantes rios do Acre com saúde, educação, desenvolvimento comunitário e emissão de documentos.

Pedro Ranzi reuniu-se com os técnicos que atuam com serviços judiciais, uma realização do Governo do Estado - através da Diretoria Organização Central de Atendimento (OCA) e da Secretaria de Gestão Administrativa (SGA) - e o Tribunal de Justiça, do qual Ranzi é presidente.

O governador em exercício ouviu do grupo um relato sobre o trabalho nas comunidades de Nova Cintra, Foz do Paraná dos Mouras e 13 de Maio, todas ao longo do rio Juruá. "Realizamos cerca de 1.800 atendimentos", relatou Fábio Mendes, do projeto OCA. O grupo atua na emissão de carteira de identidade, carteira de trabalho, certidão de nascimento, CPF e título de eleitor.

Participaram do encontro Gilmário Ferreira (OCA), Fábio Mendes (OCA), Claudiomar Costa da Silva (OCA), Francisca Edna (Serviço Nacional de Emprego), José Nilton (Tribunal de Justiça), e Marcílio Santana (Tribunal de Justiça). A equipe é composta ainda por Ismael Maçal (Tribunal Regional Eleitoral). Pedro Ranzi parabenizou o grupo pelo bom trabalho de levar cidadania para comunidades remotas.

Harmonia institucional é crescimento da democracia no Acre

O governador em exercício concedeu entrevista coletiva na Rádio Aldeia FM em rodada de perguntas que contou com os jornalistas Elson Costa, Mazinho Rogério, Luciana Teixeira, Rogério Venceslau, Dilson Ornelas e Nonato Costa. A coletiva foi veiculada simultaneamente nas rádios Integração e Verdes Florestas. Pedro Ranzi falou de sua satisfação em estar no Vale do Juruá na condição de governador interino, lembrando dos tempos em que foi professor na Escola Flodoaldo Cabral, anunciou o desejo de construir um novo fórum em Cruzeiro e se disse surpreso com a limpeza e organização do Hospital do Juruá.

Pedro Ranzi respondeu a questões como a Linha Cunha Gomes, informando que muitas questões já foram superadas para garantir cidadania aos moradores da região incorporada pelo Acre e reafirmou o compromisso do Estado em esclarecer a morte do presidente da Câmara de Vereadores de Acrelândia, Fernando Santos.

Ranzi é desembargador e presidente do Tribunal de Justiça, e ocupa o cargo de governador interino em virtude da viagem que Binho Marques realiza à Costa Rica, onde defende interesses do Acre, e por causa do impedimento do vice-governador, César Messias, e do presidente da Assembleia Legislativa, Edvaldo Magalhães. "No Acre há harmonia institucional, fruto do crescimento da democracia. O Estado amadureceu nas suas instituições", observou o governador.


Nenhum comentário: