quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Missionário Americano que Participou na Missão Apolo 11 Garante que o Homem Foi à Lua


Flaviano Schneider
No último dia 20 de julho fez 41 anos da viagem da Apollo 11 à Lua levando três astronautas americanos. A data coincidiu com a visita a Cruzeiro do Sul do engenheiro aeroespacial Jack Tull que ajudou a construir o terceiro estágio do foguete Saturno que levou a nave Apollo 11 à Lua, tendo trabalhado durante 25 anos na Aeronáutica na área de mísseis, foguetes e naves espaciais. Jack também participou da Guerra do Vietnã, onde foi diretor do programa de testes de um avião ‘especial’ e chegou a ser perseguido por um avião vietnamita.

Depois da guerra acabou por tornar-se pastor evangélico e junto com a esposa Grace passou a dirigir escolas bíblicas na Birmânia e Tailândia para o grupo étnico Karen. Em seguida, começou a implantar escolas bíblicas na Ásia, África e América do Sul que hoje totalizam 180. Em 2009, chegou ao Amazonas onde, na capital Manaus, fundou sete escolas bíblicas. Decidiu então conhecer o Sudoeste da Amazônia, passou por Rondônia e chegou ao Acre finalmente no Vale do Juruá.
Em Cruzeiro do Sul iniciou contatos com igrejas locais que tenham interesse em ministrar o curso. Jack que é membro da igreja Shekinah Worship Center (Centro de Adoração Shekinah) fornece o material do curso que pode ter dois ou quatro anos e consiste no estudo através de manuais e leitura de 14 livros. A escola prepara pessoas cristãs para evangelização em áreas remotas e é mantida por contribuições particulares. Os professores são voluntários.
O homem foi ou não foi à lua?
Muita gente duvida que o homem tenha pisado na Lua em 1969, entre eles cientistas, esotéricos, estudiosos de qualquer natureza, as pessoas simples, por todo lugar tem gente que não acredita na história. Muitos consideram que seria uma afronta a Deus. Outros que foi uma montagem de TV em locais desertos. Para outros, se o homem chegou à Lua, foi só nos fundos dela, na parte virada para a Terra e não foi à parte da Lua que está virada para o espaço, que seria o lado realmente interessante.
E o que acha Jack Tull dessa dúvida popular? “Eu sei que o homem foi a à Lua, disse, eu participei do projeto” – disse. Para ele nem sempre as pessoas acreditam naquilo que é realmente verdade. Jack alegou que na Inglaterra existe uma sociedade que ainda hoje não aceita que a Terra é redonda e sim que ela é chata. Ante sua certeza apelei. “Porque os americanos nunca mais voltaram lá, será que se esqueceram como se vai lá?
Respondeu que é muito caro e para que isso aconteça tem que haver um desejo nacional, a Nação tem que querer isso e atual administração norte-americana não tem essa visão de exploração espacial.

Nenhum comentário: