terça-feira, 20 de julho de 2010

Ibope confirma favoritismo de Tião Viana para o governo


O senador Tião Viana (PT-AC), candidato da Frente Popular do Acre (FPA) ao Governo do Estado, se as eleições fossem hoje, seria eleito governador com 63% dos votos. Seu principal adversário, o candidato do PSDB, Tião Bocalom, teria apenas 18% dos votos. O terceiro candidato na disputa pelo Governo do Estado, Antônio Gouveia, o “Tijolinho”, do PRTB, teria 2% dos votos. Os votos brancos e nulos totalizam 4%. Os indecisos somam 13%.


Petista seria eleito com 63% dos votos, enquanto candidato tucano ficaria com 18%

A margem de erro é de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos. Os números foram extraídos de uma pesquisa realizada pelo Ibope encomendada pela Federação das Indústrias do Acre (Fieac) e realizada entre os dias 12 e 14 de julho de 2010, com 602 entrevistas em todo o estado. A pesquisa também ouviu os entrevistados sobre a disputa presidencial e sobre a confiança e o nível de aceitação dos governos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do governador Binho Marques, além de tentar identificar as intenções de votos para as duas vagas para o Senado. O governador Binho Marques faz um governo com quase 90% de aceitação popular. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo nº 6306/2010, e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 19641/2010.

Jorge lidera para o Senado com 67% e Edvaldo Magalhães está tecnicamente empatado com Petecão

Na pesquisa, o ex-governador Jorge Viana lidera as intenções de votos para o Senado, com 67% de aceitação. Em segundo lugar aparece o candidato oposicionista do PMN, o deputado federal Sérgio Petecão, que teria 31%, seguido de muito perto por Edvaldo Magalhães, do PC do B, parceiro de Jorge Viana na chapa da Frente Popular. Magalhães teria 27%, enquanto o peemedebista João Correia, companheiro de chapa de Petecão e Tião Bocalom, tem 11% das intenções de voto. Eleitores indecisos totalizam 26%. Votos em branco ou eleitores que declaram intenção de anular voto somam 5%. Os quatro por cento que separam Magalhães de Petecão é considerado empate técnico.

O Ibope também fez uma simulação espontânea, quando os candidatos são citados nominalmente pelos entrevistados com a apresentação de disco contendo os nomes dos candidatos. Assim, o percentual de eleitores indecisos é de 67%, índice considerando comum porque esta é a primeira semana da campanha eleitoral propriamente dita. Outros 3% dos eleitores declararam votar em branco ou nulo. Espontaneamente, Tião Viana é o mais citado, com 20%, enquanto Bocalom fica 7%.

Bocalom e “Tijolinho” lideram índices de rejeição

A pesquisa também tem simulação para uma improvável hipótese de segundo turno. Neste caso, Tião Viana lidera com 66% das intenções de voto, enquanto que o tucano tem 18%. Os votos brancos e nulos totalizam 4%. Eleitores indecisos, 11%.

Os candidatos ao governo Tião Bocalom e Antônio Gouveia Tijolinho são os campeões de rejeição. Respectivamente, tem 38% e 37% dos eleitores que declararam não votar de jeito nenhum nesses candidatos. Em relação à Viana, este índice é de 16%.

Serra lidera corrida presidencial no Acre

De acordo com os números, se a eleição fosse hoje, no Acre, o candidato à Presidência pelo PSDB, José Serra, teria 39% dos votos. Já a candidata do PV, Marina Silva, seria a segunda colocada, com 29%, enquanto a petista Dilma Roussef ficaria com 16%. Os eleitores que declararam votar em branco ou nulo são 4% e os indecisos correspondem a 9%.

Já na pergunta espontânea, quando não são apresentados ao entrevistado os nomes dos candidatos à Presidência da República, o candidato do PSDB aparece com 21%, Marina Silva tem 15%, e Dilma Roussef aparece com 9%. O índice de eleitores que declaram estar indecisos é de 51%.

Na hipótese de um segundo turno com Dilma Roussef, José Serra tem 59% das intenções de voto, enquanto a candidata petista aparece com 26%. Indecisos são 10%.

Candidato da FPA diz que recebe números com humildade

Assim que soube da divulgação dos números da pesquisa, através do presidente do sistema Fieac, Francisco Salomão, o senador Tião Viana falou à imprensa como candidato a governador favorito na disputa:

- Recebo esses números com alegria, mas também com muita humildade. Estou orientando a minha assessoria a manter a humildade e o trabalho árduo como exercício. Apesar desses números favoráveis, defendo que é necessário continuar trabalhando muito, acordando muito cedo, ainda com escuro, e indo dormir bem tarde, para assim podermos conversar com o maior número de pessoas possíveis. Acho que assim vamos fazer um plano de governo ouvindo todos os setores e manter aquilo que sempre defendemos, o princípio da união política – disse.

Sobre os números aparentemente desfavoráveis à candidata apoiada pela FPA, a ex-ministra Dilma Roussef, Tião Viana acrescentou:

- Creio que quando a campanha começar no rádio e na televisão, quando a população acreana tomar conhecimento de que ela era a principal ministra do presidente Lula e que é a responsável pelas grandes transformações que este país está vivenciando, ela terá seu merecido valor reconhecido. É só uma questão de tempo.

Para que o deputado Edvaldo Magalhães ultrapasse seu principal concorrente para o Senado, de acordo com Tião Viana, também é só uma questão de tempo:

- A campanha começou oficialmente no dia seis de julho. Temos menos de 15 dias de trabalho de campanha, menos de 15 dias anunciando o Edvaldo como nosso segundo senador. Quando a população tomar conhecimento de que ele é imprescindível para a continuidade do trabalho da Frente Popular, ele será indiscutivelmente eleito.

Agenda 20 07 2010

Inauguração do Comitê Central de Campanha - Avenida Brasil, na frente da Catedral Nossa Senhora de Nazaré

15 horas - Gravação de entrevista para a TV Gazeta

Assessoria de Imprensa do Comitê Tião Viana Governador



Nenhum comentário: