quinta-feira, 14 de outubro de 2010

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE REALIZA CAMPANHA DE COMBATE À SÍFILIS

O Dia Nacional de Combate à Sífilis é comemorado neste dia 17 de outubro. Este ano, o tema está voltado para a diminuição de casos envolvendo sífilis congênita. A secretaria de saúde de Cruzeiro do Sul realizou durante toda esta semana, coleta de exames nos posto de saúde. A Campanha está sendo encerrada nesta sexta-feira.
O Dia Nacional de Combate à Sífilis é comemorado neste dia 17 de outubro. Este ano, o tema está voltado para a diminuição de casos envolvendo sífilis congênita. A secretaria de saúde de Cruzeiro do Sul realizou durante toda esta semana, coleta de exames nos posto de saúde. A Campanha está sendo encerrada nesta sexta-feira.

Como forma de alertar as mulheres quanto aos cuidados durante a gestação, além da importância da prevenção antes mesmo da gravidez a Secretaria Municipal de Saúde desde o dia 11 trabalha nas unidades municipais recolhendo exames de mulheres entre 10 e 49 anos.

O objetivo da ação é suavizar o preconceito em relação às doenças sexualmente transmissíveis (DST) e ainda mobilizar o poder público e a sociedade civil organizada para ações que tendam à diminuição da sífilis congênita, que é passada da mãe para o bebê. "Tivemos gestantes no ano de 2009 que acabaram tendo sífilis e não sabiam, ou não foram diagnosticadas, ou não foram tratadas adequadamente no pré-natal. Fato que fez com que seus filhos nascessem com sífilis congênita. Neste ano de 2010, já registramos mães infectadas, mas conseguimos impedir que o bebê fosse contaminado. Por isso, a necessidade de evitar a doença em tempo hábil”, enfatizou Leia Oliveira, Secretária Municipal de Saúde.

A doença tem cura, quando o tratamento é realizado de forma adequada. O tratamento consiste no uso de penicilina, disponível na rede pública de saúde. Se a doença não for tratada adequadamente durante a gravidez, pode provocar a morte do bebê, ou deixar seqüelas, como má formação óssea, surdez e problemas neurológicos.
Estima-se que hoje existam cerca de 48 mil novos casos de sífilis congênita a cada ano no país, embora só sejam notificados 4,5 mil casos.
Dayana Maia

Nenhum comentário: