quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Família de ribeirinhos sofre atentado no rio Juruá

O agricultor José Anasildo de Melo, de 37 anos, estava conduzindo uma embarcação com cerca de 9 nove pessoas vinda do mirim, quando por conta de um defeito mecânico, encontrou dificuldades de chegar as margens do rio Juruá.
O agricultor José Anasildo de Melo, de 37 anos, estava conduzindo uma embarcação com cerca de 9 nove pessoas vinda do mirim, quando por conta de um defeito mecânico, encontrou dificuldades de chegar as margens do rio Juruá. Neste momento, segundo ele, avistou outra embarcação com homens desconhecidos, que ao se aproximarem os atacaram com violência, fazendo com que todos fossem lançados na água.

A agricultora Ercília Gomes, de 35 anos, foi uma das vitimas atacadas. Segundo ela, o momento foi aterrorizante. A impressão que teve foi que todos iriam morrer. A sorte, segundo ela, veio quando os moradores próximos ao local auxiliarem na retirada deles da água. “fomos tiradas da água puxadas pelos cabelos, já quase mortas. Minha mãe tem mais de 60 anos, ela só não morreu porque meu marido a segurou todo o tempo que estávamos no rio.”

As vítimas já estiveram na Delegacia de Polícia para prestarem depoimentos sobre o ocorrido e tentar encontrar os possíveis acusados que ainda não foram identificados.
Dayana Maia

Nenhum comentário: