sábado, 4 de setembro de 2010

Binho inspeciona obras em Cruzeiro do Sul e reafirma compromisso com desenvolvimento do Juruá


O governador Binho Marques cumpriu agenda de inspeção de obras em Cruzeiro do Sul. Na Arena do Juruá, o governador esteve acompanhado de desportistas e craques do passado, como Edvan Marques, presidente do Nauas Esporte Clube; José Rosas, ex-lateral esquerdo do NEC; Raimundo Cardoso, o Pitomba, que na década de 1980 atuou como ponta-direito do NEC, e Manoel Baraúna, o Manduca, considerado um dos melhores jogadores na história do futebol do Vale do Juruá, além de atletas juvenis do Cruzeiro Futebol Clube e ativistas do esporte naquela região.
"É uma obra à altura do povo do Juruá", diz governador sobre estádio que está sendo construído na região

O governador Binho Marques cumpriu agenda de inspeção de obras em Cruzeiro do Sul. Na Arena do Juruá, o governador esteve acompanhado de desportistas e craques do passado, como Edvan Marques, presidente do Nauas Esporte Clube; José Rosas, ex-lateral esquerdo do NEC; Raimundo Cardoso, o Pitomba, que na década de 1980 atuou como ponta-direito do NEC, e Manoel Baraúna, o Manduca, considerado um dos melhores jogadores na história do futebol do Vale do Juruá, além de atletas juvenis do Cruzeiro Futebol Clube e ativistas do esporte naquela região.

A obra encontra-se na fase de acabamento de interior, cultivo de grama para plantio em cerca de 40 dias, cobertura das cabines e tribunas de honra e implantação do acesso ao estádio. "É uma obra à altura do povo do Juruá", disse o governador, agradecendo a presença dos desportistas. "Quero agradecer por vocês terem vindo, trazendo bons fluídos para cá", completou.

O governador constatou que as obras estão em ritmo acelerado, dentro da qualidade exigida pelo Estado e somente não serão entregues na data esperada de 28 de setembro, aniversário de Cruzeiro do Sul, por causa da grama. O tempo seco levou a empresa fornecedora da grama a desistir de trazê-la da região Sudeste e cultivar a planta em um viveiro construído especialmente para esse fim.

O sistema de dreno é dos mais avançados e já mostrou que funciona muito bem no período de chuva com o escoamento rápido da água de chuva, evitando acúmulo no gramado. A rega da grama é feita com aspersores embutidos que são acionados em horários programados. A rede está ao entorno de todo o campo e, de acordo com o secretário de Obras, Eduardo Vieira, é muito eficiente. "Se chover, imediatamente fica seco", explicou.

O gramado é semelhante ao europeu, mas no Acre há a vantagem do clima, situação que aliado à qualidade da grama selecionada, coloca o estádio entre os melhores da região norte. A Arena do Juruá integra um complexo de equipamentos em que se envolvem quatro convênios que somam mais de R$ 18 milhões.

A Arena do Juruá tem o mesmo padrão da Arena da Floresta, em Rio Branco, construída dentro das normas exigidas pela Federação Internacional de Futebol (Fifa). O estádio conta com a proteção de um sistema de pára-raios dos mais modernos. No vestiário, os atletas têm à disposição uma piscina de hidromassagem e gramado sintético para aquecimento. O estádio conta com elevador adequado à portadores de necessidades especiais e a arquibancada contém medidas que atendem aos cadeirantes.

Projeto atende às mais novas regras da Fifa

A Arena da Floresta foi construída dentro de padrões internacionais e das regras da Fifa. A Arena do Juruá é diferente porque contempla o que há de mais atual nas regras das obras de futebol. O projeto foi elaborado pela mesma equipe técnica que idealizou a Arena da Floresta, assegurando semelhante qualidade para o gramado, inclusive. O espaço da Arena do Juruá - com belíssima vista para a floresta de buritizais que circunda a região -terá um local destinado à realização de grandes eventos, como exposições e shows. A capacidade da Arena deve ser de até 20 mil pessoas quando completadas todas suas fases. Nesta etapa, a obra da Arena do Juruá está gerando 115 empregos diretos.

O QUE ELES DISSERAM

Este estádio só veio a somar no Vale do Juruá. É uma grande conquista nossa. E vai ser de grande valia para o futuro do esporte na região. Estão de parabéns o governo do Estado e a população.
Antônio Costa, presidente do Cruzeiro Esporte Clube

Para nós cruzeirenses é um orgulho ter um estádio desses. Há muito tempo a gente almejava algo assim, nem que fosse simples, mas esta obra está ficando de primeira qualidade e seria um orgulho em qualquer cidade do Brasil. Os atletas de agora e do futuro vão lucrar muito.
Manoel Bezerra, o Manduca, craque do passado

Eu sou de Brasília e garanto que lá só tem um estádio com esta estrutura. Parabéns à população e aos jogadores de futebol que poderão praticar seu esporte em melhores condições.
Fábio Pinto, jogador de futebol profissional, meio campo do Náuas Futebol Clube

Escrito por Edmilson Ferreira
Fotos: Gleilson Miranda/Secom

Nenhum comentário: