segunda-feira, 12 de julho de 2010

Frente Popular inicia reuniões com a comunidade para formular plano de governo



A Frente Popular do Acre (FPA) iniciou hoje por Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima as reuniões com as comunidades objetivando recolher sugestões e propostas para elaboração do plano de governo para o período de 2011 a 2014.


A Frente Popular do Acre (FPA) iniciou hoje por Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima as reuniões com as comunidades objetivando recolher sugestões e propostas para elaboração do plano de governo para o período de 2011 a 2014.

Centenas de pessoas participaram da abertura do evento realizado no auditório do Seminário Menor, ocasião em que ouviram as palavras dos candidatos ao Senado, ex-governador Jorge Viana e deputado estadual Edvaldo Magalhães e os candidatos a governador Tião Viana e a vice-governador César Messias. Ao todo serão realizadas 11 oficinas em Cruzeiro do Sul e duas em cada um dos outros dois municípios.

Em Cruzeiro do Sul as oficinas ficaram divididas entre os segmentos: políticos, parlamentares e candidatos; movimento social, associações e presidentes; evangélicos; trabalhadores rurais, associações, sindicatos e sociedades agrícolas; juventude; religiões da floresta, Santo Daime, União do Vegetal (manhã); pastorais da Igreja Católica; mulheres; empresários; universidade. Em Rodrigues Alves e Mâncio Lima as oficinas serão divididas entre os setores rurais e os urbanos.

Segundo o coordenador de elaboração do Plano de Governo, Professor Rego, encontros similares serão organizados em todos os municípios e no total serão realizadas 66 oficinas.

O vice-governador Cesar Messias explicou o objetivo geral do encontro: “Queremos uma chuva de idéias para formalizar um plano de governo para a família acreana”. Candidato ao Senado, Edvaldo Magalhães enalteceu o fato de que a FPA está sempre se renovando, mesmo depois de passados 12 anos da chegada ao poder o que, segundo ele, a oposição não consegue entender. Apontando o grande salto que o Estado alcançou com o IDEB, ficando entre os dez melhores do Brasil, Edvaldo sinalizou: “O caminho que começamos a trilhar 12 anos atrás começa a mostra resultados”.

Reunião constrangedora

Candidato ao Senado, Jorge Viana relembrou que em 1990 quando concorreu pela primeira vez ao governo, sua primeira reunião no vale do Juruá aconteceu ali mesmo no auditório do Seminário Menor, em que cerca de 15 presentes o olhavam de maneira desconfiada. Ele relembrou o trabalho feito nestes doze anos pela união do Acre.

O ex-governador também afirmou a posição da FPA por uma campanha limpa, sem xingamentos, sem baixarias. Historiando o que de bom aconteceu neste período, Jorge Viana analisou que a FPA deu o primeiro passo, mas agora é seguir em busca da independência econômica, o que vai ser a motivação principal do Governo de Tião Viana e César Messias. Jorge Viana também falou de seu empenho em eleger Edvaldo ao Senado, lembrando que ele é fiel companheiro, desde o início fazendo parte do projeto da FPA.

O senador Tião Viana ressaltou que teve muitas alegrias em seu mandato contribuindo com o governo do Acre, mas talvez o maior de todos seja o resultado obtido pelo Estado no IDEB. Ele lembrou que a Estrada do Pacífico, que ligará o Acre ao litoral peruano, já está quase concluída; a BR-364 está a apenas um verão de sua conclusão; a integração regional com países vizinhos avança, tudo contribuindo para o deslocamento do eixo econômico da capital para o interior.

Ele explicou que o principal projeto da Frente Popular para os próximos anos é a busca da independência econômica das comunidades, via industrialização. Para Tião Viana, a recente criação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) acreana é o primeiro passo da concretização da industrialização do Acre. (Assessoria FPA).

Nenhum comentário: