quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Polícia abre inquérito para responsabilizar taxistas que agrediram assassino de colega



Os taxistas responsáveis pelas agressões contra Paulo Roberto de Araújo Campelo Filho, o Cuca, que matou no dia 10 de dezembro de 2009, o também taxista, Abílio Simão Pereira, serão indiciados criminalmente. O delegado Elton Futigami instaurou inquérito para apurar a responsabilidade de cada um que participou do espancamento praticado no dia em que o rapaz foi capturado na estrada de acesso à comunidade do rio Gama.

Mazinho Rogerio
Foto Aureo Neto

Os taxistas responsáveis pelas agressões contra Paulo Roberto de Araújo Campelo Filho, o Cuca, que matou no dia 10 de dezembro de 2009, o também taxista, Abílio Simão Pereira, serão indiciados criminalmente. O delegado Elton Futigami instaurou inquérito para apurar a responsabilidade de cada um que participou do espancamento praticado no dia em que o rapaz foi capturado na estrada de acesso à comunidade do rio Gama.

Paulo Roberto assassinou Abílio Simão Pereira de forma brutal, com oito facadas no peito, após solicitar os serviços do taxista. O crime revoltou os colegas de trabalho da vítima que prenderam e lincharam o responsável pelo crime.

Segundo Futigami, um grupo formado por oito ou dez colegas de trabalho do taxista Abílio estava no momento da captura de Cuca, mas nem todos participaram diretamente das agressões. As investigações que estão em andamento têm como finalidade identificar os envolvidos e a ação praticada por cada um nas lesões provocadas à vitima.

Até agora o delegado já interrogou 5 dos taxistas que faziam parte do grupo, mas apenas um foi indiciado, de nome Daurimar, por ter sido o único que Cuca reconheceu e denunciou durante o depoimento à polícia. “Os outros quatro estavam no momento, mas não existem provas de que eles também praticaram as agressões. Alguns até tentaram impedir que o rapaz fosse espancado” – ressaltou Futigami.

No entanto, o delegado afirma que todos que tiverem participação comprovada no linchamento serão autuados e responderão pelo crime de lesão corporal. “O primeiro exame de corpo de delito indica que houve lesão corporal de natureza grave. Mas, para que isso possa ser atestado, esperamos o resultado de outro laudo que só pode ser feito após 30 dias” – informou.

“Tudo em ordem para avançarmos muito este ano” - garante Burica



No primeiro ano de administração o prefeito Francisco Ernilson de Freitas, Burica, afirma que já fez os ajustes necessários para que o município de Rodrigues Alves possa se desenvolver nos próximos três anos de acordo com o que foi planejado pelo seu governo. Os avanços na educação, na saúde, no apoio à produção rural e em outros setores foram significativos em 2009, mas, o prefeito destaca como meta principal atingida a organização da prefeitura para implementar as ações com mais intensidade a partir deste ano.

No primeiro ano de administração o prefeito Francisco Ernilson de Freitas, Burica, afirma que já fez os ajustes necessários para que o município de Rodrigues Alves possa se desenvolver nos próximos três anos de acordo com o que foi planejado pelo seu governo. Os avanços na educação, na saúde, no apoio à produção rural e em outros setores foram significativos em 2009, mas, o prefeito destaca como meta principal atingida a organização da prefeitura para implementar as ações com mais intensidade a partir deste ano.

Para iniciar a gestão o prefeito Burica afirmou que foi necessária a criação de novas secretarias importantes para o município como, de Meio Ambiente e de Agricultura. Além disso, foi preciso a negociação de dívidas herdadas da gestão anterior com a ELetroacre, com a Previdência Social e outras que implicavam em uma situação de inadimplência para a prefeitura e, conseqüentemente, dificultavam a liberação de recursos dos ministérios para o município.

“No primeiro ano a gente entra em uma administração ainda um pouco inexperiente, mas aprendi muito nesses 12 meses de mandato e consegui colocar tudo em ordem para avançarmos muito nos próximos anos. Agora estamos com a casa arrumada e as contas em dias, para realizarmos grandes ações para melhorar a vida da população de Rodrigues Alves” – garante Burica.

O prefeito destaca que apesar das dificuldades enfrentadas, foi possível, além de organizar a prefeitura, executar ações na área da educação com reforma e construção de escolas, manter regularidade na merenda escolar, oferecer transporte para os alunos das comunidades rurais e instalar laboratórios de informática em unidades de ensino em diversas comunidades.

Os investimentos na área de saúde foram direcionados para a manutenção das unidades básicas com profissionais e medicamentos para atender a população e com a execução de projetos itinerantes nas comunidades distantes da cidade. “Graças ao apoio que tivemos de vários parceiros como o senador Tião Viana, o governo do estado e o Exército, foi possível levarmos atendimento para milhares de pessoas que muitas vezes nunca tinham sido assistidas por um médico” – ressaltou o prefeito.

O maior desafio para o prefeito Burica em seu primeiro ano de mandato foi à recuperação de ramais e a assistência aos agricultores para o escoamento da produção. Rodrigues Alves é o município do Juruá com a maior extensão de ramais e para realizar os serviços de recuperação a prefeitura teve que trabalhar dia e noite aproveitando o curto período de estiagem. Entretanto, praticamente 100% das estradas de acesso as comunidades foram recuperadas. O escoamento da produção ficou um pouco prejudicado por conta de que o município não dispunha de caminhões suficientes para atender a demanda.

“Recebemos apenas dois caminhões e todos quebrados. Para consertarmos gastamos muito e houve certa demora. Mas, mesmo assim, fizemos o possível para não deixar nossos produtores sem condições de trazer seus produtos para vender na cidade”- afirmou.
A expectativa é que esse ano os produtores tenham uma atenção melhor já que a prefeitura aguarda a chegada de novos carros que vão facilitar o escoamento da produção.

Burica garante que 2010 será um ano de grandes projetos para Rodrigues Alves. O prefeito destacou alguns que já estão com recursos garantidos. “Vamos fazer de Rodrigues Alves um canteiro de obras. Temos ações a serem executadas em diversas áreas como projetos para construção de um porto de uma emenda do deputado Henrique Afonso, outro da ordem de R$ 800,00 para pavimentação de ramais, estamos construindo dez barcos para transporte dos ribeirinhos, temos um convenio com o governo do estado para a pavimentação de ruas em tijolo, outra emenda do deputado Gladson Cameli de R$ 800,00 para pavimentação em asfalto, vamos construir um novo hospital, mais um posto de saúde e reforma o que já existe, já temos recursos para a construção de casas do artesanato e do idoso, vamos construir uma agroindústria para fabricação de doces de banana, já foi feita a licitação de um convênio com o governo para a construção de um canal na cidade e outros projetos que vão transformar o nosso município” – anunciou.