segunda-feira, 6 de setembro de 2010

APOSENTADA MORRE ATROPELADA AO TENTAR ATREVESSAR AVENIDA

O acidente aconteceu na Avenida Copacabana. A aposentada de 77 anos, Expedita Ferreira saía de uma igreja próximo a residência dela quando resolveu atravessou a rua foi atropelada por uma motocicleta em alta velocidade.
O acidente aconteceu na Avenida Copacabana. A aposentada de 77 anos, Expedita Ferreira saía de uma igreja próximo a residência dela quando resolveu atravessou a rua foi atropelada por uma motocicleta em alta velocidade.O acidente de trânsito ocorreu por voltas das 17h30 de sábado (4), a aposentada da Igreja Católica Nossa Senhora do Rosário, quando foi atingida pela motocicleta modelo CG 150, conduzida por Paulo Rebouças, 19 anos.

“Estava dentro da casa quando ouvi o som de uma colisão. E quando fui olhar na varanda percebi que era a minha amiga que tinha sido atropelada. Ainda tentamos conversar com ela, mas a Expedita apenas mexeu com a cabeça. Não sei como isso foi acontecer, porque ela era acostumada a atravessar a rua aqui e sempre ficava muito atenta. Mas sei que a velocidade aqui é demais. Já estava com medo e depois disso estou evitando até de sair de casa”, exclamou muito entristecida a aposentada de 78 anos, Maria do Carmo, amiga da vítima.

O condutor da motocicleta modelo logo após o corrido, tentou fugir, mas acabou levando um soco no rosto por uma testemunha, no intuito de impedir que ele evadisse do local até a chegada dos policiais.

Segundo informações da 1ª Ciretran, o motociclista portava apenas uma licença para dirigir (PPD), documento que vem antes da Carteira Nacional de Habilitação, esta que provavelmente será caçada.
Uma equipe do Serviço Móvel de Urgência (SAMU) prestou atendimento a vitima que não resistiu a gravidade dos ferimentos e veio a óbito no Pronto Socorro. Ela sofreu traumatismo e fraturas expostas nos braços e pernas.

Os números de vitimas fatais no trânsito de Cruzeiro do Sul a cada ano que passa assusta mais a população e os órgãos fiscalizadores. Somente no ano de 2009, foram registrados 11 óbitos. Até o mês de setembro deste ano o número já chega a décima vitima fatal.

Dayana Maia

Nenhum comentário: