segunda-feira, 24 de maio de 2010

Servidores de Mâncio Lima não vão participar de festividades do aniversário do município se Prefeitura não reajustar salários


Dezenas de servidores suspenderam as atividades por um dia e foram as ruas em Mâncio lima, na última sexta, 21, em uma manifestação que teve como objetivo pressionar a Prefeitura a fornecer aumento salarial para os servidores de todas as secretarias.


Dezenas de servidores suspenderam as atividades por um dia e foram as ruas em Mâncio lima, na última sexta, 21, em uma manifestação que teve como objetivo pressionar a Prefeitura a fornecer aumento salarial para os servidores de todas as secretarias.

O funcionalismo exige a reposição de perdas salariais referentes ao reajuste do salário mínimo e ameaçam não participara das festividades em comemoração ao aniversário da cidade, neste dia 30 de maio, se não
A manifestação foi realizada em frente à Câmara Municipal.

A principal avenida da cidade foi fechada para o trafego de veículos e os lideres sindicais da cidade fizeram utilizaram carros de som para expor as propostas dos trabalhadores. O presidente do sindicato dos servidores municipais de Mâncio Lima, Josimar Araujo explicou que, “O que está sendo reivindicado é a reposição de perdas salariais referente ao reajuste do salário mínimo”.

O presidente do sindicato afirmou ainda que, por enquanto não existe a possibilidade de greve, mas garantiu que os servidores estão dispostos a não participarem das atividades em comemoração ao aniversário da cidade que serão realizaras esta semana, caso a prefeitura não conceda o reajuste. “Foi decido aqui e todos os servidores acataram que não iremos participar das atividades e esperamos que o Poder Executivo volte a dialogar com os servidores para que possamos ter nossos objetivos alcançados” – disse Josimar Araújo.

O prefeito Cledson Rocha acha que a manifestação foi precipitada já que segundo ele a prefeitura vinha mantendo um diálogo com os servidores. “Em nenhum momento a Prefeitura deixou de dialogar com o sindicato e essa negociação estava ocorrendo. Foi o próprio sindicato quem estrangulou o processo de negociação” – afirmou Cledson.

O prefeito disse ainda que a prefeitura se propõe em fazer um levantamento da real situação salarial do município para ver a possibilidade de conceder o reajuste salarial aos servidores, mas adiantou que o município está no limite de Lei de Responsabilidade Fiscal. “O sindicato sugere que seja feita a redução da folha de pagamento para que se possa reajustar salários, mas, quero dizer que nós não vamos demitir servidores para conceder aumento salarial” – garantiu.

Nenhum comentário: