quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Escola Madre Adelgundes Becker executa projeto de conscientização sobre a necessidade de preservação

‘Vamos salvar o rio Juruá'. Com esta palavra de ordem os estudantes do Ensino Fundamental e Médio da Escola Estadual Madre Adelgundes Becker, situada no bairro Miritizal, à margem direita do rio, em Cruzeiro do Sul, passaram duas semanas em atividades de conscientização conversando com ribeirinhos, catraieiros e outros que trabalham ou transitam pela imensa praia que se forma no verão.


Em apenas um dia foram coletados 50 sacos de lixo



‘Vamos salvar o rio Juruá'. Com esta palavra de ordem os estudantes do Ensino Fundamental e Médio da Escola Estadual Madre Adelgundes Becker, situada no bairro Miritizal, à margem direita do rio, em Cruzeiro do Sul, passaram duas semanas em atividades de conscientização conversando com ribeirinhos, catraieiros e outros que trabalham ou transitam pela imensa praia que se forma no verão. Outra ação foi a distribuição de adesivos com a frase: ‘Seja consciente não jogue lixo no rio'.

E não apenas a conscientização; os alunos se dispuseram a recolher o lixo acumulado na praia e se espantaram com a quantidade recolhida. Somente em um dia foram recolhidos mais de 50 sacos de lixo com diversos itens como pedaços de isopor, vários tipos de metais, pedaços de madeira, sacos plásticos, etc.

Conta o professor Evanilson Almeida, um dos coordenadores, que a ação é parte da execução de um projeto idealizado pela professora Fernanda Márcia Almeida, que, por ser aluna do urso de Biologia da UFAC-Campus Floresta, buscou a parceria da universidade, especialmente do curso de Biologia. O projeto encerrou neste fim de semana, ocasião em que a professora Valquíria Garrote, do curso de Biologia, proferiu uma palestra.

O professor explica que a Escola decidiu realizar o projeto devido à carência que as pessoas da região têm com relação à coleta de lixo e escolheu para realizar na beira do rio porque o rio Juruá tem sofrido grandes danos em suas margens e no seu leito. "É surpreendente os danos que o rio vem sofrendo por conta da ação humana", constata.
Em depoimento, alunos destacam a importância da preservação

É muito importante este projeto. Estamos retirando o lixo da margem do Juruá; é bom para o rio, para nós do Miritizal e para o pessoal da cidade também. Já recolhemos muito lixo, mas no ano passado tinha mais quando fizemos a mesma atividade.
Geovani Silva de Souza, 2º ano, EM

Já juntamos 50 sacos na semana passada e hoje mais de 50. Já foi um adianto. Acho que está faltando um pouco de consciência nas pessoas. Se o rio começar a secar e o povo jogar lixo nele, como será?
Anabele Souza dos Santos, 2º ano, EM

Moro no Miritizal desde que nasci. Este projeto é importante não só para nossa comunidade, mas para toda a cidade. É muito legal limpar o nosso rio e preservar o meio ambiente. Temos que preservar o meio ambiente para o futuro, para nossos filhos, para as pessoas que virão.
Karine Lima Silva - 1º ano

Moro no Miritizal desde criança e vejo que o lixo vem aumentando ao longo dos anos. As pessoas mesmo sabendo, ainda assim jogam lixo no rio e nas margens. A gente quer que as pessoas se conscientizem para que não façam mais isso.
Maria da Glória 2º ano, EM

Fotos Onofre Brito SECOM

Nenhum comentário: