quarta-feira, 3 de novembro de 2010

DETRAN E SEE FIRMAM CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA

O artigo 140, II, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), determina que os condutores devam "saber ler e escrever". Com base no inciso e no fato e no lato índice de pessoas com baixo grau de instrução foi assinado um convênio entre a Secretaria de Estadual de Educação e Departamento Estadual de Trânsito do Acre.


Dayana Maia

O artigo 140, II, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), determina que os condutores devam "saber ler e escrever". Com base no inciso e no fato e no lato índice de pessoas com baixo grau de instrução foi assinado um convênio entre a Secretaria de Estadual de Educação e Departamento Estadual de Trânsito do Acre. O objetivo do acordo e oferecer o domínio da escrita a condutores que têm dificuldades na escrita durante os procedimentos de expedição de novas licenças para dirigir.
Para o diretor, Reginaldo Pratesé, o convênio é fundamental, porque além cooperar na renovação da CNH contribui ainda para redução do problema social dos cidadãos. "Ao estar matriculado o candidato renovará o documento, ficando condicionado à conclusão do curso para em seguida constar como definitivo no sistema", ressalta Prates.
O DETRAN decidiu promover a iniciativa baseado principalmente na constatação de inúmeros episódios de condutores com dificuldade na leitura e escrita, visto que no passado, a legislação não tinha critérios deliberados a serem regularizados.
A Secretaria de Educação montará uma cooperação técnica e pedagógica para as turmas de alfabetização de jovens e adultos, por meio do Programa Mova/Alfa 100.

O Movimento de Alfabetização do Acre teve início no ano 2000, e, após três anos foi implantado o Programa Alfa 100, que trata-se de um programa em parceria com o MEC, com duração de 8 meses, tendo 2 horas de aula por dia, totalizando 320 horas.

Nenhum comentário: