terça-feira, 8 de junho de 2010

Raimundo Leopoldo é preso acusado de envolvimento com quadrilha de traficantes que atuava em quatro estados


A prisão de Raimundo Leopoldo foi efetuada por agentes de Polícia Federal na manhã desta terça-feira, 08. Ele estava em casa, no município de Guajará-Am, quando foi capturado pela polícia que cumpria um Mandado de Prisão expedido pela Justiça do estado do Amazonas.


A prisão de Raimundo Leopoldo foi efetuada por agentes de Polícia Federal na manhã desta terça-feira, 08. Ele estava em casa, no município de Guajará-Am, quando foi capturado pela polícia que cumpria um Mandado de Prisão expedido pela Justiça do estado do Amazonas. De acordo com o Delegado José Roberto Perez, que coordena as ações da PF na Delegacia de Cruzeiro do Sul, Leopoldo, que é mais conhecido como Raimundinho, teria participação em uma organização criminosa que autuava nos estados do Pará, Ceará, Amazonas e Acre, liderada pelo brasileiro José Roberto Fernandes Barbosa, o Zé Roberto.

Através de uma operação denominada Fortaleza, iniciada em junho de 2008, a Polícia Federal investigava a atuação da quadrilha que internalizava carregamentos de cocaína pelas fronteiras do Brasil com o Peru e a Colômbia. Durante a operação foram presas trinta mulas, pessoas contratadas para transportar a droga, e apreendidos R$ 300 mil e mais de uma tonelada de cocaína.

A droga era escoada para Manaus por duas rotas principais, sendo uma, através do rio Juruá com entrada pela cidade de Cruzeiro do Sul. A outra seria feita pelo rio Solimões adentrando ao país pela cidade amazonense de Tabatinga. Chegando a Manaus, parte da droga era distribuída entre traficantes locais e o restante era enviado para as cidades de Belém e Fortaleza.

Para concluir a operação, a Polícia Federal cumpriu, nos últimos dias, 36 mandados de prisão nos quatro estados. No Acre foi determinado o mandado judicial contra Raimundo Leopoldo que já foi encaminhado ao Presídio. Dois filhos e um sobrinho de Raimundo também já haviam sido presos em outras operações da Polícia Federal. Mas não foi divulgado que a prisão do pai estaria ligada diretamente aos motivos da prisão dos filhos e do sobrinho que tentavam passar com um carregamento de cocaína pelo rio Juruá.

O delegado José Roberto Perez esclareceu que durante a prisão de Leopoldo não houve apreensão de nenhum produto ilícito nem de bens do acusado. O preso deverá ser transferido para um presídio em Manaus. Raimundo Leopoldo é proprietário de barcos pesqueiros que desenvolvem a atividade na região do Juruá.

www.vozdonorte.com.br- Mazinho Rogerio

Nenhum comentário: