domingo, 31 de outubro de 2010

Prefeitura de Cruzeiro do Sul leva abastecimento de água para bairros afastados da cidade

São bairros e comunidades localizados nas áreas periurbanas ou rurais de Cruzeiro do Sul, onde seus moradores sempre enfrentaram dificuldades para conseguir água. O trabalho realizado até agora, já diminuiu significativamente o sofrimento de donas de casa que chegavam a transportar água em baldes por mais de meio quilômetro.
“Eu moro aqui há 26 anos e só existiam promessas. Quantas vezes cheguei a vê mães de família descendo e subindo ladeiras com baldes na cabeça. Aqueles que tinham mergulhões, os ladrões levavam e os que permaneciam, os donos tinham que enfrentar a conta absurda de energia elétrica porque o consumo aumentava. Hoje eu agradeço muito a Deus e ao prefeito Vagner Sales porque foi o único que olhou por nós”, comenta dona Osmarina, umas moradoras mais antigas do Bairro Santa Terezinha localizado a cerca de 5 quilômetros da cidade.

Ações semelhantes a do Bairro Santa Terezinha com instalação de redes e ligações domiciliares, também foram realizadas pela Secretaria Municipal de Obras no Bairro Tiro ao Alvo, Boca do Môa, Miritizal,Centrinho, Deracre e Comunidade Praia Grande. Alguns desses bairros ficam localizados em áreas atingíveis pelas enchentes dos rios, onde a falta de água potável ocasionava vários problemas de saúde para os moradores, como é o caso do Bairro Boca do Môa que fica inundado na época chuvosa.

O prefeito Vagner Sales faz questão de lembrar que a responsabilidade sobre o abastecimento de água na zona urbana de Cruzeiro do Sul é do Departamento Estadual de Água e Saneamento (DEAS) que inclusive tem um grande volume de recursos do BNDS para investir na cidade, mas critica a forma como os trabalhos estão sendo conduzidos de abrir ruas em épocas inadequadas e não reparar os danos. “Estamos atentos a isso, queremos as obras, agora não vamos deixar que a população venha a ficar prejudicada”, afirma.

Vagner Sales explica que mesmo não sendo responsabilidade do município a Prefeitura tem realizado investimentos em algumas áreas mais críticas onde a população é mais prejudicada. Ele cita o exemplo do Bairro do Remanso que mesmo fazendo parte da zona urbana a Prefeitura teve que socorrer os moradores. “Água de boa qualidade é saúde para a nossa população. Nesses locais mais afastados da cidade, os moradores viviam tirando água de cacimbas muitas vezes tendo que caminhar muito tempo transportando manualmente os vasos de água. Se Deus quiser vamos receber mais recursos de emendas parlamentares e outras comunidades serão atendidas como é caso do Bairro Nova Olinda que também fica distante da cidade”, explica.
Assessoria

Nenhum comentário: